Car.blog.br

Pesquisar este blog

Novo Audi A4 2016: impressões ao dirigir, design e técnica

Categorias: , , 14 Comentários

As primeiras imagens da geração B9 do Audi A4 vieram a público há pouco mais de um mês, e foram recebidas sem muito entusiasmo em função de avaliações iniciais de que o "novo" A4 se parecia muito com o modelo atual. Ficou claro pelas tecnologias e especificações técnicas que era um outro carro, melhor, mais aerodinâmico e eficiente, mas em termos de design houve uma certa desilusão.

Novo Audi A4 2016

Essas críticas são justificáveis? O slogan da Audi, "Vorsprung durch Technik", se aplica à esta nona geração do A4? Este post relaciona as opiniões do blog alemão mein-auto-blog sobre o sedã.

Novo Audi A4 2016

Design - novo A4 ou apenas um facelift?

Uma observação ao vivo da geração B9 do Audi A4 revela imediatamente que as fotos de divulgação institucional não fazem justiça ao novo carro. Isso já aconteceu com o novo Audi A3, e agora novamente com o A4. Somente quando se observa o carro ao vivo que se pode constatar e apreciar o valor das linhas cuidadosamente pensadas e elaboradas. Ele parece com seu predecessor? Não. De jeito nenhum.

Novo Audi A4 2016

Existem muitos pequenos detalhes de design que mostram que o que ocorreu com o novo A4 é mais que um refinamento ou facelift. Como exemplo, observe o capô. Ele é quase uma sobreposição completa sobre a frente, com suas extremidades laterais sobrepondo-se aos para-lamas e tornando a fenda que separa as duas peças invisível. Não existe mais um gap entre capô e para-lamas. A linha resultante dessa junção continua como elemento estético em toda a lateral e termina convergindo com o formato das lanternas traseiras. A Audi transformou um elemento necessário - e feio - em uma elegante peça de design.

Novo Audi A4 2016 - design

Outro aspecto que é absolutamente marcante no design do Novo Audi A4 são os faróis de matriz de LED. É fato que muitos discordam da linguagem de design atual dos Audi, mas se tem algo que é aprovado por unanimidade entre público e imprensa são os faróis. A tecnologia LED dá muita liberdade para as equipes de design, que conseguem peças muito agradáveis aos olhos. Não interessa se aplicados nos facelift do A1 e do A6/A7, ou no novo A4 - os faróis da Audi são sempre peças de design.

Novo Audi A4 2016

No geral, o Audi A4 continua um Audi à primeira vista. O que é ótimo, do ponto de vista de identidade de marca. A grade dianteira em single frame, por exemplo, é mais plana, larga e mais pronunciada no B9.

novo Audi A4 2016 - grade dianteira

E essa forte identificação visual Audi neste A4 pode ser vista em outros detalhes. Esse elemento em single-frame emerge no centro do volante, como guarnição do airbag do motorista, emoldurando os quatro anéis centrais. Ideia refinada.

O interior do novo A4

Novo Audi A4 2016 - interior

A estética disciplinada continua no interior. Em consonância com o exterior, o couro bege vem com costuras em azul escuro. Combinado com os detalhes em madeira de carvalho no painel, o aspecto quase faz seu coração pular para fora. Não é banhado em verniz, e é até um pouco áspero, mas a madeira texturizada oferece uma sensação táctil refinada. Logo acima, no painel, temos o frame do ar-condicionado, com comandos de climatização alocados mais abaixo. E, por fim, o console central formando um interior minimalista e agradável.

Novo Audi A4 2016 - interior

A manopla de comando da transmissão, assim como o apoio de braço, vêm revestidos em couro Alcântara. Ao se posicionar ao volante, logo percebe-se em casa, sem sentir-se oprimido por um excesso de complexidade. Essa sensação dura até acionar o sistema MMI e o cockpit virtual. Ambos demandam um período de aclimatação. São fascinantes e belos, verdadeira obra de arte a combinação do grande display MMI, Cockpit Virtual e o Head-Up Display, que, por vezes, oferecem um excesso de informações.

Novo Audi A4 2016 - virtual cockpit

Tão agradável e arrumado, parece que nada pode afetar esse interior e seus prazeres tácteis, mas o fato é que livre de críticas esse interior não é. Pessoalmente eu considero que essa solução de um display separado um péssimo hábito. Ele destrói o rigor do design interior. Apesar de não parecer tão ruim quanto as telas aplicadas no Mercedes Classe C, esta do A4 é bonita, mas diferente. O ideal seria uma tela retrátil, como as do A3, A6 e A7.

