Car.blog.br

Pesquisar este blog

Fiat Argo 2018: fotos e especificações de todas as versões

Categorias: , 49 Comentários

A Fiat Chrysler do Brasil lança oficialmente o Fiat Argo, um novo modelo hatch compacto, que será vendido em sete versões, três opções de motores e três de transmissão. Os preços são os seguintes: Drive 1.0 manual: R$ 46.800 (R$ 48.790 com a central multimídia); Drive 1.3 manual: R$ 53.900; Drive 1.3 GSR (Automatizado): R$ 58.900; Precision 1.8 manual: R$ 61.800; Precision 1.8 automático: R$ 67.800; HGT 1.8 manual: R$ 64.600; HGT 1.8 automático: R$ 70.600.

Fiat Argo Opening Edition

O Fiat Argo traz, n parte frontal, um capô longo e volumoso - que procura oferecer "imponência". Os faróis invadem a lateral e são bi-parábola, com guias de LEDS para assinatura visual. A grade tem um desenho tridimensional.

Fiat Argo 1.8 HGT

A parte inferior reforça visualmente a largura do carro com as tomadas de ar nas extremidades do para-choque.

Fiat Argo 1.3 Drive GSR

As caixas de roda são abauladas, fornecendo um aspecto musculoso. O modelo tem um entre-eixos de 2,52 metros, ofertando um bom espaço interno.

Fiat Argo 2018 HGT

Na traseira, as lanternas têm desenho fragmentado com formato em “C” apontando para o centro do logotipo FIAT e dando suporte para as laterais esculpidas da tampa traseira.

Fiat Argo Opening Edition

O para-choque esportivo, com seu desenho extrator, enfatiza o caráter jovial do carro, ao mesmo tempo em que garante leveza ao conjunto.

Vídeo - Fiat Argo



Interior

O painel tem uma composição em três níveis e dependendo da versão conta com sistema multimídia de 7 polegadas, de aspecto flutuante, assim como o layout das áreas funcionais (botões, climatização e saídas de ar).

Fiat Argo Opening Edition - interior

A parte superior do painel conta com saídas de ar laterais direcionadas para os ocupantes, e há integração entre painel e portas e a cobertura vazada do quadro de instrumentos.

Fiat Argo - interior - central multimídia

Na camada intermediária, a faixa pintada incorpora as três saídas de ar centrais. Na parte inferior, o controle central no conceito “tecla de piano” é uma novidade no segmento.

Fiat Argo 1.8 HGT Automático

O console central teve o layout trabalhado de maneira específica para cada tipo de câmbio (MT, GSR ou Automático), contemplando acesso à porta USB e entrada auxiliar. Aos passageiros do banco de trás estão disponíveis porta-objetos, porta-copo e mais uma entrada USB completa, que inclui transferência de dados.

Fiat Argo 1.8 HGT Automático - interior

O painel de portas possui apoia braço recoberto em tecido integrado ao puxador. Os bancos conta com volumes e contenções maiores.

Fiat Argo 1.8 HGT Automático - interior

Por fim, o volante, com aspecto esportivo, tem uma empunhadura levemente mais espessa, apoio para os polegares, base achatada e faixa central na parte superior.

Segurança

O Fiat Argo vem de série com dois airbags frontais, sendo que estão disponíveis como opcionais os airbags laterais dianteiros, câmera de ré com linhas dinâmicas e sensores de estacionamento. Bancos com ISOFIX, que permitem a melhor fixação de cadeiras infantis à carroceria, são de série em todas as versões do Fiat Argo, assim como os repetidores de pisca laterais nos retrovisores.

Fiat Argo - airbags laterais

Dependendo da versão, o Argo traz Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC), Controle de Tração (TC) e Hill-Holder – O assistente para partida em rampas impede que o carro se desloque nas saídas em trechos íngremes, evitando colisões. E também atua em manobras de estacionamento em subidas ou descidas.

Fiat Argo HGT

A carroceria reforçada com aços de alto resistência – Quase toda a carroceria do Fiat Argo usa aços de alta resistência. Em especial, as áreas que formam a célula de sobrevivência aos ocupantes contam com aços ultra resistentes ou até hot stamping em áreas planejadas. Na comparação com o Fiat Punto, o Fiat Argo teve aumento de 7% na rigidez torcional e de 8% na rigidez flexional, o que resulta em maior resistência, segurança e durabilidade.

