Car.blog.br

Pesquisar este blog

Yamaha XTZ 250 Ténéré 2018: preço, fotos e especificações

Categorias: , , , 13 Comentários

A Yamaha Motor do Brasil lança a linha 2018 da Yamaha XTZ 250 Ténéré, que ganhou novos grafismos e cores, agora em três opções: o Verde Savage, o Marrom Atacama – ambas metálicas –, e a Matt Black, que mescla o acabamento fosco da cor preta, com o azul brilhante dos grafismos, também presente em seu suporte da carenagem.

Yamaha XTZ 250 Ténéré 2018

A Yamaha XTZ 250 Ténéré 2018 já está nas concessionárias da marca com preço público sugerido de R$ 16.190,00 – frete não incluso – e sua garantia é de 1 ano.

Yamaha XTZ 250 Ténéré 2018

A motocicleta mantém características tradicionais, como o painel totalmente digital, bagageiro em alumínio, assento de formato ergonômico, os faróis duplos alusivos ao do modelo Super Ténéré 1200, o para-brisa – que protege o piloto –, suspensões de longo curso – com 220 mm na frente e 200 mm na traseira – e o tanque com a prática tampa em estilo airplane, cuja capacidade é de 16 litros, sendo 4,8L de reserva.

Yamaha XTZ 250 Ténéré 2018 - Matt Black

A Ténéré 250 conta com a tecnologia bicombustível BlueFlex da Yamaha, permitindo a utilização de gasolina e etanol como combustível. Seu motor é um monocilíndrico com comando simples no cabeçote (SOHC) e arrefecimento misto de ar e óleo – uma vez que conta com o auxílio de um radiador de óleo .

Yamaha XTZ 250 Ténéré 2018

A capacidade deste propulsor é de 249,45 cm³, e a potência máxima gerada é de 20,7 cv quando abastecida com gasolina e de 20,9 cv em caso de o motor ser alimentado com etanol, ambos atingidos a 8.000 rpm. O torque, por sua vez é de 2,1 kgf.m quando com etanol e 2,09 kgf.m quando gasolina, disponíveis a 6.500 giros.

Yamaha XTZ 250 Ténéré 2018

A Ténéré 250 oferece programa de revisões com preço fixo, que oferece previsibilidade nos gastos com revisões. A Yamaha tem também a linha Y-TEQ para atender a demanda de peças com maior frequência de troca.

13 comentários:

  1. Pra quem curte moto, tá aí uma excelente opção.

    ResponderExcluir
  2. Tenho uma 17/17 já esta com 15 mil km, e uma excelente moto em sua categoria tem boa ciclística, um bom consumo, peças de reposição fácil e dentro do valor da categoria dela, bem confortável e ágil, porem tem freios bem borrachudos, o farol alto mesmo estando sem garupa ilumina o céu e não tem regularem, te obrigando a usar sempre o baixo.Mas aconselho a compra a quem tiver interesse, só tenho felicidades ate agora, peço perdão pelos erros de gramática.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E quanto ao seguro e é muito visada pelo amigo do alheio?

      Excluir
    2. Seguros de moto são um total absurdo experiência de quem teve 3 motos e o seguro mais em conta deu 2k em uma moto de 18k

      Excluir
    3. Olá tudo bem Marco Antonio? Em relação ao seguro depende muito do perfil do usuário no meu caso 23 anos, solteiro, residente em MG saiu 1700. Agora se e visada a roubo infelizmente sim, a Yamaha já deixou esse aspecto de moto menos visada e motos 250c acima já são bem visadas, Mas recomendo a moto, na categoria(em minha opinião) e a melhor custo-benefício os pontos negativo como comentei são os freios borrachudos e o farol, mas o resto acho perfeito uma dica que dou se pretende adquirir, e colocar imediatamente um protetor de motor e não abusar em curvas( sei que a proposta não e deitar nas curvas) mas os pneus são mais finos e curvas muito acentuadas ela te dão alguns "sustos" mas te aconselho a compra.

      Excluir
    4. Olá amigo, a moto é confortável? Ouvi dizer que o banco é meio duro confere ou não?

      Excluir
    5. Olá Marcelo tudo bem? Sim a moto e confortável, o que posso te dizer e que o conforto também esta relacionado ao ajuste de pressão da mola traseira que já vem de fabrica na regulagem 2 ou 3(são 5 regulagens) no meu casso peso 88 quilos e coloquei na 4 para melhor reposta em curva e pelo meu peso não ficar molenga, mas em pessoas leves a 2 ou 3 já resolve, em relação ao banco ele possui uma espuma de densidade mais elevada porem o banco e largo e acolchoado e não a incomodo algum, já viajei 170 km sem paradas sem ter algum tipo de dor nas costa ou no corpo.

      Excluir
  3. Isso é carBlog. Ninguém aqui tá nem aí pra moto. Até porque a VW não faz moto. Então nenhuma presta. E não estou sendo irônico. Só uso VW desde meu primeiro carro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Logico que a VW faz moto. As Ducati são motos VW. Na realidade sao Audi, mas estão dentro do Grupo VW,.

      Excluir
    2. Entendi carlos. Mas eu digo na concorrência de menor porte. Seria sensacional uma Ducati de menor cilindrada pra concorrer com as motocas menores. A Titan 160 só reina por falta de concorrência que preste pois não passa de uma porcaria e faz mais barulho de corrente solta do que mobilete Caloi. Uma bike com grife. Nada mais que isso.

      Excluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.