Car.blog.br

Pesquisar este blog

Fiat Argo Trekking 2020: fotos e especificações oficiais

Categorias: , , , 79 Comentários

A Fiat Chrysler do Brasil apresenta a versão aventureira do Argo, com diferenciais no design, na proposta e no estilo de uso do hatch que se torna mais versátil. Os preços não foram divulgados, mas devem ficar em torno de R$ 60 mil. Atualização (24/04) - O preço oficial é de R$ 58.990 reais.

Fiat Argo Trekking 2020

O Fiat Argo Trekking é uma proposta esportiva com um toque de aventura. O motor é o Firefly 1.3 com potência de 109 cv e torque de 14,2 kgfm, associado com transmissão manual de 5 marchas.

Fiat Argo Trekking 2020

Os dados de consumo, segundo o INMETRO, é de 8,5 km/l em cidade, e de 9,6 km/l em estrada.

Fiat Argo Trekking 2020

Com suspensão elevada, o Argo aventureiro tem altura livre do solo de 210 mm - 40 mm mais alto em relação à versão Drive 1.3. Ele traz ainda pneus 205/60R15 91H S-ATR WL, com banda de rodagem para uso misto e montados exclusivamente para a versão Trekking, proporciona o máximo de desempenho e, mesmo com perfil mais alto.

Fiat Argo Trekking 2020

Para completar suas características off road light, voltada para os clientes que desejam sair do asfalto, o Fiat Argo Trekking está preparado para segmento em pisos irregulares. A nova versão apresenta melhor absorção de impacto e mais segurança em terrenos com baixa aderência, como estradas de terra.

Fiat Argo Trekking 2020

O Fiat Argo Trekking vem com teto bicolor. Traz ainda barras no teto, que é pintado em preto assim como os retrovisores e aerofólio. Em cima, nas laterais inferiores e na traseira, outra novidade: o logotipo “Trekking”. O símbolo é composto por três diferentes formas com significados distintos.

Fiat Argo Trekking 2020

A versão tem ainda um adesivo preto no capô, faróis com design em LED, nova moldura da caixa de rodas e do para-choque traseiro na parte inferior, logomarca da Fiat com acabamento em cromo escurecido na traseira, ponteira de escapamento trapezoidal com cor exclusiva, além de rodas com aro 15 com calotas escurecidas.

Fiat Argo Trekking 2020

Por dentro, há o tecido escuro dos bancos de alta qualidade com o contraste da costura laranja, área central com textura quadriculada e o logotipo Trekking bordado. Observa-se também o logotipo Fiat do volante escurecido assim como a peça central do painel e a moldura do console central e, para completar, as saídas de ar são cromadas.

Fiat Argo Trekking 2020

Completa, a nova versão traz de série ainda o sistema multimídia Uconnect de 7 polegadas touchscreen com Apple CarPlay e Android Auto, vidro dianteiros e traseiros elétricos, retrovisores elétricos e faróis de neblina. Como opcionais, o cliente pode também incluir rodas de liga leve 6.0 de aro 15 com cor exclusiva e câmera de ré com linhas dinâmicas.

Fiat Argo Trekking 2020

A versão, disponível nas cores Branco Banchisa, Branco Alaska, Vermelho Montecarlo e Cinza Silverstone, poderá ser encontrada na rede de concessionárias Fiat a partir do final de abril.

Mopar

A Mopar oferece 50 acessórios disponíveis para o modelo, sendo que dois são exclusivos do Argo Trekking: as barras transversais de teto e o suporte para bicicleta. Este é apoiado naquelas que, por sua vez, precisam das barras longitudinais – item de série específico da configuração aventureira do hatch.

Fiat Argo Trekking 2020

A Mopar também está aproveitando o lançamento do Fiat Argo Trekking para colocar outra novidade no mercado, a rede vertical de carga. Ela permite organizar melhor objetos que ficariam totalmente soltos no porta-malas.

