Car.blog.br

Pesquisar este blog

Jeep Renegade 2018: fotos, versões, preços e consumo

Categorias: , , , , 53 Comentários

A Fiat Chrysler apresenta a linha 2018 do Jeep Renegade, trazendo como novidades a nova versão Limited Diesel e a série especial Night Eagle. Há também novidades nas demais versões, com aperfeiçoamentos na gama de itens de série.

Jeep Renegade Limited Diesel 2018

A versão Sport Flex passa a vir com rodas de 17 polegadas de série, enquanto o Longitude flex ganha rodas de 18 polegadas. E há versões com o motor 2.0 turbodiesel de 170 cv e tração 4x4 com preços mais competitivos.

Jeep Renegade Limited Diesel 2018

A versão Limited Diesel estreia para ficar logo abaixo do Trailhawk, oferecendo uma versão mais sofisticada com tração 4x4 e câmbio automático de nove marchas.

Jeep Renegade 2018

A Jeep lança também a série especial Night Eagle. Baseada na Longitude, ela está disponível tanto com o motor 1.8 Evo Flex quanto com o 2.0 MultiJet II Turbodiesel. Seu diferencial é o visual escurecido.

Jeep Renegade 2018

Todos os detalhes normalmente cromados ou prateados foram pintados de preto (fosco ou brilhante), como as rodas de liga leve de 18 polegadas, as molduras dos faróis de neblina, os contornos das sete entradas de ar na grade dianteira e todos os logotipos.

Jeep Renegade 2018 - interior

O teto também sempre é pintado de preto e, por dentro, o acabamento segue o mesmo tema “all black”. O preto brilhante foi aplicado nos raios do volante e nas molduras dos alto-falantes, saídas de ar, coifa do câmbio e porta-copos central.

Jeep Renegade 2018 - interior

Além disso, a versão de entrada 1.8 Flex, de câmbio manual de cinco marchas, passa a se chamar Custom 1.8 Flex.

Jeep Renegade 2018

A mesma nomenclatura é aplicada à opção inicial com o motor 2.0, que agora é a Custom Diesel, por R$ 7 mil a menos que o valor cobrado antes pela Sport Diesel (as outras configurações 2.0 4x4 também tiveram reduções). Em ambos os casos, a grade tem acabamento preto, assim como as rodas de aro 16”.

Jeep Renegade 2018

Essas configurações Custom são as que contam com mais possibilidades de serem personalizadas ainda na fábrica, por meio dos pacotes da linha Jeep Authentic Accessories.

Mais equipamentos e novas cores

O Jeep Renegade 2018 recebeu novos itens de série. As versões Sport Flex, que tinham rodas de liga leve de 16 polegadas, ganharam rodas de aro 17” e pneus 215/60, combinação que antes equipava as configurações Longitude.

Jeep Renegade 2018

Estas, por consequência, passam a sair de fábrica as rodas de 18 polegadas que eram oferecidas como opcionais, pareadas a pneus 225/55. E no caso do Longitude Flex, agora os bancos de couro são de série, como já acontecia com o Diesel.


Há ainda novas cores para a carroceria: a sólida Verde Recon, e as metálicas Azul Pacífico e Marrom Horizonte e a perolizada Branco Polar.

Jeep Renegade 2018 - interior

Outras mudanças foram feitas em algumas versões. Na Limited, o acabamento preto brilhante foi aplicado nas molduras das saídas de ar do painel, dos alto-falantes e do porta-copos no console central.

Jeep Renegade 2018 - interior

Enquanto isso, o Renegade Trailhawk passou a ter todos os emblemas com fundo cinza, substituindo o vermelho, e o adesivo do capô (que reduz reflexos do sol no campo de visão do motorista em trilhas) agora exibe traços da geografia do Parque Nacional do Jalapão, em Tocantins.


Jeep Authentic Accessories

A linha 2018 do Renegade também marca a estreia da linha Jeep Authentic Accessories. São pacotes de acessórios, instalados na fábrica.

