A Renault do Brasil lançou um kit chamado “R.S. Finale” destinado para as 100 últimas unidades produzidas do Sandero R.S. 2.0. Os últimos consumidores do modelo receberão itens como um pôster no estilo blueprint do esportivo, bem como itens da griffe R.S. – boné, chaveiro, squeeze e carteira. Além destes itens, o kit trará uma plaqueta de metal numerada, para ser afixada no console central, identificando que aquele R.S. é um dos últimos produzidos. O nome Finale já foi adotado pela Renault em uma edição final do Megane R.S. 275.
Renault Sandero RS 2.0 2022 Fim de linha
O Renault Sandero R.S. 2.0 conta com motor 2.0 aspirado, que entrega 150 cv e 20,9 kgfm com etanol, associado a um câmbio manual de 6 velocidades, chegando a velocidade máxima de 202 km/h e vai de 0 a 100 km/h em 8,0 segundos, chegando a 1.000 m em 29,4 segundos com o veículo parado.
Renault Sandero RS 2.0 2022 Fim de linha
O Sandero R.S. 2.0 foi lançado no mercado em 2015.
Renault Sandero RS 2.0 2022 Fim de linha
Ao longo de sua trajetória no Brasil, superou 4.600 unidades produzidas bem como teve séries limitadas, como a Racing Spirit, lançada em 2017.
Renault Sandero RS 2.0 2022 Fim de linha
Os kits “R.S. Finale” serão entregues pela Renault para as 100 últimas unidades produzidas, diretamente para o cliente, após a aquisição do veículo.

20 Comentários

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.

  1. Não sabia que era um carrinho tão potente. Imaginei que fosse mais um "esportivado" como qualquer outro lançado nesse século.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Além do motor tem a suspensão esportiva e relação mais curta..

      Excluir
    2. Na verdade, com um pacote simples, suspensão redimensionada, faz melhor que o VW Polo GTS, sem contar que sua manutenção é bem mais em conta e simples que o VW...

      Excluir
  2. Carro obsoleto que sai de linha por poluir demais e andar de menos.

    https://1.bp.blogspot.com/-v7vBK-in92E/XjAHn-a1ahI/AAAAAAAAaew/VnOBETWTF-Izwz5pgIb4wdPMLInHkHgzACLcBGAsYHQ/s1600/VW-Polo-GTS-2020%2B%25281%2529.jpg

    Polo GTS curra com força e violência!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SHITpolo saiu de linha, então não concorre c ng.

      Excluir
    2. VW literalmente acabou de lançar um golf diesel no japão e a jumenta vem falar de poluição das outras montadoras?

      A lógica mandou lembranças

      Excluir
  3. Esse Carlos é retardado,só vê no focinho dele a marca da fusquewagem,como existe imbecil nessa terra.

    ResponderExcluir
  4. Agora a Renault do Brasil só fabrica bosta de projetos outros países subdesenvolvidos. A esse ritmo logo vai fechar as portas.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Previsão de vendas do POLO pós Facelift. 10 mil unidades mês.
    REALIDADE 200 A 300 unidades.
    MOTIVO: Falta de SEMICONDUTORES E CAPACIDADE da VW fazer um carro atraente e com preço justo.kkk

    ResponderExcluir
  7. Car.Blog, kd as vendas dia´rias?? A VW não desovou nada na localiza?

    ResponderExcluir
  8. O melhor concorrente do GOlf GTI que já teve no Brasil. Espanca e curra o pseudo esportivo da VW sem piedade. Anda mais, é mais leve, estável e robusto mecanicamente. Não sem motivo será peça de coleção daqui a 10 anos, enquanto os GOLFs GTI estarão na sucata, que é o lugar onde merecem estar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comparar sandero com golf gti foi de doer, vamos zoar mas não nos tornemos Carlos.

      Excluir
  9. Tive um RS.Saudades imensas do carro. Puro prazer ao volante.

    ResponderExcluir
  10. O que falar do GOL então …leva nas costas os micos da plataforma MQB vulgo “Mas que bosta” quando sair de linha ano que vem (pelos mesmos motivos que o RS está saindo) o que será da JVW. Vai disputar com a KIA quem vende mais.

    ResponderExcluir
  11. A Renault acabou com o Sandero RS e tb acabou de perder um cliente, pois este carro é o melhor da marca no país. Ela chegou a desenvolver um motor 2.0 da família SCE que atenderia com sobras as exigências do Proconve L7, porém não teve interesse na continuação do carro por causa das baixas vendas, o que a meu ver é muito contraditório, pois ao lançá-lo, ela mesma disse que não seria um modelo de volume e sim de imagem, destinado a um nicho específico. Portanto, vai deixar frustrados milhares de amantes do modelo assim como eu. Bye Bye Renault

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.

Postagem Anterior Próxima Postagem