Car.blog.br

Pesquisar este blog

Novo Golf: versão dos EUA tem câmbio TipTronic 6 marchas

Categorias: , , 43 Comentários

O VW Golf de 7ª geração que será vendido nos EUA, Canadá e México tem diferenças importantes, sobretudo em termos mecânicos, em relação ao veículo atualmente vendido no Brasil (importado da Alemanha): motor 1.8, câmbio automático convencional (Tiptronic), freio de mão sem acionamento eletro-hidráulico, entre outros itens.

Novo VW Golf 2015 - produção México

Motor 1.8 TSI - 170 cavalos

O motor das versões não esportivas - Trendline/Comfortline/Highline - é um quatro cilindros 1.8 TSI com 170 cavalos @ 4.800-6.200 RPM e 25 Kgfm @ 1.600-4.200 RPM de torque, que entra no lugar do 1.4 TSI de 140 cv usado no Brasil.

Novo VW Golf 2015 - produção México - interior

Câmbio Automático TipTronic Convencional de 6 marchas

Esse motor 1.8 TSI do Golf 7 norte-americano está associado com uma transmissão automática (com conversor de torque) convencional de seis marchas TipTronic, com opção de modo Sport (a mesma caixa usada no Golf 4,5 vendido no Brasil até 2013), conforme mostrado na especificação abaixo.

OBS: clique na imagem para ampliar - alta definição
Essa transmissão automática TipTronic convencional de seis marchas do Golf mexicano (já bastante conhecida do público brasileiro, pois além de equipar o antigo Golf 4,5 automático, serve também o Jetta 2.0 Comfortline) substituiu a DSG de 7 velocidades adotada no Golf 1.4 TSI alemão e vendido atualmente no Brasil.

Aliás, a escolha do motor 1.8 TSI de 170 cavalos faz sentido com essa transmissão automática com conversor de torque, visto que este tipo de câmbio implica perdas maiores no conjunto motor - transmissão - resultando em potência e torque menores nas rodas.

Dessa forma, se fosse adotada essa transmissão com o motor 1.4 TSI, haveria perda significativa de desempenho em relação ao europeu. Com a troca do motor, é provável que haja uma equivalência em termos de performance entre o Golf 1.8 TSI TipTronic norte-americano e o 1.4 TSI + DSG-7 do alemão, mas o consumo do norte-americano será necessariamente maior.

Transmissão manual de cinco marchas

Novo VW Golf 2015 - EUA spec - cambio manual

No caso do manual, no lugar da transmissão de seis marchas - usada no modelo alemão, entra uma caixa de cinco velocidades.

Freio de mão - acionamento manual

Novo VW Golf 2015 - EUA spec - interior

Outra diferença do Golf mexicano em relação ao alemão é no acionamento do freio de mão. No lugar do acionamento eletro-hidráulico usado no Golf TSI vendido no Brasil, entra a alavanca de acionamento manual.

Novo VW Golf 2015 - EUA spec - freio de mão convencional

Esse tipo de freio de mão é adotado inclusive nas versões esportivas (GTI e R), conforme pode ser visto na imagem abaixo.

Novo VW Golf GTI 2015 - EUA spec - freio de mão convencional

GTI

O Golf GTI, por sua vez, usará o motor 2.0 TSI de 211 cavalos, associado com uma transmissão DSG de 6 marchas, também com opções de trocas manuais.

Novo VW Golf GTI 2015 - EUA spe

Outra especificidade do Golf GTI norte-americano é o fato de que ele será oferecido em três versões: Base, SE e Autobahn.

Novo VW Golf GTI 2015 - EUA spe

Outro detalhe estético externo do Golf GTI fabricado no México é o fato de a lanterna traseira não conter elementos em LED nas versões básicas (ela é de série na topo de linha do GTI, a Autobahn).


Assim, a lanterna traseira do Golf GTI mexicano é similar à adotada na versão Comfortline do Golf vendido no Brasil.

Produção

O VW Golf de 7ª geração começou a ser produzido na fábrica da Volkswagen em Puebla, México, em janeiro (veja aqui), com vistas ao lançamento do carro nos EUA e Canadá no Salão do Automóvel de Nova York - que ocorre a partir de 12 de abril.