Espaço

Segundo a Fiat, o Argo tem o maior habitáculo do segmento, com 2.806 litros de volume. Na categoria, ele oferece habitabilidade dianteira e traseira referencial. Com pessoas de estatura média no carro, quem viaja atrás consegue cruzar as pernas e viajar confortavelmente. O porta-malas de 300 litros tem formato retangular, quase sem interferência das caixas de roda. A área de carga pode ser consideravelmente ampliada com o rebatimento dos bancos traseiros bipartidos.

Fiat Argo - espaço traseiro

Posição de dirigir – O banco do motorista conta com ajuste de altura, enquanto o volante pode vir com regulagens de altura e profundidade. Essa combinação permite que o motorista encontre facilmente a melhor posição a bordo, independentemente de seu tipo físico.

Fiat Argo 1.3 GSR - Interior

Comandos no volante/paddle shifts permite selecionar a estação de rádio ou a música preferida e controlar as operações do telefone sem tirar as mãos do volante e os olhos do trânsito. Há ainda os paddle shifts para trocas de marcha nas versões automática e automatizada.

Fiat Argo 1.3 GSR - Interior

Central multimídia de 7 polegadas touchscreen – Esse é o grande diferencial do interior do Fiat Argo, como um tablet se sobressaísse acima do painel central, com ótima ergonomia e visibilidade. A central conta com tela multicolorida High Definition, sensível ao toque de sete polegadas, compatível com os aplicativos Apple CarPlay e Android Auto. Com eles, os comandos são feitos por botões, toques ou voz. Basta dizer o nome de uma música da playlist para que o sistema a disponibilize no sistema de áudio do carro. Com capacidade de receber aplicativos complementares de preferência do usuário, a central multimídia torna-se um conjunto completo de navegação, entretenimento e conveniência a bordo.

Fiat Argo 1.3 GSR - Interior

Quadro de instrumentos digital – Usando tecnologia TFT para alta definição de imagens, o display de 3,5 polegadas tem configuração personalizável de acordo com as preferências do motorista. Nas versões 1.8 (Precision e HGT), ela tem o dobro do tamanho (7 polegadas). Independentemente do tipo de tela, o computador de bordo é de série em todas as versões, com informações e controles detalhados do carro e da forma de condução. Dependendo da configuração, o número de funções à disposição do motorista pode chegar a 70.

Fiat Argo 1.3 GSR - Interior - câmera de ré

Keyless Entry’N’ Go – libera o uso do telecomando para destravar as portas e ligar a ignição no Fiat Argo. Sensores de presença instalados nas maçanetas dianteiras externas e na tampa do porta malas, somados ao botão de ignição instalado no interior da cabine, fazem todo o trabalho ao simples toque dos dedos.

Fiat Argo 1.3 GSR - Interior - ar-condicionado digital

Ar-condicionado automático – Para uma perfeita climatização a bordo, com controles digitais.

Fiat Argo HGT

Retrovisores externos multifunção – os retrovisores externos podem ser rebatidos ao toque de um botão (função Folding), função muito útil em vagas apertadas e ruas estreitas. Eles contam também com luz de cortesia (Puddle lamps), que ilumina a área onde o condutor e o passageiro irá pisar para sair, ou entrar, do veículo, assim que as portas são destravadas.

Fiat Argo HGT

Retrovisor interno eletrocrômico – O Fiat Argo pode contar com sensores de ofuscamento, crepuscular e de chuva, oferecidos num pacote que amplia a comodidade e a segurança do veículo. O primeiro escurece automaticamente o espelho quando uma luz forte é refletida, evitando prejudicar a visão do motorista. Já o segundo aciona automaticamente os faróis baixos quando a luminosidade externa se torna fraca. E o terceiro aciona os limpadores do para-brisa aos primeiros sinais de chuva.

Comportamento

O Fiat Argo é oferecido em três motores – Firefly com versões 1.0 três cilindros e 1.3 quatro cilindros, além do E.torQ 1.8 Evo VIS de 139 cv. O Argo Drive com propulsores Firefly 1.0 e 1.3 são os mais econômicos do segmento. Agora, quando o consumidor optar por um motor maior, fica claro que ele quer performance e então há o Argo 1.8.

Fiat Argo 1.0 Drive

O Argo Drive 1.0 e 1.3 trazem notam A no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular e também estão entre os mais fortes do segmento. Com 3 cilindros e 1.0 litro, Argo Drive tem 77 cv e 10,9 kgmf de torque com etanol. Quando 1.3, ele traz 4 cilindros, 109 cv e 14,2 kgmf de torque (etanol).

