Car.blog.br

Pesquisar este blog

Grupo VW bate recorde de vendas; Brasil é destaque - 2018

Categorias: , 16 Comentários

O conglomerado alemão Volkswagen divulgou hoje seus resultados comerciais relativos ao ano de 2018, apontando novo recorde de vendas global, com 10,83 milhões de veículos entregues em todo o mundo (em linha com nossa estimativa de 10,8 milhões - veja aqui) - crescimento de 0,9% sobre 2017, credenciado à aumentos de vendas na América do Sul, Europa, Estados Unidos e China, e, no âmbito dos produtos, aos SUV´s, os quais são os pilares fundamentais do avanço. O resultado solidifica a posição do grupo alemão como líder mundial em vendas e produção de automóveis, à frente do Toyota.

Grupo VW bate recorde de vendas; Brasil é destaque - 2018

Em relação aos resultados, o Dr. Christian Dahlheim, chefe de vendas do grupo, declarou: "Embora a conquista de recordes não seja mais nosso principal objetivo, estamos muito satisfeitos com esse ótimo resultado. As coisas não foram fáceis para nós em 2018, especialmente no segundo semestre do ano. A combinação de produtos extraordinários e o alto nível de confiança demonstrado por nossos clientes tornaram possível alcançar esse novo recorde de entrega para o Grupo. Dados os eventos geopolíticos voláteis, nossos negócios enfrentarão fortes adversidades em 2019. Na minha opinião, o Grupo Volkswagen está bem posicionado para superar os próximos desafios. Nós olhamos para o futuro com otimismo ".

As entregas nas regiões foram desenvolvidas da seguinte forma:

Na Europa , as marcas do Grupo Volkswagen venderam um total de 4,38 milhões de veículos em 2018, 1,2% a mais que em 2017. O grupo cresceu com força especial na Europa Central e Oriental , onde 797.200 veículos foram entregues aos clientes, 7,1% a mais que no ano anterior. Este aumento deve-se em particular ao grande resultado na Rússia, onde as entregas do Grupo cresceram 19,8%.

Audi Q5 - vendas na América do Norte

Nos mercados da América do Norte , a situação das marcas apresentou um cenário dividido. Embora o crescimento foi registrado nos EUA, com 638,300 veículos entregues (+ 2,1%) e Canadá com 118.500 veículos entregues (+ 3,7%), no México , houve uma diminuição de 15,6% em relação ao ano anterior. No total, o Grupo Volkswagen entregou 956.700 veículos aos clientes da região, 2,0% menos que em 2017.

América do Sul e Brasil são destaques

Os resultados do Grupo Volkswagen na América do Sul no ano passado foram extremamente positivos. Com um crescimento de 13,1% nas entregas para 590.000 veículos, a região contribuiu decisivamente para os valores globais positivos do Grupo.

Volkswagen Virtus 2019

O excelente resultado das marcas do Grupo no Brasil , onde os 401,7 mil veículos entregues representaram um aumento de 30,4%, mais que compensaram a queda de 22,4% na Argentina , onde 118,6 mil veículos foram entregues. Neste país, as condições para o mercado global continuaram complicadas devido à situação econômica ruim em geral.

Volkswagen Touareg 2019 - China

Na região Ásia-Pacífico , o Grupo Volkswagen conseguiu crescer com 4,55 milhões de veículos entregues aos clientes. Tudo isso, apesar dos efeitos negativos do mercado chinês, onde a situação econômica mundial desacelerou no segundo semestre do ano devido à disputa comercial com os Estados Unidos.

Porsche 911 2020 Cabriolet

A relutância em comprar pelos consumidores teve um impacto negativo em todo o mercado de carros, que em 2018 caiu pela primeira vez em muitos anos. Apesar desta situação, o Grupo Volkswagen alcançou um leve crescimento em relação ao ano anterior, com 4,21 milhões de veículos entregues, e conseguiu aumentar sua participação no mercado.

