Car.blog.br

Pesquisar este blog

BMW X1 2016 Active Flex chega em março - veja preços

Categorias: , 16 Comentários

A nova geração do BMW X1 já está nas concessionárias brasileiras desde janeiro, em versões 2015/2016. Em março começam a chegar as unidades 2016/2016, montadas no Brasil e com o motor 2.0 Active Flex.

Novo BMW X1 Active Flex 2016

Os preços começam em R$ 166.950 reais para a versão de acesso, sDrive20i GP, com motor de 194 cavalos, tração dianteira e câmbio automático de oito marchas.

Novo BMW X1 Active Flex 2016

Segundo a BMW, esse propulsor é capaz de acelerar os 1.560 Kg do SUV de 0 a 100 Km/h em 7,7 segundos, para atingir uma velocidade máxima de 225 Km/h.

Novo BMW X1 Active Flex 2016

Esse nova geração do BMW X1 2016 traz uma reformulação completa em relação ao modelo anterior, começando com a plataforma, que agora é de tração dianteira (enquanto o modelo anterior adotava tração traseira).

Novo BMW X1 Active Flex 2016

Além disso, a nova X1 ficou maior e com mais espaço interno. Em termos dimensionais ela está 5,3 cm mais alta e 2,3 cm mais larga.

Novo BMW X1 Active Flex 2016

O resultado pode ser sentido no espaço interno maior, com posição de dirigir 4 cm mais elevada.

Novo BMW X1 Active Flex 2016

O porta-malas ficou mais amplo, chegando a 505 litros (aumento de 85 litros em relação ao modelo anterior). Caso se rebata os bancos traseiros, o volume chega a 1.505 litros.

Novo BMW X1 Active Flex 2016

O modelo intermediário é o X1 2.0 sDrive20i X-Line, com o mesmo motor, mais itens, e preço de R$ 179.950. Finalmente o topo de gama, X1 2.0 xDrive25i Sport, a R$ 199.950 reais, com motor de 234 cv e tração integral.

Novo BMW X1 Active Flex 2016

A configuração intermediária, o X1 2.0 sDrive20i X-Line, acrescenta teto solar panorâmico; bancos com regulagem elétrica; retrovisores externos rebatíveis eletricamente; fechamento eletrônico do porta-malas.

Novo BMW X1 Active Flex 2016

Finalmente, o topo de gama, xDrive25i, além do motor mais potente e tração integral, soma rodas de aro 19; sistema de som de de alta qualidade, bancos esportivos com revestimento em couro preto específico da versão.

Modelo de acesso terá motor 1.5 flex e preços a partir de R$ 140 mil

O BMW X1 2016 ficou cerca de R$ 30 mil reais mais caro que a geração anterior, mas ainda este ano a BMW do Brasil colocará no mercado uma versão de acesso, com motor de três cilindros, 1.5 Flex, e preço entre R$ 140 mil e R$ 160 mil reais.

Novo BMW X1 Active Flex 2016

O BMW X1 2016 é ofertado no Brasil em cores sólidas (branco e preto) e três metálicas (preto, prata e cinza).

Concorrentes

Audi Q3 - R$ 136.990 reais

O Audi Q3 tem preços partindo de R$ 136.990 reais, na versão com motor 1.4 TFSI de 150 cavalos e tração dianteira com transmissão S-Tronic de sete marchas, chegando a R$ 203.990 reais no topo de gama, Ambition 2.0 S-Tronic Quattro, com motor de 211 cavalos.



O Audi Q3 sofreu uma reestilização recente e sua versão nacional chegará ao mercado ainda este ano com motor 1.4 TSFI Flex, de 150 cavalos.

Mercedes-Benz GLA - R$ 143.900 reais

O SUV compacto da Mercedes-Benz adota motor 1.6 Turbo de 156 cavalos, transmissão automática e tração dianteira nas versões GLA 200, que partem de R$ 134.500 reais, chegando a R$ 208.900 reais no topo de gama, GLA 250 Sport com motor 2.0.


Mesmo no modelo topo de gama a tração é dianteira. Tração integral apenas no GLA 45 4MATIC, de R$ 324.900 reais

Conclusão

O novo BMW X1 2016 ficou mais racional. Abandonou o esquema de tração traseira - que consumia muito espaço interno - em favor de um esquema de tração dianteira muito mais lógico e eficiente para a proposta do carro.

Novo BMW X1 Active Flex 2016

Os preços subiram, mas o carro ficou maior e muito mais espaçoso. E, ainda este ano, chegam as versões com preços na casa de R$ 140 mil, com o novo motor 1.5 Flex.



Ficha Técnica - Novo BMW X1 2016
  • Motor: Gasolina, dianteiro, transversal, 1.998 cm³, quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindros e duplo comando de válvulas variável. Acelerador eletrônico e injeção direta de combustível.
  • Transmissão: Câmbio automático com modo manual de oito velocidades. Tração dianteira/Tração integral.
  • Potência máxima: 192 cv de 5.000 rpm.
  • Aceleração 0-100 km/h: 7,7 segundos.
  • Velocidade máxima: 225 km/h.
  • Torque máximo: 28,5 kgfm de 1.250 rpm.
  • Suspensão: Dianteira independente do tipo McPherson, com braços em alumínio, molas helicoidais e barra estabilizadora. Traseira independente com braços múltiplos em alumínio e molas helicoidais. Controle eletrônico de rigidez dos amortecedores e de estabilidade.
  • Pneus: 255/55 R17 na frente e 275/55 R17 atrás.
  • Freios: Quatro freios à disco com quatro discos ventilados.
  • Carroceria: Utilitário em monobloco com quatro portas e cinco lugares. Com 4,43 metros de comprimento, 1,82 m de largura, 1,59 m de altura e 2,67 m de distância entre-eixos. Oferece seis airbags.
  • Peso: 1.560 kg.
  • Capacidade do porta-malas: 505 litros.
  • Tanque de combustível: 51 litros.

