Car.blog.br

Pesquisar este blog

Ranking: marcas automotivas mais confiáveis 2017 - EUA

Categorias: , , 49 Comentários

A organização independente norte-americana Consumer Reports divulga sua mais recente pesquisa feita entre seus assinantes sobre confiabilidade de marcas automotivas. Pelo quinto ano consecutivo, a Toyota e a Lexus classificam-se como as duas principais marcas de confiabilidade, seguida da Kia, em terceiro, Audi em quatro e BMW em 5º.

Ranking das marcas automotivas mais confiáveis de 2017 - EUA

O ranking completo, que reproduzimos abaixo, contempla 27 marcas das quais as 17 primeiras são classificadas como "confiáveis". Já a partir da 18º posição são relacionadas as marcas "menos confiáveis".


RankAlteração sobre 2016MarcaPontuação média
MAIS CONFIÁVEIS
11Toyota80
2-1Lexus77
32Kia71
4-Audi68
54BMW62
CONFIÁVEIS
65Subaru60
71Infiniti60
8-5Buick59
91Honda57
10-3Hyundai59
112Nissan53
12-6Mazda52
133Porsche50
143Mercedes-Benz47
153Ford45
166Volkswagen44
1710Chrysler41
MENOS CONFIÁVEIS
18-3Chevrolet39
19-7Acura38
203Jeep38
214Tesla37
22-2Lincoln33
23-4Volvo33
242Dodge32
254Ram30
26-2GMC28
27-6Cadillac26

A pesquisa "2017 Auto Reliability Survey" mostrou que há uma incidência maior de problemas entre as montadoras que apresentaram carros novos e atualizados e caminhões leves, com motores com as últimas inovações e transmissões de oito e nove marchas, bem como sistemas de infotainment estão entre os principais problemas.

Lexus NX 200 2018

Segundo executivos da publicação, novas tecnologias que são introduzidas para melhorar a eficiência são mais propensas a ter problemas. Segundo a CR, é prudente os motoristas aguardarem o amadurecimento da tecnologia.

Kia - 3ª marca mais confiável 2017

A revista disse alguns, mas não todas, são rápidas em responder a problemas. O Hyundai Tucson 2016 apresentou problemas de transmissão em 2016, mas em 2017 as quixas caíram pela metade. Da mesma forma, as queixas sobre a eletrônica no Civic em 2017 caiu para 1/3 do que era em 2016.

Audi - 4ª marca mais confiável

A Toyota liderou o ranking com uma pontuação de 80 pontos (de 100 possíveis), segunda da Lexus, com 77. No ranking do ano passado, a Lexus era o número 1 e a Toyota era o número 2.

Cadillac - pior marca em confiabilidade 2017

A pior marca na pesquisa de 2017 foi a Cadillac, o que decepcionou o CR. Eles dizem que os novos modelos da Cadillac são competitivos no mercado de carros de luxo, mas estão apresentando muitos problemas.

VW Atlas

Uma novidade no Top 5 deste ano é a BMW, que subiu 5 pontos, passando de 10 em 2016 para o 5º lugar agora. Subaru subiu também 5. A Chrysler foi a que mais subiu, 10 posições, seguida da Volkswagen, que galgou 6 posições para ficar na 16ª colocação.

Fonte: Consumer Reports

49 comentários:

  1. Um conhecido caiu fora da pista na sportage n abriu o airbag...bateu a cabeça no volante e desmaiou...tava sem o cinto vale dizer...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Airbag não abre sem cinto. É até perigoso explodir um airbag num passageiro sem cinto.

      Excluir
    2. Para acionar o air-bag, o cinto precisa estar colocado, pois um dos sensores está exatamente no cinto.

      Excluir
    3. Depende do veículo, um amigo bateu sua Ranger CD flex 2017 em um caminhão estava sem cinto, porém com velocidade baixa e os airbags dianteiros e de joelho acionaram.

      Excluir
    4. Nos EUA existem estados que o uso do cinto não é obrigatório e com isso o fabricante deve assegurar que o air bag acione mesmo assim.

      Excluir
    5. Por isso que o Onix vende pra caramba... Em pleno 2017 tem gente que não sabe qual a utilidade do cinto de segurança. Quem dirá teste de segurança...

      Excluir
    6. Meu irmão bateu de frente, todos de cinto, o menor filho na cadeirinha não sofreu nada, o que mais se machucou foi o filho de 7 anos que estava no banco traseiro no meio, trincou o quadril, o cinto era somente abdominal.

      Excluir
  2. Essa lista está meio suspeita, Porsche em 13°, sei não hein. Não sou fã da marca Porsche nem desejo e nem tenho grana para um, mais achei estranho essa lista. Sei não hein, se não existe uma propina por trás disso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza o volume de vendas impacta na posição da lista.

      Excluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Cara a Consumer Reports é uma revista que compra todos os produtos que testa e não aceita nenhum tipo de anúncio exatamente para ser o mais ético possível.
    Vive exclusivamente da venda das revistas para seus leitores. Eles não testam somente carros, mas também eletronicos como celulares, tvs, cameras, etc.
    Se eles recebem propina imagina a 4 rodas.

