Car.blog.br

Pesquisar este blog

Honda Civic no Brasil: detalhes das 6º e 10ª gerações - vídeo

Categorias: , , 33 Comentários

A Honda do Brasil está comemorando 20 anos de produção nacional do Civic. O primeiro Civic fabricado no Brasil foi o de sexta geração, mostrado nestas imagens ao lado de um exemplar da 10ª e atual geração.

Honda Civic no Brasil: detalhes das 6º e 10ª gerações - vídeo

O Civic foi o primeiro automóvel produzido pela Honda no país. O sedã médio introduziu no mercado nacional inovações e tecnologias inovadoras.

Honda Civic 1997 x Honda Civic 2018

O Civic foi um dos principais responsáveis pela construção da história e da imagem da marca no Brasil.

Honda Civic 1997 x Honda Civic 2018

O vídeo a seguir mostra os detalhes do primeiro modelo produzido no Brasil, comparado ao atual Civic 10.



Em 20 anos, mais de 630 mil Honda Civic produzidos no Brasil chegaram às mãos dos consumidores, em cinco diferentes gerações.

Honda Civic 1997 x Honda Civic 2018

 Desde o início das vendas do modelo no país, somando os modelos importados, já foram comercializados mais de 650 mil Honda Civic, dos mais variados modelos.

Honda Civic 1997 LX Automático

O primeiro modelo do Civic fabricado no Brasil foi um carro inovador para sua época e detentor de equipamentos até então inéditos no cenário brasileiro. O Civic 6º foi vendido em versões completas, sem opcionais. Eram as seguintes: LXB-MT, LX-MT, LX-AT, EX-MT e EX-AT;

Honda Civic 1997 LX Automático

O Civic lançado em 1997 oferecia recursos como suspensão independente, barras de proteção contra impactos laterais nas portas, um motor com bloco e cabeçote em alumínio. Entre os itens de série havia direção hidráulica com regulagem de altura, vidros elétricos em todas as portas e abertura de porta-malas e tanque por dentro do veículo.

Honda Civic 1997 LX Automático

Nas versões mais completas, o Civic oferecia tecnologias de segurança como freios ABS e airbag duplo, bem como itens de conforto, como controle de cruzeiro e transmissão automática.

Honda Civic 1997 LX Automático - interior

Desde sua primeira geração vendida no Brasil, o Civic foi construído seguindo os padrões globais da marca de qualidade, tanto em componentes como no processo construtivo. Em 1999 o modelo receberia um leve facelift e mais equipamentos.

Honda Civic 1997 LX Automático x Honda Civic 2018

O Outro modelo mostrado nessas imagens é o Civic atual, de 10ª geração. Apresentado ao mercado brasileiro em agosto de 2016, o Novo Civic Geração 10 representou um dos mais complexos e ambiciosos projetos da Honda no Brasil.

Honda Civic 1997 LX Automático x Honda Civic 2018

A 10ª geração do Civic traz a maior e mais extensa renovação do modelo em toda sua história. Baseado na mesma plataforma do Accord, o Civic 10 ficou maior, mais sofisticado, espaçoso, seguro e tecnológico, com eficiência e desempenho.

Honda Civic 1997 LX Automático x Honda Civic 2018

Os requisitos de projeto do Civic 10 tiveram como meta coloca o sedã da Honda em nível de qualidade e dinâmica de sedãs premium em dimensões como sensação ao volante, precisão de direção, qualidade de rodagem e nível de ruído e vibração.

Honda Civic 1997 LX Automático x Honda Civic 2018

Também se destacam o desempenho em aceleração e frenagem, a entrega de potência de forma linear e a eficiência energética.

Honda Civic 1997 LX Automático x Honda Civic 2018

O Civic Geração 10 também foi o primeiro modelo da Honda no Brasil a introduzir a motorização turbo combinada à transmissão CVT.


Honda Civic 6ª geração

Esse modelo mostrado nas imagens é o primeiro Civic fabricado no Brasil, chassi 001. É um carro conservado e guardado na fábrica da Honda em Sumaré.

