Car.blog.br

Pesquisar este blog

VW Virtus Highline: ficha técnica, itens de série, opcionais

Categorias: , , 65 Comentários

A Volkswagen do Brasil fará o lançamento do seu novo sedã médio Virtus neste mês. O modelo será ofertado em três versões: MSI, Comfortline e Highline. Neste artigo relacionamos as principais características técnicas da versão topo de linha, Highline TSI.

VW Virtus Highline TSI

Dimensões e capacidades

O Volkswagen Virtus mede 4,482 metros de comprimento, 1,751 metros de largura, entre-eixos de 2,65 metros. Essa versão pesa 1.192 Kg. A capacidade volumétrica do porta-malas é de 521 litros, enquanto a do tanque de combustível é de 52 litros.

VW Virtus Highline TSI

Motor & Câmbio

O powertrain é formado por um motor 200 TSI, com 128 cavalos @ 5.500 RPM, e torque máximo de 200 Nm @ 2.000 RPM. Esse motor está associado exclusivamente com uma transmissão automática AISIN de seis marchas (conversor de torque). A direção tem assistência elétrica, e há freios à disco dianteiros e traseiros.

VW Virtus Highline TSI - interior

Segurança

Em relação aos recursos de segurança, o Virtus Highline conta, de série, com 4 airbags, controle de estabilidade (ESC), controle eletrônico de tração (ASR), controle eletrônico do diferencial (EDS) e vem de série com ISOFIX (ancoragem para cadeiras infantis).

VW Virtus Highline TSI - painel digital

Tecnologia e Assistência à condução

Já os itens de tecnologia e assistência ao condutor, o Virtus Highline vem de série com botão de partida do veículo, Kessy Entry & Go (acesso dispensa chave e partida por botão), sensor de distância traseiro. Opcionais: sensor de distância dianteiro e câmera de ré, detector de fadiga, sistema de frenagem pós colisão. Não disponíveis: sistema start/stop (desligamento automático do motor em paradas temporárias) e concierge eletrônica.

Volkswagen Virtus Highline Branco TSI

Conectividade

Finalmente, em termos de conectividade, o Virtus Highline TSI virá com 2 portas USB dianteiras e 1 traseira, painel de instrumentos analógico, sistema de informação e entretenimento de 6,5 polegadas, App Connect (Mirror Link, Android Auto, Apple Car Play), Bluetooth com 2 conexões simultâneas. O GPS funciona por meio do Smartphone. Opcionais: Active Info Display (painel digital) + Central Multimídia de 8 polegadas.

Volkswagen Virtus Highline

Estimativa de preço: R$ 80 mil reais (básico); R$ 85 mil reais (completo).

Vídeo: Toyota Corolla x Volkswagen Virtus - comparativo

65 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estão dizendo que terá o Virtus MSI MT por R$65 mil e AT por R$ 70 mil e o Comfortline à R$75 mil, o que seria algo um pouco improvável, pois o MSI AT com os pacotes de opcionais sairia em torno de R$70, logo mesmo preço que o Comfortline, não fazendo o menor sentido, pois está versão sem opcionais já possui cambio automático, tela multimídia, além do MOTOR 1.0TSI e vários outros itens que nem mesmo como opcionais há para a versão MSI.
      O mesmo acontecesse com o Polo, por isso o motivo de não terem lançado Polo MSI com opção de cambio AT, pois o preço seria o mesmo da versão comfortline.
      Creio que a VW vai esperar mais um pouco para distanciarem o preço das versões MSI e Comfortline, para encaixarem a versão MSI AT, pois a versão MSI AT + pacotes deve ficar no minimo 3mil mais barato que a versão Comfortline sem opcionais.

      Excluir
    2. Preço estimado não é preço de balcão. Difícil crer que VW lançará um carro com todos esses atributos por uma bagatela. Viver para crer...

      Excluir
  2. Tô vendendo meu Corolla para comprar o Virtus.
    É um 2015/2016, XEI, tabelado em R$ 79 mil (paguei 85k).
    Nunca bateu, revisões na autorizada.
    Algum interessado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem controle de tração e estabilidade tem

      Excluir
    2. Vovôrolla nem de graça, quanto mais por 79k (devia ter continuado e colocado kkkkkkk, pois é só pra rir mesmo).