Fiat Argo Trekking 2020

Vale dizer ainda que uma das características de estilo de maior destaque do Trekking pode ser adotada em qualquer Argo: o teto escuro. Enquanto a nova versão exibe a capota pintada de preto na fábrica, a Mopar oferece a chance de “envelopar” o teto com um adesivo preto fosco – emprestando um ar mais esportivo do carro e também aumentando a proteção da pintura nessa área.

Vídeo - Fiat Argo Trekking

79 comentários:

  1. Misericórdia! Carro pra brasileiros ignorantes... infelizmente tem muitos que vão comprar e as fábricas vão continuar nos considerando assim mesmo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, meu amigo. Carro pra quem mora no interior e precisa trafegar em asfalto ruim ou estrada de terra e não pode comprar um Suv ou picape. Papel que a Fiat cumpre muito bem desde a década de 90. O Brasil é um país rural com malha viária precária e de população pobre, carro alto e com suspensão reforçada é mais que uma realidade, é uma necessidade, e continuará sendo. Quem não precisa de carro alteado com rodas pequenas e pneus altos, não compre. Não faltam opções.

      Excluir
    2. Exato João... tem um leque de opções no mercado hj...
      Umas montadoras apostam em SUV de 100k, outras fazem o que citou, carros pra quem não consegue ter um SUV e precisa circular nessas malhas viárias de péssima manutenção e por vivermos em um país rural como disse... São estratégias de cada montadora, se vai dar certo, só o tempo dirá, mas é uma realidade e uma necessidade msm carros mais robustos pra aguentar nossas ruas e estradas.
      Mogi das Cruzes tem uma das piores malhas viárias que já andei, tem MT estrada de terra melhor que o asfalto de lá, um carro alto e com suspensão reforçada ajudaria msm.

      Excluir
    3. João Guilherme, seguindo seu raciocínio muito melhor o Kwid.

      Excluir
    4. Você não está seguindo meu raciocínio... Não falei que carro A, B ou C é melhor, apenas falei que carros com suspensão elevada e reforçada são mais que úteis no país, principalmente longe dos grandes centros. Certamente um Kwid nunca será melhor que um Argo Trekking, por N motivos... Se você pode pagar os 63 pedidos por ele, por Ka Freestyle, Hb20x ou Onix Activ, ao invés dos 40 pedidos pelo Kwid, não há motivos para obtar pelo último, já que este é inferior em muitos aspectos. No entanto, se procura um carro alto 0km e só dispõe de 40 mil, você não poderá comprar Argo Trekking e cia, daí o Kwid será um opção.

      Excluir
    5. Estradas de terra de Mogi das cruzes são as piores da grande SP,minha tia tem uma chácara lá,quando chove muito lá carro baixo,e picapes e SUVs 4 x 2 não passam em certos trechos,Juquitiba,São Bernardo(região da antiga estrada do mar depois do Riacho Grande) e Embu-Guaçu também tem estradas de terra horríveis.

      Excluir
    6. Caro e pelado, como sempre.
      No quesito itens de segurança, nota zero para a Fiat.
      Sem controle de tração, sem controle de estabilidade, sem auxiliar de subida em rampa.
      O melhor e mais completo dessa categoria permanece sendo o Ka Freestyle, com 6 air bags, controle de tração, controle de estabilidade, controle anti-capotamento e assistente de partida em rampa. Fora isso, vem com o Sync3 com câmera de ré, bancos em tecido e couro, motor 1.5 de 136 cv e o costumeiro DNA Ford com acerto impecável de dirigibilidade, estabilidade e prazer de dirigir. E ainda há a opção automática.

      Excluir
    7. 60 mil num Palio 1.3 manual??????? É isso mesmo dona FIAT???

      Excluir
  2. O acabamento interno dá um banho no Tê Cros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apesar de usar plástico duro no painel(coisa normal nessa categoria), esse Argo tem um bom acabamento interno que passa uma boa impressão.

      Excluir
    2. Para esse pessoal, causar um Boa impressão virou sinônimo de bom acabamento...SQN.

