Car.blog.br

Pesquisar este blog

VW está parada no Brasil e sem previsão de voltar a produzir

Categorias: , 35 Comentários

A Volkswagen do Brasil está atualmente com todas as suas fábricas paradas, sem produzir veículos há mais de um mês, e não há também previsão de retorno ao ritmo normal.


A montadora alemã rompeu unilateralmente um contrato de fornecimento com o Grupo Prevent, dono da fabricante de bancos Keiper. A VW, com uma medida judicial, está em processo de retirada de ferramental de sua propriedade das fábricas da Grupo Prevent/Keiper. Já foram retirados os materiais das fábricas de Mauá e Araçariguama.


A Keiper adquiriu, nos últimos anos, várias empresas fornecedoras de componentes da Volkswagen, e vinha tentando "recompor margens" com aumentos de preços de componentes, algo que não estava sendo aceito pela Volkswagen. Segundo a Keiper, havia uma defasagem de 20% nos preços dos componentes fornecidos à VW, que, por sua vez, respondia por 85% de seu faturamento.


A Volkswagen não aceitou o pleito de aumento de preços e optou por romper unilateralmente o contrato, o que já gerou 724 demissões nas unidades da Keiper, e que, segundo a empresa, podem chegar a 900 demitidos.


A Volkswagen informou por meio de nota que precisou acionar a Justiça para “para reaver os ferramentais de sua propriedade", e sustenta que a Keiper "descumpriu onze acordos comerciais estabelecidos com o Grupo Prevent desde março de 2015, quando tiveram início as interrupções de fornecimento que geraram perda de produção de cerca de 150 mil veículos em mais de 160 dias de paralisação nas fábricas da empresa”.

De acordo com a VW o processo de recuperação dos ferramentais continua em curso e a companhia trabalha para restabelecer o ritmo normal de produção, mas não há previsão de normalização no momento.

Postagens relacionadas:

35 comentários:

  1. Surreal. Com a VWAG deixou isso acontecer.
    Interessante. O monobloco sem pintura base do Up mostra tons de cinza diferentes para as colunas A B C e longarinas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente é surreal isso que está acontecendo.
      Será que não dava para continuar enrolando a Keiper, ou até aceitar um aumento de preço enquanto preparava a produção em outro lugar?
      Imagina a situação de concessionários. os caras sem carros para vender, falta de peças. Um monte de gente mudando de marca.
      A coisa está bem complicada.
      jamais deveriam deixar parar a produção desse jeito.
      Que desastre.

      Excluir
    2. Esse é um dos locais onde é empregado o aço de ultra resistência.

      Excluir
    3. Exatamente Carlos. Ainda existem eatoques mas a cadeia toda foi prejudicada. Com vc disse negocios são peedidos. Fatos como este podem acontecer claro mas emitem sinais muito cedo maa se na agir é o desatre. Lamentavel.

      Excluir
    4. a VW deveria rever suas estratégias pois é a mais careira e que oferece MENOS.

      Excluir
    5. Alguma coisa deve estar muito errada, na politica e procedimentos de compras e de negociação da VW.

      Excluir
    6. Esse é o grande problema de ter apenas um fornecedor, pode ser bom em alguns aspectos, mas ficam vulneráveis.

      Excluir
  2. Vai saber qual a real conversa por trás disso , pois, deixar a fábrica parar por causa de um aumento de 20 % no preço do banco não dá para acreditar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A VW está claramente com problemas sérios de custos. Ela está com praticamente o mesmo volume de vendas da Hyundai. Só que a VW opera 4 fábricas no Brasil e a Hyundai 1.
      Não dá para ficar do jeito que está, e quem já está com custos elevados, não pode admitir aumentos. Mesmo porque se admite em 1 fornecedor, outros vão querer. E aí, sua situaçaõ, que já não é boa, fica pior.

      Excluir
    2. Não é só por causa de bancos; como a matéria explica esse fornecedor foi adquirindo diversos fornecedores da VW e enconstou a Empresa na parede. Deposis a VW não cnseguiu retirar o ferramental para produzir em outro lugar pois teve um juíz fdp que não deixou.

