Car.blog.br

Pesquisar este blog

Chevrolet fecha turno de produção do Cruze na Argentina

Categorias: , 30 Comentários

A General Motors anunciou o encerramento de mais um turno de produção de sua fábrica em Santa Fé, na Argentina, unidade que produz o Cruze em versões hatch e sedã.

Chevrolet fecha turno de produção do Cruze na Argentina

A unidade, que já trabalhava com apenas 2 turnos, passará a agora a operar com apenas 1 turno. Os trabalhadores serão dispensados até fevereiro de 2019.


Chevrolet Cruze 2019

Em julho, a General Motors havia enfatizado que a desvalorização do peso e o aumento dos custos das matérias-primas prejudicavam suas perspectivas de vendas anuais.

Chevrolet Cruze 2019

Na Argentina, a Chevrolet, que chegou a posicionar-se como a primeiro em vendas com o modelo Prisma em março, com 3.744 unidades, enquanto que em agosto o ONIX ficou em segundo com 2.529 carros vendidos.



O Cruze Sedan vendeu 13.539 unidades em 2018, enquanto o Hatch apenas 3.860. Os modelos sofreram com a chegada de competidores como o VW Virtus e Polo.

30 comentários:

  1. No final o único hatch médio que sobrará será o Golf, o que não acho surpreendente, já que ele é o melhor.

    O Golf atual terá vida longa no Brasil por conta da Argentina. O Golf vende quase 500 unidades por mês na Argentina, um mercado que é 4 vezes menor que o Brasileiro. Corresponde a 1.600 a 2000 unidades por mês no Brasil.

    Então o Golf brasileiro será direcionado à Argentina. Detalhes, a Argentina, em crise, compra 500 unidades do Golf por mês. Se sair da crise, tende a ir para 700. O Golf pode muito bem subir a 600 ou 700 no Brasil, e aí ele é totalmente viável. Um carro nacionalizado, com motor 200 TSI, paga menos impostos.

    Tem grande futuro no Brasil, mas ficaremos com o Mk7. E será vendido no Brasil e na Argentina e em outros mercados da América do Sul, talvez até no próprio México.

    Então, o Golf produzido no Brasil passará a ser vendido na Argentina.

    De mais a mais, Golf é o hatch médio mais vendido do planeta.

    Já o Cruze o problema é que suas vendas despencaram com a chegada do Polo e do Virtus.

    A GM já fechou 1 turno, agora outro. Só vai produzir em 1 turno para Brasil e Argentina. Em breve tende a sair de linha, pois não aguenta a concorrência do Golf.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou seja, ficaremos com uma gambiarra, assim como foi o 4,5.

      Excluir
    2. Mas a produção não se resume somente ao hatch. Tem tb o sedan, que inclusive penso eu que continuará vendendo mais que o jetta de 105 mil e botão de fogão no ac.

      Excluir
    3. Quem mais perdeu com a chegada do Polo foi o Golf. Fogo amigo.

      Excluir
    4. Carlos, eu gosto de VW mas não consigo entender o motivo de "comemorar" essa notícia...
      Para o consumidor quanto menos competitividade pior, a marca cobra quanto quer..
      Consigo entender você querer o sucesso da VW mas não a derrota de outra empresa.
      Fico triste por você!

      Excluir
    5. Golf hoje não vende nem 200 unidades por mês no Brasil. RIP Golf

      Excluir
    6. Carlota, esquece o Golf, esse carro tem vendas tão pífias, que nem deveria ser comentado. Ninguém fica comentando o mercado de outros veículos com vendas baixas, mesmo os que vendem muito mais que o Golf.
      Infelizmente e um carro que não desperta mais interesse de ninguém no Brasil. E depois da oitava geração ser lançada então, a versão brasileira só vai sofrer com mímimi.

      Excluir
    7. Logo abaixo o lançamento do Golf 8 na Alemanha está próximo e será lançado no Brasil simultâneamente...SQN.
      Argentina tem Golf GTI-R a venda e no Brasil necas.
      VW sempre menospreza a inteligência do consumidor brasileiro.

      Excluir
    8. Cruze hatch 3.860 vendidos em 2018 na Argentina. Considerando-se que a contagem tenha sido feita até agosto/2018. 3860/8=482, carros vendidos por mês. Está vendendo até mais do que no Brasil. E o tro comemorando, porque o Golf vende 500 unidades lá e mal chega a 150 unidades por aqui.

