Car.blog.br

Pesquisar este blog

Fiat Chrysler fica no zero na América Latina - 2º trimestre

Categorias: , , 18 Comentários

A Fiat Chrysler (FCA) divulgou hoje seus resultados financeiros relativos ao segundo trimestre de 2016, os quais mostram que sua operação na América Latina ficou no zero - nem lucro e nem prejuízo, o que é uma avanço em relação ao trimestre anterior, quando teve prejuízo de €79 milhões de Euros.

Fiat Chrysler Mobi Brasil

Em relação às condições de mercado, a FCA informa que a industria automotiva na América Latina caiu 12%, enquanto no Brasil a retração foi de 22%, mas mesmo assim a marca manteve a posição de liderança no Brasil com market share de 17.8% (somando Fiat e Jeep). A Argentina apresenta números positivos: sua indústria automotiva cresceu 12% em 2016.

Fiat Chrysler Jeep Renegade

As vendas totais no Brasil cairam 29 mil unidades (-25%) no Brasil, e cresceram 1 mil unidades (+8%) na Argentina. A receita líquida da FCA na América Latina caiu 9% em decorrência da menor venda, mas o resultado não foi tão ruim em função de a marca oferecer um mix de produtos mais caros (Fiat Toro e Jeep Renegade).

Fiat Chrysler Toro

A FCA ressalta que o Jeep Renegade e a Fiat Toro respondem por 23,8% e 76,0%, respectivamente, de seus segmentos. Esses dois produtos, de preços mais elevados, contribuíram para a FCA registrar uma melhora de preço líquido de vendas, algo importante para zerar o prejuízo do trimestre anterior.

Evolução da participação de mercado da FCA - Brasil e Argentina

A marca teve um aumento de custos industriais, mas atribui isso aos custos de lançamento de produtos, como Mobi e Fiat Toro, e que não vão se repetir em trimestres subsequentes.

Âmbito Global

Em âmbito global, a Fiat Chrysler Automobiles registrou EBIT ajustado (resultado antes de impostos e juros) de € 1,6 bilhão, 16% superior ao do mesmo período do ano anterior, com margem de 5,8%. O lucro líquido nos três meses encerrados em junho foi de € 300 milhões, crescimento de 25%, parcialmente ofuscado pelos custos de recall do sistema de airbag da Takata. Contribuíram para esse resultado a melhoria das margens em todas as regiões, que praticamente dobrou em EMEA (Europa, Oriente Médio e África). LATAM (América Latina, exceto México) evoluiu para “break-even” (zero a zero).

Alfa Romeo Giulia

As vendas consolidadas em todo o mundo totalizaram 1,175 milhão de unidades, queda de 1% puxada por APAC (Ásia-Pacífico) devido à transição para produção local de Jeep na China. As vendas globais combinadas (incluindo joint ventures) foram de 1,233 milhão de unidades, crescimento de 1%, com o crescimento em EMEA mais do que compensando a queda em LATAM.

O market share da FCA aumentou nos Estados Unidos para 12,7% e na Europa para 6,8%. O grupo continua líder no Brasil, com 17,8% do mercado local. As vendas globais de Jeep cresceram 16%, com elevação em todas as regiões.

O endividamento industrial líquido foi reduzido em € 1,1 bilhão na comparação com março de 2016 devido a forte geração de caixa nas operações.

A agência de avaliação de risco Moody’s elevou a nota de crédito corporativo da FCA para “Ba3” de “B1” e a nota para bônus emitidos ou garantidos pela FCA para “B2” de “B1” com tendência de “estável”.

Devido ao desempenho operacional no primeiro semestre, o grupo elevou suas previsões para o ano:

- Faturamento líquido superior a € 112 bilhões;
- EBIT ajustado elevado para acima de € 5,5 bilhões;
- Lucro líquido ajustado para acima de € 2 bilhões;
- Confirmada dívida industrial líquida menor que € 5 bilhões.

Fonte: FCA RI

Postagens relacionadas:

18 comentários:

  1. O mais impressionante é que o Mobi continua a frente do VW UP! e o Mobi está tb a menos de 100 unidades de ultrapassar o VW Fox

    Como pode isso? A Volks tem apenas 1 carro no top 13 de vendas no Brasil - Que é o Gol. O Fox está em 13ª mas está correndo o risco de ser ultrapassado pelo Mobi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Volkswagen tá pouco se lixando pro mercado interno as vendas Brasil baixaram ela começou a exportar pra América latina inteira e se piorar é capaz de exportar até pra América Central

      Excluir
    2. TEm gente que parece que não pensa.
      Será que marca de carro agora é que nem time de futebol? Torcida cega por uma marca de carros?
      Quer dizer então que um fabricante de automóveis não liga se vender menos carros?
      Venda é venda não importa onde e pra quem.Se a VW quiser ser a maioral tem que vender.

      Outra coisa, O UP perder para o Mobi é triste viu, o UP aparentemente é bem melhor(digo aparentemente pq não conheço o Mobi pessoalmente) e caso se concretize mesmo isso será uma pena.
      VW diminui a ganância, segura um pouco os aumentos do UP.
      Se com "motorzim" o Mobi já faz isso imagina quando vir o motor novo? E quando vier o teste do LNCAP? Se ele for bem, aí o UP fica mesmo chupando dedo.

      Excluir
    3. Você tem toda razão existem fanaticos por vw e os que gostam de carros em geral... Sou do segundo time.

      Excluir
    4. E vai continuar na frente. Se duvidar passa o gol também.

      Excluir
    5. O Mobi ta vendendo 100 unidades a mais que o Up, mas este custa em media R$ 10 mil a mais que o Mobi..O Gol deixou o Palio pra tras e o Uno despencou la pra baixo.

      Excluir
    6. Tem que vender para se ter lucro. Vender por vender é prejuízo. Em termos de estratégia empresarial a VW é a que está melhor.

      Excluir
    7. Sei não... tanto VW quanto FIAT erraram nos sub compactos... VW queria vender 12000/mês, FIA queria vender 9000/mês.
      As duas estão bem longe de alcançar as metas.

      Excluir
  2. Mais também Com um carro desse que esta na primeira foto lá em cima da matéria ........

    ResponderExcluir
  3. Mais também Com um carro desse que esta na primeira foto lá em cima da matéria ........

    ResponderExcluir
  4. Isso mostra que brasileiro continua burro!!!!

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  6. Engraçado é saber que a maioria das montadoras estão no vermelho no Brasil

    ResponderExcluir
  7. Função desse blog: Falar mal da FCA e enaltecer a VW e o UP!

    Só não publicou ainda a materia sobre o MOBI ultrapassando o Up! sem nem mandar lembranças. :P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Da mesma forma que nao publicou que o Gol deixou o Palio la pra tras..

      Excluir
    2. Mas esse blog é o "Blog do Up!" é diferente.. hahaha.. O MOBI é o grande competidor do Up!, chamando de "Up! killer"..

      Gol e Palio já deixaram de ser protagonistas a muito tempo e andam trocando de posição já faz alguns anos.. Who fucking cares??

      Excluir
    3. Up Killer aonde?cada comparativo que o Mobi teve com o Up,ele perdeu e perdeu feio,perde em mecânica,segurança,espaço,conforto,tudo,e a Fiat cara de pau ainda copiou a tampa de vidro do up vendido na Europa,o Celta que era uma cadeira elétrica quando saiu de linha vendia 2000 Carros por mês,normal que carroças como o mobi vendam bem no Brasil em que a maioria das pessoas não sabem comprar carros.

      Excluir
  8. E mais barato manter um Mobi que uma Belina cht, não que os cht sejam ruins, pelo contrario,mas manutenção fácil e barata em carros nessa faixa de preço contam muito na compra.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.