Car.blog.br

Pesquisar este blog

Toyota Corolla receberá motores nacionais em 2019

Categorias: , , 37 Comentários

A Toyota do Brasil anuncia a expansão de sua fábrica de motores de Porto Feliz (SP), que irá produzir propulsores para o sedã médio Corolla, a partir do segundo semestre de 2019. O projeto receberá investimento de R$ 600 milhões e irá gerar cerca de 200 oportunidades de trabalho.

Toyota Corolla 2019

O volume estimado de produção de motores para o Corolla será de aproximadamente 66 mil unidades por ano, o que ampliará a capacidade daquela planta dos atuais 108 mil propulsores por ano para 174 mil.

Toyota Corolla 2019

Atualmente, a Toyota produz em Porto Feliz os motores flex fuel e a gasolina, Dual VVTi, de 1.3L e 1.5L, que equipam o compacto Etios, comercializado no Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Peru.

Toyota Corolla 2019

A planta de Porto Feliz já recebeu investimentos de R$ 580 milhões em sua primeira fase e, agora terá novo aporte de mais R$ 600 milhões para a produção do Corolla, totalizando R$1,18 bilhão.

Postagens relacionadas:

37 comentários:

  1. Pelo jeito a toyota será uma das poucas, senão a única, a não ter um carro com motor turbo nessa categoria e continua líder.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A hora que esses motores turbo começarem a apresentar necessidade de manutenção, ai eu quero ver..!!!Os bolsos vão doer....!!!!A exemplo do fiasco que foi a alguns anos atrás o Gol 1.0 turbo. ...!!!

      Excluir
    2. Essa motorização do Corolla não será turbo-comprimida inicialmente.
      Será uma evolução dos atuais 1.8 e 2.0 DOHC D-VVTi.
      Passarão a contar com GDi e E-VTC, além de componentes melhores trabalhados, mais leves e adequados ao nosso combustível ...

      Excluir
    3. A hora que esses motores turbo começarem a apresentar necessidade de manutenção, ai eu quero ver..!!!Os bolsos vão doer. ... Q PENA Q VC SÓ PENSA EM ECONOMIZAR ALGUNS $$$$$ .. E O PLANETA COMO VC VER ESTA QUESTÃO?

      A exemplo do fiasco que foi a alguns anos atrás o Gol 1.0 turbo. DESCULPE É SÓ MEUS COMENTÁRIO RESPEITO O SEU, SÓ QUERO SER ÚTIL PARA AS PESSOAS, OS NOVOS MOTORES TURBO SÃO DE ALTA TECNOLOGIA FOI DITO QUE ESTES NOVOS MOTORES TSI PODE PASSAR DOS 4000.000 MIL KM COM TROCA DE ÓLEO E MANUTENÇÃO EM DIA, E É INDICADO LIGAR O MOTOR E ESPERAR 1 MINUT E MEIO PRA ANDAR E QUANDO PARA ESPERAR 1 MINUTO E MEIO PRA DIMINUIR A PRESSÃO DO MOTOR. AI RODA MUITO.

      E ESTE MOTORES DA UMA SEGURANÇA NAS ULTRAPASSAGEM Q EU NÃO TINHA CORAGEM DE FAZER COM MEU GOLF 1.6

      HJ TENHO UP TSI NOSSA CARRINHO E D+++++++++++++ E MANUTENÇÃO BARATA RELATIVAMENTE!!!!!

      Excluir
    4. JÁ TIVE 2.0 ASPIRADO UP TSI COLOCA ELES TAMBÉM DEBAIXO DO CHINELO

      ESTOU VENDENDO GOLF 1.6 2012 EM BH 29,900 EU PASSO

      Excluir
  2. Meu Corolla Xei 2015 que faz comigo média de 13.8 km/l na cidade. O carro tem muita arrancada e velocidade final, não acho que seja necessária a adoção de motores turbos. Por isso as revisões continuam baixas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo em gênero, número e grau....!!!! A Toyota não precisa desse apelo de turbo para o Corolla .

      Excluir
    2. vai ter motor turbo sim, a tecnologia avança, independente do que vc acha.

      Excluir
    3. Aparentemente a Toyota não irá ter motores turbo no Brasil até o final da atual geração do Corolla.
      A própria Toyota já afirmou que o Corolla de nova geração será híbrido em todo o mundo, inclusive no Brasil, então provavelmente espere alguma atualização do atual powertrain do Prius no Corolla.