      Excluir
    3. Vovorolla fica totalmente ultrapassado perto do Virtus TSI, que é mais esperto, econômico, tecnológico e mais barato, compra totalmente racional.

      Excluir
  3. Poderia ser uns 10 mil mais barato. Afinal o polo top é.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O ideal é que fosse de graça.
      Mas o Virtus top já está R$ 10 mil mais barato que o a versão de acesso do seu concorente, o Corolla.
      Então, ele está barato.

      Excluir
    2. Não adianta mexer com o líder, vai parecer a Coreia do Norte.

      No press release a VW apontou quem são os concorrentes do Virtus.

      Não adianta inventar

      Excluir
    3. O Virtus será classificado na mesma categoria do Corolla e Cruze. A de sedãs grandes, no Brasil. Portanto, são concorrentes. E o Virtus é superior.

      isso fica claro quando se verifica que o A3 sedan, que é menor que o Virtus, é classificado "GRANDE" pelo INMETRO e tem entre-eixos menor que o Virtus.

      Virtus é maior que o A3 Sedan, mais entre-eixos, então será classificado como grande igual ao Corolla e Cruze.

      http://www.inmetro.gov.br/consumidor/pbe/veiculos_leves_2017.pdf

      Ou seja, Virtus é sim concorrente de Corolla e Cruze. O que não deixa de ser óbvio, já que o Virtus tem mais porta-malas, mesmo espaço interno, e melhor acabamento que Corolla e Cruze. E, detalhe, é de R$ 20 mil a R$ 40 mil reais mais barato que os dois.

      Isso são fatos. O resto é mimimi.

      Excluir
    4. No press release a VW apontou quem são os concorrentes do Virtus.

      Larga de ser orelha.
      A VW não apontou concorrente algum do Virtus em press release algum.
      O que existe de fato é que o Virtus tem porte, desempenho, segurança e estilo para concorrer com Corolla e Cruze.
      E inclusive os três são classificados como grnades pelo INMETRO.
      Portanto são da mesma categoria.
      Isso é fato. O resto é relincho de orelha.

      Excluir
    5. Só pode estar de sacanagem ou nunca ter entrado em um Corolla, para falar que Virtus, que tem acabamento de Polo é melhor que Corolla. Eu não gosto do Corolla, mas agora dizer que é inferior a Virtus, é piada. Pode não valer o quê custa, mas não é inferior nunca.

      Excluir
    6. Com a devida vênia, analisei pormenorizadamente a cabine e finalizações do Polo e me pareceu bem apessoado, de padrão superior ao Corolla, o que não me causou surpresa, ante à avaliações ulteriores que me detive-me e constatei más finalizações ao Toyota.

      Me agradou a sobriedade do interior do Polo e do Virtus não será diferente. Os materiais do Polo/Virtus são de qualidade bastante superior aos demais carros dessa faixa de preço. O desenho interior e exterior apetece ao sentido da visão.

      Acredito que com o tempo, com todos os produtos, pontos criticáveis ao Virtus surgirão, mas, à primeira vista, em uma análise preliminar, após um pormenorizado test-drive no Polo, e com muitos aspectos subjetivos, considero este Virtus uma peça de engenharia de 1ª linha como poucas vezes se vê nestas plagas.

      Excluir
  4. O Virtus dá de 1000 a zero interna e externamente no Corolla. Não dá para comparar. O Virtus é mais bonito, com mais espaço interno, e tem melhor acabamento.
    O Corolla parece um carro chinês perto da sofisticação desse Virtus.
    Na boa, Toyota pode começar a se coçar, pois o reinando do Corolla chegou ao fim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Detalhe: Virtus tem painel digital que Corolla nem sonha.
      Motor 200 TSI do Virtus vai andar igual e beber 30% menos que o Corolla.
      E mesmo assim, O VIrtus top será 10 mil mais barato que o Corolla mais barato que tem, o GLi.

      Excluir
    2. Aquela central do Corolla também é de lascar... vai ser lerda assim lá na china. O trem preguiçoso.

      Excluir
    3. Não basta um carro ser melhor que o Corolla para tirar imediatamente seu posto de mais vendido. Tem que ter marketing e demonstrar confiabilidade, portanto põe aí no mínimo uns 3 ou 4 anos para o Corolla perder o trono.

