Car.blog.br

Pesquisar este blog

O significado do logo FCA para a Fiat e para a Chrylser

Categorias: , , 14 Comentários

É a segunda vez que a montadora norte-americana Chrysler se junta a uma europeia em duas décadas. A primeira vez ocorreu em 1998, com a Daimler, que seria para ser uma fusão de iguais, mas a empresa resultante não tinha "Chrysler" no nome, apenas Daimler. Não deu certo. Agora, porém, no processo com a Fiat, seu nome faz parte da nova empresa FCA - Fiat Chrysler Automobiles.


Como informamos anteriormente, a FCA - Fiat Chrysler Automobiles - terá sede fiscal na Inglaterra, sede física na Holanda e ações negociadas em Nova York. Essa multiplicidade de locais, segundo informações na imprensa europeia, é apenas uma forma de dissipar as críticas que a Fiat vem recebendo na Itália por transferir sua sede para outro país. Além disso, passada a turbulência inicial, a FCA deverá ter sede nos EUA mesmo.



O símbolo da nova holding não é nem a estrela de cinco pontas da Chrysler e tampouco o tradicional emblema da Fiat. Mas as letras estilizadas em azul sobre um fundo branco: um símbolo internacional, que não relação com qualquer outra nacionalidade. Segundo o presidente da empresa, Sergio Marchionne, o logo representa "trabalhando em uníssono".


De acordo com as informações oficiais, as três letras do logotipo são agrupadas em configuração geométrica inspirada nas formas essenciais do design automotivo: o "F" é derivado de um quadrado, e simboliza a concretude e a solidez. O "C" deriva do círculo, representado as rodas e o movimento simbolizando harmonia e continuidade; e finalmente o "A" deriva do triângulo, que indica energia e o estado permanente de evolução.


Entretanto, o olhar atendo ao logotipo FCA traz informações cifradas adicionais. A primeira delas: a Fiat vem em primeiro lugar. A italiana assumiu a gestão da Chrysler em 2009, depois de sua falência patrocinada pelo governo dos EUA, e desde então vinha aumentando sua influência sobre a norte-americana, nos limites legais. Agora, porém, a Fiat é inquestionavelmente a proprietária da Chrysler, e isso está refletido na ordem em que as iniciais das empresas aparecem no logo. E mais: não são mais duas empresas, mas uma grande família, com um capo patriarca muito visível: Sergio Marchionne.

Fonte: Forbes

Postagens relacionadas:

14 comentários:

  1. Que desta vez dê para a Chrysler dessa vez.

    ResponderExcluir
  2. Eu vou de VW. Dinheiro não se acha no lixo para se trocar o certo pelo duvidoso (e feio).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, quem lhe perguntou isso!?

      Excluir
    2. Duvidoso porque? Duas marcas tradicionais no Brasil.

      Excluir
    3. Verdade... tem que ir no que é certo. Não quero gol fundindo motor mto menos amarok arrebentando correia dentada.

      Excluir
    4. CAda opina o que quer. Ele opinou. Eu tenho a mesma opinião. Não quero ser mais "Inganado", antes tarde do que nunca!

      Excluir
  3. Uma pergunta simples, os logotipos estampados nos carros vão mudar? ou fiat continua fiat, e Chrysler continua Chrysler?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. provável que não ,vai ser como a GM,PSA.

      Excluir
    2. Não haverá mudanças. Fiat continua Fiat e as marchas da Chrysler também. Vai rolar compartilhamento de plataforma, mas as marcas distintas são fundamentais para o sucesso.

      Excluir
    3. Ou para o fracasso. Abraço de afogados!

      Excluir
    4. Vão para o fundo mais rápido!

      Excluir
  4. Dá na mesma. Prá cá só vem as velharias maquiadas, ou sejas, de lata nova.

    ResponderExcluir
  5. Correção: acima é "ou seja". Desculpe.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.