Novo VW Golf GTI 2015 - EUA spec - Produção México

A produção começou lentamente, buscando inicialmente atingir os mesmos níveis de qualidade da fábrica de Wolfsburg (Alemanha), e em um segundo momento aumenta-se a quantidade produzida.

Novo VW Golf GTI 2015 - EUA spec - Produção México

Preços

Novo VW Golf 2015 - EUA spec - Produção México

Os preços do Golf 7 no Canadá já estão sendo divulgados pela subsidiária local da VW, e são os seguintes:

Modelo Preço FOB Opcionais Impostos Preço final Preço em real
Golf 3 portas - Trendline $18.995,00 $1.400,00 $4.340,70 $24.735,70 R$ 50.686,19
Golf 5 portas - Trendline $19.995,00 $1.400,00 $4.470,00 $25.865,00 R$ 53.000,25
Golf 5 portas - Comfortline $22.895,00 $1.400,00 $4.847,00 $29.142,00 R$ 59.715,19
Golf 5 portas - Highline $28.495,00 $1.400,00 $5.575,00 $35.470,00 R$ 72.681,96
Golf GTI 5 portas - Autobahn $32.895,00 $1.400,00 $6.147,00 $40.442,00 R$ 82.870,14

O preço final ao consumidor - convertido para R$ (Real) é o mostrado na última coluna da tabela. As demais colunas trazem os valores em Dólar Canadense.

Conclusão

Novo VW Golf 2015 - EUA spec

O Golf 7 produzido no México para abastecer o mercado norte-americano teve alguns de seus itens modernos suprimidos - tornando o carro mais pobre e menos sofisticado quando comparado ao modelo vendido no mercado europeu. É importante considerar, também, que as diferenças apontadas neste artigo não são as únicas (as relacionadas são apenas as já confirmadas), e todas as especificações técnicas do Golf mexicano serão conhecidas em duas semanas, no âmbito do Salão do Automóvel de Nova York.



Resta saber, portanto, se o Golf que será fabricado no Brasil sofrerá as mesmas simplificações do modelo mexicano, ou a VW usará aqui as mesmas especificações do alemão.

Fonte: VW Canadá

Postagens relacionadas:

43 comentários:

  1. Caramba, nosso golf é melhor do que o deles. Chupa Obama kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O "nosso" não. O alemão é melhor que o deles.
      Mas isso já acontece com o Jetta tb, já que o Jetta europeu é mais refinado e tecnológico que o americano/mexicano.
      Precisamos ver com será no Brasil....

      Excluir
    2. O deles também não é deles, é do méxico.

      Excluir
    3. eu não tenho a menor dúvida que o golf nacional vai ser até mais básico que esse . se estão pelando o carro para america imagine pra bananalândia do brasil !!!!!!

      Excluir
    4. KKK, podem ter certeza de que este tiptronic será usados nos EUA porque lá não tem essa de vender carro com componente defeituoso, como este câmbio dsg 7.
      Se este cãmbio começar a reter marchas ou fazer ruído excessivo dentro de algum tempo a volks terá que pagar uma multa milionária e indenizar os proprietários, nós temos assistido acontecer isso com vários fabricantes.
      Provavelmente o motor 1.8 será utilizado para compensar a perda de desempenho do câmbio.

      Excluir
    5. Totalmente errado. Se a VW não tivesse confiança no DSG-7, não lançaria o Audi A3 Sedan nos EUA exatamente com esse câmbio, só com o nome mudado para S-Tronic.
      Depois que o GTI nos EUA será vendido com o DSG-6, que é praticamente a mesma caixa do DSG-7.
      A VW está optando pelo AT6 Tip no Golf americano porque essa caixa é mais barata. Podem ver que o Golf está sendo simplificado, com clara redução de custos, para ficar competitivo nos EUA, e a substituição da DSG-7 altamente refinada e sofisticada pela boa e tradional AT6 Tip mostra isso.