Fiat Argo 1.3 GSR

Já o Argo 1.8 conta com o motor E.torQ Evo VIS com 139 cv a 5.750 rpm e torque máximo de 19,3 kgfm a 3.750 rpm (ambos com etanol), as versões Precision e HGT do Argo são as mais potentes e velozes do segmento. Sem perder a vivacidade no trânsito, graças ao coletor de admissão variável, também chamado de VIS (sigla inglesa para Variable Intake System – sistema de admissão variável), que garante mais força em baixos regimes de rotação. Na prática, são dois coletores em um só: até 4.000 giros, o ar que vai para os cilindros passa por um caminho mais longo, favorecendo o torque. Acima dessa rotação, uma aleta é acionada e faz o ar percorrer um trajeto mais curto, gerando mais potência. A esportiva HGT, por exemplo, pode levar o Argo aos 192 km/h de velocidade máxima, com uma aceleração de zero a 100 km/h em apenas 9s2 segundos, os melhores números do segmento.

Fiat Argo 1.3 GSR

São três tipos de transmissão disponíveis: manual de cinco marchas, GSR Comfort por botões (também com cinco velocidades) e automática de seis marchas.

Fiat Argo 1.3 GSR - iluminação ambiente

Câmbio automático de seis marchas – Pela primeira vez, um carro de passeio compacto da Fiat produzido no Brasil vem equipado com caixa automática de seis marchas – a mesma do Fiat Toro. Essa moderna transmissão faz um casamento muito equilibrado com o propulsor E.torQ 1.8 Evo VIS de 139 cv, proporcionando trocas quase imperceptíveis e reduzindo a rotação em velocidade de cruzeiro.

Fiat Argo 1.3 GSR - interior

Câmbio GSR (Gear Smart Ride) Comfort – Essa transmissão automatizada equipa a versão Drive 1.3 GSR. Ele conta com sistema Auto-Up Shift Abort, que melhora as retomadas. Ela vem sempre com paddle shifts no volante, para momentos em que o motorista quer impor seu estilo de trocas de marcha, além do sistema Hill Holder que evita o desconforto do veículo se movimentar sem intenção nas subidas.

Fiat Argo 1.3 GSR - interior

Sistema Start&Stop – Item de série em todas as versões do Fiat Argo, ele desliga o motor automaticamente quando o carro está parado. Os benefícios são economia de combustível e menor emissão de poluentes.

Gama de versões

O Fiat Argo chega em sete versões, oferecendo três opções de motores, três ofertas de transmissão e três configurações de acabamento – Drive, Precision e HGT. Uma linha de produtos na medida certa, de casamento perfeito com as mais diversas necessidades, desejos e expectativas dos clientes. E com uma exclusiva série especial de lançamento, batizada de Opening Edition Mopar, limitada a 1.000 unidades.

Fiat Argo Drive 1.0 - R$ 46.800 reais (R$ 48.790 reais com central multimídia)

Fiat Argo 1.0 Drive

A versão de entrada, campeã de economia na categoria, vem equipada com o motor Firefly 1.0 de três cilindros (77 cv de potência e 10,9 kgfm de torque), com transmissão manual de cinco marchas. No pacote de itens de série, destaque para direção elétrica progressiva, ar-condicionado, display de alta resolução no quadro de instrumentos, banco do motorista com ajuste de altura, cintos de segurança retráteis de três pontos para todos os ocupantes, sistema Start&Stop, ISOFIX, travas elétricas e vidros dianteiros com acionamento elétrico.



Fiat Argo Drive 1.3 - R$ 53.900 reais

Fiat Argo Drive 1.3

Traz o motor Firefly 1.3 com potência de 109 cv e torque de 14,2 kgfm, melhor do segmento, acoplado a transmissão manual de cinco marchas. Destaque para as retomadas sem igual nessa faixa de motorização. Adiciona à versão 1.0 sistema de monitoramento da pressão dos pneus, central multimídia de 7 polegadas, com tela sensível ao toque, de alta definição, e compatível com os sistemas Apple CarPlay e Android Auto (esse item exclusivo é de série a partir desta versão), volante com comandos do rádio e telefone e 2ª porta USB para o passageiro traseiro.