Alguns kits que já estavam disponíveis dentro do programa Custom Shop Mopar continuam a ser oferecidos, como Landscape, Protection e Audio. Mas foram criados quatro novos pacotes para as versões Custom (os três primeiros a partir de setembro):

Bike - formado por barras transversais, suporte para bicicleta e adesivos decorativos com o tema mountain bike, é focado em quem tem o ciclismo como estilo de vida;

Traveler - esse kit composto por estribos laterais, barras transversais e bagageiro de teto foi pensando em quem viaja médias e longas distâncias com frequência;

Protection Plus - formado por frisos laterais, protetores de soleiras e adesivo no capô, o pack traz mais robustez, além do visual diferenciado;

Liberty - aqui, o objetivo é sofisticar o Renegade, com central multimídia Mopar, rodas aro 17” do Trailhawk, revestimento especial dos bancos, emblemas pintados de cinza e, na versão Flex, barras longitudinais de teto.

Consumo - Jeep Renegade 2018


Modelo
Motor
Câmbio
Consumo EtanolConsumo Gasolina / Diesel
Média Gasolina / Diesel
CidadeEstradaCidadeEstrada
Nissan Kicks1.6-16VCVT8,19,611,413,712,4
Peugeot 20081.6-16VAuto-67,59,210,713,011,7
Honda HR-V1.8-16VCVT7,78,611,012,311,6
Ford EcoSport1.5-12VAuto-67,18,910,412,811,5
Honda HR-V1.8-16VMT-66,78,69,912,611,1
Jeep Renegade Flex1.8-16VMT-57,67,610,611,210,9
Hyundai Creta 1.6 Flex1.6-16VAuto-67,18,210,111,310,6
Jeep Renegade Diesel2.0-16VAT-99,411,510,3
Ford EcoSport2.0-16VAuto-66,18,38,812,010,2
Jeep Renegade Flex1.8-16VAT-66,57,69,510,910,1

Tabela de Preços
  • Jeep Renegade 2018 Custom 1.8 MT5 – R$ 74.490
  • Jeep Renegade 2018 Custom 1.8 AT6* – R$ 69.990
  • Jeep Renegade 2018 Sport 1.8 MT5 – R$ 82.990
  • Jeep Renegade 2018 Sport 1.8 AT6 – R$ 89.990
  • Jeep Renegade 2018 Longitude 1.8 AT6 – R$ 94.990
  • Jeep Renegade 2018 Night Eagle 1.8 AT6 – R$ 96.490
  • Jeep Renegade 2018 Limited 1.8 AT6 – R$ 99.990
  • Jeep Renegade 2018 Custom 2.0 AT9 4x4 – R$ 108.990
  • Jeep Renegade 2018 Longitude 2.0 AT9 4x4 – R$ 118.690
  • Jeep Renegade 2018 Night Eagle 2.0 AT9 4x4 – R$ 120.190
  • Jeep Renegade 2018 Limited 2.0 AT9 4x4 – R$ 124.990
  • Jeep Renegade 2018 Trailhawk 2.0 AT9 4x4 – R$ 129.990

53 comentários:

  1. O parachoque dianteiro tambem mudou bem como o nicho do farol de milha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O parachoque dianteiro muda da versão flex para a diesel 4x4, será que não é isso que você percebeu? As fotos são de versões diesel 4x4 e me parece igual ao que já era.

      Excluir
  2. Bonito, caro, gastador, etc... E principalmente distante cada vez mais do nosso bolso. Viva o Renault Kwid, isto que é carro.

    ResponderExcluir
  3. Limited a gasolina com preço equivalente ao creta 2.0 prestige e ao HRV intermediario... acho que isso vai ajudar bastante... pois é o melhor acabamento e equipamentos de serie dos três.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem contar que a qualidade é Jeep o que eu sei que é excelente!

      Excluir
    2. Esse Renegade Diesel é um 4x4 ou AWD?

      Excluir
    3. Obrigado Nelson. Com diferencial traseiro então, planetaria e também reduzida?

      Excluir
  4. Desempenho continua de 1.0
    Consumo continua de v8e continua ridiculamente feio.
    Quem compra tem problemas sérios intelectuais
    .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, mas já que não tem SUV da VW...