Relatório de vendas - Grupo Volkswagen - 2019


Entrega aos clientes
por mercados
Dezembro de 2018Dezembro de 2017Δ(%)Jan-dez 2018Jan-dez 2017Δ (%)
Europa319.800338.900-5,6%4.380.7004.328.5001,2%
Europa Ocidental252.100272.000-7,3%3.583.5003.583.9000,0%
Alemanha91.40097.500-6,3%1.284.8001.286.500-0,1%
Europa Central e Oriental67.70066.9001,2%797.200744.7007,0%
Russia24.50021.10016,1%229.800191.80019,8%
América do Norte84.40091.500-7,8%956.700976.400-2,0%
Estados Unidos59.50061.600-3,4%638.300625.1002,1%
América do sul48.80038.50026,8%590.000521.60013,1%
Brasil37.10024.70050,2%401.700308.00030,4%
Ásia-Pacífico431.300489.300-11,9%4.546.3004.505.8000,9%
China402.600460.100-12,5%4.207.1004.184.2000,5%
World916.200999.900-8,4%10.834.00010.741.5000,9%
Entrega aos clientes
por marca
Dezembro de 2018Dezembro de 2017Δ(%)Jan.-dez. 2018Jan.-dez. 2017Δ(%)
Volkswagen540.600594.200-9,0%62449006.230.3000,2%
Audi154.500180.200-14,3%1.812.5001878100-3,5%
ŠKODA105.100107.500-2,2%1.253.7001.200.5004,4%
SEAT25.30033.000-23,3%517.600468.40010,5%
Porsche21.70019.60010,7%256300246.4004,0%
Volkswagen - comerciais44.00042.6003,3%499.700497.9000,4%
MAN12.50011.9005,0%136.500114.10019,6%
Scania10.0009.2008,7%96.50090.8006,3%
Grupo Volkswagen (total)916.200999.900-8,4%10.834.00010.741.5000,9%

16 comentários:

  1. O resultado do Brasil em dezembro de 2018, para o Grupo, com crescimento de mais de 50, é digno de nota.

    Atualmente a VW é a marca com a melhor estratégia comercial da América do Sul. Só no Brasil cresceu quase 35%, muito acima das demais. E em 2019 certamente crescerá mais ainda com a chegada do T_Cross.

    Sobre as marcas, a Porsche dando motivos, muitos motivos, para os executivos sorrirem. Os preços da Porsche sobem, e as vendas sobem mais ainda. A lucratividade está indo a níveis indecentes. Ainda bem que não publicam, pois causaria muita inveja.

    Audi este ano deve se recuperar, pois chega o novo A3, totalmente redesenhado, e isso vai turbinar as vendas da marca, fora o Q8, que deve bombar de vender na China.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E vc não ganha nada com isso. Deveria exigir participação nos lucros.

      Excluir
    2. 😂😂 Mera limpadora de banheiros da VW. Vive de colecionar catálogos.

      Excluir
    3. Lembro de alguém que disse que a Audi seria líder de vendas no segmento premium. Resultado? Mercedes 2.310.185 x Audi 1.812.500, uma diferença de "apenas" 497.685 unidades.

      O que eu ganho com isso? Nada além de ver alguém acrescentar mais uma previsão furada em seu vasto currículo.

      Excluir
    4. "Audi este ano deve se recuperar, pois chega o novo A3, totalmente redesenhado, e isso vai turbinar as vendas da marca, fora o Q8, que deve bombar de vender na China."

      Esse papo é o mesmo há dois anos...

      Excluir
    5. Bem inteligente comprar carros mais caros,para aumentar os lucros da montadora !!!

      Excluir
  2. É...mas a VWB já voltou a velha estratégia nefasta de aumentos de preço sucessivos numa economia em que a inflação anual fechou em 3,75%. Estive hoje num Css VWB, fiquei impressionado com os preço que estão cobrando por Golzinho 3 cil, Up TSI e Polo MSI, verdadeiro achaque. Já pararam de vender, o cliente entra na loja, pergunta e dá meia volta. Vou esperar sentado até que esses...não tenho adjetivos...voltem a praticar preços de mercado.

    ResponderExcluir
  3. Esse primeiro comentário parece aquela professora da Matilda no filme, fazer executivo sorrir e uma piada.

    ResponderExcluir
  4. Não vejo recorde algum nesses números.Para a executiva da empresa subir 0,9% em 1 ano é muito pouco qualquer grupo almeja muito mais crescimento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pouco pra vendas mais levando em conta q os vw ganharam mais qualidade e maior preço..o lucro foi bem maior ainda

      Excluir
  5. Está mais do que provado que a mudança na presidência da vw Brasil surtiu efeito, o antigo presidente era bem burrinho pra entender o brasileiro

    ResponderExcluir
  6. Muito em breve pretendo contribuir com esses números. Pois muito em breve irei adquirir um magnífico Volkswagen Virtus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkkkkkkkkkkk
      Menos amigo, muito menos. É um bom carro sim, longe de ser magnífico. VW magnífico é Passat. O Virtus é cheio de plástico seco. Uma telinha no cluster e outra no painel não me chamou atenção em nada. Carro honesto. Preço? Nem tanto. Comparar com os concorrentes da mesma categoria (Cobalt, City, Fiesta) é o melhor. Falar que é seda médio? Aí já é doença.

      Excluir
  7. Provável mesmo que com o T-Cross a VW se aproxime da GM. Inexplicável não ter ainda carro desse segmento chave.

    Não deve ameaçar, entretanto, a líder FCA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que nem GM. A 140 conto vai vender só um por mês. Teria que ir a 100 pau no máximo pra incomodar (ou tentar) a concorrência.

      Excluir
  8. Olha, aqui no Canada ver um VW é muito raro. Essas vendas não são na região de Toronto.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.