Car.blog.br

Pesquisar este blog

Toyota Hilux 2016 obtém classificação máxima de segurança

Categorias: , , , , , 22 Comentários

O Latin NCAP, órgão independente de avaliação de segurança automotiva divulga o resultado do teste de segurança com a nova Toyota Hilux 2016 - veículo que começa a ser produzido na Argentina no próximo dia 2 de novembro.


O modelo obteve classificação máxima de segurança para passageiros dianteiros, 5 estrelas, e 4 estrelas para os traseiros - crianças, conforme pode ser observado no vídeo abaixo.



A Toyota Hilux conseguiu as cinco estrelas para a proteção do ocupante adulto e quatro estrelas para a proteção do ocupante criança. Segundo o Latin NCAP a estrutura do veículo é robusta, e os três airbags oferecidos pela versão báasica, com os cintos de segurança, protegeram corretamente os ocupantes no teste de impacto frontal.

Toyota Hilux 2016 SRV

A Hilux também proporciona boa proteção no impacto lateral. A Hilux conta com três airbags frontais (cabeça, peito e joelhos para o motorista, e cabeça e peito para o acompanhante), freios ABS em quatro canais e lembrete de cinto de segurança para ambos os ocupantes da frente na versão padrão.

Toyota Hilux 2016 SRV

A versão testada pelo Latin NCAP foi fabricada na Tailândia, sendo exportada para alguns mercados da América Latina. O Latin NCAP testará, também, a versão fabricada na Argentina, quando estiver no mercado, mais adiante, ainda em 2015.

Postagens relacionadas:

22 comentários:

  1. Respostas
    1. ah aha ah ah
      fale isso paras outras montadoras
      e olhe os caras compram ainda

      Excluir
  2. Quero ver a Hilux Argentina como vai se portar.

    Como é importante essa estória de crash test: outro dia em Viracopos aguardando um voo, ouvi dois caras conversando, um dizia que sua Hilux tinha dado pt (de perda total e não PTralha) e que o ocupante passageiro do outro carro morreu. Ele vinha na Hilux na mão dele, quando um HB20 em sentido contrario freou de emergência e foi abalroado por trás e, a "abençoada" que guiava o HB20 perdeu o controle e não sabe-se como ela foi parar na pista contrária, acertando a Hilux lado esquerdo contra canto direito do HB20 matando o passageiro na hora. Já na Hilux, abriram-se os airbags e o sujeito contava a sua estória próximo de mim.

    Moral da estória, resultado de crash test, hoje, é tudo na compra dum 0km; eu só compro e recomendo 5 estrelas e continuo esperando sentado pelos resultados do New KA, e fica a velha máxima, "quem compra Ford confia", eu prefiro saber do resultado crash test primeiro antes de assinar o cheque.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Eddie, sem dúvidas o crash test é muito importante, mas eu particularmente não levo muito em consideração estas histórias. Eu trabalho com gestão em frotas há quase 20 anos e tenho um pouquinho de experiência real. Eu, por exemplo, sofri um acidente feio com um Gol Special a 60km/k, o teto afundou e eu me machuquei. Agora veja esse caso de um ex-funcionário meu. Ele bateu a 120km/h com o Uno da empresa, de frente com uma L200. O cara da L200 se machucou bastante e obviamente meu ex-funcionário também, porém meu funcionário ficou perfeito, sendo que o motorista da L200 infelizmente ficou com sequelas. Veja na primeira foto o meu ex-funcionário totalmente desacordado e do lado do passageiro. Veja também o estado que ficou o carro e veja como ele ficou perfeito na última foto. Isso faz uns 3 anos, mas, antes de começar essa onda de crash test no Brasil, eu particularmente sempre tive medo de viajar em VW, só viajava nos Unos ou Palios da empresa. Claro que é uma coisa pessoal e não tem embasamento científico nenhum, mas eu não levo muito a sério essas histórias como a que você ouviu no avião. Sds.

      https://www.tumblr.com/reblog/128733721712/Db84DNCC

      Excluir
    2. Só complementando, a Fiat foi a primeira a oferecer seus carros, na década de 90, com volante e carroceria com deformação programada e corte de combustível em caso de acidentes. Já vi acidente na empresa com Fiorino onde só ficou especificamente o habitáculo e o funcionário somente quebrou o braço. Também já vi um feio acidente em um Palio e meu colega ficou perfeito, apenas quebraram-se os vidros e bancos, no interior do carro. Claro que não dá para compararmos com Up e Renegade, por exemplo, mas entre Gol e Uno, Palio e Fiorino, eu não viajo no primeiro de jeito nenhum, para mim foi traumatizante.

      Excluir
    3. Deformação programada o 147 já tinha.

