O Volkswagen Taos será lançado oficialmente no Brasil amanhã, enquanto esta semana a Volkswagen promoveu uma apresentação com test-drive para jornalistas automotivos dos EUA, e neste artigo resumimos uma coletânea de opiniões.
Volkswagen Taos - avaliação
A Automobile Mag disse que, após dirigir o carro, entende porque a Volkswagen fez o Taos baseado na plataforma da Tiguan: espaço interno e praticidade - aspectos valorizados pelo consumidor dos EUA.
Volkswagen Taos - avaliação
No mercado dos EUA, o Taos chega para preencher uma lacuna de mercado abaixo do Tiguan AllSpace. O Tiguan de 1ª geração foi considerado pequeno demais e europeu demais para os americanos. Assim, na segunda geração, a VW fez um Tiguan AllSpace gigantesco para o mercado dos EUA, inclusive com opções de 7 lugares. Entretanto, essa estratégia deixou aberto o espaço de mercado abaixo do Tiguan, para competir com HR-V, Ford Bronco, entre outros.
Volkswagen Taos - avaliação
O Taos é a resposta a essa necessidade, porém corrigindo os erros do Tiguan de 1ª geração, ou seja, oferta muito espaço interno - algo que não é considerado fundamental pelo consumidor europeu.
Volkswagen Taos - avaliação
Essa é a explicação para o Taos ser um dos maiores SUV´s do segmento intermediário, com 4,46 metros de comprimento. Segundo a Automobile Mag, o "comprimento expansivo e a distância entre eixos do Taos se traduzem em um banco traseiro generoso com bastante espaço para as pernas e para a cabeça. Ele também oferece um porta-malas espaçoso de 790 litros (705 litros na versão com nas quatro rodas).
Volkswagen Taos - avaliação
Opinião compartilhada pela Car and Driver, que ressaltou que a distância entre eixos de 2,68 metros dá ao Taos um espaço traseiro enorme.
Volkswagen Taos - avaliação
Além do espaço, a Automobile Mag gostou do acabamento. Segundo os norte-americanos, "os materiais de classe superior e o acabamento fino do interior do Taos (pelo menos nos modelos SEL de gama média e SEL de topo que dirigimos) certamente não se parecem com a oferta de SUV menos caros de qualquer marca. E, no entanto, por mais bonito que seja, e apesar de suas telas totalmente digitais, o layout de controle mantém a simplicidade e facilidade de uso pelas quais a Volkswagen é conhecida".
Volkswagen Taos - avaliação
Segundo a Car and Driver, "os materiais de toque suave são suaves o suficiente e bem colocados, e há o volante familiar e de aro grosso da VW. As opções de assento incluem estofamento de tecido para modelos básicos, couro no topo da linha, e uma combinação de couro sintético / tecido com inserções aderentes para acabamentos SE de nível médio. Todos oferecem bom conforto e excelente visibilidade".
Volkswagen Taos - avaliação
O modelo de acesso tem um painel digital de 8 polegadas, com simulação dos mostradores analógicos, enquanto as versões topo de gama ganham o Active Info Display.
Volkswagen Taos - avaliação
Mecânica O Taos vendido nos EUA está disponível com apenas 1 motor: 1.5 TSI, de 158 cv e 250 Nm de torque. No caso da versão com tração dianteira, a transmissão é a automática de conversor de torque de 8 marchas. Já para a versão AWD, o câmbio é o DSG de 7 marchas.
Volkswagen Taos - avaliação
O foco do conjunto mecânico é no consumo. Nos testes em Malibu, o Taos FWD apresentou consumo de 11,7 km/l - um pouco abaixo da classificação oficial EPA, de 13,1 km/l.
Volkswagen Taos - avaliação
Em relação à performance, a Automobile Mag diz que "depende de quantas rodas ele opera". A versão FWD - que será ofertada no Brasil - "oferece aceleração rápida, turbo lag quase imperceptível, mudanças suaves de marcha para cima e para baixo. Como um bônus adicional, o motor rodou tão suavemente que, assim que ligamos o som, foi difícil detectar quando o sistema de parada / partida automática (que desliga o motor nos semáforos e o reinicia automaticamente) estava ativo".
Volkswagen Taos - avaliação
Já o TAOS AWD não agradou tanto. Segundo a publicação, o sistema 4Motion usa uma transmissão de dupla embreagem de sete velocidades. Ocorre que na aceleração inicial, o Taos é suave, e após uma pausa de dois segundos ou mais, de repente ele avança brutalmente. Ou seja, falta progressividade.
Volkswagen Taos - avaliação
Em relação à dirigibilidade, o Taos decepcionou um pouco a Automobile Mag: "direção precisa, mas o quando dirigido esportivamente, ele parece "flutuante". Em velocidades elevadas ele não trata bem com saliências de pista - o que é agravado pela suspensão macia.
No quesito asssitência à condução, o Car and Driver ressaltou que o pacote "IQ.Drive de recursos de segurança ativa: controle de cruzeiro adaptativo stop-and-go com assistência semi-automatizada, blindagem ativa monitoramento local, assistência de manutenção de faixa, aviso automático de colisão dianteira e frenagem de emergência" .
Volkswagen Taos - avaliação
Em resumo, a Automobile Mag apontou como pontos fortes do Taos: banco traseiro espaçoso e área de carga, bom desempenho com tração dianteira, interior atraente e bem acabado. Pontos negativos: a versão AWD recebe uma transmissão indisciplinada de dupla embreagem, suspensão excessivamente macia, muito caro.
Volkswagen Taos - avaliação
A Forbes também testou e apontou como ponto forte também o design, além dos itens ditos pela Automobile Mag. Não gostaram do motor supostamente com falta de potência, e "algumas superfícies interiores de baixo custo".