Fiat Argo Drive 1.3 GSR - R$ 58.900 reais

Fiat Argo Drive 1.3 GSR Automatizada

A diferença aqui não é apenas a transmissão automatizada de cinco marchas GSR (Gear Smart Ride) Comfort. Esta versão conta também com Controle de Tração (TC), Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC) e sistema Hill-Holder, que evita que o carro se mova em breves paradas com inclinação. No console central, cinco botões permitem fácil acionamento, incluindo função Sport, que aciona um modo de condução mais esportivo. Por meio de paddle shifts no volante, o motorista pode trocar as marchas manualmente. O sistema conta ainda com a função Auto-Up Shift Abort, que garante retomadas mais vigorosas. Além disso tudo, conta ainda com ambient lights, que deixa o interno do veículo ainda mais requintado, controle de velocidade de cruzeiro, apoia braço para o motorista, vidro elétrico traseiro e retrovisores externos elétricos com função tilt down e repetidores laterais, a mais que a versão Drive 1.3 manual.

Fiat Argo Precision 1.8 - R$ 61.800 reais

Esta versão conta com motor E.torQ 1.8 16V Evo VIS, que atinge potência de 139 cv e 19,3 kgfm de torque (maiores valores para a categoria), acoplado à transmissão manual de cinco marchas. Na lista de itens de série, vale mencionar o sistema de alarme antifurto, faróis de neblina, faróis com luz de posição a LED, rodas de liga leve com aro 15 e banco traseiro bi-partido 60/40.

Fiat Argo Precision 1.8 AT6 - R$ 67.800 reais

A versão acrescenta o refinado câmbio automático de seis marchas, com possibilidade de trocas por paddle shifts junto ao volante. Para aprimorar a experiência e o conforto, ela inclui controle de velocidade de cruzeiro, apoio de braço para o motorista, volante revestido em couro e ambient lights.

Fiat Argo HGT 1.8 - R$ 64.600 reais

Fiat Argo HGT 1.8

A versão esportiva da gama combina visual imbatível à performance entregue pelo motor E.torQ 1.8 Evo VIS de 139 cv, combinado ao câmbio manual de cinco marchas. Oferece itens exclusivos, como o display multicolorido de 7 polegadas de alta definição e personalizável no quadro de instrumentos. Externamente ele se diferencia por grade dianteira inferior com acabamento vermelho, spoilers no para-choque, moldura preta na parte inferior da lateral e nas caixas de roda, ponteira de escapamento trapezoidal cromada, rodas de liga leve aro 16 e uma calibração de suspenção mais esportiva. Por dentro também há detalhes exclusivos, como o revestimento vermelho na parte central do painel. Também traz como diferencial uma calibração de suspensão e controle de estabilidade voltada para uma condução mais esportiva.

Fiat Argo HGT 1.8 AT6 - R$ 70.600 reais


Máximo conforto e performance na condução com a versão topo de gama, que agrega o câmbio automático de seis marchas ao pacote. A exemplo das demais versões equipadas com câmbio automático, possibilita trocas com recheio adicional de esportividade pelos paddle shifts junto ao volante, além do conforto do controle de velocidade e do apoio de braço para o motorista.

Série especial Opening Edition Mopar


Baseada na versão HGT 1.8 AT6, essa série limitada a 1000 unidades traz um conjunto de acessórios Mopar, montados no Custom Shop da fábrica de Betim. Disponível apenas na cor azul Portofino, ele vem com teto e retrovisores externos pintados de preto, e com um elegante aerofólio na tampa traseira, também na cor preta. Entre os acessórios Mopar, destaque para rodas de alumínio escurecidas (aro 16), protetor de soleira das portas, tapetes de borracha e carpete, kit de alto-falantes de alta performance com 60 W e o badge “Mopar” nas colunas traseiras. Além disso, o Opening Edition Mopar vem com a conveniência do Mopar Vehicle Protection (MVP), com as três primeiras revisões inclusas.

49 comentários:


  1. "O Argo 1.0 Drive tem 3,99 m de comprimento, 1,72 m de largura, 1,50 m de altura e 2,52 m de distância entre-eixos. A altura mínima do solo é de 15,5 cm. Isso faz dele maior que o HB20 (3,92 m de comprimento, 1,68 m de largura, 1,47 m de altura e 2,50 m de entre-eixos) e que o Onix (3,93 m de comprimento, 1,70 m de largura, 1,47 m de altura e 2,52 m de entre-eixos). Já a altura mínima do solo do HB20 é de 16,5 cm, enquanto a do Onix é de 12 cm."

