Car.blog.br

Pesquisar este blog

Sedãs médios premium superam generalistas na Europa

Categorias: , , , , , 10 Comentários

As vendas de carros premium de tamanho médio na Europa estão na iminência de superar as de rivais generalistas. O mês de novembro marcou a primeira vez os compradores de modelos médios optaram por comprar mais carros Mercedes, Audi ou BMW que modelos generalistas.

Novo Audi A5 Sportback 2017

A vendas europeias de modelos de tamanho médio premium deram um salto de 8% em novembro, para um total de 652.000 unidades, enquanto as vendas de modelos médio convencionais aumentaram apenas 1 por cento, para 582.000 unidades, de acordo com dados da JATO Dynamics.

Mercedes Benz Classe C 2017

A tendência é provável que continue em dezembro, dando às marcas premium uma maior participação de mercado em comparação com carros médios não de luxo no mercado europeu.

BMW Série 3

Outro aspecto que ajuda a explicar o fenômeno é que os carros médios não premium, como Volkswagen Passat ou Ford Mondeo, estão sendo atingidos pela popularidade crescente dos SUVs e crossovers, também na Europa.

VW Passat

Além disso, as marcas premium alemãs estão ampliando seu line-up oferecendo mais opções no segmento médio que os tradicionais sedãs e peruas. Carros com o BMW Série 3 GT fastback e a gama A5 da Audi estão fazendo enorme sucesso no mercado.

Audi A5 Sportback

E há também o fato de que há novas marcas premium entrando no mercado com modelos mais baratos, como o Jaguar XE e o Alfa Romeo Giulia, o que também ajuda a impulsionar as vendas do segmento.



Venda de modelos médios - Europa - Novembro

RankModeloVendas - Nov/2016δ [ Nov 2016 / Nov 2015 ]
1VW PASSAT189.091-8,0%
2Mercedes-Benz Classe C162.5461,0%
3Audi A4152.02830,0%
4BMW Série 3132.4951,0%
5Skoda Superb79.53379,0%
6Opel Insignia68.495-17,0%
7Ford Mondeo66.979-9,0%
8BMW Série 463.686-6,0%
9Volvo S60/V6047.429-1,0%
10Audi A540.913-3,0%

Fonte: [Auto News]

10 comentários:

  1. É a concentração de renda, só vende o que alguns podem comprar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As pessoas que venderam esses carros discordam de você.

      Excluir
  2. Dados de vendas sugerem que o Classe C vende mais que o A4, o que é equivocado. As vendas do Classe C envolveu Seda + Coupê, enquanto do A4 só Coupé.
    Então o correto é somar A4 + A5 (versão cupê do a4), e aí temos:

    A4 + A4 Coupe (A5): 192.941 unidades
    Classe C Seda + Coupe: 162.546 unidades.

    Ou seja, lavada do A4. parabéns Audi.,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. bom nessa vc esta jubiloso, extonteante, exuberante
      o menino nem dorme hoje
      e dai oo que isso agrega se vc tem p vender um Up takeup 4pts , completo, eu tenho, mas é espartano demais

      Excluir
    2. Então seria correto também afirmar que BMW vende mais.
      Serie 3 + Serie 4 (versão cupê do serie 3) = 196.181 unidades
      Parabéns a BMW!!

      Alguem sabe a previsão da chegada do novo A5 para o Brasil?

      Excluir
    3. Então na verdade parabéns para a BMW, somando Serie 3 e Serie 4 (serie 3 coupe) vendeu mais que Classe C e A4+A5 e isso ainda com uma geração que já tem quase 5 anos de mercado, que será renovada apenas em 2018. A4 e Classe C estão em gerações mais recentes.

      Excluir
    4. Imprecionante como o carlos4carros força uma barra pra defender o Grupo VW, vou acabar tirando ele de lá e contratando pra trabalhar pra mim.
      Se não vejamos, se seguirmos a linha de raciocínio dele, que vende mais, e dá lavada nos outros, é a BMW, pois teria que somar as vendas da série 3 (sedan) com as da série 4 (cupê).

      Excluir
  3. Impressionante a diferença de mercado! Quase 200000 só passat aqui acho que se somar só o compacto mais vendido chega a 200000 ?

    ResponderExcluir
  4. Esses números certamente também incluem as versões Perua, que todos estes tem na Europa, certo?

    ResponderExcluir
  5. Cadê o Carlos falando mal do cambio manual agora?

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.