Car.blog.br

Pesquisar este blog

Novo Toyota Corolla Sedan 2020 será apresentado dia 16

Categorias: , 28 Comentários

A Toyota divulgará a nova geração do Corlolla sedã em estreia mundial na Exposição Internacional de Automóveis de Guangzhou, marcada para 16 de novembro.

Novo Corolla 2020

As exibições planejadas para o estande da Toyota incluem exibições de produtos com o novo Corolla e Levin, informações e exibições sobre tecnologia de eletrificação, como motores híbridos, e exibições relacionadas a tecnologias e serviços de "inteligência" e "informatização", que são campos-chave na China como Toyota se esforça para se transformar em uma empresa de mobilidade.

Novo Corolla 2020

O sedã é o terceiro modelo do Corolla de última geração, seguindo o recentemente revelado hatchback e o Touring Sports. Ele fará sua estréia em 16 de novembro, antes de um lançamento no início de 2019, mas se espera que venha ao Brasil em 2020.

Novo Corolla 2020

Ele será baseado na plataforma modular da Toyota, a TNGA, que também é usada no Prius e no Camry. O sedã foi testado em camuflagem pesada e foi entendido como tendo suas sugestões de design do hatchback Corolla.

Novo Corolla 2020

Será o primeiro sedã do Corolla a ser oferecido com motores híbridos: um de 121 cv 1.8, que também é usado no C-HR e no Prius, ou uma nova versão de 2.0 litros com 178 cv disponível nas versões hatchback e Touring Sports . Haverá apenas um motor a gasolina convencional - uma unidade de 1,2 litros com 114 cv.

Novo Corolla 2020

Agora que a Toyota eliminou o nome Auris para seus modelos no Reino Unido, o novo carro será conhecido como o Corolla globalmente.

28 comentários:

  1. Motor 2.0 híbrido, será que um certo 4 patas vai insistir que ele concorre com o Virtus? Vai ficar feio um modelo de categoria "inferior" dar surra no Jetta que é de categoria "superior"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem concorre com o virtus é o yaris e não o corolla.

      Excluir
    2. Kakakakakakaka!!! Daqui a pouco ele aparece pra dizer que o virtus versão de entrada é superior.Já que o Jetta disputa com o fusion. Kakakakakakaka

      Excluir
  2. Esse design externo vai trazer problemas para todas as rivais... Vai vender Corolla cada vez mais... E se trouxer a versão hatch para o Brasil, com valor menor do que o sedan, reativa a categoria. O projeto ficou muito bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Hacth seria um sucesso por aqui, com certeza iria ressuscitar o segmento dos atuais hatchs grandes (antigos médios).

      O sedã dispensa comentário. Se a atual geração, que conta com um projeto de quase 10 anos, já vende mais que a soma de todos os sedãs grandes (antigos médios), imagina o que essa nova versão fará?!

      Não haverá razões para comprar outro sedã grande q não seja o Corolla: Tecnológico, o mais bonito do mercado, excelente conjunto mecânico, plataforma moderna e o principal, é um Toyota.

      Excluir
  3. Matador de Jetta e Virtus!
    70% das vendas do segmento garantidas.

    ResponderExcluir
  4. Se a Toyota fabricasse essa versão hatch do Corolla no Brasil, daria vida aos hatch médios aqui...e, com certeza iria vender bem.

    ResponderExcluir
  5. Esse Corolla híbrido de 178cv vai surrar os concorrentes sem dó, já to até vendo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai sim, do mesmo jeito que o yaris iria surrar o polo sem dól.

      Excluir
    2. Oh Carlos,se já dá um sucesso de vendas na geração atual,imagina essa...

      Excluir
    3. Acho que o conjunto híbrido será o do Prius, que utiliza um motor 1.8 com menos cavalaria, ao menos nos primeiros anos.

      Excluir
  6. Espero que venha com saida de ar condicionado para os ocupantes traseiros pelo menos.

    ResponderExcluir
  7. Corolla e o carro chefe d Toyota, precisa dizer mais alguma coisa , vem a versão híbrida como principal novidade é o estilo arrojado!

    ResponderExcluir
  8. Em termos de design está otimo. Vamos ver se modernizam motor e câmbio, pois nesse ponto o Jetta dá um baile, embora venda bem menos.

    ResponderExcluir
  9. Finalmente a Toyota fez um inteiro bonito. Inspiração nos lexus por que tá difícil de engolir os desings da Toyota ultimamente

    ResponderExcluir
  10. Eu tenho um Golf 2014, gostaria de trocá-lo por outro Golf porém dizem que o 2018 não tem a mesma qualidade construtiva do 2014, isso é verdade?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. se seu golf é alemão com certeza, o golf 2018 em comparacao ao 2014 nao tem:
      freio de mao eletronico, nao tem cambio dsg, nao tem suspensao traseira multlink,

      o 2018 tem o fla (luz alta e vem carro a frente desliga e passou o carro volta a luz alta) e o 2014 tem o dla (luz alta e vem carro a frente e forma-se um U dispesando a luz passou o carro volta a luz alta)

      o acabamento do 2014 tem mais tecidos no porta corpos tb!

