Car.blog.br

Pesquisar este blog

Novo Honda Civic 2017 Touring: preço, desempenho - vídeo

Categorias: , , , , 33 Comentários

O Honda Civic de nona geração, lançado em 2012, recebeu críticas da imprensa americana por ser um modelo simples demais, e com design insosso, apesar de ser um modelo que obteve relativo sucesso comercial. Nesta décima geração, lançada no Brasil em 2016, a montadora promoveu no seu sedã médio uma revolução estética, de engenharia e também de tecnologia, especialmente nesta versão topo de linha, Touring, que avaliamos neste artigo.

Novo Honda Civic 2017 Touring

O Honda Civic 2017 ficou um pouco menos sedã graças à sua traseira em formato fastback, conferindo um visual mais esportivo, mas também maior, já que o modelo cresceu em comprimento (4,63 metros) e em distância entre-eixos (2,7 metros), conferindo um espaço interior mais generoso, como mostramos em detalhes no vídeo a seguir.



Nessa versão topo-de-linha Touring, Civic é um carro que continua prático, confortável e funcional como um Toyota Corolla, mas que oferece desempenho e comportamento dinâmico para agradar até mesmo a fãs de Golf GTI.

Novo Honda Civic 2017 Touring

Este Civic tem um conjunto de suspensão (McPherson na dianteira e independente multilink na traseira) que o deixa plantado no chão, muito estável e seguro em qualquer tipo utilização, e que simultaneamente oferece um conforto de marcha com absorção de irregularidades que não deixa nada a desejar para a suspensão do Corolla - que é o referencial atual em termos de conforto e adequabilidade ao piso lunar brasileiro.

Novo Honda Civic 2017 Touring

O novo motor quatro cilindros 1.5 turbo e de injeção direta, a gasolina, com 173 cv a 5500 rpm e 22,4 kgfm a 1700 rpm, associado à transmissão automática CVT de 7 marchas, acelera o sedã de 1.329 Kg de 0 a 100 km/h em 7,5 segundos para atingir uma velocidade máxima de 221 km/h.

Novo Honda Civic 2017 Touring - painel de instrumentos digital

E ele faz isso consumindo 12 Km/l de gasolina em cidade e 14,6 km/l em estrada. No nosso percurso padrão, 50% cidade, 50% rodovia, com duas pessoas a bordo, obtivemos 13,5 km/l.

Novo Honda Civic 2017 Touring

Essa eficiência - bom desempenho associado a baixo consumo - é resultado não somente do motor turbo, mas também de sua transmissão continuamente variável, que mantém o motor nos regimes de torque máximo - entre 1.700 e 5.500 RPM - em uso normal, mas permite adentrar às extremidades do conta-giros em uma condução mais esportiva.

Novo Honda Civic 2017 Touring

Há algum lag do turbo até os 1.700 RPM, mas uma vez que a rotação progride a resposta do motor é melhor que a maioria dos demais CVT e também dos câmbios automáticos de conversor de torque usados no Jetta, Cruze e Golf TSI.

Novo Honda Civic 2017 Touring - interior - posição de dirigir

Coloque a transmissão em S em vez de D e o motor é mantido girando cerca de 1000 rpm mais alto, tornando-o ainda mais ágil. Este CVT faz também uma imitação razoável de um automático convencional quando o motorista tritura o pedal de acelerador no assoalho, produzindo trocas de marchas em seu pico de potência a 6000 rpm.

Novo Honda Civic 2017 Touring

Em termos estruturais, o Civic se mostra um carro sólido e rígido, e a qualidade do passeio é excelente. As grossas barras estabilizadoras ajudam os suportes dianteiros e a suspensão multilink traseira a manter firme sem oscilação da carroceria.

Novo Honda Civic 2017 Touring

O sistema de vetorização de torque baseado no sistema ABS posiciona o carro em curvas de uma forma que o Civic anterior jamais poderia lidar. A nova direção assistida eletricamente com desmultiplicação variável é muito rápida (10% mais rápida que o modelo anterior), e muito comunicativa.

Novo Honda Civic 2017 Touring - interior

O Civic 2017 ficou mais baixo e largo que o modelo anterior, e com isso a posição de dirigir está 2,4 cm mais baixa que o modelo anterior, resultando em uma excelente posição de condução, com muita visibilidade, conforto e prazer ao dirigir.

Novo Honda Civic 2017 Touring - espaço interno

Os bancos são quase perfeitos, com dimensões e conformação que tornam viagens longas pouco cansativas, e seguram o corpo em curvas em tocadas mais esportivas.

Novo Honda Civic 2017 Touring - interior

O painel de instrumentos oferece um cluster digital único e que contém um visor brilhante e limpo. Os materiais interiores transmitem sensação de alta qualidade, com um design em camadas que faz com que os plásticos parecem inesperadamente sofisticados.

Novo Honda Civic 2017 Touring - espaço traseiro

Dentro e fora, o carro dá a impressão de ser maior do que as especificações indicariam. O espaço interior é maior que o do Civic de nona geração, e na cabine alinhado com o observado no Corolla.

