Car.blog.br

Pesquisar este blog

Qual a diferença do câmbio GSR para o Dualogic?

Categorias: , , , , 53 Comentários

Cada dia mais as montadoras tentam inserir produtos no mercado para competir com os concorrentes. A Fiat foi a ultima até o momento, com o lançamento do câmbio GSR. Qual a diferença entre este câmbio e o antigo Dualogic?

Qual a diferença do câmbio GSR para o Dualogic?

A montadora FCA inseriu em seus lançamento, o Cronos, este novo câmbio GSR. Este câmbio, nada mais é do que o Dualogic aperfeiçoado. Primeiro, esta transmissão passou por uma atualização e foi chamado de Dualogic Plus. Agora, a montadora eliminou a alavanca e colocou botões, e o nome de GSR.

Qual a diferença do câmbio GSR para o Dualogic?

O câmbio automatizado não passa as marchas de maneira suave igual ao de uma transmissão automática convencional. Este tipo de câmbio apresenta defeitos rapidamente, soluça nas trocas de marcha, e também em rampas, não segura se está no modo D.

Qual a diferença do câmbio GSR para o Dualogic?

Na internet, são encontradas diversas reclamações sobre a manutenção deste câmbio. No Fiat 500, por exemplo, se o câmbio automatizado quebrar, dificilmente encontrará peças para o conserto.

Qual a diferença do câmbio GSR para o Dualogic?

Nós entramos em contato e pesquisamos diversas empresas que operam serviços de manutenção em transmissões, e constatamos um impressionante e elevado número de oficinas que afirmam categoricamente que optam por não receber para conserto esse tipo de câmbio da FCA.

Qual a diferença do câmbio GSR para o Dualogic?

Consequentemente, com este tipo de informação é claro que na revenda do seu seminovo com este tipo de transmissão, pode desvalorizar bastante. No mercado de usados, atualmente, os carros com este tipo de câmbio são mais baratos do que os com câmbio manual.

53 comentários:

  1. É que nem o PowerShit...mico invendável no mercado de usados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Focus automático é bucha de vender mesmo... Ninguém quer, e quando quer é 10, 15 mil abaixo no mínimo.

      Excluir
    2. Powershift foi arrumado há cerca de dois anos 2 anos já. Mais nenhum dá problema.

      Excluir
    3. Faltou combinar com a realidade. Vendi meu Fiesta PS com deságio de 10% da tabela FIPE. Para efeitos de comparação, o meu carro anterior (um Civic 2011) foi vendido por 8% de deságio.

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    5. A preferência aqui é o Itranco...

      Excluir
    6. a mecatronica desse conjunto é a mesma do imotion que é magnetti marelli, ou seja.. mesmos problemas, mesma durabilidade

      Excluir
  2. Carros com esse tipo de transmissão são micos. Apresentam defeitos e são caríssimos para reparar.

    ResponderExcluir
  3. Achei que GSR fosse uma substituição ao Dualogic, empregando um câmbio automático moderno.

    Mas não, é tudo a mesma coisa?

    Agora alguém explique o porquê da Fiat ter Argo GSR E Argo Automático? Por que não coloca automático para todos?

    Afinal, o Dito GSR custa uns 5 mil . Para o consumidor não é vantagem nenhuma, só aumenta o lucro, pois esse câmbio obviamente deve ser muito mais baratinho de produzir .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existe o automático e o GSR devido ao custo.

      O automático é mais caro. Então, quem quer ter um veículo e não quer ficar trocando marchas, opta pelo GSR.

      Já tive um I-Motion, e não presta. Nunca deu problema, porém, é ruim demais.
      Soluça muito, dá trancos, é horrível.

      Excluir
  4. Tão ruim quanto o câmbio automatizado da VW.

    ResponderExcluir
  5. tanto GSR qto o IMOTION da VW são horríveis! e o pior de todos foi o já descontinuado EASY-R da Renault, tudo bomba!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O easy-r prometia ser melhor por ser da ZF.

      Excluir
    2. Realmente o da Renault é o da ZF mas apresenta mais trancos que o da VW, sendo o GSR da Fiat o menos "pior" entres os três. só verificar no noticiasautomotivas tem lá a teste

      Excluir
  6. Ainda assim é melhor que o i-tranco da vw.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. I-motion tem menos reclamações que essa bosta da Fiat

      Excluir
    2. São exatamente o mesmo conjunto(Easytronic, I-motion, GSR, Dualogic, Easy-R) todos fabricados pela Magneti Marelli, o que talvez mude de uma para a outra é a programação.

      Excluir
  7. Passando pra avisar : Já estamos sem combustível; isso é efeito Polo e Virtus.

    ResponderExcluir
  8. Easytronic.. i motion e dualogic.. péssimos!

