Car.blog.br

Pesquisar este blog

Renault Kwid: vídeo teaser sobre teste de resistência

Categorias: , 40 Comentários

A Renault do Brasil lançará o sub-compacto Kwid esta semana, e, em antecipação, divulga um vídeo teaser mostrando alguns testes de resistência que foram feitos com o modelo brasileiro.

Novo Renault Kwid 2018

O Kwid foi homologado oficialmente pelo INMETRO como SUV porque ele dispõe de características como ângulo de ataque de 24º, ângulo de saída de 40º, e altura livre do solo de 18 cm, como mostrado no vídeo a seguir.




Com o vídeo, a Renault procura ressaltar que o modelo brasileiro é diferenciado em relação ao indiano, que foi reprovado em testes de resistência.

Novo Renault Kwid 2018

O modelo brasileiro é 120 Kg mais pesado que o indiano, mas mesmo assim é mais de 120 kg mais leve que o up! e 160 kg mais leve que o Mobi.

Novo Renault Kwid 2018

Dessa forma, com peso em torno de 786 Kg, o Kwid, mesmo com motor menos potente, consegue oferecer desempenho maior que o Up! e o Mobi Drive, com consumo equivalente.

Novo Renault Kwid 2018

A questão que só será respondida com o tempo é se com peso muito mais baixo ele terá o mesmo nível de resistência do Up!, como indica sua estética que sugere robustez.

40 comentários:

  1. Teste de resistência sem jogar na parede? Conta outra Renault, pois essa foi sem graça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Teste de resistência é uma coisa.
      Teste de impacto é outra totalmente diferente.

      Excluir
    2. Uma Hilux antiga é resistente, não é segura... por exemplo, coisas distintas, tão simples.

      Excluir
    3. Teste de impacto não deixa de ser um teste de resistência.

      Excluir
    4. Quando se fala em resistência no geral se referimos a durabilidade mecânica ... ninguém fala por exemplo que o UP é um "tanque de guerra" porque tirou 5 estrelas no Crash Test, são coisas distintas.

      Excluir
    5. E apenas um filme comercial de propaganda...o teste Latin N cap, amanha meio dia...aguardem...

      Excluir
    6. Eu concordo com o Tosca. Um exemplo é o velho Fiat Uno Mille. Carro que era bastante usado por empresas e também no interior do Brasil, em regiões sem asfalto. Pode colocar no barro, em estradas esburacadas, e até no meio do campo que ele vai embora. Porém, numa colisão, ele se desmancha. Não foi projetado para suportar impactos de uma batida, nem possui recursos mais modernos e eficientes de segurança.

      Excluir
    7. O Up além de seguro e resistente, mais do que o Gol inclusive. Agora imaginem esse Kwid depois de alguns meses de uso.

      Excluir
  2. Não dá pra não deixar de falar que falta o crash test. É obrigação da Renault depois do vexame na India. Agora se o brasileiro quiser comprar mesmo se tiver o resultado ruim...cada um sabe o que faz, ou não.

    ResponderExcluir
  3. Parece um ótimo carro mas, sem crash test, negativo!

    ResponderExcluir
  4. Esse Kwid vai longe, ao menos a Renault tem posto fé no modelo... eu sinceramente achei que os preços iam ser mais agressivos, ao menos por 30 mil ter ar e direção, mas ... nisso o New QQ continua sendo o único com o "kit dignidade" por menos de 30 mil reais.

    ResponderExcluir
  5. Resistência a que ? Chuva ? A água ? Por que no vídeo só tinha água

    ResponderExcluir
  6. Caramba! Chove e ele continua andando - inovador!

    ResponderExcluir
  7. Sou mais o UP. Estou viajando com MOVE I-MOTION modelo 2018 o carro é sensacional.... Responde muito bem na estrada .... Quanto ao consumo é super econômico já rodei 900km... Abasteci durante a viagem e foi somente 22 litros e ainda tenho praticamente meio tanque de combustível . Tinha um Corolla 2016 e não me arrependo de ter feito está troca e sim estou super contente com carrinho fera

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Trocou Corolla por UP! Meu deus!
      Agora só falta falar que o UP é melhor que Corolla.

      Excluir
    2. se vc me falar que tinha um corolla 1998, e ficou mais feliz com o up, eu até acredito, mas já andei num corolla 2001 e digo, de longe era mais confortável que o up, corolla 2016...menos amigo...vamos mentir de forma menos desproporcional.

      Excluir
    3. Eu tinha uma bmw 320 2016 e troquei num up, que carro sensacional. Acorda aí meu, nem minha mulher que não sabe dirigir não quer um UP, imagina alguém em sã consciência vai trocar um seda médio e achar melhor, só se for um desempregado, aí é melhor andar de mercedes...