      Excluir
    3. Pra você o que é bom acabamento senão olhar para o painel e perceber a harmonia do design e a boa impressão do plástico utilizado? Pra mim bom acabamento é não ver vãos desiguais nos encaixes, é perceber que não existem rebarbas ou peças mal encaixadas ou prestes a soltar, é perceber que aquele plástico utilizado tem boa densidade e textura, além de se mostrar resiste ao uso (riscos, arranhões), é andar nas péssimas ruas do país e perceber que o carro não faz barulhos... Isso é causar uma boa impressão. E pra você?

      Excluir
    4. O T-Cross não concorre com o Argo trekking nem aqui e nem na casa do chapéu

      Excluir
    5. Assim como o Virtus não concorre com o Corolla.

      Excluir
    6. Esse pessoal insiste em confundir acabamento com design e cores do painel. Misericórdia. É Esse tipo de gente que tem plena certeza que o acabamento de um onix, ka ou hb20 é realmente melhor do que o do polo, somente porque tem ""designer"" e vários cromados e botões kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Agora entendi tudo.

      Excluir
  3. Se custar por volta de 60 mil com Esp, Multimídia, vidros elet 4p e Start Stop é mais carro que um Onix 1.4 Active e Sandero Stepway. Só faltou o cambio Cvt para esse motor 1.3 que vai chegar mais tarde.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segundo o cara da Fiat na coletiva que assisti agora pouco, o preço será o "ponto forte" dele, no qual só vai ser revelado amanhã...
      Esp nem como opcional... e, concordo, faltou um câmbio descente pra ele, mas vai chegar ainda esse ano, junto aos novos motores.
      Levando em consideração que, o Argo drive 1.3 chega a custar seus 54 k, talvez esse trekking se posicione nesse meio, 55k a 60k...vai ficar entre o Drive 1.3 manual e o 1.3 GSR (minha opinião).

      Excluir
    2. Esse carro não tem esp nem como opcional?o que a direção da Fiat andou tomando no café da manhã?

      Excluir
    3. Cambio CVT não é para montadoras Generalistas !

      Excluir
  4. Fiat mancou e feio em não trazer um câmbio AT ou CVT nele...
    Estava vendo a coletiva do Ricardo da Fiat... ele diz que não colocaram o AT nele para privilegiar o preço, que o preço vai ser bem competitivo e o CxB o melhor "segundo o cara da Fiat".
    Falou tb que, não valeria a pena começar um projeto de câmbio AT6 Aisin ou um novo CVT sendo que os novos motores estarão chegando pro final do ano, início de 2020, já com toda uma engenharia voltada com o casamento do novo power-train e cambio, que por sinal, o mesmo diz ser o CVT.
    De mais a mais, o carro não tem nenhuma novidade... motor o msm 1.3 Firefly (o mais acertado da família Argo na minha opinião), o mesmo câmbio... só alguns adereços e alguma altura livre do solo.
    Não tem controle de estabilidade e tração nem como opcional....
    Seguindo a linha de raciocínio do cara da Fiat, se não valia a pena fazer uma calibração no AT6 pra casar com 1.3 Firefly, nos leva a pensar que, o 1.3 Firefly aspirado não contemplará de câmbio AT, só os novos motores turbos...

    ResponderExcluir
  5. A Fiat entende o consumidor brasileiro...
    Gosta de carros “emperiquitados”...
    Foda-se se é seguro, moderno, etc... uma pena... brincadeira de mal gosto isso aí, mas deve impulsionar bem o Argo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, vai impulsionar as vendas dele msm, mas também, td vai depender do preço...

      Excluir
    2. Pelo menos tem motor 1.3.

      Hoje em dia tem gente que se contenta até com SUV 1.0, que vai subir a rampa de um shopping e vai queimar os pistõezinhos de brinquedo.

      Tem gente que se contenta com lataria aparente dentro do carro e por aí vai.

