Car.blog.br

Pesquisar este blog

Novo Chevrolet Cruze Sport6 2017: vídeo, preços, consumo

Categorias: , , , , 44 Comentários

A Chevrolet do Brasil lança no mercado nacional o novo Cruze Sport6 2017 - veículo que chega com nova plataforma, design - externo e interno - totalmente novo, e mecânica modernizada.

Novo Cruze Sport6 2017

O modelo já está chegando às concessionárias da marca nas seguintes versões: LT, que tem preço de R$ 89.990 reais, e LTZ, cujo valor varia entre R$ 101.190 reais e R$ 112.540 reais, neste último caso com o pacote completo. O vídeo a seguir mostra os detalhes.



O Novo Cruze Sport6 2017 tem uma carroceria idêntica à do modelo sedã até a coluna “B”, porém nesta versão hatch há uma frente diferenciada em relação ao três volumes, pois adota novos para-choques, nova grade do radiador cromada, nova moldura também cromada nos faróis e faróis de neblina, resultando em um aspecto mais esportivo e condizente com esse tipo de carroceria.

Novo Cruze Sport6 2017

Em termos dimensionais, o novo Cruze Sport6 2017 mede 4,448 m de comprimento, 2,042 m de largura (com os espelhos retrovisores) e 1,484 m de altura. Esse modelo é 6 cm menor que o anterior, resultando em um menor porta-malas de 290 litros. É um porta-malas bem pequeno, apenas 5 litros a mais que o do VW up!, por exemplo.

Novo Cruze Sport6 2017

O interior é basicamente o mesmo do modelo sedã, sendo o painel com estrutura totalmente de plástico duro, e revestimentos macios ao toque apenas para melhorar o aspecto estético.

Novo Cruze Sport6 2017 - interior

O modelo topo, de R$ 112 .540 reais, conta com recursos como auxiliar de estacionamento, aviso de saída involuntária de faixa e alerta de colisão. São recursos interessantes, mas novamente ficam devendo em termos de tecnologia para os que são aplicados à versão Highline do VW Golf, o qual conta com piloto automático adaptativo e sistema de frenagem autônoma de emergência em cidade – itens ausentes no Cruze.

Novo Cruze Sport6 2017 - interior

O Cruze Spórt6 2017 na versão LTZ conta com teto solar de série, e também banco do motorista com ajustes elétricos.

Novo Cruze Sport6 2017- câmbio automático

Todas as versões do Cruze Sport6 2017 contam com o motor 1.4 Turbo Flex de 153 cavalos associado exclusivamente a uma transmissão automática de seis marchas, capaz de acelerá-lo de 0 a 100 km/h em 9 segundos – cerca de 0,4 segundos mais lento que o VW Golf 1.4 TSI. Os dados de consumo com etanol são 7,6 km/l em cidade e 9,3 km/l em estrada. Com gasolina melhora para 11,3 km/l em cidade e 13,6 km/l em estrada. Ele é em média 3% mais gastador que o Golf 1.4 TSI.

Novo Cruze Sport6 2017 - interior

Em termos de sistemas de segurança, o Cruze vem em todas as versões com controle eletrônico de estabilidade e tração, mas os 6 airbgas são exclusivos da versão topo LTZ. O modelo LT tem 4 airbags de série.

Novo Cruze Sport6 2017

Nesse ponto há também uma desvantagem em relação ao VW Golf, seu principal concorrente, que conta com 7 airbags em todas as versões, inclusive na de 74.990 reais. Todas as versões contam com sistema de entretenimento e informação myLink2, com capacidade de espelhamento de tela de smartphone.

Novo Cruze Sport6 2017 - porta-malas

Na versão LT essa central tem tela de 7 polegaas, enquanto nas versões LTZ a tela é de 8,4 polegadas e é a que está sendo mostrada no vídeo, com sistema de navegação integrado por GPS.

Novo Cruze Sport6 2017- central multimídia

Faz parte também da versão LTZ completa o sistema de carregamento de celular sem fio. O Cruze Hatch 2017 conta também em todas as versões com o sistema OnStar, que, por meio de um botão no retrovisor pode-se acessar uma central de atendimento humanizada, e também inclui o Diagnóstico Avançado, que informa por meio do aplicativo OnStar para smartphone ou se há alguma anormalidade com os principais sistemas do veículo.

Novo Cruze Sport6 2017- central multimídia

Há também serviços de emergência, segurança, proteção patrimonial, concierge e navegação. Há diversos pacotes de serviços para o OnStar, sendo o mais barato com mensalidade de R$ 50 reais.

