Car.blog.br

Pesquisar este blog

Volkswagen testa o Golf GTE híbrido plug-in no Brasil

Categorias: , , , , 7 Comentários

A Volkswagen do Brasil testa algumas unidades do Golf GTE no Brasil - procedimento prévio de análise para subsidiar a decisão de lançamento.

Volkswagen Golf GTE - Brasil

O Golf GTE é a versão com motorização híbrida plug-in do hatch médio alemão. O termo "híbrido" indica que o modelo adota um motor a gasolina (1.4 TSI de 150 cavalos - o mesmo do Golf TSI convencional) - associado a um motor elétrico, de 102 cavalos. Como são dois tipos de propulsores, aplica-se o termo "híbrido".
Volkswagen Golf GTE - Brasil

Já o sufixo "plug-in" é utilizado para designar veículos híbridos que podem ter as baterias que alimentam o motor elétrico carregadas por meio de um cabo conectado a uma tomada doméstica convencional. Esses dois motores estão associados a uma transmissão automática DSG desenvolvida especificamente para esse tipo de sistema.

Volkswagen Golf GTE - Brasil

O desempenho do Golf GTE é superior ao do Golf TSI, mas inferior ao do Golf GTI. A aceleração de 0 a 100 Km/h é feita em 7,6 segundos, para atingir uma velocidade máxima de 222 Km/h.

Volkswagen Golf GTE - Brasil

O ganho vem, porém, em eficiência: a autonomia do Golf GTE usando exclusivamente o motor elétrico é de 50 quilômetros. Já em modo híbrido (motor elétrico + motor a gasolina) a autonomia chega a 940 quilômetros. Quando o Golf GTE roda em modo exclusivamente elétrico, não há ruído algum de motor, e também a emissão de poluentes é nula. Isso tem vantagens em certas cidades europeias com rigorosas legislações anti-poluição proibindo a circulação de carros poluidores. Assim, com um Golf GTE é possível circular 50 Km dentro de tais cidades.


Para recarregar essas baterias de um Golf GTE é necessário deixá-lo conectado a uma tomada por 3 horas e 30 minutos. Já em estações de recarga rápida, ou em estações públicas de recarga, o tempo cai para 2 horas e 30 minutos.

Preço

O Golf GTE custa, na Europa, 26% mais que o Golf GTI. Seu preço básico é de US$ 36.900 Euros, o que equivale a R$ 147.600 reais ao câmbio de agosto/2015.

Fotos: Fábio Augusto I., do Grupo Golf MK7 Brasil

Postagens relacionadas:

7 comentários:

  1. Gostaria que esse Golf fosse disponibilizado por aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse Golf, com configuração Plug-in? Fora de cogitação.
      O governo deu incentivo foi para os Não Plug-in, por isso um Mitsubishi Outlander PHEV custa R$ 200 mil e um BMW i3 idem.
      Se tivesse uma versão hibrida não plug-in... Talvez seria o preço de um GTI.

      Excluir
  2. Um belo carro, híbrido é o futuro! Vamos lá classe política, bora trabalhar mais e roubar menos. CORRUPTOS MERECEM O INFERNO

    ResponderExcluir
  3. Top! Só não precisa destas rodas né!!!
    E nosso país sem energia elétrica, o que significa sem investimentos nesta tecnologia.

    ResponderExcluir
  4. Nosso governo é tão burro que não consegue ver que o futuro caminha nessa direção. Até hoje estamos vendo horário de verão como alternativa para economia de energia, sendo que isenção de aquecedores dólares para chuveiro seria muito mais eficiente.

    ResponderExcluir
  5. Nosso governo é tão burro que não consegue ver que o futuro caminha nessa direção. Até hoje estamos vendo horário de verão como alternativa para economia de energia, sendo que isenção de aquecedores dólares para chuveiro seria muito mais eficiente.

    ResponderExcluir
  6. Aviso ao blog:

    Flagraram esses dias a nova geração do Volkswagen Tiguan sem difarces. Ela é montada na plataforma do novo Golf e deverá dividir muitos componentes com o mesmo.

    http://www.carscoops.com/2015/08/new-2017-vw-tiguan-photographed.html

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.