O Grupo Stellantis lança no mercado nacional o PEUGEOT e-208 GT, modelo de propulsão 100% elétrica do hatch compacto, com preço sugerido de R$ 244.990.
Novo Peugeot e-208 GT (Brasil) elétrico
Os 20 primeiros compradores do modelo terão uma estação de recarga doméstica da WEG, parceira certificada pela marca e qualificada para venda de estações, através da Rede de Concessionárias.
Novo Peugeot e-208 GT (Brasil) elétrico
O PEUGEOT e-208 GT adota um motor com 260 Nm de torque imediatos (26,5 kgfm) e 136 cavalos de potência (100 kW), que permite ao modelo acelerar de 0 a 100km/h em apenas 8,3 segundos. Há três modos de condução disponíveis, e a escolha fica a critério de quem está ao volante, de acordo com a necessidade do momento. O modo “Eco” tem como foco a otimização da autonomia; já o “Drive” é indicado para garantir o conforto ideal nos deslocamentos do dia a dia, enquanto o “Sport” prioriza o desempenho, utilizando-se da potência e torque máximos.
Novo Peugeot e-208 GT (Brasil) elétrico
O câmbio tipo joystick dispõe de cinco modos de seleção: P (Park – estacionamento), D (Drive), N (Neutro), R (Ré) e B Mode. Este último atua de modo a garantir regeneração da bateria, otimizando a autonomia do veículo. O condutor pode escolher entre “moderado”, para sensações semelhantes às de um veículo a combustão, e “aumentado”, para uma desaceleração controlada pelo pedal do acelerador.
Novo Peugeot e-208 GT (Brasil) elétrico
BATERIA

Com 50 kWh de capacidade, o Peugeot e-208 GT é capaz de percorrer até 340 km com carga completa (ciclo WLTP).
Novo Peugeot e-208 GT (Brasil) elétrico
O veículo pode ser carregado em tomadas convencionais do tipo residenciais ou em carregadores rápidos por meio de um plug (presente no mesmo local de abastecimento da versão a combustão).
Novo Peugeot e-208 GT (Brasil) elétrico
O sistema é composto por um plug Type 2, para corrente alternada (AC), e plug CCS-2, para corrente continua (DC). O carregamento começa imediatamente após a conexão do cabo, e o usuário acompanha o status a partir das luzes indicativas de recarga (branco = abertura para conexão do plug; verde: piscante = em carregamento e fixo = carga completa; vermelho = anomalia/problema na recarga). Para soltar o plug, basta destravar as portas do veículo.
Novo Peugeot e-208 GT (Brasil) elétrico
O PEUGEOT e-208 GT pode ter 80% da bateria carregada em menos de 30 minutos, caso o usuário utilize uma estação de recarga de 100 kW (o que, na prática, significa recuperar cerca de 270 km de autonomia) – os dados de utilização e consumo da bateria e do powertrain elétrico são ilustrados no painel. A bateria tem 8 anos de garantia, com limite de kilometragem de 160 mil km.

Potência de carga - Tempo previsto (bateria kW a 80%)
  • 1,8 kW (tomada doméstica) - 24h56 
  • 11 kW / 22 kW - 04h03 
  • 7,4 kW - 06h02 
  • 50 kW - 53 minutos 
  • 100 kW - 30 minutos

PLATAFORMA CMP
Novo Peugeot e-208 GT (Brasil) elétrico
O PEUGEOT 208 adota uma bateria de 220 litros de densidade acoplada debaixo do piso do veículo. Mesmo assim, mantém o mesmo volume de porta-malas da versão a combustão (311 litros). O espaço frontal e traseiro dos ocupantes idênticos aos da versão a combustão.
Novo Peugeot e-208 GT (Brasil) elétrico
Para rodar com plena segurança no Brasil, o time local de Engenharia da Marca aplicou um pacote de alterações com reforços específicos para as nossas condições topográficas, climáticas e, principalmente, de pavimentação.
Novo Peugeot e-208 GT (Brasil) elétrico
Uma delas é o pacote para proteção da bateria, com aplicação de chapas metálicas (ao invés de plásticas) em toda a região do assoalho e também na área abaixo do cofre. As bandejas de suspensão do e-208 GT ganharam reforços, assim como os pneus, que também tiveram as medidas mantidas, mas aqui são do tipo run flat.
Novo Peugeot e-208 GT (Brasil) elétrico
O sistema de fixação da bateria de 12 volts também foi levado em conta e recebeu adaptação para garantir um funcionamento perfeito e seguro em nosso país, assim como o sistema de climatização, que sofreu ajustes para obtenção do máximo desempenho térmico mesmo em situações de elevada temperatura ambiente, ampliando o nível de conforto a bordo do veículo.