      Excluir
    2. A depender do 1.0, o Renegade anda até menos! Pagar quase 100K em um carro apertado e de desempenho pífio é ridículo!

      Excluir
    3. Me aponte um carro V8 com consumo energético inferior a 2,18 MJ por KM.
      Se não apontar seu argumento é falacioso.

      Excluir
    4. Mesmo? Ter dinheiro e sérios problemas intelectuais são sinônimos?

      Excluir
    5. O Carlos deixa sempre bem claro quem tem problemas intelectuais. Quanto ao desempenho, desafio qualquer 1.0 (aspirado) a botar do lado que vai comer poeira. Teste de revistas são com motores não amaciados e em condições seguintes: Pé no fundo, sem tirar do acelerador, troca as marchas. Então eu sugiro botar qualquer 1.0 do lado do meu e fazermos 10x. Se o 1.0 passar da 5a vez sem quebrar nada será lucro. Provavelmente eu continuarei com meu automático intacto, confortável e com potencia adequada para o dia a dia.

      Excluir
    6. Tenho um Renegade Limited 2017/2017 e um UP 2016. Em relação ao Renegade, afirmo que o carro é maravilhoso, dirigibilidade e conforto fantásticos. Uso o UP para trabalhar no dia a dia, um excelente carro. Mas, para quem conhece os veículos, são incomparáveis. O conforto que tenho com o Renegade, desempenho moderado do carro, e a tecnologia que o carro possui, além de uma suspensão independente nas quatro rodas, a qual deixa o carro impecável, não o troco por nada. Prefiro vender ou ofertar meu UP para alguém.....rsrsrsrsrs

      Excluir
  5. kkkkkkkkkk, isso que é um tapa na cara sutil e delicado, sem mais, dessa vez o Carlota perdeu uma ótima oportunidade de ficar calado

    ResponderExcluir
  6. Prefiro a Toro Diesel...
    Que carrinho sem sal, sem graça e sem inspiração!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Da familia Monstro da FCA, o Renegade é o único que me agrada, cinco estrelas no crash test (protocolo antigo), pena o powertrain flex, quando AUTO, terrível e nada econômico, e se o porta-malas fosse um pouco maior.

      Excluir
  7. O Consumo do diesel está errado. Faz muito mais do 11,5km/l na estrada. Chega a Fazer 20km/l. Com um tanque da pra andar 1100kms.
    Faltou o Tracker.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estes números são obtidos na metodologia do INMETRO, na prática, Toro e Renegade fazem quase 20 km/l na estrada, e Compass faz 18 km/l.

      Excluir
    2. Cara, quase 20 acho bem improvável... Em trecho curto, 40km a uma média de 100km/h, já fizemos 16km/l algumas vezes, mas basta uma esticada a 140 que já cai... De toda forma acho ótimo, pelo porte do carro e motor aspirado. Com o Golf, nas mesmas condições, raspa de 18 a 19, ou seja, uma média de 20% a mais com um carro mais leve e de motor turbo e moderno. Na cidade a diferença é a mesma. Ou seja, o tão criticado motor do Renegade perde no supertrunfo mas não fica tão longe na prática e atende o dia a dia. E quem tem ou gosta do carro sabe disso, por isso vende tão bem. Dessa lista inteira acima, se você colocar um carro do lado do outro, vai entender melhor por que tanta gente escolhe o Jeep.

      Excluir
    3. Agora, em trecho menor ainda, talvez em 20km andando a 100km/h talvez melhore. Com o Renegade ainda não simulei, mas com o Golf chegou na média de 20. O Jeep deve chegar no máximo em 17...

      Excluir
    4. A crítica feroz e honesta é em relação ao motor aspirado 1.8 l flex. O motor diesel turbo faz boas medias. Esse 1.8 da FCA é peça de museu.