      Excluir
    4. Conversa pra boi dormir... O câmbio é o I-tranco....
      Se for por economia ainda dá pra se pensar.. porém na estrada a diferença é bem pequena com os carros carregados

      Excluir
    5. Caraca, o cara andou 900km e qdo abastecem só entrou 22 litros? Tava sendo rebocado?

      Excluir
    6. Sim, tem muita gente que usava carros maiores para trabatrabalhar e está mudando para SUB compactos. E nesse caso o ú ixi que é digno e o Up, o resto é lixo.

      Excluir
    7. 4 wheeller - continua com esse pensamento que vc vai longe! kkkkkkkk

      Excluir
  8. Imagina esse carinho numa estrada num dia de ventania!!! Vou comprar um pra minha sogra!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. cansei de ver fiat ideia na estrada, e não recordo de ter visto um capotado.

      Excluir
  9. Quanto o UP pode ficar sossegado que ele é bem estável em qualquer situação.

    ResponderExcluir
  10. acho que esse carro em segurança ficara na media de onix, gol, uno...ou seja, poucos brasileiros se preocupam com isso na hora da compra, poucos vem a um forum pesquisar, como estamos fazendo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo... Ele tem dois atrativos, preço e design bonitinho, isto já basta para muitos.

      Excluir
    2. Acho que é por aí, Gabriel. A Renault quer vender. O produto parece que atende ao que muitos consumidores procuram: carro com preço acessível, consumo baixo de combustível, manutenção relativamente barata, e foi pensado pra aguentar as ruas brasileiras. Mas longe de ser um primor em tecnologia, design e segurança.

      Excluir
  11. Bom eu acho que ter carros como este em nosso mercado incentiva pessoas que não tem carro com Airbag e Abs trocarem de carro, podendo assim dizer que seriam carros mais seguros, mudando pelo menos a características de nossa frota Brasileira. Claro que muitas coisas tem de ser mudado para melhor em nosso mercado, mas infelizmente ainda teremos que estes enquanto nosso governo não exigir, talvez, mínimo de estrelas no crash test.

    ResponderExcluir
  12. Sugiro não comprarem nenhum veículo que ainda não tenha passado em nosso "crash test".

    ResponderExcluir
  13. Gabriel de souza. Em nenhum momento citei quem era MELHOR... Cara vc me chamar de mentiroso vc conhece cara? Um eu aprendir que o caráter é o principal de um homem. Vc não passa de um babaca isso sim

    ResponderExcluir
  14. Acredito que a Renault acerta com esse carro. Fizeram um carro acessível (comparado aos concorrentes), com uma suspensão mais elevada e, talvez, mais eficiente pra suportar nossas ruas esburacadas (crateras). A manutenção deve ser relativamente barata, e o carro será econômico. Isso pode fazer o carro vender bastante. Mas não significa que seja melhor que outros carros da categoria. Vamos esperar pra ver. / Sobre os crash test, deveriam ser obrigatórios no país antes de colocarem qualquer automóvel no mercado.

    ResponderExcluir
  15. Fui ver o Kwid ontem, na versão intense de show Room, me espantou a espessura das chapas, dimensões dos conjuntos de suspensão traseira e dianteira, tudo pequeno e fino, creio que não dure muito nesse solo de nosso Brasil.

    Em relação ao projeto do Clio e Sandero que usa partes vindas do clio, no undercar, muito mais resistência e peças mais robustas. Foi o que pude ver aos olhos e tecnicamente observando.

    Eu iria de UP! Gol March Uno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até onde sei não existe esse carro em show room ainda.

      Excluir
  16. E sobre os pneus origem México, trocaria antes de sair da loja por um jogo 185/70 R14 de boa marca. Já melhoraria e muito o carro.

    ResponderExcluir
  17. A Renault tenta passar a falsa impressão que aumentou 120 kg a mais em relação ao indiano se refere a reforços, o que não é verdade. Primeiro que o KWID indiano pesa agora mais de 700kg já que foi reforçado para tentar melhorar sua nota no Global NCAP. Segundo o modelo nacional tem vários itens que não tem no indiano, como air Bags laterais e os acabamentos que são melhores e materiais de absorção de ruidos e maior quantidade, então sobrou muito pouca coisa em termos de reforços.

    ResponderExcluir
  18. Quem preferir beleza vai de kwid! Mas quem quiser ir com segurança vai de caixa de sapato de titanium! O Up!

    ResponderExcluir
  19. toma vergonha renault manda pro latin ncap pra ver se e bom mesmo

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.