Ecossistema

O lançamento do Peugeot e-208 no Brasil representa a criação de um ecossistema de mobilidade elétrica, que envolve o mapeamento da jornada da eletrificação, desde a compra até o pós-venda.
Novo Peugeot e-208 GT (Brasil) elétrico
Dessa forma, a marca Peugeot estabelecerá e-Centers, uma rede de concessionárias estruturada para a apresentação, comercialização e reparos de veículos elétricos. E ainda Pós-Vendas e Call Center qualificados para garantir oferta de serviços.
Novo Peugeot e-208 GT (Brasil) elétrico
Há ainda parceiros homologados e certificados.
Novo Peugeot e-208 GT (Brasil) elétrico
PARCEIROS DO ECOSSISTEMA

WEG – O início da comercialização do PEUGEOT e-208 GT ilustra bem essa cadeia de recursos, marcando a introdução de importantes parcerias. Uma delas, aliás, está envolvida no benefício especial oferecido pela Marca na ação deste lançamento, que dará uma estação de recarga para os 20 primeiros compradores do veículo – sim, totalmente grátis.
Novo Peugeot e-208 GT (Brasil) elétrico
Desenvolvido para uso interno ou externo, em garagem ou estacionamento, o carregador Wemob Wall tem design moderno e compacto, ideal para uso em residências e condomínios, em redes monofásicas e bifásicas. Possui conectividade Wi-Fi, LEDs de sinalização, controle de acesso por TAGs, app EV Drivers e funções de medição de energia e smart charging. Com 7,4 kW OU 22 kW de potência, ele permite uma recarga rápida da bateria do veículo.

ECOVAGAS – Idealizada pela Estapar (maior rede de estacionamentos do País) e pela Enel X (empresa de soluções energéticas da Enel Brasil), a iniciativa chamada de Ecovagas prevê a primeira rede de recarga semipública para veículos híbridos e elétricos do país, e tem o Grupo Stellantis como parceiro. Por meio dessa sinergia, os clientes proprietários de qualquer PEUGEOT elétrico serão beneficiados com o serviço de recarga nos postos de carregamento elétrico da rede de forma totalmente gratuita (sem qualquer custo adicional a tarifa de estacionamento do local).
Novo Peugeot e-208 GT (Brasil) elétrico
Atualmente a rede conta com 150 postos de recarga, disponíveis para uso de todos os veículos eletrificados com plug padrão americano, tipo 2, amplamente utilizado no mercado brasileiro e compatível com o e-208 GT. Com tecnologia da Enel X, os equipamentos fornecem um carregamento inteligente e atingirão um total de 200 postos ainda este ano.
Novo Peugeot e-208 GT (Brasil) elétrico
O foco das instalações são estacionamentos premium administrados pela Estapar em shoppings centers, aeroportos, hospitais, arenas, prédios comerciais e instituições de ensino, além de possíveis novos locais, inclusive fora das operações da Estapar. Na primeira fase, as estações de recargas estão instaladas em 23 cidades em 10 estados, como São Paulo (SP), Guarulhos (SP), Barueri (SP), Rio de Janeiro, Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Aracaju (SE), Recife (PE), Salvador (BA), Brasília (DF), Campinas (SP) e Fortaleza (CE).

CART & TUPINAMBÁ – Para ter acesso facilitado a rede de eletropostos o cliente contará com suporte da plataforma CART, do Grupo Stellantis, válida dentro e fora da cidade. É mais um feature disponível para o e-208 GT, já que funciona por meio de um aplicativo compatível com a central multimídia do carro, permitindo ao usuário buscar postos de recarga nas proximidades com base em sua localização.

Essa tecnologia de mapeamento dos pontos de recarga é fruto de mais uma parceria firmada pela Marca, desta vez com a Tupinambá, principal startup de infraestrutura de eletromobilidade nacional. Junto com eles, a PEUGEOT garante a exibição de mais de 750 pontos de recarga por todo o Brasil, e o melhor: todos eles são auditados in loco pela equipe Tupinambá, a fim de entender se o equipamento está realmente em funcionamento, o que constitui um verdadeiro diferencial, já que outras plataformas sobem os pontos de maneira colaborativa. É a certeza de se chegar ao ponto de recarga mais próximo com a garantia de que ele estará em funcionamento.
Novo Peugeot e-208 GT (Brasil) elétrico
Isso quer dizer que ao comprar um e-208 GT, o cliente PEUGEOT estará adquirindo também uma série de facilidades para tornar sua experiência com a eletrificação agradável e completa.