      Excluir
    4. Os modelos da VW tem fama de alta confiabilidade. Sempre tiveram. E o mais interessante é que a VW alia confiabilidade com alta tecnologia.
      Não dá para comparar a engenharia automotiva alemã da VW com a japonesa da Toyota.
      Toyota tem a confiabilidade da obsolescência. Eles não tem soluções modernas e inovadoras. Usam motores antigos e obsoletos como os 2.0 pois são incapazes de fazer algo moderno e confiável, como os motores turbo flex de injeção direta da VW, como 200 TSI, 1.4 TSI Flex e 2.0 TSI do Golf, Polo, Jetta e etc.
      ENtão, na realidade dos fatos, a confiabilidade da VW é muito superior à da TOyota.
      De mais a mais, Virtus é superior em tudo ao Corolla. Tem mais espaço interno, mais porta-malas, mais desempenho, mais itens de série, mesmo nível de segurança, melhor acabamento, e será R$ 30 mil mais barato.

      Excluir
    5. Não inventa.

      Corolla é mais comprido, largo e os 5cm a mais de entre eixos aumentam diretamente o espaço contra o Virtus

      Excluir
    6. Corolla é mais comprido e largo, mas a engenharia da Toyota é menos eficiente no aproveitamento espacial.
      A VW tem a plataforma MQB, que é o benchmark mundial em termos de plataforma. Não tem nada que se compare a essa plataforma em ambito global.
      COm tal plataforma de aços de alta e ultra-alta resistência, e ainda um projeto de alta tecnologia, TODOS, repito, TODOS os carros feitos com base nela são menores por fora e mais leves que seus concorrentes, e mesmo assim com muito mais espaço interno.

      E isso acontece no Virtus também. Não adianta ficar de achismo e mimimi. Os fatos estão aí:

      Porta-malas do Virtus: 521 litros
      Porta-malas do Corolla: 470 litros.

      Ou seja: Virtus tem mais espaço que o Corolla. Fatos, apenas fatos.

      Excluir
    7. Está mudando de assunto ou é disléxico?

      Você falou espaço interno, agora quer porta-malas, pior que é o contrário, se o carro é mais curto e tem mais porta malas, por consequência o espaço INTERNO é menor.

      Excluir
    8. Porta-malas é o que? Espaço externo, por acaso?
      A questão não é essa. O porta-malas maior do Virtus é decorrente da maior eficiência espacial da plataforma MQB em relação à do Corolla/Cruze.
      O Virtus tem um cofre de motor menor, e, por isso, consegue mais espaço na cabine e no porta-malas, mesmo sendo menor.
      A isso se chama eficiência no aproveitamento espacial.

      Excluir
    9. Você mesma escreveu "muito mais espaço interno e mais porta malas".

      Porta malas é espaço de carga.

      Hatch tem menos (Gol), sedan tem mais (Voyage) e pickup tem mais ainda (Saveiro).

      Mas o espaço interno é igual.

      Só não vale apagar o POST lá em cima pra esconder a mentira.

      Excluir
    10. Não, fia, o Virtus não se compara ao espaço do Polo. O Virtus tem 8,6 cm a mais que o Polo.

      O Virtus tem muito mais espaço interno que o Polo.

      Vc já orelhou demais hoje. Só fala besteira. Veio com mimimi que o "press release da VW apontava os concorrentes do Virtus". MENTIRA.

      Depois veio com mimmimi que o Corolla era mais espaçoso. Mostrei que o porta-malas do VIrtus é 50 litros maior. Então, novamente uma MENTIRA.

      Vc só mente e só orelha aqui. Procure trabalhar com fatos. Apenas os fatos.

      Excluir
    11. Você não sabe a diferença de porta malas e espaço interno.

      Assiste os vídeos de lançamentos.

      Corolla não é perfeito, mas tem 5 cm a mais de espaço interno, pode espernear a vontade, mas é maior.

      Excluir
  5. Sim, esse carro é um concorrente duro para o Corola, vai oferecer mais é custar menos, acabamento do Pólo já é melhor que o Corola. A frente do Pólo é de carro de luxo alemão, linhas horizontais de muito bom gosto e essa traseira do Virtus semelhante a do A4 deixou o conjunto do design perfeito. As versões básicas do Corola irão sentir o peso do Virtus e não vai demorar.