Conclusão

O Volkswagen Taos que será vendido no Brasil é quase o mesmo o ofertado para os americanos, com tração FWD. A diferença aqui será o motor 1.4 TSI Flex, de 150 cv e os mesmos 250 Nm de torque, e a transmissão automática de 6 marchas no lugar AT-8 do Taos fabricado em Puebla (México).
Volkswagen Taos - avaliação
Sendo assim, o modelo nacional tende a agradar também por espaço interno, tecnologia embargada e acabamento.

15 Comentários

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. "Em relação à dirigibilidade, o Taos decepcionou um pouco a Automobile Mag: "direção precisa, mas o quando dirigido esportivamente, ele parece "flutuante". Em velocidades elevadas ele não trata bem com saliências de pista - o que é agravado pela suspensão macia. "


      Resumo, dirigindo é uma bosta

      Excluir
  2. Quando for mico nas vendas, o papagaio de 4 patas vai falar que faltou couro de faisão do Himalaia e portanto está com produção parada por isso será mico nas vendas.

    ResponderExcluir
  3. mais do mesmo, design de 10 anos atras, irrelevante para o mercado

    ResponderExcluir
  4. Eua é Eua. Aqui é Brasil e os depoimentos são totalmente opostos: https://autoblog.com.ar/2021/05/21/focus-group-volkswagen-taos-opinan-lectores-que-ya-la-manejaron/
    LEIAM OS DEPOIMENTOS REAIS NO AUTOBLOG ARGENTINA. Todos reclamando do acabamento. Esse chinês mal chegou e já morreu na praia. Fatos e apenas fatos.

    ResponderExcluir
  5. Só que nos Estados Unidos vende quase nada tanto que está fora do top10 e as vezes top15, mais no Brasil Volks é uma potência só perde pra Fiat

    ResponderExcluir
  6. Só que nos Estados Unidos vende quase nada tanto que está fora do top10 e as vezes top15, mais no Brasil Volks é uma potência só perde pra Fiat

    ResponderExcluir
  7. O melhor ou nada. Como sempre, a VW à frente dos seus concorrentes diretos como GLC ou X3.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 😂😋😂😂😂🤣😂🤣😂😂🤣😂🤣😂😂🤣😂🤣😂😂🤣😂😂🤣😂🤣🤣🤣🤣😂🤣🤣😂😂🤣😂🤣😂😂🤣🤣😂🤣😂😂🤣😂🤣😂😂🤣😂😂🤣
      Nem dirigiu um, e já deu uma relinchada de Levis kakakaka

      Excluir
  8. É pra competir com o Compass mesmo, até a roda é igual...

    ResponderExcluir
  9. Vamos ver se agora toda a linha vw consegue pelo menos vender mais que o RAV4 lá nos EUA.

    ResponderExcluir
  10. A VW cada vez mais deixando de querer impor o gosto alemão aos consumidores de outros países, e adotando estratégias de regionalização. Mas sempre mantendo a excelência técnica da engenharia alemã, com pitadas de gosto regional. O Taos e o T-Cross são exemplos, assim como outros muitos carros na China.

    ResponderExcluir
  11. " Taos FWD apresentou consumo de 11,7 km/l - um pouco abaixo da classificação oficial EPA, de 13,1 km/"

    "Já o TAOS AWD não agradou tanto. Segundo a publicação, o sistema 4Motion usa uma transmissão de dupla embreagem de sete velocidades. Ocorre que na aceleração inicial, o Taos é suave, e após uma pausa de dois segundos ou mais, de repente ele avança brutalmente. Ou seja, falta progressividade"

    Em relação à dirigibilidade, o Taos decepcionou um pouco a Automobile Mag: "direção precisa, mas o quando dirigido esportivamente, ele parece "flutuante". Em velocidades elevadas ele não trata bem com saliências de pista - o que é agravado pela suspensão macia"


    "Não gostaram do motor supostamente com falta de potência, e "algumas superfícies interiores de baixo custo".


    Resumindo....Beberrão,Flutuante,falta potencia, interior de baixo custo e caro.

    Se o Corolla ja andou junto do Compass T270 e superou nas retomadas, esse Taos vai apanhar feio dos dois.

    Ja chegou morto.

    ResponderExcluir
  12. É impressionante como falam asnices estes "comentadores".

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.

Postagem Anterior Próxima Postagem