Car.blog.br

Pesquisar este blog

Correção dos motores VW 2.0 TDI será simples, diz Bild

Categorias: , 6 Comentários

O jornal alemão Bild am Sonntag em sua edição de domingo trouxe esclarecimentos adicionais sobre a controvérsia envolvendo alguns motores Diesel da Volkswagen, que contam com um software que contorna os testes de emissão de poluentes nos EUA.


Segundo a publicação, a fornecedora dos sistemas de gerenciamento dos motores EA 189 TDI Diesel 1.6 foi a Continenal, enquanto a Bosch foi dos sistemas dos motores 2.0 TDI.

A Continental deu uma declaração ao jornal norte-americano "The New York Times" dizendo que os componentes fornecidos não eram adequados para serem usados em manipulação de testes de emissão. Já a Bosch admitiu que forneceu software que poderia contornar os testes de emissão, mas alertou a Volkswagen que esse software era ilegal.

Procedimento de correção dos motores 2.0 será simples; 1.6 será mais custoso

Segundo o Bild am Sonntag, a correção dos motores 2.0 TDI será um procedimento simples, pois tudo que será necessário fazer apenas uma atualização de software.

Já no caso dos motores 1.6 TDI EA 189, a correção será mais custosa, pois será necessária uma troca de bicos injetores, e também uma atualização no software.

Engenheiros admitiram o problema

Ainda segundo a publicação, membros da engenharia da Volkswagen admitiram que instalaram o software nos motores pois era a única forma de compatibilizar as necessidades de redução de NOx dos padrões dos EUA com metas de custos internas.

Segundo o Bild am Sonntag, caso o software não fosse instalado, seria necessário adotar, ao custo de 300 euros por motor, um sistema baseado em ureia para que tais motores satisfizessem as normas dos EUA.

Com informações: Auto News Bild am Sonntag

Postagens relacionadas:

6 comentários:

  1. Por mais fãs que sejamos da vw há que se separar a conduta da empresa do prejuízo ao consumidor, que parece não ser grande. Não importa quais escalões da empresa estão envolvidos, o feito, ou melhor o malfeito beneficiou a empresa e dessa forma ela como um todo deve responder civilmente e criminalmente tanto quanto os membros coniventes, fornecedores, etc. E pelo que li há meses o instituto que flagrou a fraude vem dialogando com os engenheiros da vw, que chegaram a alegar que não havia nada de errado, o erro estava nos aparelhos de medição de uma empresa japonesa. Espero também que a investigação não se limite a vw, que também inspecionem outros veículos de outras montadoras, porque como já escrevi aqui duvido que ela seja a única. Não fico nessa de que os consumidores não estão nem ai com meio ambiente. Se existe uma regra vale pra todos. Se não é pra respeitar que mudem a lei. Se você não está nem ai pro meio ambiente há quem esteja, eu estou. Quem não está nem ai não pode reclamar porque não chove, ou chove demais, ou porque o arcondicionado tem ficar ligado fulltime, ou tem tornados no Brasil, etc. Quem chipa seu motor e não está nem ai faz o mesmo que motoristas de caminhão que abrem o lacre de seus motores pra andar mais e levar mais carga, deixando um rastro de fumaça assassina.

    ResponderExcluir
  2. Uma questão que não foi falada é se os 140cv e 32,8 kgfm e os números de consumo oficiais são em situação manipulada ou original, porque se não forem será cabive indenização aos donos sem falar dos poluentes.

    ResponderExcluir
  3. Tudo por uma meta batida, um vale tudo, bando de irresponsáveis, literalmente bandidos, mas vão pagar bem caro por isso, do chefe ao peão, pena que, quem sempre se ferra são os acionistas, vide BR-PTralhas, -X e outras que virão.

    ResponderExcluir
  4. Se é Bild am Sonntag naturalmente é de domingo.

    ResponderExcluir
  5. Acalmem-se moças. Vai custar bem menos para resolver o problema.

    Um sensor de 10 euros e voi a lá.

    http://www.car.blog.br/2015/11/boa-noticia-para-vw-sensor-de-10.html

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.