    ResponderExcluir
  9. Vou de câmbio manual mesmo. É mais divertido.

    ResponderExcluir
  10. As montadoras japonesas ( Honda, Toyota, Subaru, Nissan ) só usam cambio automático CVT ! Os japas são muito inteligentes mesmo ! A Fiat tem o cambio automático AISIN e continua empurrando essa GAMBIARRA !

    ResponderExcluir
  11. Argo Drive 1.3 GSR
    Consumo urbano - 16,8 km/l
    Consumo rodoviário - 19,6 km/l
    Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=4SKVJoXiaRw

    ResponderExcluir
  12. Não consigo entender como ainda vendem carros com esses câmbios automatizados monoembreagem, acho que só Fiat e VW oferecem essas porcarias. Muito ruins em dirigibilidade, já tive um 500 com dualogic. Já no DSG7 e no Powershift, a dirigibilidade é fantástica, o problema é que se trata de uma bomba relógio em termos de confiabilidade mecânica.

    ResponderExcluir
  13. Galera gosta de fazer mimimi e falar mal do que não conhece!!! Aff!!! Já beiro os 500.000 km em 3 automátizados e nenhum problema ou reclamação!!! Enquanto o cvt da japonesa tradicional já me deu muita dor de cabeça!!! Mas brasileiro é assim, critica e esnoba o que não conhece e venera o que conhece menos ainda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De qual marca japonesa você teve problema com CVT?

      Excluir
  14. Falta informações importantes...

    Existem 2 tipos de automatizados, o eletro-hidraulicos e elétricos.

    Polo/Gol/Voyage e Punto/BravoArgo usam o eletro-hidraulico, existem oficinas especializadas em automatizados e as peças mais comuns se acha até pelo MercadoLivre.

    O Fiat 500 e VW Up usam o automatizado apenas elétrico, por questões de espaço disponível, afinal são subcompactos. Esses sim tem peças difícieis para encontrar, a maioria restrita a concessionária.

    ResponderExcluir
  15. Vou falar da minha experiência, em 2012 comprei um VW FOX 1.6 I-Motion. Demorei um pouco para me adaptar pois não é a mesma coisa que um cambio convencional (Dá tranco nas saídas e subidas). Foi meu 2o Fox 1.6 e cambio matou o carro, a versão manual é ótima!! Pior foi na revenda, com apenas 2 anos de uso e 10 mil km ninguém queria comprá-lo e logista não aceitava. Vendi no Anhembi bem abaixo preço.

    ResponderExcluir
  16. Tive um Fiat Idea Dualogic por 5 anos sem problema algum. Inclusive as trocas de marchas eram imperceptíveis. Quando da troca comprei um novo passando o idea por um bom preço, quase a fipe, mas o mercado desvaloriza mesmo.

    ResponderExcluir
  17. O GSR tem sua parte eletrônica mais fácil de manutenção. Foi separada algumas partes, pois no Dualogic teria que trocar o sistema inteiro em caso de problemas, no GSR pode trocar só a parte que der o problema.

    ResponderExcluir
  18. Conversa. Dualogic é mil vezes mais confiável que o powershift e é a mesma transmissão I motion da VW (magnet marelli). Estamos no terceiro carro na família com esse câmbio e nada de problemas. Digite dualogic e powershift no Google e compare os resultados de defeitos.

    ResponderExcluir
  19. Melhor seria se fosse assim: "Nós, do CARBLOGBR, ligamos para diversas empresas que mexem com câmbio, e, o número de pessoas que trabalham com transmissões que afirma que não mexe com este tipo de câmbio da FCA e da VW, já que ambos são exatamente os mesmos, impressiona."

    ResponderExcluir
  20. O cambio eh confiavel sim. nao estraga.

    ResponderExcluir
  21. Darei meu relato sensato, diferentemente desse site que puxa sardinha pra uma montadora.

    Tenho um Bravo sporting Dualogic 13/14, comprei ele zero km.

    O cambio realmente está bem abaixo de um automático, ao deixa-lo no modo "D" ele da uma engasgada nas mudanças de marchas, fora o aumento do giro em muitas ocasiões.

    Porém, eu dirijo no modo manual e troco marchas nas "borboletas" atras do volante, na verdade, só passo marchas pra cima, pq pra baixo ele reduz automaticamente mesmo no modo manual. Com isso a condução fica bem confortável.

    Finalizando estou com o veículo a quase 5 anos e NUNCA houve qualquer problema com o cambio, pra quem quer um carro "semi-automático" devido ao custo, é válido.

    ResponderExcluir
  22. Independentemente de o cambio automatizado ser bom ou não, porque a reportagem cita apenas o dualogic da fiat ?? O I-motion da vw não usa a mesma tecnologia nos fox, spacefox, Up e polo ? Desde 2012.... vamos parar com essa hipocrisia !!

