Car.blog.br

Pesquisar este blog

Renault Sandero 2017: fotos, preços, consumo, desempenho

Categorias: , , 18 Comentários

A Renault do Brasil lança a linha 2017 do Sandero, que tem como novidade os novos motores 1.0 SCe (Smart Control Efficiency) e 1.6 SCe. Desenvolvidos pela Renault Tecnologia Américas (RTA) e produzidos no Complexo Ayrton Senna, no Paraná, os novos motores oferecem menor consumo e mais desempenho.

Novo Renault Sandero 2017

O 1.0 SCe 12V de três cilindros traz duplo comando de válvulas variável na admissão e no escape. Todo em alumínio, é 20 kg mais leve que o seu antecessor. Já o 1.6 SCe 16V de quatro cilindros traz duplo comando de válvulas variável na admissão, injetores posicionados no cabeçote. Também em alumínio, é 30 kg mais leve.

Novo Renault Sandero 2017 - motor

Os modelos do Sandero 2017 com o motor 1.6 SCe trazem ainda o sistema Stop&Start, que desliga o automóvel automaticamente em semáforo ou outras paradas. Este sistema garante uma economia de até 5% de combustível. Os modelos equipados com o câmbio automatizado Easy’R agora passam a oferecer controle de estabilidade (ESP) e assistente de partida em rampas (HSA).

Novo Renault Sandero 2017

O novo motor 1.0 SCe deixa Sandero até 19% mais econômico. Com o 1.6 SCe, a economia chega até 21%. O hatch equipado com os novos motores e câmbio manual recebeu nova A do INMETRO, no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV).

Novo Renault Sandero 2017 - interior

Outra novidade nos Sandero 1.0 SCe e 1.6 SCe é o sistema ESM (Energy Smart Management) de regeneração de energia. O funcionamento é simples: durante a desaceleração do carro, quando o motorista retira o pé do acelerador, o motor continua girando sem consumir combustível. Nesse momento, o alternador automaticamente passa a recuperar energia e enviá-la para a bateria, que aumenta sua carga sem consumo de combustível. Durante a aceleração, o alternador não precisa “roubar” energia do motor para enviar à bateria, já que houve a carga na desaceleração. Esse sistema garante um consumo até 2% menor.

Novo Renault Sandero 2017 - interior - espaço traseiro

Há ainda a adoção da direção eletro-hidráulica. Para o motorista, isso representa uma direção mais leve e um menor esforço na hora de realizar manobras. A direção com esforço variável se ajusta de acordo com a velocidade, ficando mais pesada em altas velocidades e proporcionando maior segurança. Como nesse sistema a bomba da direção passa a ser acionada por um motor elétrico à parte, e não pelo motor do carro, evita-se a perda de potência e se reduz em até 3% o consumo de combustível.

Novo Renault Sandero 2017 - interior - espaço dianteiro

O sistema Stop&Start, exclusivo do motor 1.6 SCe do Sandero, desliga o motor automaticamente quando o veículo para em semáforo/congestionamento. E religa automaticamente quando o motorista começa a pressionar o pedal da embreagem, economizando até 5% de combustível. O sistema pode ser ativado/desativado conforme a necessidade do motorista por meio de um botão à esquerda do volante.

Para potencializar o comportamento econômico, os modelos equipados com o Media NAV 2.0 trazem as funções Eco-Coaching, que avalia a condução do motorista ao final de um percurso, levando em conta o momento certo para a troca de marchas, a regularidade da velocidade, o consumo e a quilometragem percorrida; e o Eco-Scoring, que orienta o condutor para dirigir de modo mais econômico.

Com os novos motores 1.0 SCe e 1.6 SCe, o Sandero 2017, segundo o Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV), tem os seguintes dados de consumo. Sandero 1.0: consumo em estrada com gasolina: 14 km/l. Com o motor 1.6, o hatch atinge a marca de 12,8 km/l, com gasolina.

Renault Sandero 1.0 SCe - desempenho

O 1.0 SCe é o único 1.0 do mercado com dois comandos de válvulas variáveis, na admissão e no escape. Nesse sistema, o variador de fase é posicionado no eixo comando, e atua fazendo a leitura eletrônica da rotação do motor, variando em função disso a posição do eixo comando em uma faixa ampla. Com isso, as características do motor são modificadas, garantindo o bom desempenho em diferentes regimes de rotação e redução do consumo de combustível.

