Car.blog.br

Pesquisar este blog

Chinesa Geely encerra importações no Brasil

Categorias: , 38 Comentários

O Grupo Gandini divulga um comunicado afirmando que as importações da Geely foram encerradas. No Brasil, a montadora comercializou veículos entre 2014 e 2016, porém, o grupo decidiu investir em outra montadora, a Kia.

Geely encerra importações no Brasil

A montadora Geely chegou ao Brasil no ano de 2014 e ficou até 2016, vendendo apenas 1.282 unidades neste período.

Geely encerra importações no Brasil

O Grupo afirmou que investir na montadora Kia Motors do Brasil seria muito mais seguro do que continuar com a Geely, pois, segundo eles, já se trata de uma marca consolidada no mercado brasileiro.

Geely encerra importações no Brasil

A paralisação das importações com a Geely não é temporária. O que foi determinado, é definitivo e não há nenhuma notícia que indica que poderão retornar as importações junto ao grupo.

Geely encerra importações no Brasil

A Geely chegou a construir 26 concessionárias autorizadas no país, neste curto período de 2 anos. O Inovar-Auto foi implementado em 2013. Um ano depois, em Janeiro de 2014, a Geely iniciou as importações no Brasil.

Geely encerra importações no Brasil

A montadora Geely, que também é proprietária da Volvo, agora também é a maior acionista da Mercedes-Benz depois de adquirir, por US$ 9 bilhões, 9,7% da ações da empresa-mãe da Mercedes-Benz, a Daimler.

38 comentários:

  1. Ou seja, mais uma vez quem apostou numa marca chinesa se ferrou bonito!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    2. NÉ, RECLAMA DE CARRO CHINÊS, MAS OS ELETROMÉSTICOS Q TEM EM KSA, CELULAR A MARCAS D ROUPA Q USA, VEM TUDO D LÁ!

      Excluir
    3. Lucas mas uma coisa é vir de la, outra é a MARCA ser de la... o Brasil por ex. exporta carros da Vw mas que os consumidores dos outros paises só compram por ser VW. mesma coisa aqui tbm consumimos argentinos e mexicanos com etiqueta de alemão.

      Excluir
    4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  2. Sem grandes problemas. Sua irmã chinesa, a Volvo, continua firme e forte no Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Basta ler:
      http://jornaldocarro.estadao.com.br/carros/geely-compra-82-da-volvo-caminhoes/

      A Geely comprou uma participação de 8,2% na Volvo Caminhões por cerca de US$ 3,3 bilhões. A Geely já é dona da Volvo Cars, e agora também faz parte do conselho da fabricante de caminhões. O valor pago é estimado, já que as duas empresas não revelaram a quantia exata.

      Os 8,2% comprados fazem da Geely a maior acionista da Volvo Caminhões em valor e o segundo com maior poder de voto no conselho da empresa.

      A experiência da Geely na produção de carros elétricos e autônomos pode ajudar no crescimento da Volvo Caminhões. A empresa chinesa também tem 45% da Dongfeng Commercial Vehicles, uma das maiores fabricantes de caminhões da China.

      A Geely também se adiantou e confirmou que não há qualquer plano para religar os braços de caminhões e carros da Volvo. As empresas se separaram em 1999.

      Excluir
    2. Li e em nenhum lugar está escrito que a Volvo foi criada na China ou tem sede na China.

      Excluir
    3. Pedro: seria a mesma coisa alguém alegar que a Troller é “brasileira”. A marca foi criada aqui, num passado distante. Mas, hoje, é mais um braço da americana Ford.

      Excluir
    4. Discordo. Pensar assim é considerar que a Rolls Royce é alemã, Lotus é chinesa e Chrysler italiana. Uma coisa é a nacionalidade do controlador, outra é a origem da controlada.

      Excluir
    5. Muito firme por sinal. Referência em segurança

      Excluir
  3. Ou seja 1282 proprietários que vão ter, mais do que antes, muita dor de cabeça pra achar peças para esses carros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fora que casaram com os carros né. Pra passar pra frente agora só vendendo por preço de bicicleta.

      Excluir
  4. Os carros não eram ruins, mas carro é um conjunto de coisas como valor de revenda, pós venda, revisões e principalmente a marca de confiabilidade.

    ResponderExcluir
  5. quem aposta na cherry, lembre-se da jac motors, lifan, agora geely.....
    o mesmo vale pra quem compra psa....