Novo Audi A4 2016

Outro aspecto questionável é o botão Start, de partida, que é ergonomicamente desfavorável, mas também uma questão de costume. Minha maior crítica vai para os shift paddles atrás do volante. O aspecto geral do interior, o painel, a tecnologia, tudo faz jus à aura premium de Ingolstadt, menos esses seletores. Eles parecem baratos. São feitos de plástico fino. E esbarram nos dedos sob certas circunstâncias. Isso merece um reprojeto da Audi.

Mecânica

Novo Audi A4 2016

Ambos os motores empurram vigorosamente, acelerando sem hesitação e confiantemente. Tanto o 2.0 TFSI de 252 cavalos quando o V6 3.0 TDI de 272 cavalos têm potência em abundância. Com qualquer dos dois motores uma pisada moderada no acelerador já é suficiente para rápidas retomadas. Com os dois motores o A4 é rápido. Muito rápido. Mas ao mesmo tempo ele faz isso com uma notável indiferença, de forma calma e suave. Ele não é projetado para isso, mas pode ser assim, se você quiser.

Comportamento dinâmico

Quando se provoca o A4 em estradas rurais cheias de curvas o sedã se mostra muito bem equilibrado. A direção faz o seu trabalho bem e de forma discreta. Apesar amortecedores adaptativos e da direção dinâmica - não se nota grandes diferenças de comportamento quando se alterna os modos de condução. De qualquer forma, em geral, a afinação do chassi é muito equilibrada e propicia segurança e oferece um compromisso perfeito entre esportividade e conforto. O A4 é firme no asfalto, mas atenua quase tudo que se passa sob seus pneus, e ainda tem comportamento em curvas exemplar, em parte decorrente da tração integral Quattro.

Novo Audi A4 2016

Emocionalmente, porém, o motor 3.0 TDI é mais interessante. Tanto o 2.0 TFSI quanto o 3.0 TDI oferecem desempenho exuberante, mas o 2.0 TFSI quattro não oferece a mesma emoção do motor maior. Com o 2.0, o A4 parece que sua petulância está sufocada. Claro, ele é realmente bom, mas fica melhor com mais motor. E isso faz com que o motor V6 3.0 seja mais adequado, mais confiante e enérgico. Sua voz combina com o desempenho entregue.

Transmissão: Automática ZF 8 marchas x S-Tronic 7 marchas

Novo Audi A4 2016

A boa impressão do 3.0 TDI combina com sua caixa automática de oito marchas ZF. Em uma comparação direta com a S Tronic de dupla embreagem de 7 marchas do 2.0 TFSI, o Automático 8 atua de forma soberana, segura e decidida. As trocas de marchas no AT8 são mais sutis e suaves, quase imperceptíveis, mesmo em modo manual. Já o S Tronic deixa claro que muda de marcha a cada toque no seletor, e seu funcionamento é mais confuso em marchas mais baixas. A S Tronic tem pequenas descontinuidades nas trocas, não sentidas na AT8, e isso faz diferença.

Novo Audi A4 2016

"Vorsprung durch Technik" - O assistente de eficiência preditiva

Por trás dessa título complicado, essa nova função representa um avanço. A tecnologia por trás dela pode não ser nova, mas sua composição é. Trabalha-se aqui de forma simultânea os dados de navegação, sistemas de reconhecimento de sinais de trânsito, piloto automático adaptativo e o mitigador de desvio de faixa para garantir um estilo de condução eficiente. Exemplo: ajusta-se o controle de cruzeiro em 100 km/h, e, sem nenhum veículo à frente o A4 mantém ritmo. Usando os dados de navegação, o sistema reconhece que estamos nos aproximando de uma curva, a qual deve ser abordada em uma velocidade menor. Em vez de frear, o sistema entra em roda livre e deixa a velocidade cair para economizar combustível - antes mesmo de o motorista avistar a curva.

Novo Audi A4 2016

Na saída de curva o Audi acelera de volta para ps 100 Km/h. Mas, subitamente o veículo desacelera. E, um momento depois, passamos por uma placa indicando 80 Km/h - e o carro já está a 80 Km/h. Novamente os sistemas reagiram e se anteciparam, antes da sinalização de trânsito ser vista. Este assistente de direção preditiva funciona de forma perfeita onde quer que se esteja, seja em estradas em construção, ou em tráfego pesado, quando o já conhecido da ACC (Adaptive Cruise Control) entra em funcionamento. Este sistema ajusta constantemente a velocidade do carro aos eventos e às circunstâncias do ambiente, mesmo no caso em que não podem nem sequer ser notadas pelo motorista. A coisa toda é feita de forma autônoma, e funcionou perfeitamente durante todo o percurso.