Novo Renault Sandero 2017

O 1.0 SCe oferece 90% do torque máximo (10,5 kgfm) já a 2.000 rpm graças ao duplo comando de válvulas variável, um número 15% superior ao do antigo 1.0. Na prática, esses números garantem um carro com maior agilidade, segurança e prazer ao dirigir. Para os motoristas que utilizam o carro em estrada, o motor 1.0 SCe oferece mais segurança nas ultrapassagens, já que as retomadas são até 6% mais rápidas (80 a 120 km/h em 14,1 seg). Além disso, a aceleração de 0 a 100km/h está 8% melhor, com a marca de 13,0 s (etanol).

Novo Renault Sandero 2017

O 1.0 SCe é ainda mais potente que o seu antecessor. O motor gera 82 cv de potência quando abastecido com etanol e 79 cv com gasolina – 2 cv a mais que o antigo quatro cilindros, seja com qual for o combustível.

Novo Renault Sandero 2017

Outra evolução é a utilização de corrente de distribuição no lugar de correia, que dispensa a troca e garante baixo custo de manutenção.

Renault Sandero 1.6 SCe - desempenho

O motor 1.6 SCe oferece potência máxima de 118 cv, com etanol. Com gasolina, a potência é de 115 cv, um aumento de 17,3% sobre o modelo anterior. O torque também é maior no novo motor: 16,0 kgfm, seja com gasolina ou etanol.

Novo Renault Sandero 2017 1.6 Stepway

O duplo comandos de válvulas variável na admissão garante maior torque desde as baixas rotações e também proporciona maior prazer ao dirigir. Os números de performance:: O Sandero 1.6 acelera de 0 a 100 km/h em 10,3 segundos (ganho de 3,7s em relação ao antigo motor). A retomada de 60 – 100km/h está quase 4 segundos mais ágil (9,2s).

Novo Renault Sandero 2017 1.6 Stepway - interior

Sandero 1.6 equipados com o câmbio automatizado Easy’R passam a oferecer controle eletrônico de estabilidade (ESP) e assistente de arrancada em subidas (HSA), que é acionado quando o carro se encontra em uma inclinação superior a 3°. As duas tecnologias garantem maior segurança e prazer ao dirigir.

Novo Renault Sandero 2017

Assim como o 1.0 SCe, o novo 1.6 SCe utiliza corrente de distribuição no lugar de correia, que dispensa a troca. Traz ainda sistema de acessórios com acionamento através de correia elástica (sem polia tensora), que garante baixo custo de manutenção.

Vídeo - Renault Sandero 2017




Tabela de preços

Com os novos motores 1.0 SCe e 1.6 SCe, a gama de Sandero fica desta maneira:
  • Authentique 1.0 12V - R$ 42.400 reais
  • Expression 1.0 12V - R$ 44.950 reais
  • Expression 1.6 16V - R$ 49.770 reais
  • Expression 1.6 16V Easy’R - R$ 54.420
  • Dynamique 1.6 16V - R$ 53.500 reais
  • Dynamique 1.6 16V Easy’R - R$ 58.550 reais
  • Stepway 1.6 16V - R$ 59.720 reais
  • Stepway 1.6 16V Easy’R R$ 63.070 reais
  • GT Line 1.6 16V
  • R.S. 2.0
PÓS-VENDAS

Novo Renault Sandero 2017

O Sandero 2017 têm garantia de fábrica de 3 anos ou 100 mil quilômetros rodados, prevalecendo o que ocorrer primeiro. O plano de manutenção do modelo prevê revisões periódicas a serem feitas em intervalos de 10.000 quilômetros ou a cada ano de uso.

Renault Sandero Vibe

Outra novidade do Sandero 2017 é a série limitada Vibe. Limitada a 9.500 unidades, começa a ser vendida agora com o novo motor 1.0 SCe de três cilindros

Renault Sandero Vibe

Por fora, o Sandero Vibe se destaca visualmente do restante da linha Sandero pelas rodas em alumínio aro 15 na cor Dark Mettalic, pelos retrovisores elétricos com repetidores também na cor Dark Mettalic, pelos faróis dianteiros com contornos em preto e pelos faróis traseiros com lanternas brancas.

Renault Sandero Vibe

Por dentro, além dos bancos exclusivos, a versão Vibe vem com alto-falantes com sistema de LED e as saídas de ar possuem acabamento na cor azul e apresenta a serigrafia Vibe escrita no volante.

Renault Sandero Vibe - interior

Com o novo motor 1.0 SCe de três cilindros, o consumo do Sandero é até 19% menor em comparação com a motorização anterior, sendo um dos carros mais econômicos em sua categoria. O modelo recebe nota “A” no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular, do Conpet.

Renault Sandero Vibe - interior

De série, já vem equipado com ar-condicionado, direção eletro-hidráulica, vidros dianteiros, retrovisores e travas elétricos, computador de bordo multifunções, indicador de troca de marchas, sensor de estacionamento e sistema multimídia Media NAV Evolution com tela touchscreen de 7” polegadas, navegação GPS, rádio, conexão Bluetooth, USB e as funções EcoCoaching e EcoScoring.

