Car.blog.br

Pesquisar este blog

Volkswagen Golf GTI 2017 ganha versão Sport nos EUA

Categorias: , , 12 Comentários

A Volkswagen of America lança a linha 2017 do Golf GTI no mercado norte-americano, tendo como novidades a adição da versão "Sport", que vem associado ao pacote Performance; recursos de assistência ampliados no line-up; pacote Performance de série nas versões Autobahn e SE.

VW Golf GTI 2017 - EUA

Na prática, a linha 2017 do Golf GTI nos EUA teve sua gama de versões simplificada com a chegada da configuração Sport. O GTI Sport é ofertado apenas com 4 portas e o pacote Performance e o sistema de freios do Golf R.

VW Golf GTI 2017 - EUA

O Pacote Performance acrescenta ao Golf GTI diferencial de deslizamento limitado eletronicamente controlado, vetorização de torque, 10 cavalos adicionais no motor (disponíveis com gasolina premiun), rodas de 18 polegadas modelo Nogaroa de alumínio, faróis Bi-Xenon com luzes LED de circulação diurna. O modelo também conta com tapetes exclusivos, sistema de acesso KESSY com partida por botão "Start" e retrovisores com capa pintadas em preto.

VW Golf GTI 2017 - EUA

A VW não mais oferece o Pacote Performance para as versões de 2 e 4 portas do GTI versão S, mas agora é de série nas configurações SE e Autobahn trims.

VW Golf GTI 2017 - EUA

O Pacote de recursos de segurança "Driver Assistance Package" agora está disponível para as versões S e SE, e inclui: Detector de Ponto Cego com Alerta de Tráfego Cruzado; Alerta de Colisão Frontal com Frenagem Autônoma de Emergência (Front Assist); e Adaptive Cruise Control (ACC).

VW Golf GTI 2017 - EUA

Já o modelo topo de gama, Autobahn, agora vem de série com os recursos do "Driver Assistance Package", além de faróis Bi-Xenon com LED´s de circulação diurna. Opcionalmente pode vir com Assistente de Estacionamento (Park Assist), Alerta de Saída de Faixa (Lane Assist), e Assistente de Farol Alto, que automaticamente aciona os facho de longa distância acima de 64 km/h, caso não haja tráfego inverso detectado.

Postagens relacionadas:

12 comentários:

  1. Pessoal,
    O que é diferencial de deslizamento limitado eletronicamente controlado? Isso já não existia no Golf GTI normal? E vetorização de torque?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diferencial de Deslizamento Limitado ou LSD sempre existiu nesta geração do Golf GTI.
      Consiste numa adequação do diferencial que permite as rodas girarem independentes por ação à embreagens multiplacas. Esta sacada do controle de cada clutch permite controlar o torque para cada roda.
      Numa curva, por exemplo, a roda interna gira menos, porém, necessita de mais torque para continuar sua trajetória sem perda de rotação pelo motor. Num diferencial comum, o torque é transmitido igualmente para ambas rodas, o que pode causa perda de tracionamento da roda interna e tracionamento demasiado na roda externa, traduzindo em perda de aderência (o cantar de pneus ou rolagem diferencial).
      A vetorização de torque vem por ação desse sistema de clutchs consolidado ao sistema de frenagem. O clutch realiza trabalho duplo de controle de rotação e torque, mas em curvas fechadas nem sempre o cluctch consegue a agilidade necessária de controlar rotação e demandar torque, daí é que o sistema eletrônico dos freios auxilia no controle da rotação do pneu interno e o clutch fica direcionado a demandar torque adequado de acordo com a solicitação de potência impresso ao veículo ...

      Excluir
    2. Em algumas ocasiões, como curva muito fechada, a roda interna opera como se estivesse numa solicitação de frenagem com picos de travamento da roda justamente para adequar à demanda de torque necessária para realizar o trajeto.
      Não é perceptível ao motorista, mas o sistema de freio "bomba" como se fosse um ABS.
      Não chega a ser o TCS da 2ª geração, presente na tecnologia QUATTRO, mas é bem próximo disso ...