      Cada qual com suas preferências

      Excluir
    3. 👏👏👏👏
      Vdd kkkk, gosto é gosto e cada um tem o seu....
      Sim, esse 1.3 Firefly é o motor mais acertado da família Argo, anda bem, econômico, com torque bom o suficiente pra ultrapassagens, subidas e etc.
      Um motor MT, mas MT bom msm por ser aspirado, pois a moda agora é "TURBO"

      Excluir
    4. O problema são esses valores que o brasileiro leva em conta ao comprar carro.
      Por essas e outras a Fiat é motivo de piada la fora. Pra se ter ideia, a rigidez torcional do Argo é menor que do up! e infinitamente menor que do Polo. O problema não é lataria aparente. Minha crítica sao aos valores que o brasileiro médio leva em conta em um carro e, ao criticar a lataria aparente e/ou ficar feito um retardado procurando “soft-touch” valorizar o carro como projeto. O mínimo que a Fiat poderia fazer aqui é lançar algo com plataforma de Giulia, mas não... e sem essa historinha histérica de motor do Polo. Se pegar avaliação pos venda dele, do site Carros na Web, por exemplo, verá que é superior ao do Argo e outros concorrentes... meu elogio é que a Fiat enxergou o buraco, fez um remendo no Punto e lançou como Argo (que não é ruim, mas longe de um padrão MQB ou da Novo Onix) e com essa versão deve impulsionar vendas. VW fez isso com CrossFox, Gol Rallye. GM com Onix Activ, por aí vai

      Excluir
    5. Esse savigny fala como se o T-Cross fosse um 1.0 aspirado,ele se esquece que o 500x e o Renegade lá fora tem motor 1.0 turbo.
      E o Argo 1.3 sempre tomou pau do Polo 1.6

      Excluir
    6. Mas é anta mesmo, lógico que o 1.6 da pau em 1.3
      Tem que ver essas coisas ainda.

      Excluir
    7. Aqui é o melhor lugar para dar boas risadas.

      Excluir
    8. Da pra ver que o cidadão não entende nada quando fala de litragem do carro né kkk "Pelo menos não é 1.0, com pistõezinhos de brinquedo e sem lataria de briquedo" Mas e ai ? Bebe mais, tem a mesma potência do Up, muito mais peso que o Up e menos torque. Ou seja tem litragem extra e não compensa no desempenho. Como o amigo acima disse, brasileiro realmente não aprendeu a avaliar projeto de carro, só entende do que pode ver, soft touch pra ca, multimidia pra lá, modernidade do motor, qualidade estrutural e tecnologia de segurança vem lá no fim da lista. Por isso que tem esse tipo de carro que só vende no Brasil ...

      Excluir
  6. 63 mil em plástico duro ? Coisas de FIAT LIXO MESMO CREDO !!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1.000 pessoas já pagaram R$ 99 mil em SUV 1.0 (um ponto zero) 999cm³

      Excluir
    2. Me fala aí um carro 0km de até 63k que não tem plástico? Basta um. Diga aí!

      Excluir
    3. Pois é, não existe, tem SUV de 100k que é bem pior.

      Excluir
  7. Vai aumentar uns R$10.000 a mais por uns adesivos e o trouxa do brasileiro vai comprar. Burro Mesmo, por isso nossos carros são caros, uns exemplo disso é o ecosport, não vende a montadora ja abaixou 3 mil,

    ResponderExcluir
  8. To apaixonado nesse carro tá muito bonito e sofisticado e esse designer estilo suv caiu muito bem , pelo jeito não vou aguentar acabar o financiamento do meu siena ante de trocar de carro. vou fazer mais um carnê kkkk.

    ResponderExcluir
  9. Respostas
    1. E suv com motor 1.0 é o que?
      Kkk tem cada comediante aqui

      Excluir
    2. Qual é o problema de um suv 1.0? Isso se chama tecnologia. Vai chegar um dia em que os carros nem motor terão kkkkkkk.

      Excluir
    3. Fala muita asneira, defeca pelo teclado...
      Já tive diversos Fiat e foram muito melhores que os VW que tive, exceto pelo Golf, esse sim sem comparação fácil...

      Excluir
    4. No Brasil sim,mas na Europa não.

      Excluir
  10. Claudio23 de abril de 2019 21:29
    Misericórdia! Carro pra brasileiros ignorantes... infelizmente tem muitos que vão comprar e as fábricas vão continuar nos considerando assim mesmo...