Renault Sandero Vibe 2017

Com base na versão Expression 1.0, o Sandero Vibe tem o preço sugerido de R$ 47.100 e traz todo equipamento adicional aqui apresentado por apenas R$ 850 a mais em relação a versão de base. Estes equipamentos têm valor percebido de R$ 1.975, ou seja, a série especial apresenta R$ 1.125 (2,3%) em vantagem cliente.

Postagens relacionadas:

18 comentários:

  1. "O 1.0 SCe é o único 1.0 do mercado com dois comandos de válvulas variáveis, na admissão e no escape." Esqueceu do Ford Ka?

    ResponderExcluir
  2. As médias desse motor 1.0 3 cilindros são absolutamente desinteressantes. Apenas 14 km/L de gasolina na estrada ? O UP! faz mais do que isso na cidade, se comparado com o 208 são nada menos que 3 km/l de diferença, essas médias são as mesmas de motores 4 cilindros, o desempenho tímido, maior custo para manter um motor novo, não vi nenhuma vantagem nesse conjunto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este é praticamento o mesmo consumo do VW Gol.
      Tudo bem não gostar do carro, mas tentar desqualificar a proposta com comparações superficiais?! é fogo... fala da qualidade de construção, tecnologia ou outras coisas. mas se for pegar só pelo consumo, teria que derrubar gol, hb20, onix...

      Excluir
    2. Eu me ative exclusivamente ao motor , pois essa é a única novidade que o carro trás. Não são comparações superficiais, são constatações práticas e objetivas, estas estão acima de paixões. Vem você me falar de construção deste carro ? 0 estrelas sem air bag e insignificantes 3 estrelas com air bag, o UP! FOI 5 ESTRELAS. Tecnologia ? se fosse tecnológico teria um uma eficiência condizente com os atuais motores, vamos ser mais críticos.

      Excluir
    3. Ops! é obvio que o consumo está errado! Será que ninguem percebe não? Ou alguem acha que 12,8km/L em estrada é algo bom pra um 1.6 moderno?? 14km/L um uno mille da década de 90 fazia brincando isso!

      è claro que está errado esses números, ou melhor o termo "estrada" , o correto seria "cidade" !

      Excluir
    4. Eu falei de q? me mostre onde defendo alguma coisa desse carro??
      Apenas problematizei a tua forma de criticar o mesmo (comparando ele com up!). O fato de eu não fazer defesa de modelo\marca alguma e você insistir na defesa louca do up! mostra quem precisa romper com algumas alienações.

      Usar uma postagem sobre qualquer marca como forma de propagandear o up! é oq mais tem por aqui... e não me parece nada crítico esta posição.

      Quer comparar o up?! compara com o mobi que veio para disputar com ele... mas daí vc vai querer utilizar pouca objetividade né?! pq se for avaliar acabamento, preço, consumo e vendas o mobi tá bem na frente né?!

      Excluir
  3. Só para deixar registrado, mas o Astra que é dito beberrão faz uma média de 12,5 km/l de gasolina na estrada, sendo uma concepção da década de 80, como que um motor dito moderno consegue apenas 12,8 km/l ( versão 1.6 )

    Somente eu que achei beberrão ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente os motores são melhores que os antigos da Renault, mas quando comparados à concorrência atual, ficam devendo.
      Vamos aguardar os testes e atualização do Inmetro

      Excluir
  4. ESP só na versao automatizada EASY-tranco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os dados desse programa de etiquetagem nunca batem com a real, veja o up! , dizem que faz 15 e na pratica chega ate 20

      Excluir
  5. a versao com melhor custo x beneficio e a expression 1.6

    ResponderExcluir
  6. Então pelo texto da pra entender que o novo 1.0 é mais rápido no 0 a 100 que o antigo 1.6. É isso?

    ResponderExcluir
  7. Já existe algum prazo p/ alguma versão c/ CVT igual aos carros da Nissan ??

    ResponderExcluir
  8. muda esses volantes, dona RENAULT.. ridículo!

    ResponderExcluir
  9. Aqui em curitiba ta sendo anunciado o 2017 completo com esse novo motor por 37990. Otimo cxb

    ResponderExcluir
  10. Aqui em curitiba ta sendo anunciado o 2017 completo com esse novo motor por 37990. Otimo cxb

    ResponderExcluir
  11. Um carro robusto, espaçoso e gostoso de dirigir. Com esse novo motor e direção elétrica ficou ainda melhor.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.