Car.blog.br

Pesquisar este blog

Opel Omega Sport V6: o sedã esportivo que o Brasil não viu

Categorias: , , , 8 Comentários

O Opel Omega foi lançado na Alemanha em 1986, e chegou ao Brasil ainda na primeira geração no final de 1992, com destaque para a versão topo de linha (CD) com um motor seis cilindros em linha 3.0.

Opel Omega Sport V6 1994

Na Alemanha, porém, já em 1994 o modelo chegava a sua segunda geração (que não veio ao Brasil), e do qual a versão Edition Sport II 3.0 V6 Aautomatic, detalhada neste artigo, era o topo de gama.

Opel Omega Sport V6 1994

O design dessa segunda geração do Omega mantinha a identidade do modelo de primeira geração, mas estava mais elegante e moderno, com destaque para a traseira, que trocou o formato vertical das lanternas por um padrão horizontal - que invadia a tampa do porta-malas.

Opel Omega Sport V6 1994

Esse efeito tornava o Omega ainda mais baixo e largo - algo correspondido pela linha de cintura rebaixada nesta geração, compondo uma estética mais esportiva.

Opel Omega Sport V6 1994

No interior o painel de instrumentos seguida uma lógica de agrupamento dos instrumentos e comandos voltados ao motorista - com enfoque na ergonomia. Os mesmos conceitos eram aplicados ao interior do Vectra de segunda geração, vendido no Brasil a partir de 1996.

Opel Omega Sport V6 1994

O Opel Omega Edition Sport II 3.0 V6 automatic foi vendido na Europa de julho de 1997 até agosto de 1999. As dimensões eram até contidas para os padrões atuais: 4,787 metros de comprimento, 1,78 metro de largura, 2,7 metros de entre-eixos e altura de 1,425 metros.

Opel Omega Sport V6 1994

Equipado com um motor V6 3.0 naturalmente aspirado de 211 cavalos e 270 Nm de torque, associado a uma transmissão automática de quatro velocidades, com tração exclusivamente traseira (RWD) - conjunto motriz que acelerava o sedã de 1.610 Kg de 0 a 100 Km/h em 9,2 segundos, 0 a 200 km/h em 45,3 segundos. O sprint 0 a 400 metros completava-se em 16,5 segundos. A velocidade máxima indicada pela marca era de 238 Km/h, e o primeiro quilômetro era alcançado, partindo da imobilidade, em 30,5 segundos.

Opel Omega Sport V6 1994

Pesado e potente, o consumo era industrial: 6 Km/l de gasolina em cidade, e 11,9 Km/l em estrada. Em ciclo combinado a média era de 8,7 Km/l.

8 comentários:

  1. Esse era horrível... O primeiro era muito mais bonito e elegante que esse daí...

    ResponderExcluir
  2. o consumo é melhor que do muitos carros atuais, já o design regrediu em comparação com o primeiro, que eu acho bonito até hoje

    ResponderExcluir
  3. O omega 2005 é o mais bonito de todos.
    Triste que acabou em 2012 a sua importaçao . O povo brasileiro sofre pra pagar essa gasolina cara e gosta de 1.0

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Más esse de 2005 de Omega só tinha o nome. Não tinha mais nenhuma ligação com o original, era um projeto Australiano.

      Excluir
  4. Esse carro é muito mais harmônico ao vivo do que quando você o vê nas fotos!!! Eu vi alguns exemplares desses na Alemanha recentemente e pude constatar que sim é um belo carro e sua especificação técnica, bem como o acabamento são muito bons...
    O problema é que Opel não é uma marca de reputação tão boa na Europa como muitos pensam... Ela está sempre considerada pelos próprios europeus num 2º patamar, abaixo de VW, Ford, Honda entre outras...

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.