Conclusão


O Chevrolet Cruze Sport6 2017 chega para disputar o segmento de hatchs médios com o VW Golf e o Ford Focus, trazendo uma mecânica atualizada e um preço competitivo.

44 comentários:

  1. Sem graça. Somente o motor que presta. Poderia ter trazido o novo Opel Astra. Faz nem cócegas no Golf, ainda mais com esse preço alto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o motor, cambio, suspensao, direcao e plataforma sao os mesmos do astra so oq muda e o design

      Excluir
  2. Que mágica é esta que um carro de 4,5m tem 290 litros de porta-malas. Você paga 100k num carro e tem que comprar outro pra levar a bagagem de uma viagem. Os SUVs agradecem. Exceto o Renegade é claro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capacidade é praticamente a mesma dos concorrentes Golf e Focus.

      Excluir
    2. Errado. A capacidade o Cruze é de 290 litros. E a do up! é 285 litros. Então pode-se dizer que a capacidade do Cruze é praticamente a mesma da do Up!.
      mas a capacidade do Golf é 315 litros, ou seja, 25 litros a mais que o Cruze. Então não tem nada de "praticamente a mesma". A capacidade do Golf é bem superior à do Cruze.

      Excluir
    3. kkkkkkkkkk " BEM SUPERIOR "
      25 litros não é suficiente pra levar uma mochila.

      Excluir
    4. Kkkkkkkkk
      Daqui a pouco alguem fala q a porcentagem é de tanto... E q isso e aquilo, e q é bem superior mesmo.
      Na boa, é o equivalente a um garrafão dágua. É melhor, mas não muito.

      Excluir
  3. Cruze 1.4T LT custa 90 mil.
    Golf 1.4T Highline custa 105 mil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cruze LT concorre com Golf Comfortline, que custa R$ 74,990 reais ou R$ 78.990 na versáo automática.
      Cruze LTZ de 101 mil concorre com o Golf Highline de 105 mil.

      Golf tem que ser mais caro mesmo. vem com 7 airbags de fábrica, sistema pos colission, anda mais, bebe menos, interior feito totalmente de material emborrachado (cruze de plástico duro), golf tem porta-objetos e porta-luvas revestido e refrigerado, cruze tudo de plástico duro, golf tem sistema de iluminacao ambiente em LED, cruze não. Golf tem porta-malas maior, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, Golf é top safety pick +, fora um monte de outras coisas que o cruze nem sonha.

      E mais importante. Golf é um Golf, um mito, o carro mais vendido do planeta, cultuado no mundo inteiro. O Cruze é um projeto de segunda linha, expulso da Europa, e que luta para oferecer custo x benefício, pois é reconhecidamente um carro inferior.

      Excluir
    2. Perfeita observação, Carlitos.

      Excluir
    3. fan boy é foda hahaha o golf é mais carro, o cruze é mais negócio, simples assim. custo benefício do cruze é muito melhor

      Excluir
    4. golf 1.4 com teto e pacote exclusive = 124mil no site da vw
      cruze ltz plus é mais completo que o golf e custa 13 mil a menos..
      ta certo, ótimo negócio mesmo amigão.

      Excluir
    5. fan boy é foda hahaha o golf é mais carro, o cruze é mais negócio,

      Esses coitados com baixo QI só sabem repetir como papagaios chavões lidos em algum lugar, e que acham bonitinho, e saem repetindo como idiotas. Isso aí foi dito no Carplace.
      E é uma bobagem.
      Primeiro que o Golf com pacote Premium tem coisas que o Cruze nem sonha, como piloto automático adaptativo, faróis de LED, park assist 2.0, e frenagem autônoma de emergência. O Golf 1.4 TSI premium não se compara a Cruze. O Golf 1.4 TSI premium se compara a BMW Série 1 e MErcedes A250, e é superior aos dois.
      Para bater um Cruze LTZ, basta um Golf 1.4 TSI AT6 Highline + Teto Solar, que é mais completo que o Cruze, e custa 111k, 2 mil a menos que o Cruze.
      Aprende a pensar, antes de relinchar. Repetir até papagaio repete...