    ResponderExcluir
  5. Kia confiável?
    Erro de metodologia total...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kia nos EUA =/= Kia no Brasil.

      Nos EUA a Kia vai muito bem das pernas, é só olhar o tanto de posições a frente da Hyundai. É só aceitar, causa menos dor.

      Excluir
    2. Nos EUA, as coreanas e japonesas são muito confiáveis.

      Excluir
    3. 10 anos de garantia ou 100 mil milhas (160mil Km), mecânica durável, motores atualizados e de boa manutenção, Kia assim como Honda e Toyota são referencias de durabilidade no EUA, não compare a Kia Brasil com a Kia EUA!!

      Excluir
    4. Basta andar 10 minutos numa rodovia nos EUA pra se ver quantos KIA são vendidos naquele local. São carros acessíveis, baratos de manter e muito confiáveis. Investiram muito para estarem ali. Faz sentido estarem nesta posição no Ranking.

      Excluir
  6. ah cara, isso ai não é uma pesquisa de qual é mais confiável kk é uma pesquisa de opinião, então é aquela coisa né...
    as vezes o cara compra um fiat e da muitos problemas, pra ele isso vira lei e ele fala mal pra todo mundo, então pra mim, pesquisa assim não tem credibilidade

    ResponderExcluir
  7. Não faz sentido algum Toyota na frente da Lexus e Kia tão distante da Hyundai.

    De fato Audi é mais confiável que BMW
    Injusto a colocação da Mercedes e Volvo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei se essa pesquisa considera também quando os carros já estão fora da garantia, mas li um tempo atrás uma matéria que dizia que os carros Premium (os alemães de modo geral e os ingleses, excluindo-se a VW) eram péssimos quando saíam da garantia. Peças caras, mão de obra idem, seguros altos, e depois quando começam a ficar com muitas milhas no odômetro, começam a dar muitos problemas.
      Aliás, reparou que a Land Rover não está nessa lista? É porque os carros dela dão tantos problemas, que só funcionam durante a garantia. Pode parecer que estou brincando, mas nos EUA é assim, Land Rover só na garantia, mas como os donos de Land Rover não ligam, é só o carro acabar a garantia que compram outro. E se me lembro bem, na última pesquisa de satisfação com pós venda da JD Powers, a Land Rover ficou em último lugar.
      Se dúvida, é só pesquisar por ai que você acha tudo isso que eu disse.

      Excluir
    2. Carro europeu nos eua é descartavel n aguenta o kct

      Excluir
    3. O volume de vendas impacta na posição tbm.

      Excluir
  8. É uma pena a Subaru não ser conhecida aqui no Brasil, enquanto ela estiver na mão da CAOA, os brasileiros vão perder a oportunidades de conhecer ótimos carros. Se formos ver as vendas da Subaru nos EUA, só de Forester, vendem mais de 12.000 carros por mês, isso prova que a marca é bem aceita pelos americanos.

    ResponderExcluir
  9. BMW?
    Os carros da BMW são bem problemáticos. Arrefecimento, injeção, suspensão...

    Toyota não há nem o que comentar.

    Os carros da Hyundai-Kia também se destacam na qualidade.

    ResponderExcluir
  10. Trabalho com gestão de frota e, nossos estudos e experiências confirmam a confiabilidade das marcas orientais, em especial as coreanas e japonesas.
    Japoneses e coreanos são sérios nos negócios e passam a cultura local ao pós-venda de qualquer coisa que produzem.
    Esse mantra foca no coletivo, ao contrário da ocidental, que foca no indivíduo.

    Lá se respeita o idoso, o cadeirante, o portador de necessidades especiais, a criança, etc
    No mercado automotivo, esses bons hábitos se refletem nos carros que produzem.
    Carros japoneses, principalmente, raramente quebram ou apresentam algum problema crônico, resultado da excelência no controle de qualidade dos processos de fabricação e, principalmente, no excelente pós-venda.
    Entregar um produto sem qualidade ou que apresente algum problema é uma vergonha para o fabricante.
    Recentemente, participamos de uma tomada de preços para renovação da frota de uma grande empresa multinacional do setor de carga, no México.
    Nosso projeto foi o vencedor, não pelo preço, mas por um detalhe que fez a diferença: o edital exigia, além de só marcas japonesas, que a gestão dessa frota fosse administrada pelos princípios da cultura japonesa : foco no coletivo, em quem vai utilizar os carros.
    Como eramos os únicos com experiência em administração de frotas na Coréia do Sul, Japão e Tailândia, e apesar do orçado não ser o mais barato, e pensando nos benefícios dos futuros usuários, prevaleceu a confiança nos carros japoneses e a experiência que tínhamos na área.
    Menores custos em manutenção e a certeza de um pós-venda verdadeiramente eficiente, também pesou.
    No Brasil, infelizmente, essa cultura do coletivo ainda engatinha e o que prevalece, nessas tomadas de preço, é o preço final, custo de manutenção, depreciação projetada e, quase por último, o benefício para o usuário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Japonês e tão sério que estavam entregando chapas adulterada e fora de especificação para montadoras japonesas e ocidentais.
      Agora, poucos dias atrás, a Nissan paralisou a produção no Japào para rever seus métodos de inspeção após descobrir que pessoas estranhas ao setor e não especializadas estavam fazendo inspeção final do produto

      Excluir
    2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    3. E tem a questão dos airbag da Takata...várias mortes por defeitos no mundo todo...