Novo Honda Civic 2017 Touring - espaço dianteiro

Entretanto, o porta-malas de 519 litros é 50 litros maior que os 470 litros verificados no outro sedã nipônico. Em termos de volume útil de carga o Civic é o referencial na categoria de sedãs médios.

Novo Honda Civic 2017 Touring - porta-malas de 519 litros

O interior do Civic Touring é também bem embalado com recursos como duas portas USB - uma das quais com 1,5A de corrente, permitindo carga rápida em smartphones - entrada HDMI, tomada de 12V, e uma tela de informação e entretenimento de sete polegadas ao centro do painel.

Novo Honda Civic 2017 Touring

O volante conta com comandos multifuncionais com comandos de toque capacitivos, com destaque para o sistema de ajuste do sistema de som de plástico nervurado que permite o ajuste fino pressionando em suas extremidades.

Novo Honda Civic 2017 Touring - banco traseiro

No lado oposto do volante temos um conjunto de botões para operar o piloto automático, que ainda não é adaptativo, e não conta ainda com sistema de monitorização frontal com frenagem autônoma e assistente de permanência em faixa - recursos que já estão no Civic Touring vendido nos EUA.

Conclusão

Novo Honda Civic 2017 Touring

O Honda Civic é um carro que vem sendo aperfeiçoado ao longo de gerações e esta versão Touring pode ser considerada o seu ápice. Um sedã com muito estilo, muitos equipamentos, muita tecnologia e muita preocupação com eficiência.

Postagens relacionadas:

33 comentários:

  1. Belíssimo carro. Mas concordo com alguns aqui que esse design rebuscado (e isso NÃO é uma crítica) deverá cansar logo. A vantagem do "family face" capitaneada pela trinca alemã (e VW por tabela) é que suas linhas mais sóbrias cansam menos e, consequentemente, seus carros parecem demorar mais a envelhecer visualmente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem falado. Concordo. Apesar de n curtir sedan. Esse carro está muito bom.

      Se a Honda trouxesse o Hatch.

      Excluir
    2. Concordo com vc. Tenho um Civic EXR 2016 e gosto muito do carro, mas ainda não me acostumei com essa traseira do modelo atual. Vendi um Corolla XEi 2015 agora em janeiro e posso falar: o bicho tomba mais que bêbado em curva!

      Excluir
    3. Linhas sóbrias, de fato, cansam menos.
      E no geral agradam mais do que produtos de linhas rebuscadas.

      Todavia, não vamos confundir sobriedade com pobreza como tem feito a VWB.
      Design da uma grande leva de produtos da VW não traz linhas sóbrias, mas sim, pobres.
      Gol, Golf, Jetta, Passat, os futuros Polo e Virtus, não tem nada de sobriedade. São simplistas e feios ...

      Excluir
    4. Em design o Golf, Jetta e Passat humilham esse Civic Jaspion aí, todo rebuscado que parece uma escola de samba desfilando na Sapucaí.
      Tanto o design desses carros são superiores, que são os carros mais vendidos do planeta. Golf o 2º, Jetta o 3º, se somar os dois dá 70% mais que o Corolla, e só o Jetta vende 40% mais que o Civic.

      http://www.car.blog.br/2017/03/novo-honda-civic-2017-touring-preco.html

      Excluir
    5. Chora mais Carlos Pq vc anda a pé e vai andar pelo resto da sua vida! !!

      Excluir
    6. Carlota... Favor informar vendas no Brasil. País que estamos por favor!!!

      Excluir
    7. Claro a desculpa é sempre flar apenas do Brasil,o país das
      Pessoas inteligentes

      Excluir
    8. Inteligentes, assim como você!

      Excluir
    9. Ué, estamos em outro país, por acaso?
      O russo peida lá para você sentir aqui?

      Não é desculpa, meu caro.
      Procure verificar o contexto de nosso mercado e notará que a preferência pelos produtos asiáticos é preocupante quando o assunto é uma competitividade sadia, razão pela qual as 4 tradicionais estão muito atrás.
      Honda e Corolla mandam e desmandam com seus produtos simplesmente porque os antigos competidores não se atualizaram para as perspectivas atuais e futuras.
      Até o final desta década, Honda e Toyota reinarão por aqui sem nenhum competidor que embarque confiabilidade, durabilidade e pós-venda em similar nível de competência. Infelizmente ...

      Excluir
    10. Alguns acham que o design do Golf, Passat, A4, etc são simplistas. Ao contrário, desenhar as linhas desses carros é um trabalho extremamente complexo, uma tarefa para poucos designers, com muito talento. São linhas sóbrias e elegantes. Há grande compromisso com o coeficiente aerodinâmico, conforto acústico, além de ter que agradar um público enorme, em diferentes mercados. Não há espaço para design controverso, como é o caso do Civic. Vamos concordar que para assumir uma responsabilidade pelo design de um carro como o Golf, o sujeito deve estar num seleto grupo dos mais talentosos designers do planeta, com um baita currículo! Não é à toa que a Kia, na tentativa de revolucionar o design de seus carros, foi buscar um experiente designer no grupo VW. Aqui não há muito espaço para discussão. O grupo VW é referência no assunto.