    ResponderExcluir
  6. 2,65m de entre-eixos tem meu respeito... mas não o faz sedan médio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O seu respeito e um monte de estrume tem o mesmo valor.
      O que faz do Virtus um sedã médio é o INMETRO. Na realidade um grande, pois ele é maior que o A3 Sedan, que já é considerado grande.
      Assim, como o Polo é um hatch médio.

      VW Polo definido oficialmente pelo INMETRO como hatch médio, veja:

      https://1.bp.blogspot.com/-6maOIQpBu4Y/WZL1Lzm6YWI/AAAAAAACn4Q/IqO7Qyxr8j4c5nGTWkO-f25T_i3Gw-2tACLcBGAs/s1600/novo-polo-2018%2B%25281%2529.jpg

      Excluir
    2. Ah... ok... compradores de sedan e hatch médio, a partir de hoje, vão consultar o INMETRO pra comprar carro, e já que são médio, não vão pensar em outra coisa, ou vão de Polo ou de Virtus, sinceramente... meus sentimentos.

      Excluir
    3. Aham, Virtus sedã grande... gigante até!!!

      Excluir
    4. Não. A partir de sempre, compradores olham custo x benefício, size-impression, marca, e etc. O Custo x benefício do Virtus é altamente favorável. Ele tem porte de Corolla/Cruze, e custa R$ 30 mil a menos em versões equivalentes. E tem marca de alto prestígio: Volkswagen, marca alemã, a maior fabricante mundial de automóveis.

      Excluir
    5. Discutir com o Carlos não adianta, ele continua a reverberar o discurso dele, apesar de todos sabermos que ele não está correto.

      Excluir
    6. O cara comparar Virtus com aquele acabamento pobre com Cruze e Corolla kkkkkkkkkkkk Deve ser doença...
      Cruze é outro nível! Desencana bobão

      Excluir
  7. Vamos aguardar o resultado das vendas no ranking de fevereiro/março, o resto é relincho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficar de mimimi de vendas que ainda nem saíram revela incapacidade de discutir tecnicamente sobre os carros.

      Acho interessante que as pessoas que não tem competência para debater os carros em seus aspectos técnicos, mecânica, dimensões e segurança, e etc, eles ficam desesperados pelas vendas.

      Pois parte do pressuposto infantil que correlaciona qualidade a vendas. Se isso fosse verdade, o Oxix seria melhor carro que o BMW ou Mercedes, afinal vende mais.

      Nada mais falso. Então, quem só sabe discutir listinha de vendas, basicamente é incapaz de debater tecnicamente sobre carros.

      Outra coisa que acho interessante é o tom da moça aí de cima:

      "Vamos aguardar o resultado das vendas no ranking de fevereiro/março"

      Mas que despeitada! Tá o que? Torcendo contra? Porque? Ganha algo com isso? Perde algo com isso? É diretora de vendas da VW ou Toyota? Não?
      Então está apenas cuidando de assuntos que não são da sua conta? Isso lá de onde eu venho se chama fofoca.

      Excluir
  8. Por esse preço é melhor pegar um Jetta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Jetta é R$ 14 mil mais caro, e a geração atual já saiu de linha. EM breve chega o Novo Jetta, maior e mais sofisticado, e bem mais caro.

      Excluir
  9. Respostas
    1. O Latin NCAP não acha isso. Tanto que considera o Polo um dos três carros mais seguros à venda no Brasil, com 10 estrelas (5 para adultos e 5 para crianças) e ainda Advanced Award sobre proteção para pedestres.

      https://www.youtube.com/watch?v=iojt0qfXY7c
      https://www.car.blog.br/2017/09/novo-polo-10-estrelas-no-latin-ncap.html

      Isso são fatos.

      Excluir
    2. É isso aí, pq importante é só motorista e a criança na cadeirinha.

      Os outros passageiro, o joelho do motorista que está apoiado nos pedais não importam.

      Nem sei pq carro top tem 7 airbags.

