Car.blog.br

Pesquisar este blog

Novo Corolla 2018 chega à Argentina - preços e detalhes

Categorias: , , , 21 Comentários

A Toyota Argentina lança em seu mercado doméstico o Corolla 2018 - modelo com facelift e aperfeiçoamentos, e que chega importado do Brasil.

Novo Toyota Corolla 2018 -
- Argentina

O Toyota Corolla 2018 é oferecido na Argentina exclusivamente com o motor gasolina quatro cilindros 1.6 16V Dual VVT-i gasolina, com 140 cavalos e 173 Nm de torque.

Novo Toyota Corolla 2018 -
- Argentina


Esse motor pode estar associado a uma caixa de transmissão manual de seis marchas, ou CVT sete velocidades.

Novo Toyota Corolla 2018 -
- Argentina

Assim como o modelo brasileiro, o Corolla 2018 argentino oferece controle de estabilidade (ESP), controle de tração e assistência de partida em rampa.

Novo Toyota Corolla 2018 -- Argentina

Além disso, é o único modelo do segmento que conta com sete airbags de série em todas as versões.

Novo Toyota Corolla 2018 -- Argentina - interior

Entre as novidades estéticas, há nova dianteira, novos pára-choques, novo ópticos e rodas de pneus de maiores dimensões.

Novo Toyota Corolla 2018 -
- Argentina

Na Argentina o Corolla é vendido nas versões XLi, XEi e SEG. O XEi e o SEG têm faróis de LED, nova tela de multimídia de 7 polegadas, ar-condicionado digital e antena de rádio tipo "barbatana de tubarão".

Novo Toyota Corolla 2018 -
- Argentina

A versão SEG adiciona rodas de liga leve de 17 polegadas, sensor de chuva, controle climático dual zone, bancos em couro.


Vídeo oficial de lançamento - Corolla 2018 - Argentina



Tabela de preços:
  • Toyota Corolla XLI manual 2018, 358,900 pesos (R$ 73.700);
  • Toyota Corola XLi CVT 2018, 374,200 pesos (R$ 76.900);
  • Toyota Corolla XEi manual 2018, 404,900 pesos (R$ 83.200);
  • Toyota Corolla XEi Couro manual de 2018, 420,200 pesos (R$ 86.400);
  • Toyota Corola XEi CVT 2018, 434,600 pesos (R$ 89.200);
  • Toyota Corolla XEi Couro CVT 2018, 453,700 pesos (R$ 93.200);
  • Toyota Corola SEG 2018, 474,500 pesos (R$ 97.500);
  • Toyota Corolla SEG CVT 2018, 493,600 pesos (R$ 101.500).

Garantia

Novo Toyota Corolla 2018 -
- Argentina

O Toyota Corolla é oferecido na Argentina com garantia de três anos ou 100.000 quilômetros.

21 comentários:

  1. Não sou fã do Corolla, ou da Toyota. Mas, pra um carro que já era líder incontestável de vendas no seu segmento, ficou muito mais difícil ainda a vida da concorrência depois desse facelift e das melhorias em segurança. Quem oferecer menos que o Corolla mais básico (7 airbags + ESP + TCS + Hill Assist), já está devendo muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Toyota é a melhor montadora por que trabalha com o MINIMALISMO INDUSTRIAL/PRODUTIVO. Faz carros com confiabilidade avançada sem necessitar de penduricalhos, adornos e firulas desnecessárias.

      Excluir
    2. Desnecessárias? Vc já ouviu falar em condução semi autônoma? Em frenagem de emergência? Em alerta ativo de permanência em faixa, onde o veículo volta pra estrada sozinho? Acho que não. Então vai conhecer de perto o Focus (frenagem de emergência e park assist), Cruze (Assist. Ativo de permanência em faixa e park assist) e Ranger, que tem o piloto automático adaptativo e o A. A. de Permanência em faixa. Se não sabe o que é, procure saber. Mas faça um test drive na estrada pra conhecer esses dispositivos. Depois me fala se são penduricalhos ou firulas desnecessárias. Mas fale com convicção, não como leigo no assunto.

      Excluir
  2. Lindo, seguro, fenomenal. Simplesmente o maior sucesso automotivo, desde 1966 mitando no freio de pista da concorrência. A Toyota sabe fazer carros! Aprendam, outras marcas. Com tantad qualidades, Se o Corolla fosse um ser humano, provavelmente ele seria eu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão toyotista do carlotade4pelaVW, ele vai aparecer relinchando jaja kkk

      Excluir
    2. Diferente de certas montadoras que vendem carros com uma infinidade de pacotes de opcionais

      Excluir
  3. As invejetes vão já aparecer destilando seu ódio contra o carro mais vendido do mundo. Não precisa, ok, gente? Os discursos de ódio de vcs contra o Corolla não chegam nem no pisca-pisca do Corolla. O fato é que a Toyota sabe produzir carros seguros e confiáveis sem precisar fazer firulas para isso. É por isso que o Corolla não dá dor de cabeça, pois ele é eficiente utilizando-se da simplicidade. O Corolla representa um conceito minimalista de produção automotiva, em que se evoca o mecânico, a durabilidade, a confiabilidade. Quem paga 100 mil em um Corolla, gastou apenas esses 100 mil, pois o carro simplesmente não dá problemas. Cada versão tem sua característica especial, a GLi 1.8, a XEi 2.0, a Altis 2.0 e a mais legal de todas, a XRS 2.0.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corolla vende muito no mundo todo porque é carro popula e de preço baixo. Aqui que a galerinha acha isso tudo e é vendido como carro acima da média, principalmente pela política de preços praticada pelas montadoras, e que o zé povinho aceita. Até nos cursos para vendedores eles próprios reconheceram que o C4 era muiiiito mais carro. E se mudasse o emblema da marca e colocasse Toyota, venderia muito mais. Palavras da TOYOTA. Então, eles devem saber o que dizem é o que falam.

