Car.blog.br

Pesquisar este blog

Mercedes Classe C Flex nacional chega às lojas em abril

Categorias: , , , 10 Comentários

A Mercedes-Benz do Brasil finaliza as obras de sua fábrica em Iracemápolis, Estado de São Paulo, onde produzirá, a partir de 2016, o sedã médio Classe C, e o SUV compacto GLA, com as primeiras unidades pré-série saindo da linha de montagem no começo de 2016.

Mercedes-Benz C 180 2016 Flex

O primeiro modelo produzido na unidade paulista será o Mercedes-Benz Classe C, em três versões: C180 (veja teste com este modelo clicando aqui), com motor 1.6 Turbo Flex; C200, com motor mono combustível gasolina 2.0 Turbo de 184 cavalos; C250, com motor mono combustível gasolina 2.0 Turbo de 211 cavalos.

Mercedes-Benz C 180 2016 - interior

O Classe C nacional será lançado no final do primeiro trimestre de 2016, com disponibilidade comercial prevista para abril, com a principal novidade o fato de a versão C 180 passar a contar com motor flex.

Mercedes-Benz C 180 2016

As demais continuam com motor só a gasolina. Os pneus do sedã brasileiro terão perfil mais elevado. No caso do GLA, o rack de teto será adequado para carregar bicicletas (o atual é ajustado para esqui).

Mercedes-Benz GLA


O SUV GLA, por sua vez, terá sua produção iniciada no segundo semestre de 2016, e terá também o motor 1.6 Flex na versão GLA 200 (veja detalhes deste modelo clicando aqui), mantendo o 2.0 Turbo mono combustível nos GLA 250.

Preços

Mercedes-Benz C180 2016

Os preços do Classe C e GLA nacionais se manterão no mesmo nível dos importados, os quais, a partir de janeiro, sofrerão um reajuste de 6% e 10%. Atualmente, o GLA parte de R$ 128.900 reais (GLA 200) e chega a R$ 189.900 reais (GLA 250 Sport), enquanto o Classe C começa em R$ 135.900 (C180) e chega a R$ 201.900 no C 250 Sport.

Fonte: UOL Carros

Postagens relacionadas:

10 comentários:

  1. E o Classe A vai receber esse motor flex?

    ResponderExcluir
  2. Vai sim. A reportagem não falou, mas toda a família que usa o motor 1.6 receberá o flex. No site da autoesporte fala.

    ResponderExcluir
  3. Será que os custos de manutenção e seguro vão cair? É muito caro manter um carro destes, e como é caro, desvaloriza muito, por que ninguém quer encarar estes custo de um semi novo.

    ResponderExcluir
  4. Será que os custos de manutenção e seguro vão cair? É muito caro manter um carro destes, e como é caro, desvaloriza muito, por que ninguém quer encarar estes custo de um semi novo.

    ResponderExcluir
  5. Que pena esses carros são para poucos, pois são lindos e muito confortáveis, mas o difícil é manter essa merca....

    ResponderExcluir
  6. Que pena esses carros são para poucos, pois são lindos e muito confortáveis, mas o difícil é manter essa merca....

    ResponderExcluir
  7. O Merc branco da foto parece não ter sensores dianteiros e traseiros, lamentável num carro desse nível de preço e qualidade.

    Depois que vc acostuma com os sensores, vc não aceita que não venha equipado. Por essas e outras sou mais a linha Golf.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Peraí, preferir um Golf a um Classe C por conta de sensores????

      Excluir
    2. Vc tem ou ja teve um carro com sensores, não? Então experimente e depois me diga, num carro de 100k+ não poderia faltar, fico com meu Golfão Highline, sem duvida alguma.

      Excluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.