Car.blog.br

Pesquisar este blog

Carros e marcas mais vendidos - EUA / 2013

Categorias: , , , , , 34 Comentários

As vendas de automóveis em novembro de 2013 nos EUA foram impulsionadas pela Black Friday, sendo que neste ano de 2013 o mercado americano consumiu o maior volume de automóveis desde 2004. Até novembro já foram comercializados 14.224.263 automóveis e comerciais leves nos EUA, uma alta de 8,3% sobre o mesmo período de 2012.

Ford Fusion - entre os dez mais vendidos nos EUA em 2013

A Ford vendeu em novembro 182.978 veículos com uma participação de mercado de 14,7%, uma queda de 0,6 pontos sobre outubro. No ano, a Ford vendeu 2.194.934 nos EUA, com participação de 15,4%, um aumento de 0,5 pontos desde o exercício de 2012. O Ford F-Series foi o modelo mais vendido, enquanto o Fusion entrou no top ten (em 9º), deixando o Escape em 11º.

Toyota Camry - carro mais vendido nos EUA

A Toyota ultrapassou a Chevrolet e vendeu 147.465 veículos com 11,9% de participação, um aumento de 0,2% sobre outubro. No ano, a Toyota permanece em terceiro, com 1.739.111 vendas e 12,2% de mercado - mesmo número de 2012. A Toyota é o rainha entre os automóveis, já que o Camry é o modelo mais vendido e em terceiro lugar nas vendas totais.

Chevrolet Silverado

A Chevrolet ficou em terceiro não muito longe de Toyota com 145.089 unidades e uma participação de 11,7%, uma queda de 1,2 pontos em relação ao mês anterior. No acumulado a Chevrolet ficou tem 1.793.632 carros vendidos e 12,6% de participação, queda de 0,2 pontos sobre 2012. O modelo mais vendido da marca é o Silverado - segundo mais vendido dos EUA.

Honda Civic - modelo mais vendido da Honda nos EUA

A Honda é a quarta marca mais vendida, com 101.948 veículos com 8,2% de mercado, uma queda de 0,1 pontos em outubro. No acumulado as vendas foram 1.240.372 unidades - participação de 8,7%, estável em relação ano passado. Civic foi o melhor do ranking, na 6ª colocação.

Nissan Altima - modelo mais vendido da Nissan nos EUA

A Nissan em quinto vendeu 93.376 unidades com a quota em 7,5%, um aumento de 0,7 pontos em relação ao mês anterior. No ano suas vendas foram 1.035.439 unidades, com uma quota de 7,3%, um aumento de 0,2 pontos sobre 2012. O modelo mais vendido foi novamente o Altima - que avançou para sétima colocação geral.

Elantra - carro mais vendido da Hyundai nos EUA

A Hyundai na 6ª posição vendeu 56.005 veículos em novembro de 2013, com quota de 4,5%, um aumento de 0,1 pontos em relação ao mês anterior. No acumulado já são 657.778 vendidos, com quota de 4,6%, uma queda de 0,3 pontos sobre 2012. Seu modelo mais vendido é o 15º no ranking dos EUA - Elantra.


A Jeep surpreendeu ao aparecer na 7ª colocação entre as 10 mais, com 45.415 carros vendidos e participação de 3,7%, um aumento de 0,7 pontos em outubro. No acumulado do ano foram vendidos 437.179 unidades, resultando em 3,1% de participação de mercado - uma queda de 0,2 pontos sobre o ano passado. Grand Cherokee foi o modelo mais vendido na 19ª colocação.


A Kia foi 8ª mais vendida, com 45.411 unidades, com uma quota de 3,73%, um aumento de 0,4 pontos em relação ao mês anterior. No ano já vendeu 501.548 carros, com uma quota de 3,5%, uma queda de 0,3 pontos sobre 2012. A top model foi o Soul, em 25º na classificação geral.