      Excluir
  4. Esse visual do Corolla é digno de prêmios. Percebam que o Corolla também segue o ideal minimalista nas suas linhas: linhas básicas que se harmonizam entre si e formam um conjunto extremamente elegante, sem qualquer um dos exageros toscos do Civic. O Corolla agrada a jovens, adultos e idosos, é perfeito para qualquer público. Os LEDs casaram perfeitamente com o carro, não há mais o que tirar ou botar no visual desse veículo, seu design é atemporal. Em 2027, daqui a 10 anos, esse Corolla continuará bastante atual. E isso vem desde cedo; o Corolla 2003, por exemplo, ainda tem um design moderno. É por essas e outras que o conceito de PRODUÇÃO MINIMALISTA funciona tão bem, por que ele trabalha pensando no futuro, e não apenas no hoje.

    ResponderExcluir
  5. Quer entender o que é um Corolla 2018, basta andar em um Santa 1994 4 portas.
    Pronto. É a mesma coisa. É um carro com uma suspensão alta, bem alta, com rodas pequenas, com ajuste macio e que isola a carroceria do piso, isola tanto, que não tem feedback algum.
    A direção é lerda, vc comanda, ele demora 1 século para responder. Mas é macia.
    Quando se entra em curvas, tal qual o Santa 1994, ele tomba, e muito, mas tudo bem, pois seus compradores não vão fazer curvas rápidas.
    Mas a sensação de andar é a mesma do Santana antigo.
    Então, se a VW tivesse feito no Brasil tipo o Santana Vista chinês, seria um perfeito competidor para o Corolla. Sem tirar nem por.
    A Toyota certamente que andou e muito no Santana brasileiro para tropicalizar o Corolla, pois é a mesma coisa.

    Agora, o acabamento do Corolla é o que se pode chamar de "deleixado". Há peças em plástico mal ajustadas. O interior em couro bege do Altis é uma tonalidade bem brega.
    Há um excesso de praticidade na forma do interior, e até o formato chapado do painel é igual ao do Santana 1994. E o motor? Tanto Santana quanto Corolla com 3 cilindros 2.0.

    É isso. Santana 1994 + emperiquitações = Corolla 2018

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Não, Carlos.
      Quem parece um Santana 94 é o Jetta.

      Eita carrebre ruim da p****!!!...

      Excluir
    3. Chora mais carlota!!!

      O dia que o Santana for o carro mais vendido do mundo, oferecendo 7 airbags, ESP, Farois de LED, 5 estrelas em colisão...

      Aí você pode pensar em fazer qualquer comparação.

      Excluir
  6. Vdd carlota. Inclusive a única coisa que atrapalhou o Santana fazer sucesso foi o fato de ele ser um VW. Se ele fosse de uma marca de prestigio como a Toyota certamente estararia em produção no Brasil até hj.

    ResponderExcluir
  7. Uma coisa eu tenho que concordar: Esse estofamento creme do Corolla Altis é de matar! Pode funcionar no Japão ou nos EUA (onde eles adoram estofamentos exóticos, como aqueles vermelhos), mas não combina com o gosto e a realidade brasileira.
    Deveria ser opcional escolher a cor do estofamento, permitindo comprar um XEi ou Altis com estofamento preto e não cinza ou creme.

    E a Chevrolet comete o mesmo erro no Cruze com aquele estofamento cinza claro.

    Quer inventar? faz como a Nissan que colocou um estofamento cor de café no Kicks que figiu do tradicional preto e caiu muito bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, nem todo brasileiro gosta de interior totalmente preto, cada um tem um gosto, muita gente também gosta de interior claro, agora realmente deveria ter opções de cores claras e escuras.

      Excluir
  8. Não sou fã do Vovôrolla, mas a Toyota sabe como poucas marcas interpretar e entregar aquilo que seu público-alvo quer, e acertou no face lift com acréstimo de itens importantes de segurança. Nem o novíssimo Civic 10, um carro melhor que o Toyota, ameaçará sua liderança.

    ResponderExcluir
  9. Tenho um e não é nem a metade do que falam....Interior pobre é painel muito ultrapassado e relógio de calculadora...Bom de mecânica até o momento.

    ResponderExcluir
  10. O que acho absurdo é o preço do Corolla na Argentina que importa do Brasil ser mais barato do que onde é fabricado, país de m...

    ResponderExcluir
  11. O que acho absurdo é o preço do Corolla na Argentina que importa do Brasil ser mais barato do que onde é fabricado, país de m...

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.