      Excluir
    4. Eu tive um XEI 2016 e a média nunca passou dos 10 na cidade, com trânsito mediano. Esses 13,8 só podem ser números de estrada.

      Excluir
    5. Eu faço 12 km/l em Salvador no XEi 2016, percurso 100℅ urbano e com ar-condicionado.

      Excluir
    6. nossa q corolla milagroso vc esta acordado????

      Excluir
    7. Mas ai é com paradas e reduções constantes, semáforos e lombadas ou é algo mais constante?
      Aqui na região eu não me imagino fazendo isso, a rodovia que tem aqui perto é só dentro da cidade mesmo, tem um jeito para você parar a cada km.

      Excluir
  3. Resta saber se as futuras versões terão o volante torto realinhado. O atual Corolla 2017 ainda carece desse erro de engenharia (assim como o Celta da GM). Não sei como são dos Corollas de outros países, mas o fato é que existem muitas críticas por conta desse volante mal posicionado.

    ResponderExcluir
  4. Para mim, este foi a entrada definitiva da Toyota no grupo das montadoras que celebram factóides. Se pensarmos que a marca está anunciando AGORA um investimento que, de fato, só se começará a se concretizar EM 2.019, é um absurdo, ainda na atual conjuntura. Ou seja, ela está dizendo que, se a situação melhorar, investe; se não melhorar, como a janela de tempo é imensa, não investe.

    ResponderExcluir
  5. A grande questão do carro turbo, é a eficiência energética, não apenas considerando o consumo, mas a potência e torque que pode ser alcançado com cilindrada menor, ou seja potência e torque específico. A a Toyota, com a demanda de mercado que tem e o motor equilibrado e consagrado que tem, se dá ao luxo da acomodação, mesmo que isso signifique em desempenho inferior do veículo em relação aos lançamentos recentes, o desempenho em mercado parece inabalável. É óbvio que o carro turbo tem custos maiores, requer bielas, pistões e retrabalho nos cabeçotes em relação aos aspirados de onde se originam, sistemas de injeção diferenciados, com sensores adicionais. A VW foi feliz e triste com o gol turbo. Feliz pela tecnologia que agregou, triste em peças de reposição e mão de obra desqualificada, o resultado já sabemos, mas faz 15 anos que o que hoje se vende como inovação, se mostrou viável. Com elevação da escala de produção, o motor turbo tende a se tornar cada vez mais comum e barato, as vezes com custo equivalente a um aspirado. A Toyota e a Honda, talvez tenham aprendido e aprimorado suas técnicas de venda em relação as "grandes GM, FORD, FIAT e VW" a ponto de se posicionar de forma conforatável, a ponto desses mesmos concorrentes terem produtos melhores em alguns casos e sequer incomodar a Toyota. Pra que fazer diferente se o mais do mesmo dá resultado ? Brasileiro não é apaixonado por carro, é apaixonado por status e isso a Toyota entendeu muito bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Baixo custo de manutenção em um carro que não dá problemas, isso é status ou é gostar do carro (e do bolso)?
      A paixão é guiada pela sensação é não pela razão. Realmente, brasileiro não é apaixonado por carro, mas pelo dinheiro.

      Excluir
    2. Baixo custo de manutenção em um carro que não dá problemas, isso é status ou é gostar do carro (e do bolso)?
      A paixão é guiada pela sensação é não pela razão. Realmente, brasileiro não é apaixonado por carro, mas pelo dinheiro.

      Excluir
    3. Por trás da imagem do Corolla há uma competência que não se verifica em nenhuma das 4 tradicionais citadas.
      Corolla pode ser simples, desenho morno, interior sóbrio, conjunto mecânico antiquado, mas é um produto confiável, durável, de excelente pós-venda.
      Tem seus pecados, mas no atual contexto do mercado brasileiro, agrada a uma fatia importante que está disposto a não levar desaforo ou qualquer carrinho metido a tecnológico que faltou nas aulinhas básicas de engenharia ...