      [/ironia]

      Excluir
  10. Muito caro para um Polo sedã, custa quase o mesmo que um Civic Sport manual.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carro manual não compete com carro automático. O comprador de automático nem cogita um manual. De mais a mais, no preço do Civic Sport MT, o Golf TSI MT, R$ 10 mil mais barato, é muito mais carro.

      Qnanto ao Virtus Highline, o preço dele a R$ 80 mil é R$ 7 mil mais barato que o Civic Sport MT, e vem com os seguintes itens a mais: câmbio automático, central multimídia com navegação (contra radinho de pilha no Civic), acabamento superior, diferencial eletrônico, paltaforma MQB, sensor de chuva e crespuscular, partida por botão start, entrada sem chave Kessy Entry & Go, motor turbo com injeção direta que anda mais e bebe menos que o Civic.

      Ou seja, o Virtus é bem superior objetivamente falando que o Civic Sport. E o Virtus ainda pode ter painel digital e central de 8, coisas que o Civic nem sonha.

      Para ter um nível de equipamento similar, é necessário o Civic EXL, de R$ 107 mil, R$ 27 mil mais caro que o Virtus.

      Excluir
    2. Se ele falar que o acabamento do Polo é melhor do que o do Civic, como ele diz, pode internar...

      Excluir
  11. O Virtus tem porta-malas de 521 litros. E o Corolla, seu principal concorrente, tem 470 litros.
    Isso só revela o tamanho da diferença relativa de competência de VW x Toyota.
    A VW faz um carro com 4,4 metros de comprimento, 2,65 metros de entre-eixos e 1.125 Kg com mais espaço interno, 50 litros a mais de porta-malas, mais desempenho e menor consumo.
    E a Toyoota precisa de 4,6 metros, 2,7 metros, 100 Kg a mais de peso, para fazer um carro com nível equivalente de segurança ao Virtus, e mesmo assim passando a vergonha de ter menos porta-malas e menos espaço interno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem post que vc inventa outros vc mente.

      No próprio texto da notícia o peso do Virtus é 1195kg, vc tirou 70kg da onde?

      Excluir

    2. 1.195 é o peso do Highline. O Virtus base pesa 1125 Kg.
      De mais a mais, o Corolla mais leve que existe pesa 1.265 Kg, ou seja, é bem mais pesado que o Virtus.

      Excluir
    3. Ahhhh mas esse é o POST da notícia do High Line, vai comparar com os acessórios da versão básica? Não né

      É o mais importante, já que você não é uma pessoa confiável e honesta.

      Cadê a fonte dessa informação?

      Excluir
    4. En passant, une source totalement peu fiable

      Excluir
  12. A VW quis abraçar os dois mundos, os Sedans de entrada e o a parte de cima onde está Corolla e pode ter dificuldades se o preço for esse absurdo de 85 mil reais. Deve ter colocado preço tão alto para não prejudicar o Polo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como preço "Absurdo" Estamos falando da versão topo de linha do Virtus, com motor 200 TSI, câmbio automático, bancos em couro, painel digital, central multimídia de 8 polegadas com App Connect e |GPS integrado, faróis de neblina em LED, sensor de chuva e crepuscular, ar condicionado digital, freios a disco nas quatro rodas, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro. Esse carro tem mais espaço interno que o Corolla, anda mais e bebe menos, e é tão ou mais seguro.

      Sabe quanto custa um Corolla ou Cruze com nível similar de equipamentos (lembrando que nem Corolla ou Civic tem o Virtual Cockpit). Pois bem, Co0rolla e Cruze em versões equivalentes custam R$ 118 mil reais, nada menos que R$ 31 mil acima do Virtus.

      De mais a mais, para comparar com o Corolla GLi de 95 mil, o Virtus MSI 1.6 Automático tem nível similar de equipamento, motor e e etc, e custa R$ 25 mil a menos.

      É necessário ter um pingo de coerência para comentar.

      O fato: o preço do Virtus, a R$ 85 mil, o Highline completíssimo, está de graça. E nesse valor a VW não vai dar conta de atender a demanda.

      Esse carro é superior ao Corolla em tudo, inclusive em espaço interno, e é muito mais barato.