      Excluir
    3. Ahhhh, a justiça, sempre ela, não deixou a VW retirar seus ferramentais que estão em poder do Grupo Prevent. Interessante é que a VW Alemanha, para retomar a produção do Golf, fez um acordo com a Empresa e ficou só uma semana parada. Porque não fez o mesmo aqui.

      Excluir
    4. Não é só por causa de bancos; como a matéria explica esse fornecedor foi adquirindo diversos fornecedores da VW e enconstou a Empresa na parede. Deposis a VW não cnseguiu retirar o ferramental para produzir em outro lugar pois teve um juíz fdp que não deixou.

      A VW obteve autorização para retirar os ferramentais, mas teve uma liminar. Mas a liminar foi cassada faz tempo, e os ferramentais já foram retirados.

      Excluir
    5. Eu acho q não é só isto (dos bancos) deve ser bem mais grave o problema

      Excluir
    6. O problema da volks está na sua linha de carros mais baratos, o up que é um ótimo carro não caiu no gosto do brasileiro, eu acredito que pelo visual interno e externo muito simples, eu gosto e não me importaria mas a maior parte das pessoas não gosta.
      No caso de gol e fox são carros que já estão antiquados, a ford deveria com urgência voltar a vender carros europeus aqui, lance o polo no lugar do fox, mesmo que com o nome fox, e faça um gol moderno, com interior mais caprichado, visual bem atual e esqueça o 1.6 8v.
      A hyundai fez isso e o hb20 vende muito, tem revisões anuais, baratas e cinco anos de garantia, funcionou.
      A volks precisa renovar esta linha de compactos, no caso do up que vem agora reestilizado mudar o interior, esconder a lata exposta que desagrada os consumidores.

      Excluir
  3. É inacreditável, a keiper e capaz de ir a falência por querer 20% a mais e o grupo prevent pode quebrar de vez. Mas acho que o prejuízo na VW vai ser absurdo. Acho que todos precisão de uma aula de economia de nash. Infelizmente o modelo econômico que as grandes corporações entendem é muito equivocado. Keiper pensa "VW e milionária tem pra bancar 20%, VW pensa keiper não pode aumentar senão vamos ameaçar cancelar o contrato e ela vai a falência então ela não tem opção. Ambas ao invés de pensar no equilíbrio de suas atividades. Destruíram as duas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A keiper não vai falir pq o grupo é multinacional.

      Excluir
    2. Falir eu sei que não vai, mas terá uma queda brusca no futuramento, a questão é, ambas deviam buscar um equilíbrio em suas atividades e não destruírem suas atividades. A VW terá prejuízos e a Keiper já mandou muitos embora. Resultado ninguém ganhou ambas saíram perdendo

      Excluir
    3. E a margem for pequena estes 20% de defasagem poderia significar prejuízo contínuo, pode ser melhor interromper o fornecimento a continuar perdendo todos os meses.

      Excluir
  4. Uma coisa é fato, a VW ja deve considerar este um "ano perdido" no Brasil.
    Como fã da marca, resta torcer para salvar 2017, o problema é que esta paralisação afeta a imagem da marca. Pensa, aqui em Goiania, o Grupo Saga, diminuiu pela metade o tamanho da Concessionária VW, a outra metade virou seminovos. Essa mesma marca tem CC tambem Hyundai e Toyota, hoje, todas maiores que a Saga VW. E foi este ano. A VW tem que reagir urgentemente. Passou da hora, e parecem entregues ao problema. Este mês as vendas da VW já despencaram, devendo ficar em quinto ou sexto lugar.
    Pra quem já foi líder. Triste e vergonhoso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso estava na cara que iria ocorrer, ela se acomodou demais, deixou o gol ser engolido pelos concorrentes, não tem um Suvinho que está na moda. Há 3 modelos competindo o mesmo consumidor (Up, Gol e Fox), não tem um bom cambio automático nos modelos de entrada (Inadimissível o Fox ainda não ter um AT6 tiptronic, até mesmo o gol). Insiste no 1.6 8V beberrão. Matou o golf. Quer mais? Está aí a receita do fracasso.

      Excluir
    2. Sempre nesse tipo de post aparecem os "jênios" da indústria automotiva, prontos a apontar todas as soluções para as empresas.
      Mas na realidade só falam bobagens.
      A questão agora não tem nada a ver com line-up, nada a ver com transmissão AT, nada a ver com falta de SUV. Nada. Absolutamente nada.
      A questão aqui é apenas um rompimento de contrato com fornecedor, que provocou a paralisação de produção.