Maiores montadoras dos EUA - participação de mercado - acumulado 2013


Maiores montadoras dos EUA - participação de mercado - nov/2013



40 carros mais vendidos - EUA - nov/2013
  Modelo Nov Acumulado até nov/2013
1 Ford F-Series 65.501 688.810
2 Chevrolet Silverado 34.386 437.821
3 Toyota Camry 30.386 378.520
4 Dodge RAM 29.635 322.268
5 Honda Accord 26.563 333.827
6 Honda Civic 26.291 307.180
7 Nissan Altima 24.604 295.907
8 Honda CR-V 23.509 275.145
9 Ford Fusion 22.839 270.872
10 Toyota Corolla 22.434 279.618
11 Ford Escape 20.988 271.531
12 Toyota RAV4 19.447 197.279
13 Chevrolet Equinox 18.397 220.980
14 Chevrolet Cruze 18.200 230.062
15 Hyundai Elantra 16.751 226.220
16 Hyundai Sonata 16.595 189.169
17 Toyota Prius 16.129 218.508
18 Ford Focus 15.239 219.001
19 Jeep Grand Cherokee 14.798 157.758
20 Chevrolet Malibu 14.405 185.101
21 GMC Sierra 14.362 166.535
22 Ford Explorer 14.268 163.699
23 Chevrolet Impala 13.418 146.164
24 Subaru Forester 13.410 110.363
25 Kia Soul 12.870 111.734
26 Toyota Tacoma 12.601 146.724
27 Volkswagen Jetta 12.417 148.400
28 Jeep Wrangler 11.753 143.474
29 Nissan Sentra 11.664 118.344
30 Toyota Highlander 11.544 115.228
31 Chrysler Town & Country 11.288 112.551
32 Kia Optima 10.871 146.419
33 Nissan Rogue 10.487 148.075
34 Ford Econoline 10.145 112.916
35 Toyota Tundra 10.010 101.744
36 Hyundai Santa fe 9.657 80.595
37 Dodge Grand Caravan 9.614 112.793
38 Lexus RX 9.493 90.751
39 Honda Odyssey 9.401 116.880
40 Volkswagen Passat 8.876 100.398

34 comentários:

  1. Americano gosta de coisa grande, não à toa que a F-Series é líder a anos de mercado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. peitos, principalmente! Bem grandões!

      Excluir
  2. Engraçado... Lá os carros mais vendidos são os médios/grandes. Aqui é o oposto, o que mais vende são os compactos e pior a preços de médios de fora,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Compacto e pior, básicos, sem segurança alguma. (Tudo bem que ano que vem muda um pouco a história)

      Excluir
    2. Lá vende carros maiores , pois são proporcionais ao tamanho das casas (que são grandes em terrenos enormes). Tudo tem q ser proporcional.

      Excluir
    3. Hehe, bem pensado isso que disse anônimo 14:22!

      Excluir
  3. Os dados do mercado americano foram tão bem apresentados que dispensam maiores explicações, no entanto, é impressionante o silêncio causado pelo efeito devastador dessa matéria ... rsrs

    VALEU CARBLOG!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade, o que faz barulho são notícias relacionada a VW, especialmente se fizerem alguma crítica à marca ou apontarem algum defeito de algum veículo da marca.

      É interessante observar

      Não é surpresa para ninguém que os japoneses dominam o mercado de automóveis nos EUA, assim como Ford e GM se sustentam com as vendas de caminhões que são usados na cidade, caso contrário, Toyota, Honda e Nissan seriam absolutas.

      Sobre a Ford:

      1- Interessante observar que o Novo Fusion, mesmo sendo um lançamento recente, não consegue vencer nenhum dos seus concorrentes, com exceção do Novo Malibu e do cansado Passat. É o primeiro automóvel da Ford a aparecer no ranking, figurando em 9° lugar.

      2- É interessante observar o péssimo desempenho do Focus em seu mercado natal, mesmo utilizando duas(sedã e hatch) carrocerias não consegue vender mais que 15mil unidades.