Postagens relacionadas:

16 comentários:

  1. Esse Nova X1 faz de 0-100 na casa dos 8.2... e a partir de quase 170k
    Prefiro a Q3 2.0 180 cv - Ambiente, vem bem completa e tá na casa dos R$ 160 K...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 7.7 seg é o desempenho da versão equipada com 192cv. A top de linha, com 231cv, faz de 0/100 km/h em 6,5seg. Dá benga em qualquer Q3 e anda como um GTI.

      Excluir
  2. Carlos, já tem como voce detonar o novo X1, dá uma olhada no Canal Top Speed, testaram e aquele rapazinho, aliás, parece voce, detona com a X1, diz que prefere Q3. Só ele e voce preferem o Q3, toda a imprensa automotiva alemã e o mundo inteiro preferem o X1.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aquele rapazinho tem nojinho de VW.
      É o típico riquinho filhinho de papy, que ganha MINI de 140k do papai, e fica dando piti para mostrar que é "exigente".
      mané.

      Mas esse X1 tem problemas sim. E se chama runflat. Esses pneus não funcionam no Brasil. E custam mais de R$ 2 mil reais cada um.
      Revisão na BMW é um absurdo, chegam a cobrar R$ 3.000 reais em revisões.
      Fora que comm Etanol o motor da BMW pede revisão a cada 3.000 km.

      E por 165k, é arquievidente que o Q3 é infinitamente superior. especialmente o 2.0 Quattro.

      Excluir
    2. Rapeiz, vc nao conseggue ser imparcial nao??? O concorrente do q3 1.4 é o x1 1.5 como diz a repostagem o preco será 140k, e 3.oookm é um exagero, agora pega as dimencoes do desse x1 e compara com o q3, que é um golf alto. vide wellbase dos dois.

      Excluir
    3. Runflat a RS 2000? Carlos seja mais coerente. Nunca paguei mais de RS 700 reais em uma revisão da 320.

      Excluir
    4. Veja, em relação ao custo x benefício e de forma mais racional com certeza a Q3 é superior.... Agora em qualidade construtiva, design e lá blá blá, realmente essa nova X1 tá mais bonita, no entanto esse câmbio não chega nem perto do ZF8 ...

      Excluir
    5. Eis que o Carlos, rei das contradições, se contradiz mais uma vez. Vejamos o que ele disse há pouco tempo:

      "carlos4carros24 de novembro de 2015 10:59
      Veja a opinião de quem conta, e não de orelha:

      O cara do Top Speed, que anda em um A3 1.8 S-Tronic importado há 2 anos, andou no A3 1.4 Flex TipTronic nacional e disse que o nacional ficou melhor.

      carlos4carros24 de novembro de 2015 10:55
      A questão é que esse pessoal do Top Speed eles andam com 1 Audi A3 1.8 S-Tronic direito, pois um deles tem esse carro como de uso pessoal. E o outro, anda com o esse Audi tamb]ém, direto. Então de A3 eles entendem muito, pois além de ter o carro, já testaram vários A3, e inclusive o S3.

      Então a opiniào é muito relevante, pois é de PROPRIETÁRIOS de A3 importado. E o cara que avaliou logo de cara disse que o câmbio "MELHOROU MUITO" e que o A3 nacional está bem melhor que o importado.

      Ou seja, só confirmou na prática o que é evidente: o A3 Flex nacional ficou melhor que o importado, mais rápido, com câmbio melhor e transmissão melhor.

      palavra de especialista, que avalia vários carros, tem um a3 importado e testou o nacional."


      Esperem o próximo teste favorável de um VW/Audi no canal, aí o Carlos muda de opinião novamente.

      Excluir
  3. Com relação aos runflats da BMW e aos ridículos pitis do rapazinho, voce tem total razão! Só não entendi uma coisa, se a nova X1 vem com estepe, mesmo que temporário, para que crucificar o conforto com pneu runflat?

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Visual dessa x1 por fora está lindo. Agora interior continua padrão BMW que não me agrada muito. Com certeza o carro tem pontos positivos e negativos. Mas os preços da Mercedes, Audi e BMW estão um absurdo, a Q3 Ambition 1.4 agora está R$ 157mil e a Ambition 2.0 R$ 170mil.

    ResponderExcluir
  6. Uma coisa que não dá para entender é carro novo com plataforma nova e câmbio ZF8 que uma qualidade da BMW agora é AISIN (câmbio sem graça digamos)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lupa, estou com uma X Drive 25i. Saí de um GTI DSG6. O câmbio Aisin não é lá um ZF, mas não desaponta, não. Segura bem a onda.

      Excluir
  7. enquanto a bmw continuar com essa tela multimidia de 6.5 antiga, sem sensor de estacionamento com camera, sem park assist... nao vale tudo isso, mesmo trazendo motor melhor...
    Adaptacao de itens ultrapassados pra fabrica brasileira ou padrao brasil... so pode.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.