    Já a versão HGT, conta com alguns elementos no visual que ampliam a largura para 1,75 m.

    https://www.google.com.br/amp/revistaautoesporte.globo.com/amp/Noticias/noticia/2017/05/fiat-argo-todas-versoes-e-itens-do-novo-hatch.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como o carro tem 1,72m de largura em algumas versões e 1,75m em outras?

      Excluir
    2. Eu acredito que sejam aqueles acabamentos nas caixas de rodas que devem ampliar a largura, só pode ser isto.

      Excluir
    3. Confirmado:
      Todas as versões do Argo tem 3,99 metros de comprimento e 1,72 metros de largura.

      Apenas a versão top 1.8 HGT tem 1,75 metros de largura, provavelmente por causa da moldura de plástico das caixas de rodas.

      Excluir
    4. Só a versão HGT possui a bitola mais larga para abrigar as rodas opcionais aro 17.

      Excluir
  2. quando nao fala de golf fala de argo hahaahahahaahah

    ResponderExcluir
  3. Surpreendeu visualmente nas versões mais caras... agora tem que ver de perto se tem qualidade de construção, e, se muito curioso, test-drive. A que mais me gera curiosidade é a 1.3. Pena ainda não termos o preço.

    ResponderExcluir
  4. Confirmado:
    Todas as versões do Argo tem 3,99 metros de comprimento e 1,72 metros de largura.

    Apenas a versão top 1.8 HGT tem 1,75 metros de largura, provavelmente por causa da moldura de plástico das caixas de rodas.

    ResponderExcluir
  5. PARABENS PARA A FIAT.

    Produto finalmente top!

    ResponderExcluir
  6. Nossa q carro lindo a fiat argo agora fiquei com dunvidas entre ele e o ethios parabens fiat adorei a argo 1.3 versao DRIVE .

    ResponderExcluir
  7. O carro surpreendeu assim quando a Fiat lançou o Palio nos
    anos 90 .
    Pelas fotos , parece que será líder do mercado brasileiro até o final do ano .

    ResponderExcluir
  8. Não gostei de algumas coisas. Essa tela é retrátil? Os bancos são feios. Muito plástico. Apesar disso uma coisa é fato, vai esmerilhar nas vendas. Galera vai comprar a versão de entrada e personalizar com itens de versões mais caras, é a cara do Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com tudo que você disse.

      Excluir
    2. Muito plástico, acho que não, ou você prefere portas igual a do up?

      Excluir
    3. Mas o Up é carro de nicho na Europa. O Brasil apenas seguiu o projeto.

      Excluir
  9. Start stop, isofix e repetidor de seta, em todas as versões.
    Começou bem o argo, surpreendeu!
    Alguns detalhes legais, como o display do painel e USB pro banco traseiro.
    Vai dar trabalho, tomara que não seja mais um zero estrelas!

    ResponderExcluir
  10. não sou fã de fiat não, mas estou gostando desse carrinho ai.

    ResponderExcluir
  11. Cara... essa versão GSR por botões 1.3 com esp ficou demais! FIAT finalmente surpreendeu positivamente. Se a mecânica se mostrar confiável tem tudo pra ser sucesso de vendas e de crítica. Parabéns Fiat!

    ResponderExcluir
  12. Aposto que no ano que vem quando a Fiat lançar a linha 2019, uma ou outra versão será descontinuada. A primeira na minha opinião será a HGT com câmbio manual.

    ResponderExcluir
  13. Tem site insistindo em afirmar que o ARGO vem para concorrer com Onix e HB20 - apenas para desprestigiar o carro.

    Pelo jeito, o POLO vai ter muita dificuldade com ele, sobretudo com o Argo 1,8 litros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que as versões 1.8 devem brigar com o Polo e as mais simples com HB20 e Onix. Vamos esperar os preços, mas acho que a Fiat mandou bem, pra mim algumas coisas poderiam ser melhores mas a única mancada mesmo foi manter esse defasado câmbio GSR na versão 1.3 - Onix e HB20 agradecem e até o Fox deve ganhar em breve um câmbio automático de verdade antes da sua merecida aposentadoria - ele tá meio cansado já, coitado... vamos ver se VW lança no Polo a combinação 1.0 TSI com câmbio automático ou dupla embreagem, que seria uma combinação matadora é necessária pra bater no 1.8 AT6 da Fiat.

      Excluir
    2. Por favor, não rebaixe o Polo comparando com isso aí.