      3- É interessante observar que a F-Series sozinha responde por quase metade das vendas mensais da Ford.

      4- O Fiesta não está entre os 40 mais vendidos.


      Sobre a GM:

      1- O primeiro automóvel da GM aparece em 13° lugar, mesmo sendo o mercado natal da marca, sendo um SUV.

      2- Impressionante o péssimo desempenho do Novo Malibu, que mesmo sendo um lançamento já está apanhando de todos os concorrentes.

      3- Impressionante a queda da GMC Sierra na tabela, esse braço da GM parece estar enfrentando um momento muito ruim, pois já figurou em posições muito melhores anteriormente.

      Excluir
    2. O dinheiro do contribuinte americano pode estar ameaçado novamente se os veículos das 2 marcas não começarem a vender mais em seu mercado natal, pois os prejuízos serão enormes e a Ford já está sofrendo com o seu enorme estoque nos EUA. A GM já não consegue fazer frente aos japoneses e seus veículos caem nas tabelas. Nem mesmo o Cruze diesel foi suficiente para colocar o Chevrolet próximo dos japoneses, o Novo Malibu é um fracasso, Silverado e Sierra não conseguem fazer frente aos F-Series.

      É bom o contribuinte americano ir preparando o bolso, porque na Europa a Ford já fechou fábricas e está em crise, a Chevrolet já disse que vai se retirar e a Opel só dá bilhões em prejuízos e no mercado natal as 2 marcas tem perdido espaço nos segmento dos automóveis, levando um couro dos japoneses.

      Excluir
    3. Goste da análise do "Anônimo" (rsrs) sobre as vendas da Ford e da GM nos EUA, mas vamos agora ao "causo" da VW por lá, que ele "esqueceu" de analisar com a mesma competência:

      SEDÃS GRANDES MAIS VENDIDOS NOS EUA EM 2013
      1) Toyota Camry;
      2) Honda Accord;
      3) Nissan Altima;
      4) Ford Fusion;
      5) Chevrolet Malibu.
      Cadê o Passat, que é o melhor sedã produzido no mundo pela VW? É o último da lista!

      SUVs MAIS VENDIDOS NOS EUA EM 2013:
      1) Honda CR-V;
      2) Ford Escape;
      3) Toyota RAV-4;
      4) Chevrolet Equinox;
      5) Nissan Rogue.
      Cadê o Tiguan? Sei não, o carro sequer aparece entre os 40 carros mais vendidos nos EUA, idem para a Touareg.

      SEDÃS MÉDIOS MAIS VENDIDOS NOS EUA 2013
      1) Honda Civic;
      2) Toyota Corolla;
      3) Chevrolet Cruze;
      4) Hyundai Elantra;
      5) Ford Focus.
      Cadê o Jetta? Esse pelo menos aparece na lista, mas apenas na ridícula posição 27.

      Na Europa, a Ford e a Opel ocupam a terceira e a quarta posições entre as marcas mais vendidas e sempre colocam carros entre os dez mais vendidos no continente.

      Nos EUA, a VW ocupa a apenas a décima segunda posição entre as marcas mais vendidas, superada por todas as marcas americanas, japonesas e até pelas coreanas, pior, o seu carro mais vendido, o Jetta, não chega nem perto do top 10, ocupando a vergonhosa vigésima sétima posição.

      Americano sabe o que é bom, valoriza cada centavo e compra muitos carros das marcas nacionais, das japonesas e até das coreanas, sem problemas.

      Então, não adianta a VW lançar o Golf 7 lá nos EUA em 2014 com esse papinho de "The Very Best", porque lá não cola esse tipo de slogan de terceiro mundo.

      Americano quer carro bom e com preço competitivo, senão ele não compra, simples assim.

      O eterno fracasso de vendas do Jetta, Passat, Tiguan, Touareg, etc, etc, lá nos EUA certamente não é por acaso.