    ...Concordo plenamente!!!É muita escrotidão para um simples mortal...os caras perderam a noção do ridículo!!! Mas não é só a Fiat não!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é um Argo Way! Quis dizer que enquanto a VW lança um Polo GTS a Fiat vem e lança um Argo Trekking... olha que nível... sem falar nos preços que são absurdo pra pagar num popular. Se gostam de carros altinhos pra estrada ruim comprem um Kicks de entrada por 70 mil... muito melhor que esse Argo Way não é?

      Excluir
  11. Até entendo a proposta do carro, pra satisfazer os que querem ter uma leve sensação de SUV, sem ter grana pra comprar um. Mas a Fiat erra demais nesses adesivos, fica de péssimo mal gosto. Como pode sair um produto assim, depois de tanto tempo de planejamento? O que é essa parte preta no capô? Pra quê essa parte preta adesiva da, na parte de baixo da porta, se logo abaixo já existe uma parte plástica dando ares de estribos laterais? E qual a finalidade do adesivo na ponta do porta malas? É muito mal gosto de fábrica, pqp.

    ResponderExcluir
  12. Legal, a Fiat partiu para o xuning de fábrica. FIcou com inveja dos manés que ficam enfeitando os carros com acessórios de mau gosto, e resolveu lucrar, fazendo ela mesma o serviço de deixar o carro ridículo.
    Com isso, ela atende, com esse Argo Trekking, àqueles que desejam o equivalente automotivo de uma melancia pendurada no pescoço.
    Tá tudo mundo lindu: roda dourada, um monte de adesivo preto para tudo que é lado, xuning de fábrica total.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Spacecross, Crossfox e Gol Rallye são o que mesmo???

      Excluir
    2. Nessa tenho que concordar com o Carlitos. A linha Cross e mesmo a Adventure são muito melhores (visualmente) do que esse Argo Trekking. Ele é sim, xunado de fábrica. E põe xuning nisso.

      Excluir
    3. VW com CrossFox, SpaceCross, Gol Rallye, Gol Track, Up Cross, Up Track é o que? Ah, se é VW ai é bonito, mas nada mais é do que insipiração na Fiat com sua linha Adventure que teve grande sucesso!

      Excluir
    4. Já sei qual é o seu carro ! Vc tem inveja da VW só pode ! Zé Mané !

      Excluir
    5. Qual é meu carro? Inveja da VW, kkkkk, tenho não! Teria condições de ter um, mas não, muito obrigado, já tive e nunca mais quero ter!

      Excluir
    6. Na época do que existia o Crossfox 1.6 8v(2005 à 2014) a diferença entre um FOX 1.6 8v e um Crossfox 1.6 8v era de mais de 10 mil reais(10 mil naquela época era bastante dinheiro hoje) para aquele pneu step pendurado na traseira e apliques de plásticos nas laterais.

      Excluir
  13. DA MAIS DE 60 MIL EM UM FIAT MARCA A QUAL ESTA EM DECADENCIA NA EUROPA É SER DEMENTE

    ResponderExcluir
  14. mais um para o time dos carros cheio de apliques e adesivos e uma mola mais alta, como BR gosta destes enfeites no carro

    ResponderExcluir
  15. Realmente o preço ficou abaixo dos concorrentes mais vendidos dessa moda "aventureira" o Ka Freestyle (64mil) e Onix Activ (62mil).

    ResponderExcluir
  16. O carro ficou muito bom, só faltou o kit GSR para atender ao público PCD.

    ResponderExcluir
  17. Agora o gol track tem um concorrente forte. O argo trekking. Kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não existe mais Gol Track kkkkk, passou a ser versão única quando lançaram o 2019

      Excluir
    2. Então é um concorrente a menos para o argo trekking. Mas ainda restam o Onix Active, HB20X, Sandero Stepway, etc

      Excluir
  18. Peta. Igual Cross Fox, Cross Ka, Cross não sei o que lá. Perfumaria inútil.

    ResponderExcluir
  19. Preço agressivo e suspensão realmente elevada e reforçada. vai melhorar as vendas do Argo.

