Car.blog.br

Pesquisar este blog

Fiat/Chrysler: sede na Inglaterra para fugir de impostos

Categorias: , , 7 Comentários

O presidente do conglomerado automotivo Fiat/Chrysler - Sergio Marchionne - proporá ao conselho de administração que a sede da nova empresa resultante da fusão entre a italiana e a norte-americana seja na Inglaterra. As ações da nova empresa, porém, serão negociadas na Bolsa de Valores de Nova York.


A escolha da sede da empresa na Inglaterra permitirá à Fiat pagar menos impostos, sobretudo os que recaem sobre os dividendos pagos aos acionistas da empresa. Por outro lado, a Bolsa de Valores de Nova York é o único mercado com capacidade de oferecer financiamento para uma companhia desse porte.


Segundo analistas de mercado, o conglomerado Fiat/Chrysler deve apresentar lucro líquido em 2013 de US$ 1.46 bilhão de dólares - o que representa uma queda de 24% sobre 2012, resultado este atribuído à queda nas vendas de automóveis.

Fonte: The Wall Street Journal via Reuters

Postagens relacionadas:

7 comentários:

  1. Quer pagar menos impostos vem para o Brasil. kkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qual Brasil? O que eu vivo já tá cobrando quase 50% de tudo que eu ganho!

      Excluir
    2. A taxa de imposto no Brasil é em torno de 34%, longe de ser das mais altas do mundo. Não é nem sequer a maior da América Latina, posto ocupado pela Argentina. O problema no Brasil não são os altos impostos e sim a precariedade dos serviços públicos fruto desses.

      Excluir
    3. E você acha bom ser o segundo pior de todo um continente? Essa sua taxa de 34% é completamente furada, não resiste a uma análise criteriosa. E altos impostos são problema sim, pois serviço público é sempre ineficiente - ele precisa de funcionários motivados, abnegados e de bom caráter para funcionar. Curiosamente, o contrário da grande maioria da população humana. Mesmo se o serviço público fosse composto por anjos, ainda assim não funcionaria, pois existe o problema do cálculo econômico, conforme exposto pelo economista Ludwig von Mises - o problema pelo qual nenhum país socialista deu certo. Vá estudar: mises.org.br

      Excluir
  2. http://exame.abril.com.br/economia/noticias/10-paises-com-maiores-impostos-e-menor-retorno-para-a-populacao

    Pago imposto para estradas conservadas, saúde, segurança, educação etc. Tenho: Estradas péssimas ou pagamento de pedágio, que pagar plano de saúde; que pagar educação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prefiro pagar menos imposto e pagar a parte pelo que eu uso.

      Excluir
    2. O que o artigo não diz, é que paises que já são ricos podem se dar ao luxo de cobrar mais impostos. Não é algo que um país pobre pode fazer, por exemplo. Não se desenvolve um país a base de impostos, é justamente o contrário. Veja exemplo de Venezuela, Argentina, Bolívia, para ver o que acontece com países pobres que decidem começar a cobrar altos impostos.

      Excluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.