      Excluir
    6. Ainda bem que ja garanti o meu desde novembro, pq se nos EUA é pior imagina a rapa do taxo p/ o Brasil.

      Excluir
    7. Dessa vez você se enganou Carlos, o A3 Sedan é vendido nos EUA com o 1.8 TSI de 170 cavalos (e não o de 180 como o "nosso") e câmbio DSG de 6 marchas; esse aliás é o único câmbio ofertado no A3 sedan nos EUA.

      Excluir
    8. Ps: o DSG 6 é um tanto quanto diferente do DSG 7. A DQ200 não é tão parecida assim com a DQ250.

      Excluir
    9. Outro motivo da troca: A própria VW anunciou que o americano nao está habituado com um câmbio DCT. As trocas são mais secas (embora não haja tranco) e ao pisar no acelerador em marchas baixas o DCT se comporta como um câmbio manual. Num AT o motor gira em falso fazendo o conversor patinar, além de que as trocas são mais suave e anestesiadas.

      Excluir
    10. Melhor que o deles? Para o brasileiro foi reservado aquele motorzinho de dentista 1.4. Outro detalhe, americano parece que não gosta daquela caixa de ferramentas. O melhor câmbio automático para eles! Mas aquí tem gente achando que o DSG é o melhor do mundo, principalmente, aqueles que nuca tiveram um carro nem com dualogic

      Excluir
    11. Carlos, o motorzinho de dentista tem o mesmo torque da "maquina" americana. E sobre o DSG vs AT da Aisin, não vou nem me dar ao trabalho de responder. Certamente você nunca dirigiu um, eu te entendo.

      Excluir
    12. Nos EUA se um produto é vendido com vício oculto as multas são milionárias, a volks nunca teria coragem de vender este dsg7 que tem excesso de ruído e retenções de marcha.
      Acredito que será um ganho o fato de vir com este motor um pouco mais forte e o câmbio tiptronic de seis marchas.

      Excluir
    13. Felizes são os mexicanos que têm a Volkswagen de verdade por terem um mercado tão competitivo do outro lado da fronteira e eles suprirem o mesmo, quanto à nossa Volkswagen... HA HA HA HA HA! Nunca teremos Sharan, Touran, GLI, Golf R, Golf 1.2 e 1.4 regulares, Golf TDI, Amarok produzida aqui, nossa Volkswagen é uma piada, pra que fazer versão 4p do carro se vem sem V.E. atrás? Faça-me rir VWB.

      Excluir
  2. Nossa... primeira vez que temos um carro melhor que o norte americano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O carro vendido aqui não é nosso, é Alemão, o nosso certamente será inferior ao mexicano.
      Sobre ser melhor, são detalhes, e no caso do câmbio um ganho já que o tiptronic é um bom e confiável câmbio, ao contrário do dsg7.

      Excluir
  3. Esperem algo mais capado e pobre quando o Golf começar a ser montado no Brasil...

    ResponderExcluir
  4. Eu acho que a tal versão Trendline 1.6 16v adotará o freio dão convencional, igual ao mexicano, e elétrico/com botão, nos top de linha. Do mais, não há problema, uma vez que alguns BMW ainda usam esse mecanismo mais simples. Se isso acarretar em um preço mais acessível, tudo bem.

    ResponderExcluir
  5. Os preços canadenses estão em torno de 6K mais caros que os brasileiros.
    Então pela proporção, a versão Trenline básica aqui custaria uns 56k..57k...
    Na boa, se tiver Golf a 56k, a Ford vai ter baixar o Focus para 49....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se rolar isso mesmo, nesses valores q vc supõe, Carlos, acho q até eu vou tentar tirar uma casquinha e comprar um Golf...! Quem sabe?
      Só 2 questões:
      - será q vai ficar mt pelado?!
      - será q vão aproveitar virada de ano, câmbio, inflações e bla-bla-blas econômicos p salgarem esses preços?!
      Não duvido! Afinal, estamos no Brasil...!!

