Car.blog.br

Pesquisar este blog

Chevrolet Corsa Sedan/Classic: fim de linha no Brasil

Categorias: , , 16 Comentários

A Chevrolet do Brasil encerrou definitivamente a produção do Classic no Brasil. O modelo, que foi fabricado por 21 anos consecutivos e inicialmente chamado de Corsa Sedan, ainda conta com 5.000 unidades prontas em estoque para ser vendidas.

Chevrolet Corsa Sedan/Classic 2016

Essa quantidade permitirá que o modelo continue a ser vendido normalmente nos próximos dois meses - período que deve durar o estoque atual.

Chevrolet Corsa Sedan/Classic 2016

O Classic é vendido com preço sugerido de R$ 32.670 reais, sendo que a versão com ar-condicionado sai a R$ 33.670 reais.

Chevrolet Corsa Sedan/Classic 2016

O Chevrolet Classic será substituído, no line-up da GM, pela nova versão de acesso do Prisma, o Prisma Joy, lançado com design antigo e motor exclusivamente 1.0 (veja detalhes aqui).

Chevrolet Corsa Sedan/Classic 2016

Entretanto, o Prisma Joy parte de R$ 42.990 reais na versão de acesso 1.0, com potência em torno de 80 cavalos, novo câmbio de seis marchas e direção com assistência elétrica.

Chevrolet Corsa Sedan/Classic 2016

O Chevrolet Corsa Sedan/Classic já foi comercializado no Brasil com motores 1.6, e, inclusive, teve uma opção de transmissão automática (veja aqui).

Postagens relacionadas:

16 comentários:

  1. A versão completa é vendida por 30K nas CSS, ótima opção para quem está com pouca grana!

    ResponderExcluir
  2. Não entendo porque vão parar de fabricar, se o carro ainda vende uma média de quase 2.000 unidades por mês. Como o projeto já está pago, acho que ainda dá muito lucro pra Chevrolet.

    ResponderExcluir
  3. Esse carro na versão "completa" tem preço praticado de 32 mil reais, ou seja, é o mais barato disparado da categoria. E tem bom porta malas.

    ResponderExcluir
  4. Tive quatro destes, rodei uns 200.000 km com eles só abastecimento, troca de óleo e pneus. Com um deles fiz uma viagem do interior do rs até recife.

    ResponderExcluir
  5. Esse Classic já foi um ótimo carro. Quando tinha as versões 1.6 GLS até o acabamento era muito melhor. Hoje em dia é um carro ultrapassado e já não vende bem como antes, pq o acabamento interno ficou muito ruim, para o carro poder ficar barato. Mas enfim, o tempo passa e com as versões de Onix Joy e Prisma Joy, não terá mais espaço para esse sedan, que um dia já foi o mais vendido do Brasil. Mas com certeza, em 2017/2018 ele será muito bem substituído por outro carro que será lançado em seu lugar. Assim como o Chevette, Opala, Omega, que um dia foram "lendas" no Brasil, o Classic também já foi uma lenda.

    ResponderExcluir
  6. Saudades do meu classic 2007, nunca me deu trabalho. Já o grand Siena que comprei depois... Oh tristeza. Quase me mata de ódio. Me arrependi.

    ResponderExcluir
  7. Não sou contra a chevrolet tirar ele de fabricação,mas tirar um carro ,que é o carro de entrada atualmente da marca com bom porta malas mas barato que os hatchs ,pra substituir ele por um carro de quase 10 mil a mais.que logica é essa para o povo.Sim o povo merece melhor qualidade,mas pra mim e injusto substituir ele por um carro de quase 10 mil a mais so pra poder lucrar mais... eeee brasil

    ResponderExcluir
  8. Por fora já é feio, mas por dentro é mais feio do que encoxar a mãe! Que carro bisonho! ao invés de classic, poderiam mudar para JURASSIC! Entrar nesse carro é entrar em um túnel do tempo...

    ResponderExcluir
  9. Quase 5 anos com o hatch, meu primeiro carro. Zero problema. Mecânica simples e funcional. Depois troquei por um 206, depois o Punto e agora um Golf7. Todos boas experiências.

    ResponderExcluir
  10. Acredito que era vendido na maior parte para pessoa jurídica pois o carro era muito antiquado e atrasado.

    ResponderExcluir
  11. O auge desse carro foi a versão GLS com um ótimo motor 1.6 16V. Andava bem, bebia pouco... quando foi renomeado pra Classic, ainda havia uma versão 1.6 com ótimo custo/benefício, mas não vendia, tanto que é difícil encontrar um Classic 1.6.

    ResponderExcluir
  12. Meu pai comprou um Corsan Sedan Gl 1.6 em 1996 por 18.300 reais. Corrigindo o valor para hoje, seriam 64.097,25 reais. A versão GLS tinha vidros elétricos, ar-condicionado e detalhes pintados na cor do carro. Mas ai o preço pulava pra quase 20 mil reais e não tinha mais da onde tirar dinheiro para pagar o carro hahahahahah.

    Lembro que na época, o design dele foi muito impactante, todo mundo virava pra ver. Havia lista de espera, foi um sucesso estrondoso. Ficamos com ele até 2009, com 250 mil kms rodados (teve que passar por um retifica com 210 mil kms) e vendemos por um preço até legal porque estava muito bem conservado, sem grilos. Carrinho legal.

    ResponderExcluir
  13. Era um bom carro...vá com Deus!
    Teve nem versão Collection

    ResponderExcluir
  14. Nem eu e outro internauta, entendemos qual o motivo de terminar com a linha de montagem do Chevrolet Corsa Classic Sedan, para um veiculo que vende em média 2.000 unidades mês, acho que não deveria sair de linha, pois a sua manutenção e barata, a dirigibilidade é ótima, é confortável, econômico (na versão 1.0), tenho um (ano 2002) a mais de três anos, e não me arrependo da compra que fiz, o carro é dez e se pudesse compraria outro porém com motorização 1.4. Concordo com os outros internautas que seria interessante fazer um "up-grade" na parte interna e externa do carro, com certeza continuaria a vender igual ou mais ainda "do que apenas 2.000 unidades/mês", sem prejuízo financeiro para a marca, com certeza. E na minha opinião ainda não é hora de cancelar a linha de montagem, pois o modelo ainda irá dar muito lucro a marca.

    ResponderExcluir
  15. tenho um Classic 2011/2012, mesmo saindo de linha penso em pegar o último modelo de 2016. Sds de vc Cara :(

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.