Car.blog.br

Pesquisar este blog

Gol liderou ranking de carros mais vendidos - Brasil / 1987

Categorias: , , 12 Comentários

O mercado automotivo brasileiro vive no biênio 2015-2016 uma de suas piores quedas histórias. Este ano a indústria deve fechar com retração em torno de 20%, enquanto em 2015 a queda foi e 25,5%, a pior desde 1987, ano no qual o Gol foi o modelo mais vendido.

VW Gol - carro mais vendido de 1987

Em 1987 o VW Gol, ainda em sua primeira geração, foi o modelo mais vendido, com um total de 59.740 unidades comercializadas.

VW Gol 1987

O segundo carro mais vendido no Brasil foi o Chevrolet Monza, espécie de Corolla da época, com um total de 53.460 exemplares transacionados.

Chevrolet Monza 1987

O pódio de 1987 fechou com o Ford Escort, que logrou êxito em emplacar 50.946 veículos no ano.

Ford Escort XR-3 1987

A quarta colocação entre os carros mais vendidos era do Chevrolet Chevette, um compacto com tração traseira que estava no mercado há mais de 13 anos, e vendeu 45.727 unidades.

Chevrolet Chevette 1987

O quinto lugar coube ao Fiat Uno, modelo que sobreviveu em produção até 2014, com 36.585 unidades emplacadas.


O sexto lugar foi do Ford Del Rey, modelo luxuoso da marca americana, com 33.963 unidades comercializadas.


O seu concorrente, Volkswagen Santana, foi o sétimo mais vendido, com 33.748 exemplares emplacados.


A oitava colocação era da versão perua do Gol, a Parati, com 21.467 unidades vendidas.


Já sua versão três volumes, o Voyage, figurou na 9ª colocação depois de vender 19.804 unidades.



Fecha o top ten o Fiat Prêmio, concorrente do Voyage, com 18.516 exemplares vendidos.


Ranking - 20 carros mais vendidos de 1987

1º Volkswagen Gol - 59.740 unidades
2º Chevrolet Monza - 53.460 unidades
3º Ford Escort - 50.946 unidades
4º Chevrolet Chevette - 45.727 unidades
5º Fiat Uno - 36.585 unidades
6º Ford Del Rey - 33.963 unidades
7º Volkswagen Santana - 33.748 unidades
8º Volkswagen Parati - 21.467 unidades
9º Volkswagen Voyage - 19.804 unidades
10º Fiat Premio - 18.516 unidades
11º Volkswagen Kombi - 17.942 unidades
12º Ford Pampa - 13.506 unidades
13º Ford F-1000 - 11.076 unidades
14º Volkswagen Passat - 9.607 unidades
15º Fiat 147 Pick up - 9.563 unidades
16º Fiat Elba - 7.397 unidades
17º Toyota Bandeirantes - 3.576 unidades
18º Fiat Fiorino - 3.337 unidades
19º Chevrolet Opala - 2.559 unidades
20º Gurgel X12 - 1.243 unidades

Fonte: Jato Dynamics via iCarros

12 comentários:

  1. Impressionante como o Santana tomava surra do Monza, mesmo somando Santana + Passat, ainda apanhavam feio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E isso adiantou o quê? A GM em 1987 era incontestavelmente a maior empresa do planeta, e a VW não estava nem no top 20.
      Mas o Monza vendia mais que o Santana e o Passat no Brasil.
      Em 2009, a GM foi a falência. E em 2016 a VW se tornou a maior do planeta.

      Excluir
    2. Se analisarem a história, verão o porque da GM ser extinta. A atual é outra empresa, tão ruim quanto a anterior.

      O chevette, Monza, Kadette, astra, Corsa e Agile são a mesma plataforma. Tudo requentado. no Brasil acreditava-se serem modelos distintos. Mas, os alemães, conhecedores dessa esperteza, deixaram de comprar Opel. Um dos braços fortes da GM.
      A Fiat segue essa política de requentar plataforma, câmbio e motor. Vide os Unos, Pálios, Puntos, Lineas, mobis Renegades, com reaproveitamento de componentes.

      O consumidor está conhecendo esta estratégia da Fiat no Brasil, como os alemães da Opel.

      Um dia a casa cai definitivamente.

      Excluir
  2. Pra ver, monza vendia mais que chevette e santana vendia mais que voyage, ou seja, carros médios vendendo mais que compactos. Eu particularmente tinha dois que eu gostava muito, o passat pointer e o opala.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O monza era uma boquetagem perto do Santana. Posição de dirigir do Monza horrível, câmbio de péssimos engates, espaço interno reduzido. E o motor 2.0 que levou bomba no teste de longa duração da 4 rodas.
      Já o Santana era um projeto moderno, com câmbio mangífico, rodar suave e ótimo comportamento dinâmico.
      O resultado: Santana viveu até 2006, e o monza morreu em 1996.

      Excluir
    2. Esse é seu ponto de vista, mas o Monza saiu pra dar lugar ao Vectra, que em 96 parecia ter vindo do futuro perto do Santana que ficou até 2002

      Excluir
    3. O Vectra de 96 realmente causou um impacto que só o New Civic veio causar novamente, em 2006.

      Excluir
  3. O Ford Pampa liderava as picapes compactas, o 147 picape vendia bem ainda. E hoje a liderança é do Fiat Strada. E quem era a dona Volks? Hoje nem parece que teve essa herança.

    ResponderExcluir
  4. Tá difícil! Gol, sem chances!!! Com projetos atuais, HB20 e Onix permanecerão reinando por um bom tempo.

    ResponderExcluir
  5. Sinto saudade das versões esportivas do Gol ( GT, GTS e GTi).

    Vamos ver o tão sonhado e prometido Gol GTi 2018. É um carro muito esperado e quem sabe faça aumentar muito as vendas do Gol, como nos anos 80 o fez com GT, GTS e GTi.

    ResponderExcluir
  6. Tive todos esss carros da VW. Todos eram superiores aos da concorrência.Esse Uno dava dó; depois de dirigir algum tempo a dor no braço era terrível de tão ruim que era o câmbio.

    ResponderExcluir
  7. Como o sexto vendeu mais que o quinto?

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.