      Excluir
    2. Infelizmente eu errei na previsão. Peguei o preço da Trendline 3 portas, que não será feita aqui.
      A Trendline 5 portas sai a 53k no canadá, então aqui, deve ficar entre 59 e 60k.
      Pelo que eu vi, essa versão trendline tem rodas de 15 polegadas, ar-condicionado manual, mas conta com o composition média (audio com tela de 5,8 polegadas), e não tem faróis de neblina.

      Excluir
  6. Pois é...
    Mas, não esqueçamos:
    - uma coisa é o carro adaptado e fabricado no México, p ser usado nos EUA, c toda a infraestrutura de lá, sem falar no respeito q a VW de lá tem pelo consumidor norte americano (fora os tribunais, q sentam a porrada em quem quer q seja, em defesa do cidadão de lá).
    - outra é o carro sendo fabricado aqui (mesmo c toda tentativa de controle de qualidade alemã), usado em nossas maravilhosas ruas e com todo o "respeito" por parte de montadoras e de todo nosso sistema...
    Torço muito p eu estar errado!!
    Q a VWB pelo menos tente mudar isso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma coisa que estou pensando é o seguinte.
      Ao que parece a VW vai fabricar no Brasil o motor TSI 1.4 Flex, certo?
      Então se ela colocar o cambio tiptronic no Golf brasileiro, ele terá menor desempenho que o alemão....
      mas ficaria fora do padrão da marca..pois nos EUA o cambio tip vem com motor 1.8.
      Ou seja, talvez o brasileiro venha com DSG mesmo...pois terá motor 1.4 TSI Flex..
      Mas tb terá uma opção 1.6 16V na Trendline...como sabemos.
      Então está tudo muito confuso ainda...mas acho que talvez no Brasil ficaremos com o DSG mesmo...

      Excluir
    2. Seria vantagem vir com o tip, perderia um pouco de desempenho mas ao menos teríamos um carro sem ruídos no câmbio e sem retenções de marchas.

      Excluir
    3. Que retenção de marcha é esta?

      Marcelo Schwan

      Excluir
    4. É mais um que não entende nada de carro. Tirar o DSG do Golf VII é como tirar a cereja do bolo! Já tive a oportunidade de fazer test drive no Golf VII DSG e o funcionamento do câmbio é espetacular. As trocas são extremamente rápidas e perfeitas, o barulho não pude reparar, talvez por não ter dirigido de vidros abertos, mas não tem comparação, o DSG é bem superior ao Tiptronic, que até tem bom funcionamento.

      Excluir
    5. Pois é, eu não sei e nem ouvi falar de problema de retenção de marcha no DSG. O meu está com 7.000 km e tem funcionamento espetacular. Parece telepático fazendo exatamente o que você quer e espera de um câmbio automático.

      O de outras pessoas que conheço que têm o carro a mesma coisa: só elogios ao funcionamento do câmbio.

      Agora relatos de quem não tem o carro e informação de que ouviu falar...desculpe-me, mas não dá pra levar a sério.

      Marcelo Schwan

      Excluir
    6. Pessoal, posso relatar sobre o meu Golf que está com 4.000km e nunca tive problema algum com o câmbio e é exatamente como o Marcelo acima falou, ele faz exatamente aquilo que você espera que ele faça, reduz e avança na hora certa e não retém marcha. Isso são coisas que falam, de gente que não conhece o carro ou ouviu alguém que só critica, falar.

      Excluir
    7. Pessoal, posso relatar sobre o meu Golf que está com 4.000km e nunca tive problema algum com o câmbio e é exatamente como o Marcelo acima falou, ele faz exatamente aquilo que você espera que ele faça, reduz e avança na hora certa e não retém marcha. Isso são coisas que falam, de gente que não conhece o carro ou ouviu alguém que só critica, falar.

      Excluir
  7. Quanto ao motor 1.8 TSI de 170 cv, esses números sempre são na ponta de eixo do virabrequim e não nas rodas, como a matéria descreve.
    Em nenhum lugar do mundo a referência de potência é fornecida pelas rodas.
    Acho que o pessoal do Car.Blog anda acompanhando muito os testes da FP ...