      Excluir
    5. Eddie, não sei se você conhece o carro pessoalmente, se já fez alguns testes reais com ele... Em casa temos os 2 motores, a referência puxada que é o 1.4 turbo TSI e o 1.8 da FIAT/JEEP. E o Golf ainda conta com melhor aerodinâmica, câmbio e mecânica como um todo, menor peso, enfim, todo um contexto e, em uso normal, fica entre 20 e 25% (máximo do máximo) à frente em consumo. Como disse, lembrando que o Renegade perde em aerodinâmica, câmbio (...) acho que esse motor deve estar fazendo milagre... Ou seja, atende bem cara, na real, sem nenhuma defesa cega de marcas.

      Do desempenho, a diferença é significativa, mas, sinceramente, no trânsito da cidade, muda quase nada... Só arranco no Golf na estrada da pista e em algumas saídas de semáforo (mas essa última nem precisava...) De resto, o Jeep responde o que você precisa.

      Essa é a minha opinião sincera. Fico imaginando quem não tem a experiência de um motor turbo então. Entra no carro, acelera e pensa: "está bom, é isso o que preciso..."

      Ou seja, o 1.8, estranhamente, contrariando o supertrunfo, está realmente bom e suficiente. Abs!

      Excluir
    6. Tenho Golf 1.4 turbo e Renegade 1.8 em casa e concordo com sua análise.

      Excluir
    7. Carlos e NEF, obrigado pelas respostas. Minha experiencia foi num Toro 1.8 AT6 em rodovia de serra com terceira faixa. Experiencia desastrosa, o motor não conversava com o AISIN, o carro não faz curva, direção elétrica nada direta, folga muito grande. Pra ter ideia até bi-trem (vazio) me ultrapassava na subida de serra. Beberrão 11 km/l na gasolina. Não gostei.
      Eu tenho um problema pessoal muito grave de resolver, sou proprietário como voces dum GOLF TSI DSG alemão, show em todos os quesitos, não consigo me adaptar a qualquer outro carro. Rss. Abraço

      Excluir
    8. Correção, tive um UP mpi MT que andava muito bem em estrada. Show de carro.

      Excluir
    9. Legal NeFardon! E Eddie, nós também temos o Golf... O meu é igual ao seu. Mas nunca andei na Toro... Na teoria era para ser parecido com o Renegade, mas a aerodinâmica da picape deve ser pior... Enfim, como disse, na prática, o Jeep nos atende muito bem. Sinceramente, em 90% dos finais de semana preferimos até o Renegade pelo conforto. O Golf dispara na frente, mas corro cada dia menos. E da economia, no meu caso, ficaria em torno de 80,00 por mês, perto de 1 mil ao ano. Isso comparando um Renegade com um Golf, Alemão também. Imagine se há grande diferença entre o Renegade e um Creta, Kicks, HRV, o que for... Podem até ter números melhores, mas é uma diferença irrisória, deixando a escolha à preferência do cliente. No nosso caso, optamos pela segurança (5x5 no crash e, no impacto lateral, nem o vidro quebra. No HRV, também 5x5, a lateral estranhamente estraçalha), acabamento do painel, freio eletrônico, isolamento acústico, conforto (Kicks não tem piloto automático nem suporte de braço), plataforma exclusiva (não vem de um hatch ou sedan), suspensão multilink, enfim, o conjunto é bom e o motor atende. Mas esse são os nossos parâmetros e tem consumidores que preferem outros, como o desempenho do HRV ou a economia do Kicks, o espaço do Creta, agora a central e o conjunto da Eco devem estar bem interessantes, enfim, vai do gosto de cada um...

      Excluir
    10. Interessante a comparação e bem realista do Carlos JSB, entre Golf turbo e Renegade 1.8. São argumentos bem válidos já que anda nos dois. Realmente o motor do Jeep para mim é suficiente. Não imagino que um carro deste porte e categoria (suv compacto) tenha que ter muito mais desempenho que isto. Parabéns e obrigado pela contribuição REAL por aqui.

      Excluir
    11. Jacestou no 4 Renegado a diesel e as medidas são:
      11 a 12 cidade
      13 a 14 estrada acima de 120 km
      16 a 19 estrada entre 90 e 110 km

      Já fiz por teste 21 km, pois foi na Castelo e literalmente pisando em ovos..

