Car.blog.br

Pesquisar este blog

Renault atinge 7,6% de participação em novembro - Brasil

Categorias: , 14 Comentários

o penúltimo mês do ano, a Renault manteve a trajetória de crescimento e alcançou 8,3% de participação de mercado. O resultado é 0,4 ponto percentual acima do registrado no mesmo mês em 2015. No acumulado do ano, a marca chegou a 7,6% de market share, novamente 0,4 ponto percentual a mais no comparativo com o ano passado.


O Sandero foi, mais uma vez, o destaque da fabricante no mês. Com 7.029 unidades, o veículo foi o quarto mais vendido em novembro. O Renault Master, com 487 emplacamentos, manteve-se na liderança dos furgões com até 3,5 toneladas de Peso Bruto Total.

Girou, Ligou, Ganhou

A tradicional promoção Girou, Ligou, Ganhou teve contribuição importante para os bons resultados conquistados pela Renault em novembro. A campanha, estrelada por Xuxa, sorteou oito picapes Duster Oroch – uma delas no Salão do Automóvel – e ofereceu condições especiais nas concessionárias.


Os sorteios já foram finalizados, mas os clientes ainda conseguem adquirir um veículo Renault zero quilômetro com taxa zero, em até 36 vezes.

Postagens relacionadas:

14 comentários:

  1. Há seis anos sou cliente Renault (Clio/sandero), e nunca tive nenhum problema elétrico/mecânico. São carros altamente robustos, o lado negativo são; acabamento e preço de revisão. Provavelmente irei continuar na marca, ainda mais com esses novos motores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Colega,
      respeito o comentário, mas não sou fiel à marca. Para mim, ela deve sempre evoluir e acompanhar as novas tecnologias de segurança e conforto.
      Gostava da Fiat à 15 anos. Hoje, fujo dela, pois as novidades são raras. O acabamento é importante para o conforto e segurança dos passageiros. A Renault (Dacia), para mim, é similar à Fiat, nesses quesitos. Ao trocar de veículo, vá em outras marcas e compare. Valorize seu dinheiro.

      Excluir
    2. Eu sou palmeirense tb, mas o Sandero que temos (um authentique 1.0 16v 2010 hj com mais de 70mil km) já deu vários problemas que vi que são comuns nesse carro como quebra da homocinética, vazamento do óleo de câmbio devido a essa quebra, falha no motor, baixo torque (quase não sobe ladeira), desgaste prematuro da embreagem (porém ela é barata), e um barulho no painel bem alto, mas ainda não encontrei da onde vem. Enfim, um carro que já foi barato (hj com esse novo motor subiu bem de preço) mas que foi projetado para países de 3º mundo e leste europeu. Os pontos positivos são seguro barato e um espaço acima da média da categoria, mas apresenta baixa confiabilidade mecânica e qualidade na montagem. Se fosse comprar um carro até 50k, certamente não seria um francês. Poderia ser um hb20, Up MSI ou TSI ou etios novo, ou um honda automático no caso de usado. Temos um Fit com quase 100mil Km e zero de problemas, só manutenções básicas, um verdadeiro tanque de guerra.

      Excluir
    3. Parmera e Leonardo estamos juntos. Abraços !

      Excluir
  2. Familiares meus já tiveram 4 Sanderos. Nenhum apresentou problemas. São carros toscos, mas resistentes. Até na Europa os Logan/Sandero são considerados confiáveis.

    ResponderExcluir
  3. tive 2 renôs (clio e logan), realmente toscos e espartanos por dentro (logan), mas bons carros. no logan antigo parecia q eu tava dentro de um tanque de guerra.

    ResponderExcluir
  4. tive 2 renôs (clio e logan), realmente toscos e espartanos por dentro (logan), mas bons carros. no logan antigo parecia q eu tava dentro de um tanque de guerra.

    ResponderExcluir
  5. Se colocarem câmbio CVT na linha como fizeram com os Nissan (já que os motores são os mesmos) vai continuar vendendo bem . Já tive 7 Renault sendo 3 da linha Dacia, entre eles 2 Sanderos, realmente são robustos mas hoje em dia eu não compraria, 1 motivo seria o câmbio automatizado o segundo seria porque o projeto já está muito defasado.

    ResponderExcluir
  6. Excluindo o fluence o restante da linha Renault tem um acabamento bem ruim, mas o conforme já foi dito te espaço e seguro mais em conta.

    ResponderExcluir
  7. A Renault de pouco em pouco vai conquistando a confiança do mercado. Quando chegar o kwid e captur venderá ainda mais. Falta o Clio e um Megane bom para arrebentar. Há, um câmbio CVT no Logan ia bem tb - ficaria melhor que o Etios Sedan de gosto duvidoso.

    ResponderExcluir
  8. Tenho um Sandero 2011 com 94.000 KM e é relativamente robusto mecânicamente

    ResponderExcluir
  9. Quando a Renault oferecia carros de projeto europeu com ótimo acabamento e mecânica moderna, não vendia nada. Foi só mudar de estratégia com carros low cost, mecânica obsoleta e acabamento fosco que as vendas aumentaram. E ainda tem quem critica a estratégia das marcas de vender carros terceiro mundistas ao invés de carros de primeira linha.

    ResponderExcluir
  10. O Blog já teria alguma avaliação do novo motor Renault 1.6 SCe ?

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.