      Excluir
    11. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      VW referência em design???
      Coeficiente aerodinâmico dos carros da VW são a partir de 0.30. Simplesmente, ordinário.

      Não vamos confundir simplicidade com pobreza, fato este que até o Passat CC teve que banir seu nome Passat pq não traduzia a beleza histórica do modelo.
      Até mesmo um chefão da VW descreveu que os carros da marcas são chatos, quem somos nós para palpitar? ...

      Excluir
    12. Vale lembrar que, além da Audi, outras conceituadas marcas também fazem parte do grupo VW. Bentley, Bugatti, Lamborghini, Porsche, dentre outras.

      Excluir
    13. Se quiser saber qual marca de automóveis sabe fazer carros bons e aerodinâmicos, procure por uma "tal" MERCEDES-BENZ...

      Excluir
    14. Grandes merdas o design do golf, parece um gol semi-bombado. Falar que isso dá trabalho? Dá, mas bem menos do que algo melhor elaborado.

      Excluir
    15. como a gente lê asneiras por aqui ! O pessoal que comenta é 100% passional, 90% do que falam é questão de opinião, e não faz sentido. Ao amigo que falou sobre o coeficiente de arrasto aerodinâmico dos modelos VW; atende a proposta, não ? Um Up não é um carro de corrida, e ainda sim com seu Cx é mais economico que seus concorrentes. Se acha as linhas dos VolksWagens simplórias ou feias, é gosto, com esses traços eles são líderes mundiais de vendas, e a estratégia é adotada dentro de todo o grupo, seguindo as devidas proporções.

      Excluir
  2. O Motor 1.5 turbo merecia ser de série em todas as versões, algo ousado demais dentro da filosofia da Honda eu acredito, ainda assim melhor que a sua conterrânea Toyota.

    ResponderExcluir
  3. O mais bonito e jovial sedam médio do Brasil, a3 e a4 só tem mais status e qualidade construtiva mais em design perde feio, pena q vai ficar enjoado em 3 anos MTS exageros....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diego este civic é um belo carro e pode ser até comparado com o A3, mas o novo A4 não tem nem como, ele é fabricado na Alemanha e o papo é outro, é um carro superior em tudo, inclusive no preço. Mas como você mesmo disse, o status é o que define a compra de alguns consumidores!!!

      Excluir
  4. A Honda acertou em cheio com esse carro. Digamos que seja um esportivo acessível, pois seu custo de manutenção é suportável por qualquer consumidor que esteja acostumado com reparos em sedans médios, o que não é o caso dos veículos da Audi/BMW. Eu diria que a Honda tornou um veículo sedan confortável e esportivo acessível, em termos de reparabilidade, às massas. Certamente um sedan médio baseado na plataforma do Golf, que não é o caso do atual Jetta, poderia fazer frente, ainda mais se dispusesse do 1.0 TSI com transmissão automática.

    ResponderExcluir
  5. Carblog...faz uma matéria com o Corolla GLI tecido PCD...esse carro parece cabeça de bacalhau, ninguém ainda mostrou em site nenhum!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ...QUALQUER PESSOA PODE TER UM COROLLA POR R$ 69.690! MAS...

      ...É preciso ter paciência, pois as versões GLi que custam menos de R$ 70 mil (“peladonas”) têm como prioridade as pessoas com deficiência. A espera pode chegar a oito meses
      Sacanagem da Toyota...em 2016 não era assim...Procon neles!!!

      Excluir
    2. Em média, 90~100 dias.
      Desde o início do processo até o carro nas mãos.
      Não há motivo de Procon em nenhum aspecto.
      Há pedidos que superar 1 ano a depender das alterações a serem realizadas em seu interior, segundo as necessidades específicas de cada um.
      Na grande maioria dos casos essa versão para PCD (PME) não necessitam de nenhuma alteração no veículo, ficando restrito apenas ao processo burocrático ...

      Excluir
  6. Em Argentina,la versao touring vale usd 40.000

    ResponderExcluir
  7. Quando você olha um Civic pelas ruas logo se diz:lá vem o novo Civic...Ao contrário do Jetta, difícil notar se é o antigo ou o atual...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que essa deva ser a idéia da VW...e os donos gostam disso...

      Excluir
  8. Cara a Dianteira desse carro e muito bonita, ja a traseira achei muito exagerada, não consegui gostar, gostei mais do Design do Corolla Reestilizado, achei mais Harmonioso, já o interior e muito mais Bonito do Civic, a minha escolha para Sedan seria, ja em relação a motorização, a versão Touring parece bem Interessante, as versões aspiradas fico com o Corolla mesmo, o Mercado de Sedan no Brasil se resume a esses dois mesmo, o resto faz nem sombra.

    ResponderExcluir
  9. Se tivesse 1.5 turbo na Ex ou pelo menos Exl iria estourar 3000 unid/mes e corolla cairia. Cruze em vesão LS a 79,900 e Focus com AT convencional. Todos eles derrubaria o corolla da liderança e Civic viraria lider.

    ResponderExcluir
  10. Merecia ser flex também,ninguém aguenta essa gasolina mijada

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.