      Excluir
  8. Renegade 2.0 turbo diesel a 227 km/h.

    https://www.youtube.com/watch?v=nHgAfzXE550

    ResponderExcluir
  9. Sim Carlos. Mais de 1300 pessoa com "problemas sérios intelectuais" no último mês.

    ResponderExcluir
  10. Tem problema de desempenho, mas que o bicho é confortável, isso é!!!

    ResponderExcluir
  11. Tenho um Renegade Diesel Blindado e faz na estrada tranquilamente 16km/l na cidade faz no mínimo 10km/l

    ResponderExcluir
  12. Uma observão; vendo as fotos do Renegade, reparei nas DRLs (daylights) no para-choques, que deveriam ser proibidas ou modificadas para o mesmo nível dos faróis principais estilo Golf7 e Jetta. A Mercedes Benz no C180 já mudou e outras montadoras. Outro dia na luz do dia em rodovia uma fila de carros em sentido contrário, todos carros tinham faróis acesos, exceto um Peugeot encaixado no meio da fila com DRL no para-choques que sumiu, vc não vê, não era notado. Isso é muito serio, atrapalha muito e deveria urgentemente ser modificado ou proibido.

    ResponderExcluir
  13. Carrão, confortável e seguro, quem importa com consumo? Ah só a Carlota mesmo kkkk o tipo de público que compra um carro desses não tá nem um pouco preocupado com consumo e desempenho, pelo contrário quer conforto, segurança e acabamento top. Eu compraria fácil o Renegade ou Compass, mas por questões financeiras não consigo manter um carro desses. Eu assumo que quero mas não consigo, agora os outros comentaristas, querem não dão conta de pagar, e bota defeito no carro kkkk. O pior de tudo são os comparativos mais absurdo possível. Parabéns ao blog a matéria ficou boa.

    ResponderExcluir
  14. A minha crítica a esse pacote 2018 é que a Jeep perdeu a chance de já equipar o Renegade com a Uconnect 3 de série, oferecendo espelhamento Android Auto e Carplay em todas as versões. A ECO terá de série e fará todos os outros (com exceção da Tracker) ficarem defasados (ou caros) em interação digital.

    Outro ponto é que o Renegade também deveria vir com 7 airbags de série. Mais um ponto para a nova Eco. Com esses 2 itens, a Jeep posicionaria o Renegade muito forte e pronto para os próximos anos... Vai ter que mexer novamente em 2018...

    ResponderExcluir
  15. Porque a Jeep não coloca o 1.4 turbo que equipa o Renegade americano ? A Ford acertou no Ecosport com o novo motor 1.5 12 V igual ao que será lançado no mercado americano.

    ResponderExcluir
  16. Parabéns pelos comentários. Por poucas vezes vi neste blog comentários tao construtivos e, principalmente, relatados por experiência própria. Só pode falar de algo quem teve experiência prática. Vocês não tem ideia de quanto são importantes os seus relatos para quem está interessado em detrminado tipo de vaículo.

    ResponderExcluir
  17. Vamos torcer pra que caso os Chineses comprem a Jeep a boa reputação da marca não caia.

    ResponderExcluir
  18. Eu queria um Renegade, apesar da grotesca feiúra. Mas, como sou alto, praticamente encosto no teto, o banco termina antes dos meus ombros, com o encosto gigante começando antes do pescoço. É uma ergonomia sofrível... Eu tentei gostar, tentei muito, pela praticidade nas nossas ruas catastróficas, mas se o desconforto foi insuportável em um test-drive, quem dirá na vida quotidiana?...

    ResponderExcluir
  19. Eu também sou alto, e vi que a ergonomia desse Jeep é péssima, o assento termina no meio da minha cocha, e quase bato a cabeça no teto, tendo obviamente de baixar o acento ao máximo. O espaço interno em geral é uma porcaria, sobretudo por se considerá-lo um "SUV".