    ResponderExcluir
  20. Agora resta alguma dúvida que o argo é , sim, concorrente direto ddos populares onix, ka , Sendero e gol , coisa que até o própria Fiat admitiu ?????????????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com o lançamento do argo a fiat visava o Onix e o HB20. Mas aí veio a VW e lançou o pólo e acabou ofuscando o argo.

      Excluir
  21. 58990, mas sem pintura não dá para comprar, e todas as opções de cor são pagas, logo o preço não é esse.

    ResponderExcluir
  22. A rigidez estrutural do carro é o que permite que os plásticos, devidamente montados na estrutura com "arruelas" ou "buchas" que cedam ou absorvam um milimétrico movimento, não transmitam esse movimento a estrutura rígida do plástico.

    No entanto, em alguns modelos são utilizadas "coberturas" de material suave ao toque ou emborrachado, que conferem pela sua aparência ou sensação ao tato, um "cuidado" dispensado a carros de preço mais elevado. Ninguém acredita mesmo que todo o painel é moldado com plástico emborrachado né? Os plásticos rígidos estão ali sim.

    Novamente, a rigidez estrutural, permite menos flexão da estrutura "gaiola" dos passageiros. Menos torções, menos possibilidades de ruído.

    Automóveis são um combinação de tecnologias e materiais visando um balanço geral de forma e função por um preço acessível ao consumidor, aliado a condições de desempenho e conforto. Tudo isso atendendo a normas mínimas e rígidas de segurança em diversos níveis (poluição, emissão de gases, capacidade de iluminação de faróis, sinalizações viárias, segurança de materiais que retardem as chamas em caso de incêndio, fiação homologada para evitar curtos, pneus coerentes com a velocidade final alcançada, etc).

    ResponderExcluir
  23. O preço do carro é a preocupação principal do consumidor vista na maioria dos comentários.

    Devemos lembrar que ela compreende o custo do fabricante (desenvolvimento, material e oferta) e do Governo (impostos e taxas, que em última instância permitem a criação da estrutura comum a todos - estradas, viadutos, legislação e regulação).

    ResponderExcluir
  24. A questão de necessitar de carros com capacidade "fora de estrada" é normal em qualquer lugar pois não se pode obrigar o dono de uma fazenda a asfaltá-la inteiramente.

    Agora, em relação as áreas de uso comum do país, delimitadas e nomeadas como ruas, estradas, pontes, etc, controladas pelo poder público, mesmo que permitida a sua exploração por concessão (pedágios), a história é outra. É controlada pelas normas governamentais e sobre elas a legislação vigente determina tudo a elas relacionada.

    Cabe ao cidadão observar essas normas e prezar pela execução.

    A existência de vias "esburacadas", com "crateras", são consequência da execução ruim do planejamento e conservação das mesmas.

    Lembrem-se que tudo custa dinheiro. O que você economiza em pneus e amortecedores, vai gastar no pedágio.

    Qual é o melhor custo x benefício? Você poder comprar novos pneus e amortecedores recauchutados quando tiver dinheiro e "se perder" numa curva em dia de chuva com a família dentro do carro?

    Ou dirigir em estrada duplicada, com guard-rail em toda a extensão, com asfalto de alta qualidade garantindo a durabilidade de seus pneus e amortecedores, aumentando a capacidade de uso do seu carro e bem estar de sua família numa viagem segura?

    Até onde sei, impostos não podem ter finalidade específica de uso. IPVA e IPTU não são a garantia de rua de "primeiro mundo".

    As prioridades são sempre escolhas dos cidadãos através do seu exercício da cidadania. Reflexão e posicionamento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As prefeituras e governos estaduais estão quebrados a maioria. A arrecadação caiu devido a recessão dos últimos anos. As estradas ficaram largadas a espera que a economia volte a crescer.

      Excluir
  25. Nao li nada, dei uma olhada nas fotos, sei que esse carrinho não vale nada, essa versão deveria ser chamada argo fiat tiro no pé, e pra fechar com chave de ouro meter um adesivo "special edition" que os viralata latino adora um slogam em ingles .

    ResponderExcluir
  26. Só consigo ver uma cópia do finado gol rallye.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.