      Excluir
    3. Pior que Isso Mesmo,Tem cara que nem ler a matéria e já vem comendar bobagem!

      Excluir
  5. Realmente muito triste ver uma marca tão querida e consagrada igual a VW chegar a este ponto .
    Sou Fã da Marca e ex funcionário da rede VW . Acredito na sua recuperação mas com uma ressalva .
    A VW alemã tem que intervir . Tem que enchugar . Baixar custos .
    A toyota e a Honda esta nadando de braçada .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vw alemã e que acaba com a as plantas do Brasil meu amigo tudo que é feito aqui tem que ser aceito la poriço que não tem lançamento igual nas outras marcas tudo involve a Alemanha

      Excluir
    2. Vw alemã e que acaba com a as plantas do Brasil meu amigo tudo que é feito aqui tem que ser aceito la poriço que não tem lançamento igual nas outras marcas tudo involve a Alemanha

      Excluir
  6. Realmente muito triste ver uma marca tão querida e consagrada igual a VW chegar a este ponto .
    Sou Fã da Marca e ex funcionário da rede VW . Acredito na sua recuperação mas com uma ressalva .
    A VW alemã tem que intervir . Tem que enchugar . Baixar custos .
    A toyota e a Honda esta nadando de braçada .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema da VW é a marca ser associada à carro popular. Hoje o consumidor quer status mais que nunca, devido aos preços. Além disso, não goza da confiabilidade que os Japoneses conquistaram perante o consumidor e também o que citei no comentário acima.

      Excluir
    2. Interessante, a VW não tem confiabilidade e vende mais no Brasil que todas as japonesas.
      E no mundo vende mais que todas as japonesas também.
      Enfim, só besteira o que esse sujeito fala.
      Não se trata aqui de um problema de confiabilidade, ou de marca, ou de line-up. É apenas um problema de produção.
      Que, inclusive, parece que será retomada na segunda feira.

      Excluir
    3. Carlos, gosto de VW, já estou no meu terceiro VW (agora um High up!) , a Honda e Toyota só não vendem mais que a VW por conta da sua gama restrita de veículos, pode ter certeza, se a Honda tivesse um popular começando em 38 mil igual as outras marcas tem, já era.

      Excluir
    4. Ao menos a TOYOTA tem um produto que "deveria" ter esse preço, o Etios, massss... Como tem muito doido que compra e exalta aquele produto japonês, de concepção Indiana, atrasado e feio... Ela cobra quanto ela quer!

      Excluir
  7. ficam sem vender mas não colocam um preço justo..sei não viu...

    ResponderExcluir
  8. Estive hoje na Concessionária VW que comprei meu UP! para comprar uma lâmpada, um amigo meu trabalha lá, ele disse que só vende o que tem no estoque e mesmo assim está muito difícil.

    No Showroom tinha um Gol Confortline 1.0 3 Cilindros, 49670 Reais, UP! RUN a 47,390 Reais; UP! TSI, versão Move a 49,990 Reais com pacote PA6.

    Eu vou ficar com meu carro por longos anos, mesmo tendo dinheiro para comprar eu não o faria, estamos num ritmo de descontrole de preços absurdo de todos os produtos; seja carro, eletrodomésticos, imóveis...

    Muitos mencionam:" Não sei onde vamos parar" - Eu Digo: Economia estagnada.

    Por incrível que pareça, a questão não é hoje, mas sim o depois que todos os ajustes forem feito, vai ser difícil os preços recuarem a um patamar aceitável, hoje na minha avaliação é na casa de 39 mil Reais e no Máximo a 45 mil Reais, essa é a faixa de Onix, Ka e HB20, os mais vendidos do mercado com algum valor agregado.

    ResponderExcluir
  9. Nossa quantos especialistas, vocês não sabem o que falam, trabalho na volks e sei o que acontece, tudo que li acima é balela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. interessante, poderia explicar entao qual o real motivo se tudo que foi escrito acima é balela? seria interessante para outros leitores ter uma visao interna dos fatos

      Excluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.