19 Comentários

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.

  1. Eu não compraria pq esse carro é gambi. É uma gambi elétrica criada em cima de um carro a combustão normal. Então fica com pouco espaço, e bateria fraca.
    Melhor esperar pelo ID.4 que será anunciado hoje pela VW.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ID.4 é sucesso continental, em breve mundial.

      Excluir
    2. Gambiarra francesa destinada ao fracasso. VW tem a plataforma MEB projetada exclusivamente para a infraestrutura elétrica, esse Peugeot aí é um grande exemplo de improvisação total.

      Excluir
    3. A linha da JacAudi (tirando o último e-tron) e o Jacswagen e-Up e e-Golf são gambi querida. A Diferença pro Peugeot, é que essa Plataforma Novíssima dela foi projetada pra ser um projeto Duo. O da Jacswagen não. Pesquise antes de falar m*rda.

      Excluir
    4. A jumenta da Carla pode falar asneira que quiser, mas se eu to afim de comprar um e-Up, eu vou achar aqui no Brasil?

      Quero um eGolf, então. Tem pra vender?

      E a linha ID, eu consigo comprar????



      Pois é né, fica relinchando sobre as outras marcas, mas a VW não oferece nenhuma alternativa aqui no Brasil. Do que adianta falar mal dos outros? Eles pelo menos tem alguma coisa pra oferecer né

      Sugiro a jumenta de 4 fechar a boca e agradecer a essas marcas que estão iniciando o mercado de elétricos aqui no Brasil

      Excluir
    5. Não é uma gambiarra. É uma plataforma projetada para os dois tipos de combustível. Coisa que a VW não tem, pois não soube fazer.
      Em breve, quando o mercado de elétricos aumentar, virão as plataforma STLA. Essas sim, 100% elétricas.

      Excluir
    6. Outra questão é que o ID.4 não é concorrente do Peugeot. O ID.4 é um pouco maior, mas custará muito mais. Eu chutaria que vai custar mais de 350 mil reais.

      Excluir
    7. Se o GOL que não tem nada mais que 4 rodas e um motor custa 90k imagina quanto será esse carrinho de pilha?? Pelo menos o nome faz jus a quem os compra: ID-iota.

      Excluir
  2. Mais negócio o Polo GTS pela metade do preço que anda igual 0-100 8,3s, também é econômico flex e melhor adaptado às ruas e estradas brasileiras. Manutenção dos carros elétricos são proibitivas, quem tem essa grana toda leva um Audi E-Tron, jamais um Peugeot.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desde quando o e-tron custa 240k? Tu é burro é? Ainda compara carros com propostas totalmente diferentes

      Para de ser jumento vei. Relincha menos ai

      Excluir
    2. Que asno, comparação ridícula, e desde quando manutenção de carro elétrico é proibitivo? Carro elétrico praticamente não dá manutenção.

      Excluir
  3. Alguém tem notícia do e-SHITgolf?

    ResponderExcluir
  4. Ja nasceu morto, 250k???? cara tem que ser muito retardado para fazer esta compra.

    ResponderExcluir
  5. Fracasso a vista. Com 250 mil o cara fica perto de comprar, por exemplo, um Volvo S60 T8 R Design híbrido, que custa por volta de 300 mil, com 407 HP de potência, 60 Kgfm de torque e 0-100 em 4,5 segundos, além de ser maior, bonito e confortável

    ResponderExcluir
  6. Balatinho esse PUG, né!
    Hihihihi ...
    Vo compla tlês ...

    ResponderExcluir
  7. Em breve numa locadora perto de você.

    ResponderExcluir
  8. Não considero uma boa opção carros puramente elétricos (EV ou BEV) para o mercado brasileiro.
    Os híbridos (HEV e PHEV) são mais adequados ao Brasil. Vide o sucesso da Toyota com modelos híbridos !
    Infelizmente no Brasil não temos nem infraestrutura para carregamento e muito menos energia elétrica disponível pois estamos à beira de apagões elétricos generalizados!
    Por isso, digo que, para o Brasil, e outros países emergentes (pobres / subdesenvolvidos), o melhor, pelo menos numa primeira fase, são os híbridos como os já fornecidos, com sucesso absoluto, pela Toyota !
    Os 100% elétricos (BEV) também são absurdamente caros !
    Esse Peugeot e-208 é muito mais caro do que um Toyota Corolla Hybrid e até mesmo mais caro do que o Toyota Corolla CROSS Hybrid !
    Assim não dá! Totalmente absurdo e inviÁvel no Brasil !
    Prefiro os híbridos da Toyota !

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.

Postagem Anterior Próxima Postagem