Car.blog.br

Pesquisar este blog

SF90 Stradale híbrida é a mais potente Ferrari da história

Categorias: , 22 Comentários

A Ferrari revelou o mais avançado, e mais rápido carro de rua que já produziu: o SF90 Stradale.

Ferrari SF90 Stradale híbrida

Descrito como um marco na história da Ferrari pelo CEO Louis Camilleri, o novo modelo topo de gama é também o primeiro híbrido plug-in de produção em série da Ferrari. É o segundo de cinco novos modelos a serem apresentados este ano - um lançamento de produtos “sem precedentes”, de acordo com a empresa italiana.


Ferrari SF90 Stradale híbrida

Apelidado de Projeto 173 durante o desenvolvimento, o nome da produção é retirado do carro 2019 de Fórmula 1 da empresa e, por sua vez, faz referência a 90 anos desde que a Scuderia Ferrari foi fundada. Ao contrário do LaFerrari, a produção é limitada apenas ao montante que a empresa pode vender, com 2000 clientes de todo o mundo alinhados para vê-lo hoje à noite.

Motor e desempenho

O número mais significativo para o SF90 Stradale é 1000. Esse é o número total de cavalos que o powertrain gasolina-elétrico faz: 36 cv mais do que o LaFerrari e mais de qualquer Ferrari de rua construído.

Ferrari SF90 Stradale híbrida

O coração do carro é o premiado V8 twin-turbo da Ferrari, com 3990cc. Engenheiros afirmam um redesenho completo, incluindo novos sistemas de combustão, admissão e escape, enquanto um cabeçote de cilindro estreito.

Ferrari SF90 Stradale híbrida

A saída resultante do motor sozinho é 769 cv, com 800 Nm de torque a 6000rpm. O novo design do motor, no qual o turbocompressor é montado mais abaixo, resulta em um centro de gravidade mais baixo.

Complementando o V8 há um trio de motores elétricos - dois montados na frente e um montado na traseira entre o motor e a caixa de câmbio, oferecendo tração nas quatro rodas. Todos os três geram um total de 231 cv para totalizar 1000 cv. Eles são alimentados por uma bateria de íons de lítio relativamente pequena (7,9 kWh) que faz com que o SF90 Stradale seja capaz de funcionar com uma autonomia de apenas 16 quilômetros, a uma velocidade de até 84 km / h. A bateria pode ser carregada ou conectando-a (nenhum tempo de carregamento foi revelado) ou usando o motor como um gerador.

Os dois sistemas de energia são canalizados através de uma nova caixa de velocidades automática de dupla embreagem de oito velocidades. Tudo isso resulta em um tempo de 0 a 100 km/h em 2,5 segundos - um recorde para uma Ferrari de rua. Além disso, 0-200 km/h leva 6.7sec, enquanto a velocidade máxima (reivindicou não ser o foco de desempenho principal) é 340 km/h.

O SF90 Stradale fica em uma plataforma recém-desenvolvida. O primeiro chassi multi-material de produção em série da Ferrari, utiliza alumínio e fibra de carbono. O resultado é um peso de 1570 kg - 15 kg a menos do que o LaFerrari, garantindo que o novo carro tenha a melhor relação potência / peso de qualquer carro de estrada da Ferrari até o momento.


Styling e aerodinâmica

Descrito como “um trabalho longo e complexo” pelo diretor de design da Ferrari, Flavio Manzoni, o exterior do SF90 Stradale foi projetado para fornecer o equilíbrio ideal entre manter o estilo, a herança e as proporções das Ferraris clássicas e empregar aerodinâmica avançada.

Dois modelos estão disponíveis no SF90 Stradale: o padrão e o pacote Assetto Fiorano, que visa deixar algum conforto em nome de oferecer melhor ritmo de pista. Ele possui um spoiler traseiro mais alto para maior força descendente, um interior mais despojado e detalhes de fibra de carbono sob medida, resultando em uma redução de peso de 30 kg. Ele também recebe pneus Michelin Cup 2 com um composto sob medida em vez dos pneus Pirelli P Zero do carro padrão.