      Excluir
    4. Não entendi o que a VW tem a ver com minha análise, o Rasec tem sempre a necessidade de colocar a VW na história. A situação da VW nos EUA é praticamente irrelevante, por isso não foi feita a análise.

      É como analisar Honda e Toyota na Europa, é praticamente irrelevante, especialmente a Honda, que tem 1% do mercado europeu, que é o mais exigente do mundo. A VW é morta nos EUA, pelo menos por enquanto, então não existem motivos para fazer uma análise aprofundada de um cachorro morto.

      Entretanto, é importante observar que, ao contrário de GM e Ford, a VW não é dependente do mercado americano para se manter lucrativa e não possui várias fábricas no país, como as supracitadas.

      Excluir
    5. Se a Volks vendesse bem nos EUA, o domínio mundial já seria uma realidade, e não um projeto para 2018. No mundo todo a VW está em 2º lugar, atrás apenas da Toyota.
      Mas, todavida, porém, contudo, a VW fatura mais, lucra mais, e é a montadora que mais fabrica carros no planeta, à frente, inclusive, da Toyota.
      E outra coisa: na década de 60 a VW não era nada. Era uma montadora pequena na Alemanha que não conseguia competir sequer com Peugeot e Citroen, que dirá com GM e Ford.
      Na década de 70 ela tentou se estabelecer nos EUA, e se deu relativamente mal, pois o Rabbit (Golf nos EUA) foi lançado nos EUA e deu diversos problemas, pois a fábrica na Pensylvânia tinha diversos problemas. Acabou queimando o carro.
      Nos anos 80 uma nova tentativa, principalmente com Voyage e Parati fabricados no brasil. Até que venderam bem, mas a falta de câmbio automático matou os carros nos EUA. E teve um problema com um vazamento de líquido de ar-condicionado em 1 carro, que gerou um processo e um recall de todos os modelos, dando um puta preju para a VW.
      Então, se for analisar, a história da VW nos EUA começa mesmo nos anos 90, com o Golf IV, Passat de 5º geração e etc.
      Até a geração anterior do Passat e Jetta a VW tentou vender carro europeu para americano.
      Carros altamente sofisticados em termos construtivos (suspensão multilink, etc), mas caros.
      Agora que começou a alterar a estratégia, com Jetta e Passat feitos especialmente para vender bem nos EUA.
      Enquanto isso, Toyota, Honda, Hyundai fazem desde sempre carros para os EUA, por isso estão na frente.
      O que tá faltando para a VW ir bem nos EUA:
      1. Lançar a Amarok lá (esse é o principal mercado dos EUA);
      2. Dispor de um SUV na faixa de preço entre 20 e 35 mil dólares (isso vai ficar para 2016 com o CrossBlue, com preço na casa de 32 mil dólares).
      3. Fazer ajustes adicionais, americanizando ainda mais sua linha, com suspensão mais macia e um visual mais rebuscado e cheio de cromados (que é do que os gringos gostam)...

      Excluir
    6. ao contrário de GM e Ford, a VW não é dependente do mercado americano para se manter lucrativa e não possui várias fábricas no país, como as supracitadas.

      Exato. Só uma correção, porém, com relação à fabrica. A VW inaugurou em 2011 a sua primeira fábrica nos EUA, em Chattanooga, no Tennesse.

      Excluir
    7. E, claro, esqueci, Golf 7 que vai bombar nos EUA como está bombando no mundo inteiro até mesmo no Japão.