Honda Civic 1997 LX Automático

Em termos dimensionais, o Civic de 6ª geração mede 4,45 m – 18 cm menor que o atual. A largura desse modelo é de 1,7 metros e o entre-eixos de 2,62 metros. Altura livre do solo de 14,1 cm. O porta-malas comporta 227 litros.

Honda Civic 1997 LX Automático

O modelo topo de linha, com motor de 127 cv e 14,8 Kgfm de torque.;. , acelerava de 0 a 100 km/h em 13,7 segundos, e a velocidade máxima de 171 Km/h. Consumo em cidade de 11 KM/l e em estrada de 14 km/l.;

Honda Civic 1997 LX Automático

Já o modelo LX Mt, tinha motor de 106 cv e 14,2 kgfm de torque. O LX era mais lento, acelerava de 0 a 100 Km;h em 14 segundos. O consumo era equivalente.

Honda Civic 1997 LX Automático - interior

O modelo mostrado nas imagens é um Civic LX Automático, que tinha preço, à época, de R$ 30 mil reais. Corrigido para valores atuais daria algo em torno de R$ 100 mil reais.

Honda Civic 1997 LX Automático

Os motores eram sempre 1.6, mas com dois níveis de potencia. A opções de câmbio manual de cinco marchas ou automático de quatro marchas para ambos. O motos do modelo básico tinha 102 cv, com comando de válvulas simples. O modelo top, EX, vinha com comando variável VTEC, e a potência subia a 127 cv.

Honda Civic 1997 LX Automático

O Civic chegou ao mercado para competir com pesos pesados da época, como Vectra, Tempra e Santana, e também novatos no mercado como o Corolla.

Honda Civic 1997 LX Automático

O interior do Civic traz revestimento em veludo grosso sobre uma estrutura espumada com boas dimensões e apoio lateral.

Honda Civic 1997 LX Automático

Os plásticos eram macios e com aparência fosca – de maior qualidade.

Honda Civic 1997 LX Automático

O modelo mostrado nas imagens não tem air bag (item do modelo EX), e adota o volante de três raios.

Honda Civic 1997 LX Automático

Esse Civic adota suspensão duplo A na dianteira e traseira, independentes.

Honda Civic 1997 LX Automático

As rodas são de 14 polegadas montadas em pneus 185/70 R14.

Civic 7ª geração

Em dezembro de 2000 é lançada a sétima geração do Civic no Brasil, em simultâneo com os Estados Unidos e o Japão, já como modelo 2001, nas versões LXB-MT, LX-MT, LX-AT, EX-MT e EX-AT. A nova geração do modelo, a segunda fabricada localmente, era um projeto totalmente novo, que incorporava inovações construtivas inéditas no segmento, como o assoalho plano para os ocupantes dos bancos traseiros e um design moderno e completamente reformulado.

Honda Civic 2001

Com mais espaço interno, porta-malas com maior volume e motorização mais eficiente e potente - de quatro cilindros em linha, 1.7, de 115 cv ou 130 cv, dependendo da versão, o Civic, novamente, estabelecia um novo padrão de qualidade e de construção para os sedãs da época. As versões de entrada passaram a incorporar mais itens de série, como os airbags duplos à partir da versão LX. O resultado é que o modelo fechou o ano de 2001 como líder de vendas no segmento, com 21.402 unidades comercializadas naquele ano.

Honda Civic 2001

Em agosto de 2003, a Honda comemorava a produção do Civic nacional de número 100.000, enquanto em 2004, o modelo passava por uma atualização de design.

8ª geração - 2006

Em abril de 2006 a Honda apresentava ao mercado o inovador New Civic. O modelo era uma completa ruptura no segmento de sedãs médios, estabelecendo-se como a referência em design, construção e tecnologia. Um passo à frente dos sedãs da época, o New Civic se destacava pelo design futurista com linhas arrojadas, painel com informações distribuídas em dois displays e uma ergonomia diferenciada, com os comandos voltados para o motorista.