      Excluir
    2. A VW quis abraçar os dois mundos, os Sedans de entrada e o a parte de cima onde está Corolla

      A estratégia da VW está corretíssima. Ela fez um sedã que é oficialmente da mesma categoria de Corolla e Civic e Cruze, porém menor que estes por fora, mais leve, mas com size-impression até maior. Ao olhar o Virtus, tem-se a impressão de ser um carro até maior que o Corolla. E isso é o que o consumidor olha, não ficha técnica.

      Com isso, a VW conseguiu um carro que tem preço na linha de Honda City, mas tem todos os atributos (na realidade tem até mais atributos, como um espaço interno maior) para disputar e vencer um comparativo contra Corolla, Civic e Cruze.

      É uma estratégia global. Observe que o Polo tb subiu de nível, e hoje é um hatch médio.

      E nos EUA, o Jetta vai subir de nível, para ficar quase do nível de tamanho e Accord e Camry e Fusion. Porque isso? Simples: a categoria de Accord e Camry nos EUA é a que mais vende nos EUA. Então nada mais lógico que posicionar seu carro nessa categoria que mais vende.

      Aqui no Brasil, a categoria de sedãs médios é muito mais interessante que a dos compactos. Os médios são muito mais caros e vendem mais.

      Então, nada mais correto que posicionar o Virtus (e ele tem atributos para isso) como um competidor nos sedãs médios. Ele pode ser o menor dos sedãs médios por fora, mas será um dos maiores por dentro (que é o que interessa), o mais tecnológico e o mais bonito.

      Além disso, com as versões de acesso do Virtus, a VW consegue competir com o City e até os sedãs compactos.

      Isso é claro uma excelente estratégia de mercado.

      Excluir
    3. Não adianta falar Carlos, o preço já está valorizado antes do carro estrear!

      Excluir
  13. Avisto este novo sedã médio da Volkswagen, o Virtus, com muitas semelhanças ao modelo premium por excelência médio do grupo, o Audi A4, nomeadamente à traseira, a qual reputo design irrepreensível e belíssimo.

    Ante a um contexto de preço competitivo vis à vis superioridade dinâmica e nos equipamentos, é fácil concluir ao Virtus como não só uma opção que honra à racionalidade, em face do Corolla, como também um carro que, com seus predicados estéticos, é também emocionalmente mais atraente que o Corolla.

    Nesse diapasão, e com fulcro nas dinâmicas de mercado, perceber-se-á, em breve, uma migração de consumidores da Toyota em direção à Volkswagen, mas não só. É muito provável que este sedã médio Virtus seduza também consumidores de Honda City e Civic, e também de Chevrolet Cruze.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valéry, frisou muito sobre a "honra a racionalidade, em face ao Corolla", tendo em vista ser um "bom produto", que não deveria ser tão caro e o inexplicável sucesso de vendas, abusando da ignorância do consumidor brasileiro que pensa estar em um carro superior aos rivais, oque é exatamente ao contrário, pois como os demais Toyota, o Corolla não traz nenhuma inovação tecnológica.

      Excluir
  14. Alguns erros na ficha técnica do Virtus: "126 CV", o correto são 128; "200 NM de torque a 3000 rpm", o torque vêm a 2000rpm.

    ResponderExcluir
  15. Esse branco ficou muito bonito! Gosto mais de carro hacth, mas estou pensando seriamente nesse Virtus... será que não vai ter nenhuma opção de motor 1.4 tsi??

    ResponderExcluir
  16. O grupo VW sempre na mesma.

    http://revistaautoesporte.globo.com/Noticias/noticia/2018/01/traseira-do-volkswagen-virtus-ta-mais-para-jetta-voyage-ou-audi-a4.html

    ResponderExcluir
  17. Para derrubar o Corolla vai ter que alcançar a confiabilidade que ele conquistou. Essa confiabilidade confere a ele, uma carro desejado tanto novo quanto usado. É um carro se vende pelo valor da tabela Fipe e não esquenta lugar. O valor que se paga a mais na compra, é compensado na venda.

    ResponderExcluir
  18. Virtus tem o melhor design, tecnologia e custo-benefício do mercado, resultado: vai vender muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vai...ouvi tudo isso do jetta...e nao vimos venda nenhuma....do Golf idem.! MT golf melhor q CIVIC MT. PQ nao vende????????

      Excluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.