      Excluir
    8. Com a decadência da Ford e Chevrolet no mercado americano o contribuinte deve se preparar para ver seu dinheiro novamente empregado para salvar montadoras nacionais. A situação da Ford é preocupante, o Focus com duas carrocerias só vende 2800 unidades a mais que o Jetta, que só tem um tipo de carroceria. O Fusion, mesmo renovado, só tem apanhado dos seus concorrentes. A Chevrolet também só perde espaço e apanha dos japoneses, inclusive seu Novo Malibu é um grande fracasso. Além disso, a Chevrolet só acumula prejuízo na Europa, o que demonstra que para vender precisa vender mais barato e fazer promoções ao ponto de não ter lucro com as vendas, e a Ford anda fechando fábricas e caindo nas vendas. Ou seja, ou melhora no EUA ou logo essas marcas estarão a beira da falência novamente. Já a VW, praticamente não faz parte desse cenário e não tem dependência do mercado dos EUA para se manter lucrativa.

      Entretanto, nos próximos anos será interessante analisar o desempenho da marca nos EUA, pois chegará o Golf VII(ainda que americano não compre muitos hatches e prefira os sedãs), renovação do Jetta e depois o novo Passat.

      Excluir
    9. Anônimo (16;13),

      A matéria é sobre as marcas mais vendidas nos EUA, então, mesmo a VW sendo apenas um cachorro morto por lá como você afirma e concordo, acho que tenho o direito de comentar sobre a marca, até porque não resisti à tentação de me divertir um pouco ... rsrs

      Mas o fato é que a participação da VW nos EUA piora a cada ano que passa.

      Em 2012, a VW ocupava a péssima décima posição entre as marcas mais vendidas, pior, em 2013 caiu ainda mais e agora ocupa a décima segunda posição.

      Desse jeito não dá!

      Excluir
    10. Não querendo ser pessimista, mas analisando as chances dos melhores carros da VW no mercado americano (Golf, Jetta, Passat e Amarok) em relação aos seus concorrentes (americanos, japoneses e coreanos), não fica a menor dúvida, ou seja, a surra eterna da VW nos EUA irá continuar ...

      E a pick-up Amarok também vai passar vergonha lá nos EUA, da mesma forma como já passa aqui no Brasil, onde é superada de forma esmagadora em vendas pela S10 e Hilux, e, em 2014, provavelmente também pela Ranger.

      Excluir
    11. Ué..baixou a mãe diná aí agora???

      Excluir
    12. A robustez das pick-up's Ford (e Toyota, diga-se) são conhecidas nos EUA. Por experiência própria, digo que lá um carro desses é uma questão de necessidade, já que, além da neve, os programas das pessoas incluem viagens para locais off-road (ou de neve), além de eles adorarem carregar tranqueiras e, ainda, puxam N cacarecos com esses veículos. Por isso que vende tanto, e os caras usam de verdade as funcionalidades do carro - no Brasil nossos supostos SUV (Tucson, Duster, EcoSport, Tracker, etc...) não aguentariam meia hora lá. Mesmo as famílias que possuem um sedã grande, possuem também um carro mais alto para essas "necessidades".

      Por isso, a VW deve sofrer para entrar nesse segmento - um dos mais importantes atualmente. A Tiguan é um mero "altinho", mas já faria sucesso se tivesse um câmbio decente e uma plataforma atualizada. A Touareg, coitada, não sei para que existe - caríssima, melhor pegar uma Cayenne, por alguns dólares a mais, e não precisa ficar comprando opcionais.

      A Amarok... putz! Com o acabamento digno de um Gol que ela tem, só serve para disputar com Ranger e S-10 (padrão BR) - disputa e perde, ainda. Lá, sem chance.

      Bem, se eu fosse CEO da VW faria igual à Peugeot, nem tentaria os EUA pra valer.

      Para o azar da VW, não sou, então...

      Excluir
    13. Anônimo (17:48),

      Pois é, quem conhece um pouco dos EUA sabe do alto nível de exigência do americano sabe que esses carros (Golf, Jetta, Passat, Tiguan, Touareg, etc) sempre foram e continuarão a ser um fracasso de vendas nos EUA, idem para a Amarok que vai chegar, por diversos motivos.

