Car.blog.br

Pesquisar este blog

Ford Fiesta: 40 anos e 18 milhões de unidades produzidas

Categorias: , , 8 Comentários

A Ford está comemorando os 40 anos e a produção de cerca de 18 milhões de unidades, que deve ser alcançada este ano, em âmbito mundial, do seu modelo compacto Fiesta.

Ford Fiesta: 40 anos e 18 milhões de unidades produzidas

O Ford Fiesta é um carro compacto familiar que é vendido na Europa, Brasil, EUA e em outros mercados. O modelo apareceu pela primeira vez na Europa, no começo dos anos 70, como resposta à crise do petróleo, e se tornou um dos modelos mais vendidos do mundo.

Novo Ford Fiesta 2017

O Fiesta foi objeto de constantes renovações e teve uma série de versões esportivas, como o XR2, RS 1800 e ST200. O vídeo a seguir mostra as gerações do Fiesta.



Brasil

No Brasil, o hatch chegou em 1995 e vendeu cerca de 1,8 milhão de unidades até agora. A produção local começou na fábrica da Ford em São Bernardo do Campo, SP, em 1996. De 2002 a 2012, teve a montagem transferida para Camaçari, na Bahia, e voltou para o ABC paulista em 2013.

Novo Ford Fiesta 2017

No modelo atual, New Fiesta, ele conta, na versão topo, com 7 airbags, direção elétrica, controle eletrônico de estabilidade e tração, sistema de conectividade SYNC e o motor turbo 1.0 EcoBoost, de 125 cv.

Histórico das gerações

Primeira geração (1976-1983)

Ford Fiesta Primeira geração (1976-1983)

O primeiro Fiesta foi produzido na Alemanha, com três portas e duas opções de motores, 1.0 e 1.1. No mesmo ano, começou a ser produzido na Espanha e, em 1977, também na Inglaterra. Em 1977, introduziu o motor 1.3, nas versões S e Ghia. Em 1979, atingiu 1 milhão de unidades. Em 1981, lançou o esportivo XR2 com motor 1.6, o primeiro a atingir 160 km/h. Em 1982, comemorou seis anos de liderança nos mercados britânico e alemão.

Segunda geração (1983-1989)

Ford Fiesta Segunda geração (1983-1989)

A segunda geração, também chamada MkII, trouxe frente e interior renovados e novos motores, incluindo um 1.6 diesel. Em 1984, comemorou a produção de 3 milhões de unidades e lançou o novo esportivo XR2 1.6. Em 1986, introduziu o motor 1.4 a gasolina e, no ano seguinte, a transmissão continuamente variável CTX.

Terceira geração (1989-1995)

Ford Fiesta Terceira geração (1989-1995)

O Fiesta MkIII trouxe carroceria com largura, comprimento e entre-eixos maior. Também passou a oferecer pela primeira vez uma versão cinco portas, além da de três, e foi o primeiro carro na Europa com ABS. Em 1989, o esportivo Fiesta XR2i ganhou motor 1.6 com injeção eletrônica de 112 cv. No ano seguinte, veio o Fiesta RS Turbo de 135 cv. Em 1991, lançou a versão van Courier. Em 1992, foi a vez do Fiesta RS 1800, com motor 1.8 aspirado de 130 cv. Em 1995 chegou ao mercado brasileiro, importado da Espanha, com motor 1.3.

Quarta geração (1996-2002)

Quarta geração (1996-2002)

Com formas aerodinâmicas arredondadas e grade oval, foi o primeiro Fiesta fabricado no Brasil, em São Bernardo do Campo (SP), com as opções de motores Endura 1.0 e 1.3 e Zetec 1.4. Depois, teve a frente reestilizada e ganhou os novos motores nacionais 1.0 e 1.6 Zetec Rocam, além do modelo sedã importado do México.

Quinta geração (2002-2014)

Quinta geração (2002-2014)

Com desenho atualizado e mais robusto, foi lançado no Brasil quase simultaneamente com a Europa, com uma frente exclusiva. Produzido em Camaçari, na Bahia, com os motores Zetec Rocam 1.0 e 1.6, o primeiro também com compressor, na versão Supercharger. O esportivo Fiesta ST, com carroceria de duas portas e motor 2.0 de 150 cv, foi lançado na Europa em 2005.

Sexta geração (2008-atual)

Sexta geração (2008-atual)

Lançada no exterior em 2008, a sexta geração do Fiesta chegou ao Brasil em 2011, importado do México. Em 2013, o hatch começou a ser produzido na fábrica de São Bernardo do Campo. As opções de motores incluem o Sigma 1.6 e o novo turbo 1.0 EcoBoost, ambos de 125 cv, com opção de transmissão manual e automatizada de dupla embreagem. Foi o compacto mais vendido do mundo em 2012 e 2013. O esportivo Fiesta ST, lançado na Europa em 2013 com motor 1.6 EcoBoost de 182 cv, foi seguido em 2016 pelo Fiesta ST200, com motor recalibrado para gerar 200 cv, o mais potente já produzido na linha.

Postagens relacionadas:

8 comentários:

  1. É do conhecimento de todos que o Fiesta é o compacto mais vendido do planeta.
    Mas a Ford que não se cuide, porque o Polo vem de 3 anos consecutivos na liderança e nesse ritmo alcança o líder num estalar de olhos ...

    ResponderExcluir
  2. O Fiesta é uma exceção no mercado brasileiro, um carro compacto que possui dois itens fundamentais de segurança que todos os carros deveriam ter, inclusive os mais baratos, Controle Eletrônico de Estabilidade e os airbags laterais e de cortina. É uma pena que não oferecem o câmbio manual na versão Titanium.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ofereceram câmbio manual na titanium até 2014, carro muito bom com câmbio manual! Pena que o com powershift não preste...

      Excluir
    2. Só uma correção. Câmbio manual foi oferecido na versão titanium até o modelo 2016. Apesar de terem retirado ele do site da Ford o mesmo ainda era vendido. Modelo 2017 não sei se ainda é oferecido nessas condições.

      Excluir
    3. Tenho um Titanium 2014 manual. O carro é realmente excelente

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  3. New Fiesta 2013/2014 1.6SE MT, tenho um. Gosto do carro, seguro, estavel, relativamente economico, potencia q me atende, bonito.O que realmente pega é qualidade construtiva principalmente no que diz respeito a montagem e a competencia tecnica da css para resolver qualquer problema rapidamente.Mas não deixa de ser um bom carro.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.