Honda Civic  2006

Em março de 2007, a Honda Automóveis do Brasil apresentava o carro mais potente produzido em série no Brasil para a época: o Civic Si. O sedã, transformado em um autêntico esportivo, trazia motor 2.0 i-VTEC de 192 cv, transmissão manual de seis velocidades, com diferencial de deslizamento limitado, bem como suspensões, freios e conjunto de rodas e pneus esportivos.
Internamente o Si incorporava um novo painel, com iluminação vermelha e shift light integrado e bancos esportivos com costura vermelha. Em seu primeiro ano de vendas no Brasil, o modelo teve quase duas mil unidades comercializadas (1.935 veículos).

Honda Civic  2006

Em setembro de 2008, a Honda alcançava outro importante marco nas vendas do modelo, totalizando 300 mil unidades fabricadas no Brasil. No ano seguinte, o modelo passava por sua primeira atualização visual na oitava geração, enquanto a versão EXS passava a adotar o sistema VSA de controle de tração e estabilidade, já presente no Si desde seu lançamento.

9ª geração - 2012

A nona geração do Civic chegou no fim de 2011 trazendo inovações em equipamentos, mais espaço interno e um design completamente novo, mais elegante e voltado a permitir um maior espaço para bagagens. Comercializado em três versões, LX-S LX-L e EX-S, o Civic de nona geração introduziu a central multimídia i-Mid, de 5 polegadas, com conexões Bluetooth e USB, direção elétrica adaptativa MA-EPS, que atuava em conjunto com o VSA na versão EX-S, bem como o botão ECON em todas as versões, que permitia uma condução mais econômica, ajustando diversos parâmetros do veículo.

Honda Civic 2012

O sedã ficou ligeiramente maior, com o comprimento ampliado para 4.525 mm, enquanto a capacidade de combustível aumentava dos 50 litros da 8ª geração para os 57 litros da 9ª geração. A ergonomia diferenciada do Civic anterior, com os instrumentos posicionados em dois níveis, foi mantida e aprimorada, com a introdução de um novo display na parte superior do painel. A versão EX-S ficou ainda mais segura, com a introdução de airbags laterais.


Em 2014, o modelo recebeu a nova motorização 2.0 i-VTEC FlexOne e alcançou a importante marca de 500.000 automóveis produzidos no Brasil. Em 2015 o modelo recebeu leves retoques visuais e a introdução do sistema FlexOne para toda a linha.

33 comentários:

  1. Respostas
    1. Sim, viva o Jetta, campeão de vendas entre os sedãs médios...kkkk

      Excluir
    2. E pelo jeito nunca vai chegar.
      Jetta da uma lavada em todos esses sedans disponíveis aí no mercado. O problema é que o consumidor ainda não sabe disso.

      Excluir
    3. Jetta só tem de bom o desempenho e cambio fora isso o civic supera em tudo hahaha,Mas nas versões 1.4 ele tem exelente custo x benefício comparado aos demais sedam 2.0 aspirado

      Excluir
    4. Nem na versão 1.4TSI não se mostra esse bom custo-benefício que tantos descrevem.
      Pós-venda é quem sustenta qualquer proposta. Com um pós-venda tão fraco perde muito da atratividade.

      Quanto ao Civic, coloca o Jetta no bolso.
      Plataforma PQ35 não chega aos pés da MQB, que é ainda inferior à ACE.
      Suspensão do Jetta não acompanha o desempenho do carro. A dirigibilidade é inferior ao Civic.
      Jetta Highline tem motor, mas bebe muito. Enfim, Jetta precisa fé uma nova geração pra ver se acompanha as japonesas...

      Excluir
    5. Jetta tsi 2.0 n é beberão faz 9 na cidade e 13 na estrada acho bem econômico

      Excluir
    6. Falando em qualidade de peças, manutenção simples e mecânica robusta,vou de Civic.