    ResponderExcluir
  23. Gosto da marca fiat mas esse tipo de câmbio a fiat cagou esses carros usados ninguém ninguem quer então péssimo pra revenda

    ResponderExcluir
  24. não sou fã desse tipo de câmbio, mas a verdade é que essa matéria é extremamente tendenciosa e mal escrita.
    "...também em rampas, não segura se está no modo D." desde quando isso é ligado ao tipo de transmissão. Trata-se de um outro sistema chamado de assistente de partida em rampa, que pode ser colocado até em carros manuais.
    Além disso, porque não cita os modelos da VW?! Na verdade, o câmbio imotion é igual ao GSR, só muda programação eletrônica, tanto que são fabricados pela magneti marelli.

    ResponderExcluir
  25. Esperando aqui de boas pela resposta, com argumentos técnicos, à pergunta título da reportagem...

    ResponderExcluir
  26. Próxima matéria do carblog será sobre o lixo do i-motion?

    ResponderExcluir
  27. Com 42k troquei a mecatrônica do DSG7 do A3 e a Audi pagou tudo. O carro está com 60k e está zerado. Não sei a tratativa da VW, mas é um problema crônico e mesmo fora da garantia eles devem assumir 100% dos custos. Quanto ao DSG6 não havia escutado reclamações, mas por se tratar de um câmbio de dupla embreagem automatizado ele requer alguns cuidados. Na Quatro Rodas tem um reportagem interessante para manter uma vida longa para estes câmbios.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O DSG-7 de embragem seca não é vendido no Brasil desde 2014. A VW e Audi tiraram de linha essa transmissão por conta dos ruídos.

      Tiveram alguns câmbios DSG-7 secos com problemas, mas a VW trocou a mecatrônica de todos, sem custos, e nunca mais eles voltam a dar problemas.

      Já a Ford não consegue resolver o problema do Powershift. Está na 23ª revisão de transmissão e continua um lixo. Tem gente que já trocou embreagens 12 vezes e continua com problema.

      O DSG-6 é um câmbio mais robusto e mais eficiente e mais silencioso que qualquer outro. Está no Jetta TSI desde 2011 e no Golf GTI desde sempre, no mundo inteiro, e não há qualquer relato de problemas.

      Excluir
  28. Não tem diferença entre GSR e Dualogic. APenas mudaram o nome para enganar mais manés....

    O câmbio é uma porcaria.

    Já o I-Motion da VW com comandos hidráulicos não existe mais. A VW tirou de linha.

    O único I-Motion ainda em produção é o do Up!, que tem acionadores elétricos, e é um projeto feito pela VW com a Porsche, e funciona muito bem. E atende seu propósito.

    Já os DSG são obras de arte. No caso do DSG-7, por contra dos pequenos ruídos, a VW tirou de linha no Brasil desde 2014. O DSG-6 é um dos melhores câmbios do mundo, absolutamente robusto e eficiente!

    Já a Ford...continua com o Powershift lixão só no Brasil, porque no resto do mundo já tirou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  29. O nome desses câmbios é Gambiarratronic. O negócio só dá defeito e foi inventado para arrancar os olhos dos incautos chegando a custar mais de $5000 a troca do sistema quando não se pode dar manutenção corretiva. O problema em 99% das vezes ocorre no robô e embreagem que se desgasta rapidamente. Engraçado que os câmbios ZF automatizados de caminhão como Opticruise nos Scanias V8 é indestrutível, e o princípio é semelhante, um robô hidráulico manipulando o trocador e a embreagem.

    ResponderExcluir
  30. Genti se o Up é tão bom, porque não vendi???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Proporcionalmente é o que possui mais automatizados em relação as outras versões. Povo fala merda demais, tudo efeito manada. Puta câmbio legal, de verdade. E sim, sou um feliz proprietário de um up! Imotion.

      Excluir
  31. Gosto muito do meu I-motion, 2o carro. fox prime 2011 rodou 75.500 km e foi vendido em 1 semana em excelente estado, sem dificuldades. Tô com quase 40.000 km no fox highline i-motion 2015, e quero esclarecer pra quem não conhece o câmbio...
    Pontos negativos: Manutenção do câmbio sempre deve ser feita em concessionária, extremamente frágil quando operado de forma errada, modo automático horroroso. (principalmente em subidas).

    Pontos positivos: Excelente no modo manual, consumo baixo, redução de marchas com freio motor autêntico, ou seja.. Divertido!

    Pro meu perfil.. que cresceu jogando ATARI, passar as marchas pelas borboletas é um prazer. Tá com preguiça de dirigir? Compre um CVT..

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.