Car.blog.br

Pesquisar este blog

VW: solução para motores diesel aprovada pela Alemanha

Categorias: , , 11 Comentários

A Volkswagen emite comunicado oficial informando que o governo da Alemanha homologou a solução apresentada pela empresa para a solução dos motores diesel com emissões acima do permitido. A medida aprovada é simples, barata, não afeta o desempenho e o consumo dos carros, e será aplicada aos carros em menos de 1 hora. O comunicado confirma os rumores publicados pela imprensa alemã na semana passada (veja aqui).


Solução simples e que não prejudica consumo e performance

O comunicado da Volkswagen informa que para resolver o problema das emissões na Europa, serão adotadas medidas de hardware simples para os motores 1.6 TDI, e apenas de software para os 2.0 TDI. Além disso, adiantou que não há impacto adverso da adoção dessas medidas em consumo e desempenho.

Segundo a Nota Oficial, a Volkswagen propôs medidas específicas para os motores EA 189 1,6 litros e 2,0 L à Autoridade Federal de Transporte a Motor da Alemanha. Isto significa que foram fixadas medidas de correção para a maioria dos veículos afetados, que, após sua implementação, os veículos passam a cumprir as normas de emissão aplicáveis. A solução técnica final para o motor diesel de 1.2L será apresentada à Autoridade Federal de Transporte a Motor da Alemanha no final do mês, mas espera-se que compreenderá também uma atualização de hardware. O vídeo abaixo mostra a solução sendo implementada.



Governo alemão já homologou a solução

A Volkswagen informa que as medidas apresentadas pela empresa foram examinadas, homologadas e aprovadas pelas autoridades competentes da Alemanha, o que significa dizer que já existe agora clareza sobre a correção das irregularidades para a maioria dos veículos afetados.

Motor 1.6 TDI - transformador de fluxo e atualização de software. Tempo de solução: menos de 1 hora

A Volkswagen aplicará nos motores EA 189 TDI um "transformador de fluxo" diretamente em frente do sensor de massa de ar desses motores. Trata-se de uma pequena malha que acalma o fluxo de ar à frente do sensor de massa de ar, e assim, permite uma leitura precisa de medição por parte do sensor de ar.


Esse sensor de massa de ar envia informações sobre a taxa de transferência de ar para dentro do motor, sendo um parâmetro muito importante para o gerenciamento eletrônico determinar a mistura para combustão ideal. Além disso, uma atualização de software será realizada neste motor. O tempo para aplicação das medidas nos motores é estimado em menos de uma hora.

Motores 2.0 TDI: atualização de sofware. Tempo de solução: menos de 30 minutos

No caso dos motores 2.0 TDI, haverá apenas uma atualização de software, e o tempo necessário para essa medida será de cerca de 30 minutos.

Graças aos avanços no desenvolvimento de motores e melhor simulação de correntes dentro complexo sistema de admissão de ar, em combinação com a otimização de software, foi possível produzir uma medida relativamente simples e amigável aos consumidores, já que não implica perda de desempenho e nem aumento de consumo.

Segundo a Volkswagen, o objetivo para o desenvolvimento das medidas técnicas foi de atingir as metas de emissão aplicáveis ​​em cada caso, sem quaisquer efeitos adversos sobre a potência do motor, consumo de combustível e desempenho.

Com base no aceite das medidas por parte da Autoridade Federal de Transporte Motor, a Volkswagen está agora desenvolvendo o planejamento da operação nos diferentes mercados da União Europeia. O objetivo é implementar a atualização técnica exigida nos primeiros veículos durante um recall a partir de Janeiro de 2016. De acordo com a avaliação de corrente, todas as medidas em curso de recall para todas as variantes dos motores diesel serão feitas em 2016.

Tempo de aplicação

A Volkswagen quer garantir que o tempo necessário para implementar as medidas técnicas será o de menor tempo possível para todos os clientes. Além disso, a Volkswagen entrará em contato com todos os clientes e vai se esforçar para considerar as necessidades individuais de cada cliente durante a implementação de medidas para evitar quaisquer prejuízos aos consumidores em sua mobilidade. Assim, a empresa garante que a todos oss clientes serão oferecidas opções substitutas de mobilidade.

Com base na abordagem aprovada, todas as demais marcas do Grupo - Audi, Seat, Skoda e Volkswagen Veículos Comerciais - estão planejando medidas correspondentes para seus veículos afetados.

Além disso, até 31 de Dezembro de 2016, a Volkswagen AG renuncia expressamente ao direito fim de curso de garantia em decorrência do software instalado em veículos com motores EA 189.

Além disso, a empresa acrescenta que veículos permanecem seguros do ponto de vista técnico para serem conduzidos em vias públicas sem qualquer limitação.

A VW informa que as medidas relativas ao comunicado não se referem a produtos e serviços Grupo Volkswagen na América ou Canadá.

Ações da VW em expressiva valorização

Os papéis da Volkswagen nas Bolsas de Valores (veja aqui) são negociados com valorização expressiva desde ontem, refletindo a notícia de aprovação, por parte do governo alemão, da solução para os motores diesel da empresa, visto que o custo que a empresa terá com a solução técnica é irrisório, da ordem de alguns milhões de Euros, comparado ao que foi previsto inicialmente (7 bilhões de Euros).