      Excluir
  4. É o que eu sempre digo. A engenharia da gordolândia está 15 anos atrasada em relação à alemã, especialmente à da VW.
    Esse Cruze chega 4 anos depois do Golf e vem pior em tudo: o motor faz ele andar menos e beber mais. Pior: é 20 cm maior que o Golf e tem menos espaço interno e menos porta-malas.
    Na parte de aproveitamento de espaço, esse Cruze consegue ser tão ruim quanto o Focus, que já é apertadíssimo.
    Então, se vc quer um hatch médio espaçoso, vc tem que pegar um Golf.
    Se você quer um hatch médio eficiente, você tem que pegar um Golf.
    Mas não para por aí. O Cruze me chega 4 anos depois do Golf e não oferece nem ACC? E esse sistema ridículo aí de alerta de colisão que não aciona os freios. Piada.
    Para pioar, tomou mais de 1 segundo no teste do acelerados do A3 1.4 Flex nacional. Um verdadeiro desastre.
    Fazendo um carro tão inferior assim, só resta à GM buscar o famigerado "custo x benefício". Só oferece "custo x benefício" quem tem produto reconhecidamente inferior.
    Lançamento totalmente #fail. Não inova em nada e é pior que o seu concorrente.
    Cruze? Não andarei, não testarei e não gostei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só posso concordar... só acrescentaria uma coisa: esse cruze-credo, além de pior em tudo em relação ao golf, é ridiculamente feio!

      Excluir
    2. cruze.... não curtir, então nem vou comentar

      Excluir
  5. Se o porta malas do Cruze é quase do mesmo tamanho do Golf e do Focus, logo condizente com a categoria, não faz sentido o comparativo fanático com o sub compacto UP.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem fanatismo, vamos aos dados:
      Golf 4,25m - 313 litros
      Focus 4,36m - 316 litros
      Cruze 4,45m - 290 litros

      Meu Fit 2006 - 3,83m - 353 litros. Kkk

      Excluir
    2. Quem tem fit 2006 não tem como comprar um cruze 2017 mesmo...

      Excluir
    3. Você faz minha declaração de IR Fabio Teixeira? Mas em todo o caso aqui podemos opinar sobre a reportagem de um QQ ou de uma Ferrari. Ou só podemos opinar sobre o que podemos comprar? O exemplo do meu Fit foi somente um comparativo que talvez possa explicar um pouco a venda baixíssima dos Hatchs médios. Muito preço para um carro pouco versátil.

      Excluir
    4. O fato dele ter um fit 2006 não reflete nada da condição financeira dele, você não sabe quanto ele tem no banco, em ações na bolsa ou no tesouro direto, e mesmo que ele não tenha nada disso e tenha apenas o fit 2016 QUITADO, ele pode ter muito mais condições que muitos que andam de Golf zero FINANCIADO

      Excluir
  6. Tem que curtir muito um hatch para não ir de Civic ou Compass!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ate o novo tracker e uma opcao mais interessante q o cruze hatch

      Excluir
  7. Acelerados vai fazer um "pega" com o golf nacional, vamos ver se procede que ele e mais rapido que o DSG.

    ResponderExcluir
  8. Quando thyago?está quero ver tbm!DSG X Tiptronic...

    ResponderExcluir
  9. Esse Cruze aí não amarra nem a chuteira do Golf.

    ResponderExcluir
  10. Uma pena... Quando a marca monta versões tirando itens essenciais demonstra desrrespeito ao consumidor...

    Por 90 mil deveria ter pelo menos 6 airbags e o sensor de estacionamento na frente. Deixa as firulas para a versão mais cara, como led, teto solar, assistente de faixa, enfim...

    Agora os caras sabem que no mercado tem um Golf (carro líder mundial) com 7 airbags + sensores completos, por 15 mil a menos, e montam a versão LT assim??? Pára vai... Ah, mas o cruze é AT... Puxa, por mais segurança e 15 mil, dane-se o câmbio...

    Enfim, eu, que sou público da categoria, não escolheria o Cruze.

    PS.: aviso aos compradores: start-stop sem off é 1,5 , 2 mil de bateria em 2 anos ou menos. Acho maravilhoso o recurso no Golf, mas em paradas muito rápidas eu desligo, e é muito fácil... Fico imaginando não poder desligar...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É só colocar no modo sequencial que o carro entende e não ativa o start stop. Não tem botão, é só D pra esquerda, mestre.

      Excluir
    2. Legal saber isso Unsa... Não intuitivo quanto no Golf, mas beleza... Talvez, não será tão assimilado pelo usuário... Até por que pode ser que nem os vendedores da GM sabem muito bem disso (no teste do Cruze Sedan, o vendedor simplesmente disse que não desliga...) Mas vamos esperar...