      Excluir
    7. Principais aspectos negativos do Jetta, e todos os modelos mais rentáveis de nosso mercado, está na manutenção cara sem justificativas, cesta de peças caras e indisponível, além da qualidade questionável de seus concessionários...

      Excluir
  2. Mudando de assunto: CAOA assinou com a Chery agora na China, fotos do evento global da Chery.
    https://www.facebook.com/faclubechery/posts/1140968596034025

    ResponderExcluir
  3. Chegou para competir com o Santana? Isso é uma piada. Santana era um sedan de luxo, seus concorrentes eram a bmw série 3, Mercedes classe C é alfa romeo 645 e o lada samara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkkkkkkkkkkkkkk Vectra humilhada o santana em tudo

      Excluir
  4. Sim, inclusive em termos de design o Jetta é a própria inovação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Menos, camarada.
      Muito menos!

      Inovação está no NMC, Arteon.
      Jetta só melhorou um pouco na reestilização, pq o design de inauguração desta geração é muito feia e esquisita...

      Excluir
  5. Sim, inclusive em termos de design o Jetta é a própria inovação.
    Só o brasileiro não vê.

    ResponderExcluir
  6. Esse civic 97 estava bem atrás do vectra naquela época, esse sim era top!

    ResponderExcluir
  7. Claro que o Jetta é melhor no entanto não vendeu e nem venderá nem a metade da quantidade do civic.. que coisa né...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E em termos de vendas, o Jetta vende bem mais que o Corolla em âmbito mundial.

      http://www.car.blog.br/2017/02/ranking-dos-40-carros-mais-vendidos-do.html

      Observe que o Corolla aparece com 1,3 milhão, e o Jetta com 954 mil. Sò que o Jetta é só sedã. E o Corolla é seda~+hatch+ station.

      Então, de fato, o Jetta é o sedã mais vendido do planeta.

      Excluir
    2. E o que vc ganha com isso? Por acaso é acionista da VW?

      Excluir
  8. Civic g8 foi é smp sera o mais belo dos cívica o g10 é mt xuning de mt mal gosto!

    ResponderExcluir
  9. velozes e furiosos , alembro me das pessoas tunando os carros , uma faze legal . esse 2018 ficou muito futurista aparecendo um carro elétrico sei lá .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficou xuning isso Sim kkk,prefiro os alemães por isso conseguem ser lindos é sóbrios sem apelação

      Excluir
    2. Sóbrios somente alguns modelos.
      Jetta nunca teve um design que fosse bonito e presencial.
      Perto do atual Corolla sedã, ambos de propostas sóbrias, o Toyotinha aí se mostra muito melhor resolvido e moderno...

      Excluir
  10. Meu pai tem um civic exl 10 geração, o carro é muito econômico, ta fazendo na cidade 12.1 km/l! Ele ta adorando! Fora que o carro é outro comparado ao da 9 geração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que seja o turbo.

      Pq o 2.0 cvt é sofrível comparado a seus concorrentes

      Excluir
  11. Meu pai tem um civic exl 10 geração, o carro é muito econômico, ta fazendo na cidade 12.1 km/l! Ele ta adorando! Fora que o carro é outro comparado ao da 9 geração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mentira.tenho um tbm e não passa de 8 km/l na cidade.

      Excluir
  12. A 8° geração foi e continua sendo a mais bonita .

    ResponderExcluir
  13. Jetta tem design muito cansado . Desde 2010 igual .

    ResponderExcluir
  14. Aos amigos dos jettas, tenho um civic 2002, com 150mil rodados, bonito, econômico, seguro e manutenção barata, quando quebra, conforto...Já tive gol 1.0 e 1.6, parati, polo, palio, sandero, clio sedan, Tucson...vejo muita informação tecnica com o carlos, mas na prática, tem que ser ser muito bom para eu mudar dos japoneses na proxima compra. Só quem tem civic e corolla, sabem oque estou dizendo.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.