      Excluir
    4. O Corolla é o único que está se dando mal com as vendas fracas do Civic. Vendas do Corolla caíram na mesma proporção do Civic.
      Já Jetta não foi afetado. Por que isso: porque existe um processo de evolução. O sujeito compra um Corolla, e depois tenta um Jetta. Quando comprar um Jetta, jamais voltará ao Corolla.
      Por isso que a toyota pode pintar o Corolla de ouro, que as vendas do Jetta não são afetadas.

      Excluir
    5. Então muito poucos estão fazendo esta migração, caso ocorresse as vendas do jetta subiriam, e como dito elas se mantém.

      Excluir
    6. Jetta traz o bom destaque do preço inicial e mostra que as apostas iniciais do Golf não foram muitos sensatas.
      Válido apenas pela implantação da MQB, porque até agora a VWB tem dormido no ponto em disponibilizar um sucessor mais moderno e adequado ao Jetta.

      As vendas do Jetta podem até não terem sido afetadas com a chegada do Civic X, mas está longe de incomodar os japoneses ...

      Excluir
    7. As vendas do Jetta podem até não terem sido afetadas com a chegada do Civic X, mas está longe de incomodar os japoneses .

      Errado. O Jetta sozinho vende mais que o Civic em âmbito global.
      E o Jetta + Jetta Hatch (Golf) vende 30% mais, em âmbito global, que Corolla + Corolla Hatch.

      E isso acontece porque o Jetta é um carro muito superior ao Corolla em todos os sentidos.

      E não adianta vir com mimimi que é no Brasil que isso é balela. Toyota, Honda, VW operam globalmente. E elas maximizam seus recursos em âmbito global.

      Se for olhar localmente, só na China o Jetta vende uma 30 vezes mais que o Corolla.

      A VW mesmo produz o Jetta em três lugares do mundo para abastecer o planeta interio: México, Alemanha e China.

      Excluir
    8. Ninguém está aqui falando de âmbito global, mas sim, do mercado brasileiro, até porque a matéria descreve a motorização do Corolla em território nacional.

      Jetta nunca vendeu e nunca venderá mais que o Corolla, meu caro.
      Corolla continuará a ser o mais vendido da história. Não há o que comentar a favor ...

      Excluir
    9. Como não? Eu estou falando do mercado global, que é isso que importa. A VW fabrica o Jetta em 3 fábricas para vender no mundo inteiro: Mexico, Alemanha e China. Sendo que a da China só abastece a China.
      Empresas globais têm estratégias globais.
      Se vc não tem capacidade de discutir o mercado em uma ótica mais ampla, não opine, pois falar só sobre 1 mercado é totalmente equivocado.
      Em nível global o Jetta + Jetta Hatch (Golf) vende 30% a mais que o Toyota + Toyota Hatch, quer vc queira, quer vc não queira.
      Não adianta. VW maior que a Toyota, em nível global e no Brasil. E porque isso? Porque os carros são infinitamente superiores aos da Toyota.
      Toyota faz carros geriátricos. Sò isso. Mais nada.

      Excluir
    10. Dados de vendas mundiais

      Jetta + Sagitar (Jetta/China) + Jetta Hatch (Golf): 666.740 unidades
      Corolla + Corolla Hatch: : 431.045 unidades
      Civic + Civic Hatch : 197.650 unidades

      Ou seja, Jetta e Golf vendem 55% a mais que o Corolla em âmbito mundial. E nada menos que 237% a mais que o Civic.

      Isso são fatos. O resto é mimimi.

      Quando a Toyota aprender fazer carros menos geriátricos, mais joviais, e que cheguem perto do comportamento dinâmico de Golf e Jetta, aí talvez ela possa competir. Por enquanto, Corolla não passa de uma sardinha perto de tubarões como Golf e Jetta.

      Um conselho para a Toyota: procure contratar alguns engenheiros alemães, como a Hyundai anda fazendo, para tentar fazer carros com comportamento dinâmico de carro.

      http://www.car.blog.br/2016/06/ranking-dos-100-carros-mais-vendidos-do.html

      Excluir
    11. Golf é Golf hatch + SW e, talvez, o Lamando.
      Jetta é outra plataforma que morreu no Golf VI ...

      Excluir
    12. Cara, que mistureba que você fez?
      Golf com Jetta??? MQB com PQ35

      tsc tsc tsc

      Não, cara.
      Corolla fechará 2016 na ponteira.
      Sem discussão!

      Fatos, apenas fatos!
      Mi mi mi é pensar que só porque é VW pode colocar tudo no cesto e fechar a conta ...

