Car.blog.br

Pesquisar este blog

Mais um acidente reportado com Tesla autônomo nos EUA

Categorias: , , , 11 Comentários

Um dia depois de a Agência Nacional de Segurança Viária dos EUA (NHTSA) reportar um acidente fatal com um Tesla Model S, o jornal Detroit Free Press relata que um outro acidente com um carro da Tesla, desta vez um SUV model X, operando em condução semi-autônoma.

Tesla Model X

Segundo a publicação, o Tesla Model X estava em condução autônoma em uma estrada do estado norte-americano da Pennsylvania, quando bateu e capotou, mas desta vez não verificou-se vítimas fatais.

Tesla Model X

Segundo o relato da policia rodoviária da Pennsylvania, o Tesla Model X estava viajando em condução autônoma, quando bateu em um guard-rail no lado direito da pista, posteriormente atravessou as vias e foi colidir com um muro de concreto. Posteriormente o carro capotou e parou na pista do outro lado.

Tesla Model X

O relatório policial ainda não é conclusivo, mas afirma que o tipo de via no qual ocorreu o acidente deixa pouca margem para erros do motorista, mas também informou que "não há provas suficientes para indicar que o sistema Autopilot de Tesla funcionou mal."

Fonte: Detroit Free Press

Postagens relacionadas:

11 comentários:

  1. A tecnologia ajuda a condução, mas parece que o pessoal quer andar de passageiro, aí não tem como evitar esses acidentes.

    ResponderExcluir
  2. Diz-se também que o local do acidente a pista é bastante apertada e sem margem de erro e que por enquanto não tem nenhuma evidência do mal funcionamento do sistema, nada impede que seja como o caso de outro acidente de um tesla X que o motorista culpou o sistema por ter batido em uma loja porém a telemetria mostrou que o motorista estava com o acelerador a 100%, autopilot não está acima das vontades do motorista, cara fica lá vendo a lua com a mão no volante, dá um espirro, se ajeita no banco nada impede dele virar o volante e ele bater no guard rail.
    Se fosse alguma falha considerável no sistema a NHTSA já teria emitido comunicado recomendando a não utilização do sistema até investigação, como não o fez é porque tudo está em ordem, vamos ver a tesla logo manda a real.rsrs só clicar o computador nele.rs

    ResponderExcluir
  3. Na minha opinião, esses consumidores estão servindo de cobaias para essa empresa sem tradição no ramo automotivo!!.... Quase igual as industrias farmacêuticas fazem testando remédios nos africanos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora fudeo, tem que ser uma empresa de 200 anos pra fazer carros de verdade? Vc ta e muito desinformado quanto a revoluçao que a Tesla causou e vem causando nesses ultimos tempos

      Excluir
  4. A vw é essa tesla estão em uma urucubaca braba

    ResponderExcluir
  5. Jamais uma empresa ousaria usar o consumidor americano como cobaia! O custo do seguro da vida de um cidadão americano é de longe o mais caro do planeta.

    Não acho absurda a ideia de a indústria utilizar o consumidor como cobaia, mas no caso dos valores financeiros em risco, o cidadão americano seria o último da fila.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sou americano e aceito ser cobaia. Pede pra ele me enviar em um modelo X eu fico aqui testando de graça.

      Excluir
  6. SEMI-autonomo não é autônomo, tem que corrigir o titulo da reportagem

    ResponderExcluir
  7. A ganância dessas corporações é tanta que eu acredito que os testes que a Testa e demais empresas fizeram não foi suficiente para capacitar o sistema autônomo/semi-autônomo. Querem divulgar logo a tecnologia e encher o bolso de capital, no meu ponto de vista. A Gigante das Buscas é que parece estar no verdadeiro caminho de realizar o sonho de muitos motoristas que querem andar no banco do passageiro. Não nos precipitemos em querer desfrutar dessa impressionante tecnologia e tenhamos conhecimento de que somos a máquina mais inteligente que há.

    ResponderExcluir
  8. Agora qualquer acidente com um carro da Tesla vai ser esse auê. A verdade é que já houveram vários acidentes, mas após ocorrer o primeiro fatal ganhou essa proporção.

    ResponderExcluir
  9. O Tesla não é 100% autônomo. Inclusive a empresa diz aos motoristas para manterem suas mãos no volante. O motorista continua sendo responsável pela condução sim. No mais, estatisticamente (procurem os dados se já não viram), se baseando no número de acidentes por milhas rodadas, a proporção de acidentes com Teslas com algum tipo de ajuda eletrônica de condução é bem inferior a de acidentes com carros comuns.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.