Car.blog.br

Pesquisar este blog

VW Golf 2019 ganha motor 1.4 TSI a câmbio AT-8 nos EUA

Categorias: , , , , 25 Comentários

A Volkswagen of America promoverá alterações na oferta mecânica no Golf vendido nos EUA e Canadá, para a gama 2019.

VW Golf 2019 1.4 TSI Automático-8

O Golf 2019 fabricado no México e vendido nos EUA abandonará o atual motor quatro cilindros turbo 1.8L de 170 cv com transmissão automática AISIN de 6 marchas, por um mais eficiente 1.4 TSI de 150 cv associado com transmissão automática de conversor de torque de 8 marchas - o mesmo conjunto do Novo Jetta Comfortline.

VW Golf 2019 1.4 TSI Automático-8

Apesar da queda de cerca de 20 cv, os consumidores de Golf provavelmente nem perceberão a mudança em termos de performance, já que o torque de permanece o mesmo em 250 Nm. De qualquer forma, o motor 1.8T ainda permanecerá disponível no Golf Alltrack.

VW Golf 2019 1.4 TSI Automático-8

A VW dos EUA também promove mudanças nas opções de caixa de velocidades. O câmbio manual de 5 velocidades que ninguém compra será substituído por um manual de 6 velocidades, enquanto o DSG-6 será substituído por um automático de 8 velocidades.

VW Golf 2019 1.4 TSI Automático-8

As alterações na mecânica do Golf tem como objetivo melhorar o consumo de combustível, que deve superar os 17 km/l do Jetta em estrada.

VW Golf 2019 1.4 TSI Automático-8

Além disso, os Golf 2019, mesmo os modelos básicos agora receberão o sistema de frenagem autônoma de emergência em cidade e monitoramento de ponto cego. Os faróis de LED será de série no hatchback a partir da versão SE.

VW Golf 2019 1.4 TSI Automático-8

A Europa receberá o Golf MK8 já em 2019, mas nas Américas o modelo Mk7 permanecerá por mais alguns anos.

Fonte: Auto Blog

25 comentários:

  1. Respostas
    1. O Golf 8 já tem data de lançamento oficial na Europa, e será em junho de 2019. Mas ele não virá tão cedo ao Brasil.

      Por aqui continuaremos com o Golf 7, mas a VW Brasil prepara alterações na gama de versões e itens, para reposicionamento. O Golf atual terá vida longa no Brasil por conta da Argentina (ao contrário do Focus que já morreu nos EUA e morrerá no Brasil).

      O Golf vende quase 500 unidades por mês na Argentina, um mercado que é 4 vezes menor que o Brasileiro. Corresponde a 1.600 a 2000 unidades por mês no Brasil.

      Então o Golf brasileiro será direcionado à Argentina. Detalhes, a Argentina, em crise, compra 500 unidades do Golf por mês. Se sair da crise, tende a ir para 700. O Golf pode muito bem subir a 600 ou 700 no Brasil, e aí ele é totalmente viável. Um carro nacionalizado, com motor 200 TSI, paga menos impostos.

      Tem grande futuro no Brasil, mas ficaremos com o Mk7. E será vendido no Brasil e na Argentina e em outros mercados da América do Sul, talvez até no próprio México.

      Então, o Golf produzido no Brasil passará a ser vendido na Argentina.

      De mais a mais, Golf é o hatch médio mais vendido do planeta.

      https://www.car.blog.br/2018/06/vw-polo-na-lista-dos-10-carros-mais.html


      O Golf vende 6.000 unidades a cada 2 dias, 5 horas, 7 minutos e 48 segundos.

      Veja, passam-se 2 dias, 5 horas, 7 minutos e 48 segundos, e novos 6000 Golf são vendidos no mundo.

      Qual outro carro faz isso? Nenhum.

      O Golf é um carro premium com preços de revisão de generalista. em média 250 reais por revisão.

      Qual outro carro premium é tão barato de manter? Nenhum.

      O Golf é o carro de mais identidade no planeta. Vc avista um e já sabe que é um Golf.

      Excluir
    2. talvez o golf g8 venha nas versoes eletrica ou hibrida para o brasil, e dizem q somente a vw da alemanha vai faze-lo (pressao do sindicato)!!!

      será q o gte virá por uns 150mil ?

      Excluir
  2. Carlos não curtiu a escolha da VW America de abandonar a melhor caixa do mundo (aisin de 6 marchas)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Frase acima demostra que o missivista é um analfabeto funcional, aqueles 75% da população que lê e não entende. E ele não entende porque não compreende o funcionamento de relação de subordinação restritiva em uma oração subordinada. Ele não percebe que o termo, sem separação por vírgulas, qualificador, restringe o âmbito de abrangência do sujeito. No caso, ele, por desconhecer a regra de subordinação, toma a transmissão AISIN de 6 marchas como a melhor do mundo; ele não é capaz de compreender que se trata de uma restrição no âmbito das transmissões de seis marchas, e não no âmbito das transmissões. Enfim, mais uma vítima do sistema educacional brasileiro.

      Excluir
  3. vw poderia trazer golf importado apenas e deixar a linha de montagem do golf7 pra os suvs, ja que o hatch medio anda fraco das pernas paesar de ser um doa melhores vw. Povo acha que sub e mais carro fazer o que

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esquece que isso não acontecerá. Não tem de onde trazer importado. O México não mais produzirá o Golf; o da América do Norte será fornecido pela Alemanha. No Brasil, proveniente da Alemanha, com Euro a quase R$ 6 e ainda 35% de importação, com o Golf 8, o preço ficaria impraticável.