      Excluir
  14. Parece um Fiat mais bem construído que Mobi, Uno e cia. Ficou bem bonito, lembra bastante o novo Tipo e acho que tem tudo pra esquentar a briga no mercado brasileiro. O fato de oferecer alguns itens como controles de tração e estabilidade e airbags laterais pode ajudar a elevar o nível dos bem vendidos Ônix e HB20. E é possível desligar o às vezes intrometido sistema Start-Stop, viu Cruze?

    ResponderExcluir
  15. Achei o carro bom esteticamente. Nada demais, nada de menos. Tecnologicamente a FIAT parece ter evoluído bastante em níveis conceituais e em equipamentos.pena são esse tanto de opcionais.
    Não compraria a versão 1.3 GSR. Todo mundo sabe dos problemas desse câmbio, e com certeza é um dos piores do mercado automotivo. O motor 1.3 firefly é o melhor motor, mas só vem com a opção manual ou GSR, o que já desanima um pouco. Eu,sinceramente, iria nesta versão manual ou arriscaria no defasado motor 1.8 etorq com câmbio at6, pq gosto de potência e o câmbio é relativamente bom. Ou esperaria pelo motor 1.3 firefly turbo, mas este demora.

    ResponderExcluir
  16. Eu olho os pedais e o espaço dianteiro para as pernas e vejo o palio. Com certeza ainda é a plataforma do palio requentada.

    Se fosse a plataforma do punto, ao menos, o espaço ali seria diferente.

    Outra bola fora: console central muito pouco trabalhado. Faltam porta-objetos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Plataforma 20% Punto 80% Totalmente nova . sendo usado aço de ultra resistencia. Da plataforma requentada do Palio como voce diz nao tem nada .

      Excluir
  17. Não gosto deste "GSR" que é um Dualogic melhorado, mas ao menos colocasse uma alavanca de câmbio tradicional no automatizado, esses botões destoam do conjunto do carro, de resto muito bom, internamente está excelente. Externamente tem pontos positivos e negativos, mas no geral tá muito bom. Líder ? Tranquilamente.

    ResponderExcluir
  18. Surpresa seria uma versão 1.3 AT6 pelo mesmo preço desse trancologic.

    ResponderExcluir
  19. Esse frankestein ficaria perfeito com o motor do etios e cambio vw!

    ResponderExcluir
  20. Parece que no at6 o 0 a 100 é 8.6s. 9.2s no manual. Mais rápido que Golf 1.0 Tsi!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até alguma revista testar e mostrar a triste realidade. A QR já dirigiu esse 1.8 e mencionou que está longe de mostrar a agilidade que poderia ter se fosse um motor mais moderno.

      Excluir
  21. Matador, de Onix, Gol, HB20, Ka, Sandero, Polo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Matador de Mobi Drive e Uno pode ser

      Excluir
    2. Matador principalmente do Palio, pois não é à toa que o Palio não recebeu os novos motors. Vai sair de linha mesmo, assim como o Fox irá sair, quando chegar o POLO.

      Excluir
  22. Pessoal, não se empolga não, esse texto é institucional, fornecido pela Fiat, por isso o monte de auto elogios.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é um chato q anda a pé!

      Excluir
    2. Renner foi demitido da Ford e agora trabalha na Fiat.

      Excluir
  23. Essa largura de 1,72 na realidade é menor por considera a caixa das rodas saltada; no fim das contas, internamente na largura e igual a Ônix e Hb20 e inferior ao Sandero.Conforme a 4R, se o motorista e os acompanhantes tiverem até 1,75 viaja-se com conforto, acima disso, o bicho pega.

    ResponderExcluir
  24. Ótima matéria, parabéns CarBlog. Tirei algumas duvidas importante sobre o veículo.

    ResponderExcluir
  25. Gostei, mas tudo vai depender do PREÇO.

    ResponderExcluir
  26. BRASILEIRO E MUITO OTÁRIO.
    FIAT ARGO -E VW GOL SEMELHANÇA AO EXTREMO.
    PODE OLHAR TEM UM CONTROL C - CONTROL V .
    KKKKKKK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gol? Eu ainda acho que é um cruzamento entre HB20 e o próprio Fiat Mobi e, na minha opinião, o resultado é um carro com aparência melhor que o Mobi e HB20.

      Excluir
  27. Matador principalmente do Palio, pois não é à toa que o Palio não recebeu os novos motores. Vai sair de linha mesmo, assim como o Fox irá sair, quando chegar o POLO.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.