Conclusão

Este novo Audi A4 é abençoado pela segunda geração da plataforma modular longitudinal (MLB), conhecida como MLB evo. Ela é uma benção para o carro pois permite múltiplas configurações com motores longitudinais: quatro, seis ou oito cilindros - permitindo as versões S4 e RS4.

Novo Audi A4 2016

É difícil criticar o Audi A4. Este é um maldito carro maduro, que só permite críticas em detalhes. A perfeição - tanto em termos tecnológicos quando de design - é assustadora. Embora seja um projeto totalmente novo, ele melhorou significativamente nos lugares certos. A multidão de detalhes é a grande atração. Tecnologicamente, o A4 é quase totalmente novo, menos em decorrência de introdução de novas, e mais pela forma impressionante como as tecnologias já existentes são combinadas e atuam em conjunto. Assim, o novo Audi A4 é muito incomum em termos tecnológicos. Um carro que se aproxima da perfeição - e por isso sofre de uma certa falta de emoção.


"Vorsprung durch Technik"? Se você espera que esse slogan se traduza em novas tecnologias aplicadas neste novo modelo, você ficará desapontado. A vantagem tecnológica neste caso foi obtida unindo sistemas existentes.

Novo Audi S4 2016 - interior

O chamado "assistente de eficiência preditiva" mostra como um veículo pode ser quase que assustadoramente inteligente quando consegue combinar e gerenciar todas as funções de assistência a condução de forma simultânea. Então, sim, o Audi A4 2016 é um legítimo "Vorsprung durch Technik" (Avanço pela Tecnologia).


O Audi A4 (B9) foi lançado oficialmente no Salão de Frankfurt já está disponível para compra na Europa. Custa a partir de 30.650 €, no caso do A4 2.0 TFSI. Já o A4 2.0 TFSI 2.0 Quattro, e o 3.0 TDI Quattro valem a partir de 44.450 € ou 50.100 €.

Postagens relacionadas:

14 comentários:

  1. A Audi está ficando cheia de vincos por fora e cheia de botõeszinhos por dentro.

    ResponderExcluir
  2. Os paddles não são dessa forma à toa, esse mesmo paddle está no Vw, ele tem o tamanho pequeno para não atrapalhar a visão do comando da seta e limpador (que muitas marcas ignoram isso escondendo os comandos atrás do volante, com eles ali pequenos você consegue visualizar as informações mostradas e também tem o logo "-" e "+" iluminados é isso limita muito o uso do material e acabamento.
    Só acho que o painel (cluster) é muito grande, largo, resultado você sentado lá sempre terá uma parte do painel mal visualizada do tipo um olho vê a beirada o outro vê o arco do volante, dá aquela visão meio turva. A visão da foto do painel por exemplo que é feito por uma câmera ja tem o volante escondendo a ponta do mostrador de combustível, sentado ali dependendo da distância é altura do volante a visão será bem menor dessas beiradas.
    Esse painel deve ser uma maravilha iluminado a noite...

    ResponderExcluir
  3. Interior parecido com o da Série 3? Não diria isso, diria que esse interior ficou muito mais refinado e sofisticado que o da Série 3.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mais refinado que o atual Série 3, porém não deixa de ser absurdamente parecido. Esse painel é muito parecido MESMO com o da Série 3, mas isso não o torna ruim, apenas sem personalidade própria. Original.

      Excluir
  4. Em termos de design os chucrutes são conservadores, no mais das vezes. Não é demérito, é característica. Esse A4 é parecido sim com o anterior, mas não significa que seja ruim. Acho esse carro maravilhoso. Apenas não entendo a proposta desse tablet fixo no meio do painel, q ele e a Mercedes têm. Dá vontade de arrancar. No mais, o carro é fenomenal.

    ResponderExcluir
  5. Resumão, design da década de 80 com elementos contemporâneos..,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Design da decada de 80!? Ta bebendo muito em amigo...Se beber nao dirija!

      Excluir
    2. Em se tratando de Audi, qual a surpresa?

      Excluir
    3. O design dos carros da década de 80 eram quadrados

      Excluir
  6. Câmbio bomba problemashift (powerSHIT) alvo do PROCON:

    http://estadodeminas.vrum.com.br/app/noticia/noticias/2015/09/19/interna_noticias,51422/cambio-powershift-da-ford-esta-na-mira-do-procon-mineiro.shtml

    ResponderExcluir
  7. Belo artigo. O novo Audi A4 é para ser descoberto e apreciado. O design invoca evolução e refinamento em relação ao anterior. Há uma aparente solidez de projeto e uma impressão de que tudo nele é otimizado para entregar o melhor e que o máximo de tecnologia disponível está ali.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.