Car.blog.br

Pesquisar este blog

Peugeot e Citroen registram lucro operacional em 2014

Categorias: , , , 2 Comentários

O conglomerado francês PSA, controlador das marcas Peugeot e Citroen, registro em 2014 o seu primeiro lucro operacional depois de três anos no prejuízo.


A divisão de automóveis da PSA anotou lucro operacional de € 63 milhões de Euros - um avanço importante em relação ao prejuízo operacional de € 1,04 bilhão em 2013. O resultado líquido (após pagamento de impostos e dívidas) ainda está negativo, mas foi reduzido para € 555 milhões em 2015 (€ 2,23 bilhões em 2013).


A receita líquida do Grupo PSA em 2014 foi de to € 53.6 bilhões de Euros, mas a receita da divisão automotiva caiu 0,9% para € 36.1 bilhões de Euros, em função de quedas de receitas em decorrência de desvalorização de moedas frente ao Euro.


O resultado positivo se reflete na valorização de 32% nas ações da PSA em Bolsa de Valores apenas em 2015, e também pelas boas perspectivas com a recuperação do mercado europeu - que responde por 60% das vendas globais.

Perspectivas para 2015

Segundo a PSA, a demanda por seus carros deve cair 30% este ano na Rússia e 10% na América Latina.


Na China, a Peugeot-Citroen espera crescimento de vendas de 7%, e de 1% na Europa.


A PSA já vende mais carros na China que em seu país sede, a França, e aposta em expansão adicional na região, sobretudo em decorrência de sua parceria com a Dongfeng, com a qual pretende atingir a venda de 1.5 milhão de veículos na China em 2020.

Postagens relacionadas:

2 comentários:

  1. A situação continua calamitosa. Ou os chineses aumentam a participação na empresa ou é melhor ser vendida. Uma pena, porque gosto da Peugeot, mas não tem caixa pra desenvolver produtos e concorrer com pesos-pesados como Toyota ou VW.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já que vc saiu da caverna agora, vou te atualizar: o novo Peugeot 308 foi carro do ano 2014 na Europa.

      Excluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.