    Porta-malas: aaaahhffffff.... 260 litros??!!!! Isso é ridículo, intolerável, chega a ofender! (até o do VW Fox é maior, com 270 L, e o do HB20 300 L). Acho q pensaram algo do tipo: "ninguém liga pra porta malas em um SUV, vamos botar um tanque de 60 litros p/ o combustível e tudo certo". E foi o que fizeram!

    Além disso, em 1ª e 2ª marchas ele vai bem, a partir da 3ª fica xoxo, ao q instintivamente aceleramos mais para compensar, resultando em um consumo exagerado. O desempenho, portanto, é ruim...

    Tem bom acabamento e bons itens de segurança, ok. Mas é só.

    O visual caixote é feio, retrô, desnecessário. Eu indicaria p/ um comerciante carregar suas caixas de papelão e outros utensílios no dia a dia, mas... com um porta-malas desses... ah deixa pra lá!

    ResponderExcluir
  20. Por essas e outras é que o Nissan Kicks está bem à frente do Renegade.

    E à frente dos dois está o Creta.

    Basta comparar estilo, conforto, espaço.

    ResponderExcluir
  21. Carro com cara de caminhão antigo rd

    ResponderExcluir
  22. Carro com cara de caminhão antigo rd

    ResponderExcluir
  23. Carro com frente de caminhão antigo

    ResponderExcluir
  24. Fiz um test drive na versão diesel antes de ser lançado o carro!
    O 4x4 é um bom carro, porém, caro e sem porta malas!
    A versão flex não presta! Não anda e bebe, por ser pesada demais para o motor 1.8 aspirado!
    Me desculpem os proprietários!

    ResponderExcluir
  25. Problemas com a garantia
    Sou cliente Jeep (Divesa Londrina) há menos de um ano e estou passando por uma situação muito chata sobre a garantia do carro. Fiz minha primeira revisão do meu Jeep Renegade com 13.400km, pois tinha acabado de voltar de uma viagem grande de férias. Moro no PR e eu e meu marido fizemos uma viagem para MG, depois SC, andando mais de 2000km. Não poderia fazer a revisão antes dos 11.000km, pois perderíamos a garantia também. Por meros 400km, perdemos a garantia do nosso carro, sendo que ele tem menos de 1 ano. Adoro o carro, com certeza seria uma cliente fiel da marca, mas com o atendimento no 0800 que recebi, foram irredutíveis em resolver esse problema. Infelizmente não estão preocupados com o pós venda e um problema tão pequeno. Decepcionada!

    ResponderExcluir
  26. Boa tarde! Gosto sempre é pessoal, portanto alguns podem achar feio e outros lindo. Particularmente acho muito bacana, diferente e com personalidade. Creta, HRV e Kicks são bonitos também, porém é difícil de diferenciar um dos outros nas ruas,para mim falta personalidade, coisa que o RNG tem de sobra. O novo motor 1. 8 EVO do 2017 faz 7,5 km/l com etanol em uso urbano, média de qualquer carro 1.0, rodando em cidade do interior. Na estrada roda muito bem, é estável e silencioso, fazendo 10,5 a 11 Km/l com etanol em velocidade de 110km/h. É mecânico, o mais básico deles, porém completíssimo e extremamente confortável e seguro.Para se ter idéia tem até controle de estabilidade para reboque, além de freio eletrônico, anti capotamento etc..Quanto ao bagageiro, de ótimo acabamento, aumenta bem o volume se torar a tampa superior, ou um suporte que há na base dele, fornecendo bem mais que os 280 litros declarados e ainda basta deitar 1/3 do banco e conseguir espaço de pick up, o que é ruim para famílias grandes, mas não para famílias pequenas.O acabamento é impecável. Para mim é a melhor opção disparada de carro nessa faixa de preço, deixando a questão de de estética ao gosto de cada um, como disse no começo da resposta. Abraço a todos.

    ResponderExcluir
  27. Muito esclarecedor o debate aqui estabelecido. Parabéns à grande maioria de comentários bem delineados. Eu que estou a caminho do meu Jeep, me senti muito apetecido com a grande maioria dos comentários. Realmente, um dos melhores que já li em páginas virtuais.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.