      Excluir
    3. Eles não sabem mesmo kkk

      Excluir
  11. O Barrichello fez um teste com esse cruze no velocita e ele foi somente 0.4 décimos de segundos mais lento que o golf, ou seja, na mão de gente normal não há diferença. E num autódromo conta as qualidades do carro e não somente o motor. A excelência dinâmica da VW não fez tanta diferença assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Errado. O Golf nacional é mais rápido que o importado. O importado não é flex, e o Cruze foi testado com etanol.
      A comparação que tem que ser feita é com o A3 Sedan 1.4 Flex nacional, que girou em 1.10,906, sendo, portanto, 0,8 segundos mais rápido que o Cruze.

      http://www.car.blog.br/2016/10/audi-a3-sedan-nacional-supera-golf-14.html

      E o Golf nacional será ainda mais rápido que o A3, pois o Golf é mais leve, então é provável que o Cruze Hatch tome uma naba de pelo menos 1 segundo do Golf nacional.

      E, detalhe, mesmo andando menos, o Cruze bebe mais.

      Excluir
    2. Até que as suas projeções se confirmem o que vale é o teste com o importado.

      Excluir
    3. E perde do mesmo jeito. E 0,4 segundos por volta em uma pista curta como o Vello Cittá é uma eternidade. Os 0.8 que ele perde para o A3 nacional, então, é prá lá de vergonhoso, especialmente para um carro que tem "Sport" no nome, um emblema "Turbo" em vermelho na traseira e a carroceria toda emperiquitada de aerofólios e saias aerodinâmicas.

      Excluir
    4. No final das contas, pro consumidor final, esse resultado com uma diferença "tão grande" não fará diferença alguma.

      Excluir
    5. O Golf foi 0,4S, mas se você reparar há uma estrela no tempo do Golf, porque foi testado com pista suja, o autódromo estava em obras. Isso tirou fácil quase 1S. Quem já acelerou sabe. A perda de tração é grande.

      Excluir
  12. Esse veículo tem um visual externo muito poluído, parece um Fiat , todo recortado, não tem a mínima chance de ameaçar nem o Focus, o que dirá o Golf.

    ResponderExcluir
  13. Essa discussão de qual médio é melhor é igual bater em cachorro morto, não adianta em nada. Segmento praticamente morto no país. 25 de litros de diferença no porta malas não é suficiente pra fazer um cliente desistir da compra, aliás, se a prioridade for porta malas, acredito que o cliente irá optar por um sedan ou partir direto pra um SUV.

    ResponderExcluir
  14. Golf é bem superior. Nem da para questionar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, também acho que o GOLF é superior, quem entende um pouquinho só de carro não nega isso. Mas em relação ao quesito custo/benefício quando comparamos o Cruze ao Civic Touring aquele leva vantagem sobre este.

      Excluir
  15. Cruze evoluiu muito em relação a geração passada. Comparado aos rivais, tem bom custo-beneficio. Não gostei do acabamento cinza da Ltz, preto ficaria melhor. Faltou um dual zona e multilink aí. Acho boa opção mas não a melhor. Já o Golf tem uma dinâmica única e muita tecnologia, porem cobra caríssimo por isso. Muito mesmo. Highline sai por 105 sem led, teto, câmera de ré e multimídia sem gosto embutido. Completo sai por 140, melhor um fusion titanium é um seguro de 6000, enquanto do focus e cruze sai por 3500 na média. Na compra muitos olham isso na compra. Golf e o melhor da categoria. Mas tem que estar disposto a pagar muito. Minha opinião.

    ResponderExcluir
  16. Cruze evoluiu muito em relação a geração passada. Comparado aos rivais, tem bom custo-beneficio. Não gostei do acabamento cinza da Ltz, preto ficaria melhor. Faltou um dual zona e multilink aí. Acho boa opção mas não a melhor. Já o Golf tem uma dinâmica única e muita tecnologia, porem cobra caríssimo por isso. Muito mesmo. Highline sai por 105 sem led, teto, câmera de ré e multimídia sem gosto embutido. Completo sai por 140, melhor um fusion titanium é um seguro de 6000, enquanto do focus e cruze sai por 3500 na média. Na compra muitos olham isso na compra. Golf e o melhor da categoria. Mas tem que estar disposto a pagar muito. Minha opinião.

    ResponderExcluir
  17. Em termos de design, a traseira da geração anterior é bem mais bonita. Na versão LTZ o interior deveria ser preto na minha opinião. E faltaram freio de mão eletrônico e saída de ar condicionado para o banco traseiro. Porta malas muito pequeno, menor até que o da geração anterior. Tenho um Cruze Sport6 2014, estou satisfeito com o veículo, mas o atual eu não compraria, a despeito de todas as inovações tecnológicas.

    ResponderExcluir
  18. Como é possível um veículo do padrão do novo Cruze não ter um simples ajuste vertical dos cintos de segurança dianteiros? Até o Onix tem! Poderia explicar, dona Chevrolet?

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.