      Excluir
    3. Thiago, partindo do princípio que você sabe para que serve um diferencial todo carro comum tem um diferencial "bobo" que sempre manda a força do motor para a roda mais leve o que na prática se resume a tração em 1 roda (se você tirar uma roda do seu carro "comum" do chão ele não sai do lugar), o golf GTI tem o diferencial um pouco mais travado mas ainda assim "bobo", esse pacote performance (coisa que já existia na Europa) adiciona um diferencial eletrônico que trava mais o diferencial de acordo com a necessidade, por exemplo se você dá uma arrancada forte em linha reta e derrapa, em uma fração de segundo ele entende isso e trava bem o diferencial mandando a força para as duas rodas dianteiras, (quanto mais travado o diferencial for, pior é para fazer curva, sendo eletrônico ele consegue dosar isso para a situação ideal, deixando ele "bobo" quando está andando devagar, economizando combustível e deixando o volante "leve" agora se você exige tração ele vai dosando a medida da capacidade dele e sabe quando você faz curva (volante tem sensor, sabe a posição que está, se está virado,nquando e etc), esse diferencial custa caro, por isso não é utilizado nas versões comuns.

      Travando o diferencial consegue-se arrancadas bem mais fortes, o GTI já derrapa bastante nas arrancadas, conseguindo melhor tração, só alegria. No jetta 2.0 TSI por exemplo se você ficar pisando fundo em baixa velocidade, entrada de curvas e etc pode fazer um festival de derrapagem e o painel fica lá com o controle de tração piscando, travando mais o diferencial isso se reduz consideravelente, e o grande problema da tração dianteira da falta de tração é bastante amenizado.
      Agora a vetorização de torque (na Vw chama XDS, cada concorrente chama de um jeitomemsempre são nomes pomposos para a mesma coisa) ele manipula o diferencial nas curvas freiando a roda do lado de dentro da curva, você tanto melhora a tração (manipulando o diferencial) como força o carro a fazer a curva, naquele momento que você faz uma curva que o carro começa a destracionar, ele ganha mais um degrau de tração, a diferença com e sem é muito evidente porém ele só atua quando percebe que está perdendo tração mesmo antes de você sentir isso no braço e comoveste sistema é eletrônico cada marca que tem este recurso calibra de uma forma (no jetta por exemplo é possível mudar este atuação via computador, não é um procedimento oficial, mas é possível). você pode testar na prática a teoria deste sistema, vai no mercado empurrando carrinho, pisa em uma das rodas, imediatamente o carrinho vira para o lado que freiou, algumas máquinas viram somente com esta teoria, a roda não esterca.
      São benéficos da tecnologia, este tipo de recurso é usado há muitos anos no controle de estabilidade Porem que mais recentemente tem sido usado para melhorar a aderência nas curvas porém reduz a margem de recuperação do carro se as coisas derem errado.

      Excluir
    4. Parabéns Charles e LV pela aula e pela didática.
      Gostaria que houvessem mais comentários técnicos assim nesse blog e menos "mimi" e "orelhandas".

      Excluir
  2. O gti é show, só não consigo gostar dessas rodas aí...

    ResponderExcluir
  3. Eu não entendo porque eles não tem o Golf com a lanterna em led, será que é opcional??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem anotado, estranho num carro desse nível. Devem ser importadas da Alemanha e por isso os mexicanos resolveram padronizar por baixo (mais barato). Outro dia numa Css VWB me disseram que o preço de um farol de LED completo do Golf 7 (ele pode ser vendido em partes) é 13k. Chocante. Não faço ideia o preço de uma sinaleira em LED.

      Excluir
  4. Rodas feias e sem lanterna de led? Putz.. no mais, é um p* carro

    ResponderExcluir
  5. Baita carro. Pena no Brasil ser para poucos. Quem sabe um dia...hehehe

    ResponderExcluir
  6. A vw tem uma zica das braba no EUA so pode .

    ResponderExcluir
  7. Parabéns Charles e LV pelas explicações

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.