Interior

Como no resto do carro, o interior do SF90 Stradale é totalmente novo. Mesmo entrando é um processo diferente, com um novo sistema de entrada sem chave incorporando uma chave em forma e estilo como o logotipo da Ferrari e portas que se abrem através de botões.

Ferrari SF90 Stradale híbrida

O painel é dominado por uma interface completamente nova e um painel de instrumentos digital curvo de 16 polegadas. Todas as funções do carro e infotainment são controladas por isso, com apenas um punhado de ícones sensíveis ao toque de cada lado da roda para funções de assistência ao clima e condução.

Ferrari SF90 Stradale híbrida

Um head-up display também apresenta pela primeira vez, mas é o novo volante que é mais significativo. A Ferrari alega que 80% das funções do carro podem ser controladas a partir daqui, citando que “olhos na estrada, mãos no volante” foi uma das principais motivações de segurança durante o desenvolvimento.

Apesar dos avanços tecnológicos, alguns toques clássicos ainda permanecem, incluindo as seleções de marchas embutidas em uma alavanca de câmbio de metal estilo "H-gate".

Detalhes de preços e data de chegada

A Ferrari continua modesta sobre o valor exato do preço do SF90 Stradale, alegando que será revelado na semana que vem, assim que o feedback dos clientes for coletado.

No entanto, o diretor de marketing e comercial Enrico Galliera revelou que o novo carro vai custar “menos do que um La Ferrari, mas mais do que um 812 Superfast”. Os rumores sugerem um preço entre 570.000 e 850.000 euros.

O carro é um modelo de produção em série, com a Galleria alegando que dos 2000 clientes que foram convidados a ver o carro hoje à noite, “a maioria já encomendou um. Qualquer um que pedir agora terá uma longa espera ”. Cerca de 60% dos clientes devem ter pelo menos uma Ferrari.

Ferrari SF90 Stradale híbrida

As primeiras entregas estão prontas para começar na Itália no primeiro trimestre de 2020, com todos os clientes recebendo globalmente seus carros até o verão.

22 comentários:

  1. Com certeza um golf gti é melhor, isso para n apelar e falar.o.quão superior é um up!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema é a desvalorização das ferraris. Muito mais vantagem um Corolla híbrido.

      Excluir
    2. UP TSI >>>>>>>>>>>>>>>> Ferrari

      Excluir
    3. kkkkkk o Up tsi é melhor é só fazer um swapzinho que fica show !!

      Excluir
  2. Estava pensando em comprar essa Ferrari, mas infelizmente no Brasil não vale a pena comprar carro NOVO, vou acho que o Golf GTI usado é uma compra melhor,

    ResponderExcluir
  3. Ferrari é FIAT, FIAT é boqueta, logo Ferrari é boqueta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espera aí que vou me suicidar ali um pouquinho e logo volto...

      Excluir
    2. Kkkkkkkk Comentário perfeito! Tirou as palavras da bunda do C4Qadrúpede

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha os Comentários da página do face que é muito pior hehe

      Excluir
  5. Finalmente os designers de super carros voltaram-se para velha escola italiana, carro belíssimo inclusive no interior, perfeição de linhas e composição do vermelho e preto.

    ResponderExcluir
  6. Mano que Fiat é esse pqp, só perde pra arrancada do super esportivo Polo GTS

    ResponderExcluir
  7. Hecatombe profetizada com sucesso! T Cross 250 tem nela. Fiat boqueta.

    ResponderExcluir
  8. Será que compete com o terzo millennio

    ResponderExcluir
  9. Segundo o asno da bicicleta, UP TSI é melhor...menor por fora maior por dentro...anda mais bebe menos...

    ResponderExcluir
  10. 0-200 km/h quase ao mesmo tempo que o golf gti vai de 0-100 km/h.

    Ou melhor, coloque um golf gti uns cem metros a frente dessa Ferrari e ao largarem simultaneamente a Ferrari vai ultrapassar o golf em menos de 7 segundos.

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Bem desenhado, mas não chega aos pés do verdadeiro esportivo FOX PEPPER.

    ResponderExcluir
  13. Essa Ferrari é linda, mas infelizmente lançaram o Gol Bolinha Vermelho, matador de Ferraris.
    É segue o enterro!

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.