      Talvez em função da ridícula participação no mercado americano em 2013, que acredite, conseguiu ser ainda pior do que em 2012, a VW substituiu o CEO nos EUA recentemente, mas não adianta, afinal ele é apenas um executivo, milagre ele não faz.

      Um bom exemplo da incompetência da VW nos EUA foi o investimento de mais de US$1 bilhão em uma fábrica nova para produzir o Passat, que é o melhor sedã da VW no mundo.

      Resultado, veja no ranking, o Passat É SUPERADO EM VENDAS POR TODOS OS SEUS CONCORRENTES (Camry, Accord, Altima, Fusion, Sonata, Malibu, Impala e Optima).

      Golf? Jetta? Tiguan? Passat? Amarok?
      Até uma criança sabe a surra que a VW tomar com esses carros em 2014 lá nos EUA,
      DE NOVO!

      Feliz 2014 para a VW lá na Europa, até porque nos EUA, com novo CEO e tudo mais, vai ser outra bucha!

      Excluir
    14. A verdade é que em 2014 é muito provável que a VW ganhe mercado nos EUA, pois atualizará o antiquado 2.0 do Jetta e fará um facelift. O Golf VII, muito provavelmente, venderá mais que qualquer outro hatch médio, mas claro que não venderá mais que sedãs, pois nos EUA a preferência é pelos sedãs. Os hatches são mais caros, mas são menos vendidos. Não é a toa que nem o Yaris(japonês) está entre os 40 mais vendidos.

      O Passat apanhar dos outros não é nada anormal, visto que Camry, Altima, Fusion e Accord receberam novas gerações e ele está prestes a ser atualizado. Estranho seria se o Passat, prestes a receber nova geração, ficasse à frente dos rivais recentemente renovados.

      O Jetta tem tudo para vender bem com o novo motor, pois é espaçoso, será econômico com o novo motor, terá o melhor desempenho da categoria com o novo motor e tem um dos maiores porta-malas da categoria. Atualmente ele sofre com seu velho motor aspirado de 116cv, enquanto seus concorrentes tem a partir de 140cv. Esse velho motor foi aposentado na Europa há séculos, o que mostra a falta de prioridade da VW com o mercado dos EUA.

      O Rasec adora torcer contra a VW, isso quando não está elogiando certas marcas americanas, mas infelizmente a VW está muito bem e caminha para o topo, inclusive já é a montadora que mais lucra no mundo. A GM e a Ford que estão desesperadas porque estão passando sufoco em seu mercado natal, onde não conseguem vencer a concorrência japonesa em NENHUMA das categorias de automóveis. Quem apanha em casa, no seu principal mercado, precisa realmente se mexer para não precisar ser socorrido pelo dinheiro do contribuinte novamente.

      Observando o panorama sem parcialidade, chega-se a uma conclusão lógica de que a tendência é que a VW ganhe mercado nos EUA com as atualizações que serão feitas em 2014 e nos próximos anos. O resto é torcida de fanboy de marca americana.

      E um investimento de 1 bilhão??? Nossa!!! Que fortuna!!!! Realmente a VW vai quebrar depois dessa!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Isso é uma fração do prejuízo que a GM acumula na Europa. Na verdade, 1 ano de prejuízo da Opel já é bem mais que isso!

      Excluir
    15. Todo mundo sabe que os fanboys VW desse blog sempre adoram detonar todas as marcas e idolatrar a VW, a empresa que foi fundada por Adolf Hitler.

      Quando pedi essa matéria para o blog o objetivo foi um só, incomodar mesmo esses fanáticos e deixar bem claro que no mercado mais competitivo do mundo, os EUA, a VW é apenas um cachorro morto.

      DESCULPAS ESFARRAPADAS de fanboy VW do tipo, o Jetta é vendido nos EUA com um velho motor aspirado, NÃO COLAM, afinal basta darmos uma pesquisada rápida no site da VW americana para comprovarmos que o Jetta é vendido nos EUA também com motores 1.8 TSI e 2.0 TDI, ou seja, VENDE MAL PORQUE OS CONCORRENTES SÃO MELHORES, idem para o Passat, Tiguan, Touareg, etc.

