Car.blog.br

Pesquisar este blog

Volkswagen e FCA bateram recorde de exportações em 2017

Categorias: 10 Comentários

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, Anfavea, divulgou o resultado das exportações de autoveículos em 2017. No total do ano foram 762 mil unidades vendidas ao exterior - alta de 46,5% na comparação com as 520,1 mil de 2016. O melhor ano em exportação até então era 2005, com 724,2 mil unidades.

Volkswagen e FCA bateram recorde de exportações em 2017

As exportações tiveram papel importante no desempenho da produção. No último mês do ano a indústria fabricou 213,7 mil unidades, acréscimo de 6,9% sobre as 199,9 mil de dezembro de 2016 e redução de 14,2% sobre as 249,1 mil de novembro. No ano foram produzidos 2,70 milhões de unidades, alta de 25,2% diante das 2,16 milhões de 2016.

Volkswagen Up! Exportações

Desse total, a liderança ficou com a Volkswagen, que exportou 163.306 unidades no ano - 21,4% de participação. O desempenho da alemã em 2017 foi 52,16% superior ao de 2016, quando foram exportados 107.322 unidades exportadas.

Fiat Mobi - Exportações

A Fiat Chrysler Automobiles (FCA), por sua vez, encerrou 2017 com o melhor resultado em exportações de veículos de sua história. A empresa embarcou desde o Brasil para o exterior mais de 145 mil veículos ao longo do ano - obtendo 19% do total. Em relação a 2016, a FCA registrou expansão 55%. Os principais mercados de destino foram Argentina, México, Chile e outros países latino-americanos.

Desempenho de modelos exportados - 2017

ModeloUnidades Exportadas
VW Gol73.848
Fiat Mobi29.000
VW Voyage24.861
VW Saveiro24.234
Fiat Strada22.600
VW Up!20.850
Jeep Renegade19.000
Fiat Toro17.000
Fiat Fiorino15.700
VW Polo7.057

O Gol foi o modelo mais exportado da VW, com 73.848 unidades embarcadas em 2017, enquanto na Fiat é o Mobi, com 29 mil unidades vendidas ao exterior em 2017.


O Novo Polo, recente lançamento da Volkswagen do Brasil, produzido na fábrica Anchieta (em São Bernardo do Campo - SP) com foco no mercado sul-americano, está sendo exportado para a Argentina, Chile e Paraguai desde o fim do ano passado, já contabilizando 7.057 unidades embarcadas até o momento.

Projeções para 2018

A Anfavea trabalha com a expectativa de crescimento adicional do mercado brasileiro em 2018 em todas as vertentes: 11,7% no licenciamento (2,50 milhões de unidades), 5% na exportação (800 mil unidades) e 13,2% na produção (3,06 milhões de unidades).


Para Antonio Megale, presidente da Anfavea, “a conjuntura macroeconômica indica cenário otimista, pois a inflação em baixa, câmbio estável e expectativa de crescimento do PIB possibilitam a retomada da confiança do consumidor e do investidor. Mesmo sendo um ano com eleições e uma reforma previdenciária a ser aprovada, 2018 deve seguir rumo crescente na economia e na indústria automobilística”.

10 comentários:

  1. Parece que só exportaram a versão 1.6 do polo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nos demais mercados da América Latina, não há vantagens tributárias em produzir modelos e versões com motor 1.0, seja turbo ou aspirado.

      Excluir
  2. Legal, todo mundo aqui gosta da VW, mas poderiam postar algo sobre o tesla roadster e seus impressionantes 1000kgfm. Tem muita coisa interessante no mundo automobilístico além do grupo VW.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mas o que da "IBOPE" é falar de VW, infelizmente....

      Excluir
    2. Tem tantos carros para falar e aqui só Polo

      Excluir
  3. 20000 UP mais oque vende no Brasil. Na América latina o up é bem ruim de vendas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não deve nem ter bicicleta para andar, quanto mais um up! Enfim, como já cansaram de falar por aqui. Tem que ter espertos e e considerar diversos fatores para perceber que o up! É o Pólo são produtos de primeira linha da Volkswagen.

      Excluir
  4. graças a crise aqui... as exportações agradecem..... e o preço fica cada vez mais caro.....

    ResponderExcluir
  5. Claro.. gol sendo exportado completinho a 30k

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.