      Já no Brasil o Golf passa a fazer sentido pois o Powertrain compartilhando com Polo e Virtus e T-Cross, tem grande escala, e, então, reduz custo de produção por unidade. Além disso, com a saída de linha do Golf 7 na Europa, haverá flebilização nos parâmetros técnicos do carro, o que fará dele mais barato, com alterações.

      Excluir
    2. considerando a importação, vamos ver se com o rota 2030, o golf 8 terá menos impostos, e como ele será bem tecnologico terá menor peso e poderá pagar menos impostos, rs

      ansioso para junho/2019 para ver o golf8 , rs.

      Excluir
  4. Pretendo vender meu Golf MK7. Quando chegar o 8, claro!

    ResponderExcluir
  5. Carlotinha, na real. Vc nao cansa de ficar copiando e colando o mesmo texto toda sobre o Golf?cara, muda o disco!

    ResponderExcluir
  6. Prevejo um golf G7.5, tal como já ocorreu com o G4.5. O que não é de todo ruim, por ter uma boa plataforma e ser a única forma do golf continuar viável p nos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prevê? Já saiu aqui no Brasil o 7.5 (facelift) e atrasado em relação à Europa.

      Excluir
  7. Eu não vejo motivos para a VW lançar o Golf 8 nem mesmo na Europa. O único concorrente que chegou perto do Golf Mk7 até agora foi o novo Classe A, que aparece marginalmente à frente do Golf em alguns comparativos.

    https://www.car.blog.br/2018/08/mercedes-classe-vence-comparativo.html

    Mas isso porque o Classe A copiou soluções do Golf, como suspensão por eixo de torção, e câmbio automático tiptronic.

    O Focus 2019 europeu foi na mesma linha de cópia, copiando suspensão por eixo de torção e câmbio tiptronic.

    Mas o Golf mantém multilink no GTI, enquanto o Focus abandonou totalmente o multilink.

    Em termos de tecnologia e condução autÔnoma, o Golf está à frente dos demais. Motores do Golf são superiores. TUdo ele é superior. O classe A é considerado vencedor de comparativo porque ficou maior, 20 cm maior que o Golf.

    Então, acho que a VW poderia adiar o lançamento do Golf 8 pelo menos 3 anos. Mas na Europa não vai rolar.

    No Brasil podemos ficar com o Golf 7 por mais uns 10 anos que não terá carro à altura.

    ResponderExcluir
  8. O segmento de médios esta morto, e é uma bobagem gastat energia no eua com esse tipo de modelo, pra eles é picape grande e ultra grande, tanto é que a amarok derrapa tbm por la com vendas pifias
    Tem que lancar logo a Tanoak por la

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse segmento nos EUA e chamado de compactos. E está tão morto que a VW vendeu mais de 14.000 unidades de Golf e Jetta nos EUA só em Agosto.

      A AMarok não é vendida nos EUA. A VW não tem picape lá. Terá com a Tanoak.

      E no Brasil a Amarok é o 4o. comercial leve mais vendido do Brasil. Entre os diesel é a mais vendida.

      Excluir
  9. Mais um downgrade, sai motor mais forte por um mais fraco, cambio DSG por conversor, só espero que revejam os preços, já que americano naturalmente é mais atento quanto ao que leva pra casa, ainda mais que para eles sinônimo de bom é "grande", carro grande, motor grande, casa grande, etc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ^^ desinformado. O Golf vendido nos EUA SEMPRE teve câmbio tiptronic. Então estão passando de AT-6 para AT-8, e, então tem upgrade e não downgrade.

      De mais a mais, o motor 1.8 continua no AllTrack.

      Não sabe nada sobre Golf? Não relinchce. Só sai besteira.

      Excluir
    2. De mais a mais, o Golf americano é tão visionário, que a Mercedes Benz seguiu o Golf no desenvolvimento do Novo Classe A. Lembrando que o novo Classe A tem eixo de torção na traseira e câmbio tiptronic.

      Então o Golf aponta as evoluções, e todos os outros, como a Mercedes, seguem.

      Excluir
    3. Trocar um motor 1.8L de 170cv por um com 1.4L e 150cv não tem nada de downgrade, você abre mão de 20cv mas ganha em eficiência com um motor que tem mais potência específica. Sem falar que ambos dispõem de 25kgf.m de torque.
      Se você levaria o 1.8, que não deixa de ser um bom motor, mas tem uma potência específica abaixo do motor do Up TSI vendido por aqui, eu levaria o 1.4, o 1.5 ou até o 1.0 do Polo.

      Excluir
  10. Carlota,

    Pq o novo jetta mk7, a ser lançado no Brasil esse mês, não vai evoluir e trazer o câmbio at8 vendido nos EUA?? Vai permanecer com o pre histórico at6??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E lembrando que nos EUA o AT8 é mais barato que o AT6.

      Excluir
  11. 20cv nao é perceptível? Faz diferença principalmente na estrada, tanto que colocaram mais marchas para compensar.

    ResponderExcluir
  12. Melhor hatch do mercado mundial. Porém não para o Brasil. Preço proibitivo e a moda dos SUVs não tem como competir neste mercado.

    ResponderExcluir
  13. MANS PODE FALAR O QUE QUISEREM DESSE CARRO SE É MEXICANO ISSO E AQUILO QUE NÃO TEM PAINEL DIGITAL PÁ PÁ PÁ , SE QUISEREM ME DAR UM PODE ME DAR PORQUE É UM CARRAÇO !!

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.