      Lá nos EUA, um mercado extremamente competitivo, a VW ocupa apenas décima segunda posição entre as marcas mais vendidas, SUPERADA POR TODAS AS MARCAS AMERICANAS, JAPONESAS E ATÉ PELAS COREANAS, por pura incompetência, afinal, os carros dos concorrentes são melhores, e por isso vendem muito mais, SIMPLES ASSIM!

      Como ficou bem claro na matéria, hoje A VW FAZ UM PAPEL RIDÍCULO NO MERCADO AMERICANO, então, com troca de CEO, lançamentos e tudo mais, se a VW não melhorar alguma coisa em 2014, acho MELHOR FECHAR AS PORTAS NOS EUA, como já sugeriu o nosso colega Anônimo (17:48), afinal, pior do que está não tem como ficar.

      Enquanto isso, lá na Europa, a Ford é a terceira marca mais vendida no continente, seguida pela Opel, ambas colocando seus carros entre os dez mais vendidos por lá (Fiesta, Focus, corsa e Astra).

      O requinte de crueldade provocado pela matéria fica por conta do desespero do fanboy VW que precisou até mudar de nome por aqui (rsrs).

      Essa foi NA MOSCA!

      Excluir
    16. A única pessoa que parece estar desesperada aqui é você, usando palavras em letras garrafais e torcendo contra a VW até quando o assunto do deveria ser as outras marcas do mercado em questão. Seu raciocínio é muito falho, pois se os produtos da VW fossem os piores, como você afirma, ela jamais venderia mais que as demais, isoladamente, na Europa, mercado mais exigente e racional do mundo. O mercado americano não é tão exigente, não é a toa que recebem versões simplificadas dos veículos e demoram séculos até receber a tecnologia que já está difundida em toda a Europa, também não é racional e sofre com a péssima cultura americana.

      Não adianta a GM conseguir vender com a Opel se precisa praticar preços que só fazem a empresa ter prejuízo, a VW tem uma filosofia diferente, prefere vender menos, mas ter lucro em cada unidade vendida. Além disso, o mercado americano nunca foi a prioridade, assim como Honda e Toyota nunca priorizaram a Europa e possuem participações ruins lá. E nem por isso seus produtos são inferiores aos de todas as marcas que estão à frente, muitos fatores entram na conta.

      Ford e GM são duas coitadas, empresas que não tem solidez, a GM perde espaço para as japonesas no seu principal mercado e logo precisará de dinheiro do contribuinte novamente. A Ford, já fechou fábricas na Europa esse ano, precisa praticar preços mais baixos nos seus veículos e ainda assim não consegue incomodar a VW na Europa. Em casa(nos EUA) a Ford sofre com estoques enormes e seu Focus apanha de tudo e de todos, se separarem as vendas do sedã é provável que apanhe até do Jetta, que está prestes a ser atualizado. Seu Novo Fusion, que no passado já foi muito bem vendido, está tomando couro de todos os concorrentes japoneses. A Ford objetivava tirar a liderança do Camry, mas não conseguiu nem mesmo ficar abaixo dele.

      Sobre todo essa conversinha de fanboy "nervosinho", veremos os balanços das empresas para saber quem é incompetente e quem tem competência para vender bem e lucrar. Aí a coisa fica bem óbvia, como toda empresa tem o objetivo de lucrar o máximo possível, a "incompetência" da VW fica bem clara, ao lucrar muito mais que GM e Ford.

      Mudar CEO é algo normal, há algum tempo a GM fez o mesmo, apesar de não fazer diferença, pois a marca é decadente e caminha para uma nova falência.

      Sobre o Jetta 1.8t, esse veículo pelado parte de 20mil dólares(automático), e você mais do que ninguém sabe que essas versões são menos vendidas e as versões de volume são as que partem de 16,7mil dólares. O que fará a diferença será oferecer o moderno 1.4t pelo preço do 2.0 antiquado.