      Excluir
    4. Leandro, O uno e fiorino que você fala que acha que é mais seguro que o gol é aquele que o pneu reserva fica no compartimento do motor?

      Excluir
    5. Prezado Leandro,

      Pois é bom vc começar a acreditar, tem muito carro na estrada (e caminhão) e poucos motoristas de verdade, um bando de malucos irresponsáveis que não respeitam a sinalização. Um choque a 120 km/h todos os ocupantes deveriam estar mortos, ninguém resiste a tamanho impacto, então não foi a 120 km/h no momento do impacto. Num Gol G4 a 60 km/h vc teve muita sorte por estar vivo. Nenhum dos carros que vc citou são seguros, são verdadeiras cadeiras elétricas como diz o Carlos. Concluindo, recomendo fortemente que vc comece a acreditar e confiar no testes do LNCAP e se puderes troque sua frota por carros 5 estrelas, na Fiat hoje o único carro que eu recomendo é o Renegade, o resto pode esquecer, se vc adotar 5 estrelas pra adulto como corte na escolha. Abraço

      Excluir
    6. Eu confio no NCap e principalmente no IIhs. Minha referência foi apenas entre Gol e Uno, Fiorino e Palio. Sds.

      Excluir
    7. Cada acidente tem suas peculiaridades. O que os testes fazem é simular nas situações mais comuns. Não precisa ser especialista para assisti os vídeos dos testes realizados e verificar a diferença.

      Excluir
    8. Exatamente isso que eu quis dizer Jhoneribas. Por isso precisamos olhar testes que tenham metodologia, e não confiar nas histórias que as pessoas falam, como os caras que estavam conversando no aeroporto, os quais foram citados acima. Sds.

      Excluir
    9. A estória citada é a vida real, não de laboratorio, assim como nos postos da PRF nas rodovias lotados de sucadas, numa rapida olhada vcs poder separar facilmente o joio do trigo, isto é, as cadeiras eletricas dos carros seguros e atuais. Observem também fotos publicadas na seção de policia, principalmente após um feriadão como o passado, a grande maiorias das vitimas estão em carros com mais de 10-12 anos de uso, carros desatualizados que deveriam pagar IPVA bem maior que um carro 0km de potencia equivalente, a exemplo do que ocorre no primeiro mundo, onde carros assim vão parar na sucata que é o lugar deles, porque o IPVA é muito caro.

      Excluir
  3. Vi agora o crash test do i10, coluna A simplesmente colapsou, sem airbags, uma vergonha; e ainda ousam dizer que o Chile é Primeiro Mundo na LA.

    Tive um Hyundai Atos 0km 2006 cor prata, automático, sem airbags nem abs e montado na India, foram quase dois anos de irresponsabilidade e ignorância minhas, nunca mais faço isso e por enquanto fico bem longe da Hyundai, estou muito feliz e principalmente seguro nos VWs.

    ResponderExcluir
  4. Mercado brasileiro tá amadurecendo!
    Golf, Corolla, Fiesta, up, Hilux, etc
    Acorda, Brasil!
    Comprem só carros, comprovadamente, seguros!
    Sua família agradece!

    ResponderExcluir
  5. O total silencio da Ford me leva a elucubrar: Imagino um New KA pré-série sendo embarcado num container na calada da noite rumo Alemanha, desembarca no laboratório, faz o teste e desmancha. Os engenheiros de projeto lutam até hoje contra o pessoal de custo pra resolver o problema (insolúvel) e tentar um novo crash test. Foi só uma estorinha, mas o tal silencio da Ford dá margem pra N pensamentos nefastos a respeito do pequeno best seller.

    ResponderExcluir
  6. Teste do Alce ? capotamento ?? hein hein ??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc está falando daquele feito a quase 10 anos atrás?! A caminhonete mudou completamente, não tire por referência aquele teste de 2006.

      Excluir
  7. Li que a GM Brasil tem um centro de testes próprios. No entanto, mesmo assim não consegue fabricar carros seguros. Deu uma pequena melhorada com o Onix, mas uma vergonha que até então Agile, Celta e Classic eram todos perdidos. Estou me referindo ao segmento de entrada.

    ResponderExcluir
  8. A propósito, o HR-V já foi submetido ao Latin NCAP?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não no LNCAP, a Honda está devendo essa.

      Excluir
  9. 5 estrelas sem nem ter airbag de cortina? E o volvo? Vai ter 20 estrelas com seus 6airbag e inúmeros sistemas de segurança? tem q ter um parâmetro mais rigoroso esse latin ncap tem q pegar o mais seguro do mundo (parece q a volvo xc90) dar nota 91.0 e ai ir baixando ate ter um parâmetro. de 0 a 100.
    Porque todo mundo com 3 airbags e cinto de 3 pontos ganhar 5 estrelas ai perde a referencia.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.