Car.blog.br

Pesquisar este blog

Nissan do Brasil exporta Kicks para Argentina

Categorias: , , 9 Comentários

O Nissan Kicks - primeiro modelo da montadora inspirado e desenhado para o mercado automotivo da América Latina - muda sua origem no mercado argentino. A marca, com objetivo de atender a alta demanda pelo modelo, tira o SUV de produção no México e coloca o mesmo em linha de produção na fábrica de Resende, no Rio de Janeiro.


As concessionárias argentinas já contam com, em média, 900 unidades do crossover para venda. Esse lote é o primeiro que foi para a Argentina, e a Nissan considera um marco importante, pois é o veículo mais vendido da montadora na América Latina.


O Nissan Kicks produzido na fábrica de Resende conta com quatro versões: Exclusive CVT, Advance CVT, Advance MT e a Special Edition, apresentada recentemente pela montadora japonesa.


Durante os próximos seis meses, a previsão é que chegue, aproximadamente, quatro mil unidades do SUV à Argentina.


A fábrica de Resende (RJ) da Nissan, em abril, comemora 4 anos e já mostra grande evolução com essa expansão. No primeiro mês deste ano, o Complexo Industrial de Resende produziu seu motor de número de série de 200 mil.


Além do SUV Kicks, a fábrica de Resende também produz os modelos Nissan March e Nissan Versa, bem como os motores 1.0 12 v e 1.6 16 v. A planta exporta para 8 países na América Latina (Argentina, Bolívia, Chile, Costa Rica, Panamá, Paraguai, Peru e Uruguai) e a Argentina é o primeiro mercado a importar o Nissan Kicks feito em Resende.

9 comentários:

  1. O título deveria ser "exporta", ou estamos na Argentina?

    ResponderExcluir
  2. O título da matéria deveria ser: Nissan do Brasil EXPORTA Kicks para Argentina.

    ResponderExcluir
  3. "Nissan do Brasil importa Kicks para Argentina"? Que matéria confusa meu!

    ResponderExcluir
  4. Eu era proprietário de um Nissan em 2015 e fui para o Uruguai. Tive que fazer a revisão em Punta del Este no meio da viagem de férias. A Nissan tem a rede de concessionárias integrada na America Latina, não perde garantia.

    ResponderExcluir
  5. Bacana, mas não duvido que o Kicks feito para os argentinos seja mais completo e com acabamento melhorado.
    Ah, e ainda pode custar menos para eles.
    Já li sobre os carros brasileiros que são vendidos fora do Brasil e que costumam ser melhores (ou menos pior) e ainda custarem menos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Kicks para o mercado argentino tem preços equivalentes a 75 mil reais na versão de entrada e vai até 86 mil. Mas a nomenclatura das versões de lá não serão as mesmas daqui. Sobre acabamento diferenciado, não acredito que seja assim. O Kicks produzido aqui tem mesmo nível de acabamento do Kicks mexicano, que era o que estava abastecendo a Argentina até então.

      Excluir
  6. Aí vemos que a pessoa entende de comércio internacional...

    ResponderExcluir
  7. Brasil sempre deveria ter exportado kicks para Argentina

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.