      Excluir
    17. Opa, uma coisa eu concordo, a VW adora o lucro fácil e explorar o consumidor.

      O problema é que lá nos EUA, essa tática de terceiro mundo não cola, em função da competição ser em alto nível, e aí, o consumidor coloca a VW no seu devido lugar, o de um cachorro morto no mercado mais competitivo do mundo, o americano, FATO!

      Essas tentativas do fanboy VW em explicar o inexplicável são divertidas, ele faz de tudo para atentar aliviar a barra dos chucrutes, mas hoje está bem difícil ... rsrs

      Excluir
  4. Carlos4carros, quais são seus 4 carros? Responda sem grosserias e sem falta de educação, é apenas curiosidade, não se exalte...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não tenho carro. Ando de busão, metrô e bike.
      o "4" aí no meu nick é uma abreciação de "for"...ou seja, leia "Carlos para Carros".

      Excluir
    2. Golf não vende bem nos EUA, então não tenha tanta certeza que será um sucesso como o Carlos afirma, pois negócio de americano é sedan e picape (das grandes).

      Excluir
  5. O Carlos tem razão o Gol F, vão fazer um estrago na concorrência nos E.U.A. americano só gosta de banheira, e carro obeso, pois o Gol F, se encaixa perfeitamente neste perfil. rsrsrsrsrsr, só não vão gostar, pois o Gol F não bebe muito.

    ResponderExcluir
  6. A ford nao esta em decadenca e sim a chevrolet que deve pro governo americano fotunas mais a ford nao deve ao governo e nem credores a ford hoje e uma empresa solida, a ford vendeu a volvo, aston martin e mazda para liquidar suas dividas e ficar solida e com muito dinheiro em caixa para investir em novas plataformas e projetos mundias, que sao os nivos carros globais da ford, nao falem mal de uma empresa se nao sabe nada sobre ela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Ford está em decadência na Europa, onde já fechou 2 fábricas só esse ano e seu Focus vende 1/3 do que o Golf VII vende. Nos EUA a Ford está sofrendo com estoque enorme, com Focus e Fusion muito encalhados, você que não sabe o que diz. A Ford está muito dependente das vendas de caminhões(F-Series) e seus carros chefes estão apanhando para os japoneses, tanto o Focus, que mesmo vendendo hatch e sedã consegue apenas superar por menos de 3 mil unidades o Jetta, que tem apenas uma carroceria. O Fusion, mesmo tendo sido renovado recentemente, além de não incomodar o Camry, fica atrás do Altima e do Accord.

      Excluir
    2. pelo que eu saiba,a Ford está em reestruturação,e não decadência,decadência é a Fiat,que é inexpressivo na Europa,sua terra natal,a Ford vem tendo lucros,como uma empresa que dá bons lucros(depois de prejuízos)pode estar decadente........

      Excluir
    3. Qualquer empresa que dê bons lucros pode começar a ficar em decadência. http://www.car.blog.br/2013/11/ford-fusion-focus-e-c-max-encalhados.html

      A Ford está em decadência porque seus carros chefes estão perdendo espaço na sua própria casa e principal mercado, mesmo o Fusion que foi renovado recentemente. E na Europa a decadência é tão visível que a Ford já mandou milhares para casa e fechou 2 fábricas enormes só esse ano.

      Se a Ford vacilar de novo não vai conseguir sair do buraco sem o dinheiro do contribuinte, pois se antes ela tinha várias marcas, agora que vendeu todas elas não sobrou mais nada para vender em um momento de crise. Hoje praticamente metade das vendas da Ford nos EUA são de caminhões(F-Series).

      Excluir
  7. Cada mercado é peculiar, embora tenha carros globais, não serão todos que se encaixarão nesse perfil, pois cada mercado é diferente.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.