      Excluir
    4. O New Civic mecânico que o diga! 4 anos como característica de produto para ter o acionamento de embreagem reprojetado!
      E quanto aos discos dianteiros da Hilux, que empenavam com 5.000km e a garantia não cobria?
      E os diversos casos de câmbio CVT do Fit, nos idos de 2007?
      😂😂😂😂😂

      Excluir
  11. Tesla e Mercedes no final da lista? Será q quebram mais q as outras? VW atrás da Ford? Agora Toyota em primeiro não é novidade. Eles presam muito pela qualidade e pós vendas. Pena q no Brasil seja tão caro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há quem duvide até da viabilidade da empresa TESLA.

      Excluir
  12. hoje o carlota vai dormir na cracolandia

    ResponderExcluir
  13. Tem gente que vai surtar ao ver essa lista.

    ResponderExcluir
  14. Essa lista foi feita com base nas opiniões dos caras que assinam a CR.
    É claro que o Toyota e Lexus darão menos problema. Usam tescnologia obsoleta.
    Motores aspirados, câmbio antiquado, não tem condução autônoma, não tem frenagem autônoma, nada. Nem piloto automático adapativo s Toyota tem.

    Aí colocam uns carros jaspion, e pronto.

    Hyundai e Kia fazem a mesma coisa.

    Só que isso não está mais funcionando. As vendas da Toyota estão caindo nos EUA. As vendas da Hyundai estão DESABANDO nos EUA.

    Então, quem conhece o assunto e sabe ler dados e extrair informação, sabe muito bem que a grande vencedora nessa lista aí é a Audi.

    Porque? SImples. A Audi é a marca com a mais avançada tecnologia e engenharia. TODOS os seus carros com motoress turbo, muitos carros com transmissões de dupla embreagem.

    A AUdi é a única com condução autônoma, com as mais modernas tecnologia a bordo.

    DIsparado. E mesmo assim está lá nas mais confiáveis.

    Quem avança muito, coloca as inovações mais rápido, paga o preço de menor confiabilidade, até a tecnologia amadurecer.

    Mas a Audi não. Ela é muito mais avançada que as demais, e mesmo assim é tão confiável quanto TOyota e Lexus que usam tecnologia obsoleta.

    Não é por outro motivo que Audi cresce a 82 meses consecutivos nos EUA, VW está creswcendo também, e TOyota e Lexus estão caindo.



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem mimimi, por favor.

      Audi está muito bem e isso declina sua afirmação inicial.
      VW apresentou bom avanço. Outro ponto que reforça seu equívoco.

      De resto é isso aí.
      Sem mais, nem menos.

      Excluir
    2. "SImples. A Audi é a marca com a mais avançada tecnologia e engenharia. TODOS os seus carros com motoress turbo, muitos carros com transmissões de dupla embreagem."

      Por isso a audi ficou abaixo de Toyota e Hyundai. Quem manda o usar o barato e frágil câmbio de dupla embreagem. Você tem que se decidir de uma vez por todas se o DCT é melhor ou pior que o AT com conversor de torque.

      Excluir
    3. "SImples. A Audi é a marca com a mais avançada tecnologia e engenharia. TODOS os seus carros com motoress turbo, muitos carros com transmissões de dupla embreagem."

      Por isso a audi ficou abaixo de Toyota e Hyundai. Quem manda o usar o barato e frágil câmbio de dupla embreagem. Você tem que se decidir de uma vez por todas se o DCT é melhor ou pior que o AT com conversor de torque.

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    5. O acionista da VW AG em ação novamente. Se um dia vc tiver a oportunidade de viajar para os EUA, preste atenção nas ruas e vc verá a quantidade de carros coreanos e japoneses que estão nas vias. Pergunte a um americano o que ele acha das marcas asiáticas. Sem conhecimento de causa, apenas achismo ou emoção não rola formar opinião.

      Excluir
  15. Talvez o DieselGate ainda esteja muito recente na mente dos americanos.

    ResponderExcluir
  16. Meu o cara quer discutir cm a revista,manda um email pra eles,talvez eles anotam a sua opinião

    ResponderExcluir
  17. Toyota é Toyota...!!!! Não tem pra ninguém...!!!

    ResponderExcluir
  18. Ford acima da VW? Carlota vai se matar, pare com essas noticias blog kkk

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.