Car.blog.br

Pesquisar este blog

Fiat Mobi com novo motor 1.0 Firefly chega no Salão de SP

Categorias: , , , 22 Comentários

A Fiat Chrysler do Brasil apresentará no Salão do Automóvel de São Paulo a nova versão topo de gama do Mobi, que terá como novidade a adoção do novo motor Firefly.


O novo propulsor, que estreou no Uno 2017, desloca 1 litro, dispõe de três cilindros, 6 válvulas e oferta entre 72 e 77 cavalos (gasolina/etanol), e torque máximo de 10,4 kgfm.



A nova versão do Mobi será mais cara e mais avançada tecnologicamente que as atuais.


A nova versão não aposenta o motor Fire 1.0, já que as demais versões continuam em linha.

Nova Fiat Toro 2.4

Outra novidade da FCA é a Toro com motor 2.4L Tigershark, com 190 cavalos e 240 Nm de torque, sempre com tração 4x2.


A nova versão será posicionada entre as versões 1.8 Flex e 2.0 Diesel, e será oferecida com transmissão mecânica de seis velocidades e automática, com nove.

Fonte: [Roberto Nasser]

Postagens relacionadas:

22 comentários:

  1. A Fiat foi muito precipitada ao lançar o Mobi sem o uso desse novo motor. A percepção inicial do produto teria sido bem mais positiva. E a primeira impressão sempre é a que fica...
    Agora terá que gastar mais dinheiro em campanhas para propagar a nova motorização. E convencer seus consumidores a gastar mais por isso num carro baseado em projeto obsoleto. Que falta de timing! Justamento no momento em que chegará o Up!, sempre moderno e agora mais bonito. Até mesmo o QQ nacional poderá atingir o Mobi de entrada. Ainda bem que existe a Toro para abafar as broncas vindas da Itália. Fizeram tudo errado.
    E o mercado brasileiro deu a sua resposta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elton, acabei de ver a tabela de vendas da Fenabrave/Out/2016 e o Mobi está em 11°, não é sucesso, mas também não chega a ser um fracasso...

      Excluir
    2. Concordo, timing horrível do mobi, lançado com motor arcaico e espaço interno sofrível.
      Acredito que é um tapa buraco.

      Excluir
    3. Exato Elton. Mas sabe porque? Não estão nem aí pro cliente fiel á marca. Quem vende Renegade com motor 1.8 litros jurássico vc esperaria o que, algo diferente? Do tipo, pega na prateleira aqueles 4 cilindros cheios de pó out let e coloca no cascudinho, -lança no Mercado já, em bom italiano. Foi isso que fizeram com MobiMobi...MobiMobi

      Excluir
    4. A Marca está vendendo bem, o carro não é lá essas coisas, mais vende.

      Excluir
    5. A idéia da FIAT era vender o MOBI por menos de R$30k ( todos os sites propagaram isso ), mas esse com esse novo motor, não daria, por isso agora, o FIREFLY esta para o MOBI, oque o TSI esta para o UP!

      Excluir
  2. A Fiat com o Mobi cometeu o mesmo erro da Chevrolet com o Agile, um carro pequeno com frente de caminhão, faróis enormes, tudo desproporcional ao resto do carro e uma traseira esquisita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poucos perceberam, mas a frente do MOBI foi inspirada no FIAT SPAZIO, vejam as semelhanças...

      Excluir
  3. outra no novidade da FIAT q acabou de sair e de q o 500 e FREEMONT acabaram de sair de linha, a marca nao importa mais nenhum carro e todos sao produzidos no brasil com excecao do palio q e feito na argentina

    ResponderExcluir
  4. [O novo propulsor, que estreou no Uno 2017, desloca 1 litro, dispõe de três cilindros, 6 válvulas e oferta entre 72 e 77 cavalos (gasolina/etanol), e torque máximo de 10,4 kgfm.]

    10,9 kgfm.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com mono comando de válvulas Zigfrietz? Padrão de motores da Fiat?

      Excluir
  5. O torque máximo é de 10,9 kgfm com etanol, 10.4 kgfm é com gasolina!!!

    ResponderExcluir
  6. Esse carro é um fracasso de vendas, projetaram para vender mais de 10 mil unidades, se vender 2500 unidades esse mês pode comemorar. Um carro que não foi feito para o Brasil, aqui a maioria tem 1 carro com muito sacrificio, que me dirá um segundo carro com propósito de ser urbano.

    ResponderExcluir
  7. O Mobi só está vendendo mais que o Up pois a VW ficou quase dois meses sem Up para entregar. Analisando os dois, mesmo o Up custando em média de 3 a 4 mil por versões equivalentes, o Up é muito mais vantagem em qualquer aspecto e principalmente numa questão que o Mobi nunca vai igualar; a segurança que oferece.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Up! Foi feito para o mundo, o Mobi, para o Brasil. A questão é que brasileiro não gosta de carro subcompacto, a vida não será fácil para nenhum deles.

      Excluir
  8. 41, 42 paus um carrinho 1.0 ? Jamais ! Por isso vou ficando com meu usado por mais alguns pares de anos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antony resta vc avaliar se seu usado é um carro seguro ou não e seu ranqueamento pelo LNCap. Se nao for um Take Up 0km a 38k ou um usado a 32k é uma excelente opção para substituir seu usado inseguro. Já o Mobi continuo aguardando o resultado do crash test. Sds

      Excluir
  9. Se fossem mais baratos os subcompactos venderiam mais.

    ResponderExcluir
  10. https://m.youtube.com/watch?v=SgGq1j6pxcs
    Acho muita grana para um 1.0

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.