    ResponderExcluir
  8. Não sei para que esse monte de versão do Golf..
    Só para enrolar consumidor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Creio que não seja para "enrolar" o consumidor e sim para ele ter mais opções de escolha na hora da compra

      Excluir
  9. É totalmente compreensível as alterações feitas no Golf mexicano.
    Primeiro o motor. É mais potente que o "nosso" pois a Volks sabe do preconceito dos americanos com carros de baixa cilindrada, por mais que esse também seja 4 cilindros, onde o consumidor típico americano também tem preconceito.
    segundo o cambio: O cambio escolhido foi o TipTronic no lugar do Dsg por questão de corte de custo, haja visto que o Golf la é o carro de qualquer um.
    Terceiro o Freio de estacionamento: Corte de custo também.
    Ou seja o Golf mexicano é inferior ao vendido aqui por uma questão de adequação ao mercado norte-americano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em relação ao automático, tem como justificar esse corte de custo ou está chutando?

      Excluir
    2. Davi, certamente o caso não foi corte de custos, foi confiabilidade, nos EUA se o fabricante tenta vender um produto com vício oculto ou mente sobre informações, caso da gm, toyota e hyundai, as multas são milionárias.
      Eles nunca teriam coragem de lançar este dsg7 no mercado americano, lá não tem brincadeira.

      Excluir
  10. O mercado americano sempre recebe versões mais pobres e simplificadas do que as vendidas na Europa, isso é perfeitamente normal. O "negócio" dos americanos é: motor maior, consumo maior, acabamento pior e menos tecnologia embarcada.

    ResponderExcluir
  11. Excelente post, muito esclarecedor e mostra claramente que não haverá importação de Golf mexicano em momento algum, como eu havia afirmado aqui. Talvez tragam o GTI para se favorecer do acordo de livre comércio com México e não da Alemanha como hoje.

    Mostra também, que a VW preparou um carro robusto e barato, quase que primitivo em se tratando de Golf 7, inclusive rodas são aro 15 pol com pneus de perfil alto, típico do mercado norte-americano.

    Em cima dessas notícias, acredito que VW terá o TSI 1.4 Highline e agora o Confortline, montados no Brasil e com motor 1.4 turbo flex com cambio DSG e manual 6 marchas importados. E uma versão de entrada Trendline motor 1.6 16V com cambio manual e o automatizado ASG de segunda geração, a preços interessantes para fazerem volume de vendas, o que na minha opinião causaria um verdadeiro arraso na concorrência. Só conjecturas.

    ResponderExcluir
  12. Só tem notícia deste Golzão, deveria mudar o nome para www.golf.blog.br

    ResponderExcluir
  13. Há erros na avaliação do câmbio automático. Ao invés de mostrar dados especula com "é provável que haja uma equivalência em termos de performance". Na realidade o Golf, nos Estados Unidos é de um segmento de entrada. Vende menos de 2000 unidades por mês, um fiasco. Mesmo o Jetta vende muito menos que o coreano Elantra. Esse foi o motivo pelo qual a VW adotar um conjunto mecânico mais potente e uma caixa de câmbio mais sofisticada ou, o Golf estaria fora do mercado. Isso mesmo, a dupla embregem é inferior e mais barata que qualquer caixa automática. Pela falta de conversor de torque dá trancos e respostas imprevisíveis. Está sendo rejeitada nos Estados Unidos. Só mesmo no Brasil para tentar confundir o povo desinformado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ""a dupla embregem é inferior e mais barata que qualquer caixa automática. Pela falta de conversor de torque dá trancos e respostas imprevisíveis.""

      Me mostre uma só avaliação técnica de que isso é verdade.......
      Também não entendi se isso que vc se refere vale pra todas as duplas embreagem como das BMW M3, Ferrari , volvo, porsche, etc... Ou está fazendo referência apenas a DSG AUDI/VW????

      E para finalizar vc realmente já dirigiu com um câmbio DSG e sentiu aquilo que falou???

      Excluir
  14. Ainda bem que garanti o meu em 12/2013 e antes de começarem a fabricar aqui no Brasil compro as últimas versões alemãs. Jamais tive carro tão econômico e forte igual meu antigo Jetta TSI.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.