Car.blog.br

Pesquisar este blog

Volkswagen I.D. inaugura a condução autônoma na VW

Categorias: , , 0 Comentários

A Volkswagen acredita que há uma demanda real por carros com condução autônoma, e, além disso, considera que a chegada ao mercados desse modelos não representa um risco ao prazer ao dirigir, visto que ainda há a necessidade de decisões por parte do motorista.

Volkswagen I.D.

Este ano, na CES 2017, a condução autônoma e a inteligência artificial são os principais aspectos mostrados no segmento de tecnologia automotiva. E com a Volkswagen não é diferente, já que VW I.D. Conceitual está lá, fazendo sua estréia na América do Norte, e já definido que chegará ao mercado com o hardware de auto-condução completo de série, embora a especificação do software ainda dependa de escolha do cliente.

Volkswagen I.D.

O VW I.D. chegará ao mercado em 2020, mas a VW não as estradas e ruas, mesmo de países avançados como EUA e Alemanha, começando imediatamente a se encher de carros auto-dirigidos, visto que até pelo menos 2025 os custos dessa tecnologia serão elevados, reduzindo sua disseminação.

Volkswagen I.D.

Um carro com total autonomia, que permitirá ao motorista até dormir dentro do carro durante o percurso ainda vai demorar até que se atinja grandes volumes de vendas, para redução dos custos. O VW I.D. será um carro mais barato para comprar e tem como objetivo disseminar o entendimento da tecnologia de condução autônoma no mercado de massa. Os primeiros modelos terão um software de condução semi-autônoma, capaz de assumir o comando do carro em situações em que dirigir não é prazeroso, como em congestionamentos.

Volkswagen I.D.

A Volkwagen está colhendo impressões dos modelo conceitual, e aponta que mais de 50% das impressões dos consumidores são positivas. As referências negativas são em sua maioria relacionadas ao aspecto minimalista do interior - que não se mostra aconchegante, e há também preocupações acerca do espaço interno..

Volkswagen I.D.

A VW diz que o VW I.D. de produção terá cerca de 80% dos componentes do modelo conceitual. Uma mudança que já está prevista é em relação ao cluster de instrumentos, que, no modelo de produção, será do tipo convencional, ao contrário da preferência dos próprios designers da empresa, que preferiam colocar todas as informações no head-up display.



O I.D. será o menor carro da nova plataforma de veículos eléctricos "MEB" da VW, que será utilizada nas suas marcas - Audi, Seat, Skoda e outros - e será capaz de suportar carros ainda maiores do que Passats e Tiguans. Ele terá autonomia mínima de 400 km, podendo chegar a 600 quilômetros, dependendo do tipo de condução.

Postagens relacionadas:

Seja o primeiro a comentar: