Car.blog.br

Pesquisar este blog

Carros autônomos estão envolvidos acidentes nos EUA

Categorias: , 2 Comentários

O Google revelou que seus carros de auto-condução se envolveram em 11 acidentes de trânsito de pequena gravidade, desde que a empresa começou a testar a tecnologia há seis anos.


A empresa divulgou o número após a Associated Press relatar que o Google havia notificado Califórnia de três colisões envolvendo seus carros autônomos desde setembro, quando notificar as autoridades de trânsito sobre acidentes com carros autônomos se tornou uma exigência legal, como parte do processo de autorização para testes em estradas públicas.

O diretor do projeto do carro de auto-condução do Google disse que todos os 11 acidentes foram sem gravidade, com pequenos danos e nenhum ferimento, e aconteceram em de 1,7 milhão milhas de testes, incluindo quase 1 milhão de milhas em modo de auto-condução.

Além disso, afirmou que em nenhum dos casos o carro de auto-condução foi o causador do acidente. Em todos os casos, o fator foi erro humano e desatenção.

Esses é um dos fatores que fez com que o Google mudasse seus objetivos com o carro de autocondução. Agora, o objetivo final da empresa é um carro sem volante ou pedais. Isso impede que uma pessoa assuma o comando do carro e o faça perder o controle.

Detalhamento

Segundo o Google, dos 11 acidentes, sete vezes foram batidas na traseira, frequentemente quando estava parado. Em outras colisões, os carros foram atingidos na lateral. Oito de 11 colisões aconteceram em vias urbanas.

Carros autônomos evitaram acidentes

O Google também relatou situações em que seus carros autônomos evitaram bater em outros carros ou ciclistas, enquanto estes estavam andando próximos das ruas do escritório do Google no Vale do Silício.

Carros autônomos x carros convencionais

A estatística do Google de 11 acidentes em 1.7 milhão de milhas dá um total de 0.6 acidente por 100.000 milhas. Isso é o dobro do número de 0.3 acidente por 100.000 milhas do trânsito convencionais. O Google, porém, ressalta que na estatística de 0.3 / 100.000 dos carros convencionais estão omitidas milhões de ocorrências que não são reportadas às autoridades.

Segundo executivos do Google, mesmo com seus carros dispondo de softwares e sensores capazes de detectar uma situação de perigo e agir mais rápido que um piloto humano, em algumas vezes não são capazes de superar a realidade de trânsito. Em muitas situações, seus carros são atingidos quando estão esperando uma mudança do semáforo.

Delphi

A Delphi Automotive, fornecedora de auto-peças, também está testando sua tecnologia de condução autônoma nos EUA, com um Audi SQ5 2014. O modelo sofreu um acidente em outubro, mas também neste caso a culpa não foi o carro de condução autônoma.


No caso do carro da Delphi, o seu Audi SQ5 2014 foi moderadamente danificado quando foi abalroado por outro carro enquanto espera para fazer uma curva à esquerda. O carro de Delphi não estava no modo de auto-condução no momento.

Postagens relacionadas:

2 comentários:

  1. Será que estes carros darão conta do recado? Será possível termos ônibus e caminhões totalmente autônomos produzidos em escala. A profissão de motorista estaria comprometida dentro dos próximos 20 anos? Na maior parte do mundo não, pois em muitos lugares os veículos de tração animal ainda circulam.

    ResponderExcluir
  2. Como será que os carros autônomos vão se comportar aqui no Brasilis com nossas estradas estilo Suíças (queijo)

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.