      Excluir
    2. Acredito que a maior perda foi o autohold, que e o freio de mão eletrônico. Tanto pela parte estética, pois acabou saindo o fechamento corrediço dos porta objetos central, trocando por nichos abertos e com acabamento mais simples. O acabamento do acendedor também ficou mais simples e o apoio de braço menor. E o mais importante: a funcionalidade do autohold, que é melhor do que qualquer hill assist, que só segura o carro por 2 segundos. No Golf 2014, o carro fica parado pelo tempo que você quiser, tanto em aclive quanto declive. Além de acionar o freio automático quando desliga ou solta o cinto. E se você não encarar mais de 100 mil, terá também uma perda de desempenho e até economia, pois na prática o 1.0 aparenta até gastar mais que o 1.4. Porém, felizmente e infelizmente, é possível conviver com essas perdas, pois a concorrência ainda é muito limitada. O vendedor ainda não confirmou, mas parece que o Comfortline poderá ser comprado de 92 por 82 mil até o final do mês. Conseguindo nesse valor, o conjunto do Golf 1.O ainda se destaca entre todos os carros e de todas as categorias. Hoje fui na Jeep e o Renegade Longitude com o pacote de 7 airbags para PJ foi oferecido por 90 mil. Tentador também. Mas o Golf ainda oferece mais.

      Excluir
  11. O híbrido será caro. O motor 2,0 com injeção direta terá 170 cv e 20,4 kg de torque. Continuará inferior ao 2,0 do Focus com 178 cv e 22,5 kg de torque.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se usar o conjunto do Prius, basta ter este como referência de preço, pois já utilizada a plataforma TNGA. Mas por ser um carro de massa, nacionalizado e ainda ter o Rota 2030 aí, poderia custar menos que o Prius.

      Excluir
    2. O rota 2030 não vai mudar os preços em quase nada, eu diria que será irrisório.
      Vejamos como será:
      No caso dos híbridos comuns (código 8703.40) e dos híbridos plugin (código 8703.60), a alíquota mais baixa é 9% para veículos com eficiência de até 1,1 MJ/km e MOM inferior ou igual a 1.400 kg. Ela sobe para 10% entre 1.401 kg e 1.700 kg e para 11% acima de 1.700 kg de MOM. Se a eficiência ficar entre 1,1 MJ/km e 1,68 MJ/km, as alíquotas são, respectivamente, de 12%, 13% e 15%. Se o consumo energético é maior do que 1,68 MJ/km, as faixas sobem respectivamente para 17%, 19% e 20%. Todos os fabricantes que quiserem as alíquotas mais baixas terão de se inscrever no Programa de Etiquetagem Veicular para terem suas eficiências energéticas medidas. O modelo mais eficiente do Brasil atualmente, o Toyota Prius, tem eficiência de 1,15 MJ/km, conforme mostra nossa reportagem sobre os modelos mais econômicos do Brasil. Com exatos 1.400 kg de MOM, o Prius pagaria 12% de IPI. Isso se sua versão flex não for mais eficiente do que a movida a gasolina.
      Pode esperar o Corolla híbrido na faixa de 130 mil reais, ou seja, carro para dar traço nas vendas.

      Excluir
    3. Tem que esperar pra ver ver, 170cv é com gasolina, esse motor Flex Vai render um pouco a mais

      Excluir
  12. Até q enfim um corolla respeitável! Se já vende meio pelado desse jeito, imagina esse aí! Seu a partir de 120k! Só vai acabar com a piada de carro de tiozão! Eles tinham q vender esse hatch tb por aqui.

    ResponderExcluir
  13. Gostei muito desse hatch. Serei obrigado a comprar um sedan medio pq não existe mais boas opções no segmento, uma "suv" pequena realmente não está nos meus planos

    ResponderExcluir
  14. Sedãs Médios
    POS.
    MODELO
    TOTAL 2018
    OUT/18
    SET/18
    OUT/17
    % OUT 18
    % SET 18
    VARIAÇÃO OUT/SET
    VARIAÇÃO 2018/2017

    TOYOTA COROLLA
    48857
    5928
    4774
    5934
    48,99%
    47,99%
    24,17%
    -0,10%

    HONDA CIVIC
    21769
    2298
    1914
    1916
    18,99%
    19,24%
    20,06%
    19,94%

    CHEVROLET CRUZE
    16273
    1723
    1540
    1669
    14,24%
    15,48%
    11,88%
    3,24%

    VW JETTA
    3612
    523
    287
    781
    4,32%
    2,89%
    82,23%
    -33,03%

    NISSAN SENTRA
    3641
    522
    451
    239
    4,31%
    4,53%
    15,74%
    118,41%

    FORD FOCUS FASTBACK
    3864
    354
    379
    578
    2,93%
    3,81%
    -6,60%
    -38,75%

    CITROËN C4 LOUNGE
    3018
    273
    197
    164
    2,26%
    1,98%
    38,58%
    66,46%

    MITSUBISHI LANCER
    1321
    174
    109
    6
    1,44%
    1,10%
    59,63%
    2800,00%

    KIA CERATO
    2091
    153
    110
    128
    1,26%
    1,11%
    39,09%
    19,53%
    10º
    HYUNDAI ELANTRA
    1033
    119
    152
    79
    0,98%
    1,53%
    -21,71%
    50,63%
    11º
    PEUGEOT 408
    706
    31
    23
    111
    0,26%
    0,23%
    34,78%
    -72,07%
    12º
    RENAULT FLUENCE
    683
    3
    11
    274
    0,02%
    0,11%
    -72,73%
    -98,91%


    106868
    12101
    9947
    11879
    100,00%
    100,00%
    21,65%
    1,87%


    Fico imaginando quando esse Corolla sedan chegar...

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.