      Excluir
    13. Cara, que mistureba que você fez?
      Golf com Jetta??? MQB com PQ35


      O Jetta é um Golf sedã. É um Golf MK6 sedã mas é um golf sedã.

      E ainda tem vários outros modelos na China derivados do golf 6 que não estão contabilizados.

      E mais ainda. O Corolla que é uma puta enganação a soma total. Há carros totalmente diferentes, se plataformas distintas, sendo contabilizados no mesmo nome.
      O Corolla Axio vendido no Japão não tem absolutamente nada a ver com com o Corolla americano e europeu e o brasileiro. nada. Absolutamente nada. E é contabilizado em versão sedã, hatch e station no mesmo nome.

      Tem mais. O Corolla hatch vendido na Oceania também não tem nada a ver com o Corolla vendido no Brasil, e muito menos a ver com o Corolla japonês, e é contabilizado no mesmo nome.

      Então, quando a Toyota apresentar a fazer um Corolla melhor, ela poderá almejar vender 60% a mais do que vende atualmente, pois só assim para vender mais que Jetta / Golf.

      O Corolla é peixe pequeno, café pequeno. O Corolla precisa comer muito arroz e muito sushi para chegar no chulé do Jetta em tudo, inclusive em vendas.

      O fato: Jetta vende 60% mais que o Corolla em âmbito mundial, a despeito de ser 30% mais caro.

      Excluir
  6. Se a toyota colocar o Esp, melhorar o multimidia e dar um pequeno tapa no visual, Ja era, vai passar ate o onix, carro durável, inquebrável, qualidade Toyota Referencia para muitas empresas.

    ResponderExcluir
  7. Concordo plenamente com o anomino, brasileiro gosta de estatus, um pouco brega se pensar q no resto do mundo corola é carro de frotista por sua simplicidade favorecendo uma baixa manutenção, e p quem acha aspirado o maximo e turbo uma dor de cabeça devem ter achado no passado q os carburados eram melhores q os aspirados pois qualquer oficina de esquina no passado ou qualquer amador com um pedaço de arame dava jeito no carro. Saibam galera como engenheiro q sou digo a vcs, a tecnologia sempre evoluíra e quem se atualizar vai sobreviver as mudanças. Pena q nosso mercado ainda é muito fechado p essas mudanças devido ao perfil do consumidor, garanto a vcs q no japao os produtos oferecidos pela Honda e a Toyota sao bem superiores aos nossos devido ao perfil dos usuários de lá.

    ResponderExcluir
  8. A Toyota bem que poderia colocar um motor turbo no corolla pra barrar o 1.5 do civic touring!

    ResponderExcluir
  9. Já gostei mais do Corolla do que gosto hoje. O Corolla com 2 anos de mercado está muito velho. A estética adotada pela Toyota foi de baixa qualidade e envelheceu muito rápido. O benchmarch é novamente o Jetta, que está no mercado desde 2011 e é mais atual e elegante que o Corolla.
    Mas não só a estética. O interior é também ruim. A execução do acabamento é boa, mas o que é falho é o projeto mesmo. Peças mal projetadas, parafusos aparentes, e até mesmo falta de refinamento no design, com o painel chapado e sem ergonomia, com complicações para visibilidade.
    O conjunto mecânico é eficiente, apesar de datado. Então isso ele é bom.
    E tem o velho problema de não oferecer nenhum prazer ao digirir. Andar de Corolla é como transar com a Madre Teresa de Calcutá: tecnicamente é possível, mas não trará prazer algum.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Carlos....!!!Essa posição sua não é de um crítico construtivo e sim de advogado de defesa de um homicida...!!!!
      Não fica bem tamanho radicalismo. ..!!!!

      Excluir
    2. Pelo jeito você nunca dirigiu um Corolla. Ele é muito gostoso de dirigir e silencioso. O mais silencioso da categoria.

      Excluir
    3. Com certeza ele nunca dirigiu nem um gol de auto escola!

      Excluir
  10. Se já vemos o novo Corolla rodando no resto do mundo, quando ele for lançado aqui em 2017 já estará defasado. Assim a Toyota estará dando espaço para a concorrência.
    Falar mal do Corolla é opção pessoal mas o que não se pode negar é a sua posição no mercado mundial...!

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.