    ResponderExcluir
  6. Notícia está errada. A Geely continua a importar vários modelos chineses xingling para o Brasil.
    Volvo XC60 - modelo chinês importado pela Volvo/Geely
    Volvo XC90 - modelo chinês importado pela Volvo/Geely
    Volvo V40 - modelo chinês importado pela Volvo/Geely
    Volvo S60 - modelo chinês importado pela Volvo/Geely

    Então, merece uma correção. Vários carros chineses Volvo continuam a ser importados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem q eu queria um chinês desses

      Excluir
    2. Eu também queria. Atualmente, são os carros chineses de melhor qualidade no mercado. Pois de “suecos”, na Volvo, só há a tradição e a mão de obra subalterna.

      Excluir
    3. Existe duas maneiras de se identificar uma empresa, o local onde produz seus bens ou o pais onde estão os controladores, assim mesmo a Ford sendo americana consideramos ela Brasileira pois produz seus veículos aqui a mais de 50 anos no caso da volvo podemos dizer que é Sueca pois sua fabrica está na Suécia mas também podemos afirmar que ela é Chinesa pois seus controladores são os chineses da Geely.

      Excluir
    4. Que comentário mais estúpido. Haja ignorância pra confundir o controle acionário de uma empresa com o país do modelo de fabricação.

      Todos estes Volvos citados são feitos próximos a Gotenburgo, na Suécia.

      Excluir
    5. E sendo considerados um dos melhores do segmento. Ta feio pra VW, perdendo pra chines xingling

      Excluir
  7. Não precisava ser nenhum gênio pra saber que isso não tinha futuro por aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rapaz, esses dias pra trás vi um Effa m100 com 60 mil kms, o que é aquilo? O carro parecia que andou 1 milhão de kms na transamazonica, parecia que ia desmontar total.

      Excluir
    2. Geely eu nunca vi, mas acredito que não dá pra comparar Effa com JAC e Chery, qualidade totalmente diferentes, tipo os Fiat/VW produzidos aqui no Brasil.

      Excluir
    3. Antes que venha os VW lovers, quis dizer que Effa não se compara com Chery assim.como Fiat não se compara com VW...

      Excluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Quem comprou a bomba, tic tac, ela explodiu, em breve veremos alguns modelos desses jogados nas ruas, servindo de moradia para ratos.

    ResponderExcluir
  10. Cada vez que leio uma notícia dessa dou Graças a Deus! Já pensou se esses carros pegassem por aqui...? toda a indústria nossa, que já é defasada em relação ao resto do mundo, ia querer se nivelar por baixo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Discordo, quando vieram, os carros chineses eram baratos e completos em itens de conforto, forçando as montadoras nacionais a mudarem. Hoje ninguém quer mais carros pelados e tenho certeza que os carros chineses contribuiram muito com isso. Lembro que num passado nem tao distante, tínhamos gol 1000i e Palio Ed que nem retrovisor no lado direito tinham.

      Excluir
  11. Eu fico um poucos desconfiado com os carros chineses, recentemente tive a oportunidade de andar em um Chery Face, noa gostei. Carro me passou uma sensação de insegurança, fragilidade. Carroceria rolava demais nas curvas, os freios nao eram muito eficiente (pode ser que as pastilhas estavam ruins tambem, km alta..) a sensação nao era de um carro muito confiavel...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo que falou, o carro não tinha manutenção alguma e dessa forma, não é parâmetro para uma avaliação. Pois qualquer carro sem manutenção, agiria da mesma forma.
      Tenho um Chery Celer sedã ACT 16/16, adquirido em agosto/2016 e que agora está com 32.000Km e até o momento, não tenho nada a reclamar do carro e que na revisão dos 30.000Km, o motor é caixa estavam completamente linda.pos e sem nenhum vazamento de óleo. Coisa que em um Gol que tivemos e que com esta quilometragem, já apresentava vazamento de óleo no motor.
      O Celer é fabricado no Brasil, com peças nacionais tendo um custo x benefício, excelente. O consumo é o mesmo de qualquer carro com mesma cilindrada. 1.5 16v.
      Muito feliz com o carro.
      Tenho uma vizinha que tem um Face. O carro dela, já passou dos 70.000Km e o carro ainda está íntegro e com a manutenção em dia.

      Excluir
    2. Pode ser ausência de manutenção. Nao sei informar isso. O que digo, nao foi todos os modelos. E sim especificamente aquele citado, carroceria rolar demais em curvas é mais facil a suspensão ser macia demais do que falta de manutenção na mesma, a sensação que tive foi aquela naquele carro, o que aumenta minha desconfiança. Mas, nao me impediria de conhecer outros e andar neles, ate mesmo por que o Celer é um modelo bem baixo de preço, então requinte nele é difícil de ser encontrado

      Excluir
    3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  12. Já foi tarde demais, Eita bicho feio !

    ResponderExcluir
  13. Não Celer. Face, desculpe o equívoco.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.