      Excluir
    9. Kkkkkkkkkkkkkkkkkk. O Golf e péssimo de vendas no Brasil e na Argentina. Não enrola né.

      Excluir
  2. E verdade mesmo .'o cruze vende menos que golf '

    Na Alemanha.


    Porquê no Brasil meu amigo a lapada e Grande. É não venha com mímimi que é concorrente de polo que não é .

    Eu vou comentar as vendas do Brasil pois vivo no Brasil e ponto final .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando o SUV do polo começar a ser fabricado em SJP (pra mim deveria ser em SP pela questão logística, afinal só muda a carroceria) adeus fox, golf e Audi.

      Excluir
  3. Hahahahaha, vendas sofrem com concorrência...de outra categoria, hahahahaha.
    Esse blog é uma piada.

    ResponderExcluir
  4. "Cade a prova?"
    "Mula é inocente!"
    "Mula é vítima de perseguição política"
    "Mula é Haddad!"
    "A culpa é da globo golpista!"

    Enfim, uma mentira contada mil vezes nem sempre cola como verdade.
    Essa besteira de colocar Polo como concorrente de Cruze não funciona aqui
    nem na China, nem na Argentina.

    Cruze é um hatch médio ruim, em quase todas as versões.
    Polo um hatch compacto bom ou mediano, dependendo da versão.
    Diferente disso é fanboyzisse e forçação de barra que dá vergonha alheia...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hatch médio ruim?

      Elucide-nos com seu fanatismo sobre o que exatamente é ruim no Hatch da GM? (Fora, claro, o fato de que tirou todas as vendas que o Golf um dia já teve).

      Excluir
    2. RASJ tem um Cruze? Meu camarada, o Golf é superior, só enxerga quem nao quer!

      Excluir
    3. O Golf ser superior não faz do Cruze um carro "ruim". Esse título cabe ao Focus com seu motor ineficiente, transmissão duvidosa e espaço interno de categoria inferior.

      Excluir
    4. Jurista, ninguém aqui comparou com Golf. Perguntei o que faz do Cruze um hatch ruim. Menos fanatismo faz bem, jovem.

      Excluir
  5. Cruze foi rejeitado pelo mercado, vendendo menos que Tracker no Brasil, cada vez mais ávido por SUVs. Nos USA Cruze é um fiasco, deverá desaparecer como a Ford fez com Focus e Fusion.

    ResponderExcluir
  6. Ninguém quer mais carro chinês, ainda mais seguimentos mais caros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza. Cruze tem algumas qualidades, mas não se compara em motor, câmbio, plataforma, design e qualidade construtiva ao VW Golf. O design chinês é desastroso. O custo de produção é altíssimo e, para obter mercado, vende com preço abaixo do alemão. Prejuízo alto aos cofres da GM.

      Excluir
    2. Deu pra saber que Yacy Cardoso entende nada de carro.
      Motor, cambio e plataforma são equivalentes. Hahahahaha

      Excluir
    3. Realmente, foi excesso ao escrever. De qualquer modo, mantenho o que escrevi na comparação. Você, como entende, sabe que o VW Golf é muito superior.

      Excluir
    4. Sai da bolha, filha. Foi-se o tempo em que o Golf vendido aqui no BR era superior à concorrência. Hoje o Golf é equivalente ao Cruze e cobra muito mais caro por isso. Daí as vendas ridículas. Nem a versão 1.0TSI de entrada vende.

      Cruze hoje é o melhor CxB do segmento. E antes de sair de linha, Focus e Golf já terão dado adeus a mt tempo.

      Excluir
    5. Que piada dizer que o Cruze equivale ao Golf!

      Excluir
    6. Discuta com a imprensa especializada então, meu caro. Golf alemão/mexicano, eram de fato referência. Depois de nacionalizado, está absolutamente na média do segmento. Com exceção do preço ridículo... As vendas (ou a falta delas) não mentem.

      Excluir
    7. A imprensa especializada diz que o VW Golf é muito melhor, referência no mercado. Discuta com ela.

      Excluir
  7. GM QUER VENDER MAIS NESTE SEGUIMENTO FACÍL ABAIXE OS PREÇOS ESSE CONSELHO SERVE PARA HONDA FORD TOYOTA VOLKSWAGEN E OUTRAS FABRICANTES.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.