Fonte: Volkswagen AG - Comunicado Oficial de 25/11/2015

Postagens relacionadas:

11 comentários:

  1. E uma vergonha, uma empresa gigante como a VW, tentar enganar seus clientes.
    Aqui no Brasil não temos essa cultura de comprar carros menos poluentes, ao contrário da Europa que isso determina a compra de um carro ou não.
    Arrumaram uma solução simples e barata, mas se olharmos no todo, mundialmente falando, será um enorme rombo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc sabe fazer conta? A VW reservou 7 bilhões de Euros no balanço, e vai gastar menos de 100 milhões de euros. 70 vezes menos.

      100 milhões de Euros não é dinheiro para a VW, que tem em caixa 2.500 vezes mais que isso.

      Ah, e, por favor, mostre todas essas suas contas para os investidores da Bolsa de Valores, pois eles parecem não concordar com você, já que estão valorizando absurdamente as açoes da VW.

      Mas, enfim, se vc não tem competência para falar da questão, fica quieto, pois passa menos vergonha.

      Vai cuidar do seu Ka, que é bem tortinho e deve estar cheio de poeira dentro, de tanto buraco que tem na carroceria.

      Excluir
  2. Agora devemos ver o que ela irá pagar em multas, porque é merecido um valor bem alto. Ótima solução, espero que funcione realmente como a VW diz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é mais como a VW diz. É como o governo alemão diz. A solução foi examinada e aprovada pelo governo da Alemanha, que já fez extensivos testes, e aprovou a solução.

      Excluir
  3. Então, nos motores Diesel o problema era software, e no motor 2.0 TDI a solução é apenas... Outro software?
    Isso não faz sentido, se fosse apenas isso a VW não precisaria ter fraudado as emissões desde o começo.
    Quanto ao motor 1.6 TDI a solução parece mais coerente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A solução fez sentido para o Autoridade Federal da Alemanha de Transporte a Motor.
      E a solução é um tanto óbvia. Se vc tem um software que funciona inadequadamente, basta corrigir o software. Dããããããã!!

      Eu não sei que tem uns sujeitos que parece que tem um fogo no rabo para falar qualquer bobagem.

      Excluir
  4. A VW errou em trapacear, mas o problema não foi de qualidade dos seus produtos e sim emissão de gases.
    A VW está investindo em tecnologia, vide Golf, que na próxima geração estará mais tecnológico ainda.
    Hoje o Golf dá um banho de tecnologia nos seus concorrentes(nas versões mais caras).
    E quem é páreo para o Golf GTi ou para o Jetta TSi?
    Quem da Ford, Fiat, GM, Toyota ou Honda concorrem com eles de igual para igual no Brasil?

    GTi e Jetta TSi estão sozinhos na parada, reinando absolutos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se pode dizer que a "VW errou em trapacear", pois foram alguns engenheiros da empresa que fizeram a parada.
      Não se pode imputar à culpa à empresa. Ela é responsável, sim, por solucionar o problema.
      Mas não é culpada.

      Excluir
    2. Na camisa de trabalho deles aparecia o nome da empresa? Se sim, a empresa é responsável.

      Excluir
  5. As multas tinham q ser dobradas depois de uma solução dessas. Pois, se uma simples atualização de software resolve o problema, ou a pilantragem nunca deveria ter ocorrido, ou tão logo detectada, deveria ter sido corrigida pela empresa. Nem uma coisa nem outra foi feita, a empresa preferiu continuar poluindo o meio ambiente. E o pior é que não foi só em motores diesel q a malandragem ocorreu, hoje lei que os a.ericanos detectaram fraude também em motores à gasolina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na realidade, a multa tem que ser a menor possível, e, idealmente, nenhuma.
      Uma multa à VW retira dinheiro que a empresa investe em tecnologia e aperfeiçoamentos de seus carros, e direciona para o governo, que torra de forma ineficiente esse dinheiro, sem retorno para a sociedade.

      O dinheiro ficando na VW é bem melhor, pois ela investirá em produzir carros ainda melhores.

      Mas no final das contas, a multas não passarão de 1 bi nos EUA. A Toyota fez muito pior, pois fez uma fraude de acelerador que comprovadamente matou mais de 100 pessoas e afetou 10 milhões de carros, e a multa foi de 800 milhões de dólares.

      A GM tem uma fraude muito pior, que é a do sistema de ignição, que a direção da empresa sabia que precisva de recall, em 2006, e decidiu não fazer, causando a morte de centenas de pessoas, e a multa foi de 1 bilhão.

      Então, nos EUA, a multa da VW não vai passar de 1 bi (que tb é muito pouco para a VW).

      E na Europa vai prevalecer o poder que a Alemanha tem sobre a Europa toda, afinal a Alemanha que manda e desmanda lá, pois eles que bancam toda a brincadeira, e a Alemanha já mostrou que vai aliviar legal.
      Provável que nem tenha multa.

      Então, esses haters que não entende nada, podem deixar de ficar molhadinhas, pois vcs só se baseiam em besteiras.

      Falaram que o custo do reparo seria de 20 bilhões de Euros, enquanto a VW não vai gaster nem 100 milhões. Sò aí já economizou vintinho....kkkk

      manés.

      Excluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.